1,2-Dimetilidrazina: Alquilante de DNA que se demonstrou ser um potente carcinógeno e é amplamente utilizado para induzir tumores de colo em animais experimentais.Dimetilidrazinas: Hidrazinas substituídas com dois grupos metil em qualquer posição.Metilidrazinas: Hidrazinas substituídas por um ou mais grupos metil em qualquer posição.Monometilidrazina: Hidrazina substituída com um grupo metil.Neoplasias do Colo: Tumores ou câncer do COLO.Carcinógenos: Substâncias que aumentam (em seres humanos e animais) o risco para [apresentar] NEOPLASIAS. Entre elas estão tanto as substâncias químicas genotóxicas (que afetam diretamente o DNA) como as substâncias químicas não genotóxicas (que induzem as neoplasias por outro mecanismo).HidrazinasColo: O segmento do INTESTINO GROSSO entre o CECO e o RETO. Inclui o COLO ASCENDENTE; o COLO TRANSVERSO; o COLO DESCENDENTE e o COLO SIGMOIDE.Focos de Criptas Aberrantes: Agregados de criptas colônicas que têm a aparência diferente daquela da mucosa circunjacente quando visualizados após a coloração. São de interesse médico como supostos precursores de adenomas colorretais e marcadores potenciais de carcinoma colorretal.Lesões Pré-Cancerosas: Relativo a um processo patológico que tende a tornar-se maligno. (Dorland, 28a ed)Clorofilídios: Produtos da hidrólise de clorofilas nos quais as cadeias laterais do ácido fítico foram removidas e os ácidos carboxílicos saponificados.Acetato de Metilazoximetanol: A aglicona da CICASINA. Atua como um potente carcinógeno e neurotoxina, inibindo a síntese hepática de DNA, RNA e proteínas.Neoplasias Experimentais: Crescimento anormal de TECIDOS em animais, induzidos experimentalmente para estabelecer um modelo de estudo das neoplasias humanas.Cocarcinogênese: A combinação de dois ou mais fatores diferentes na produção de câncer.Ratos Endogâmicos F344Neoplasias Intestinais: Tumores ou câncer dos INTESTINOS.Mucosa Intestinal: Revestimento dos INTESTINOS, consistindo em um EPITÉLIO interior, uma LÂMINA PRÓPRIA média, e uma MUSCULARIS MUCOSAE exterior. No INTESTINO DELGADO, a mucosa é caracterizada por várias dobras e muitas células absortivas (ENTERÓCITOS) com MICROVILOSIDADES.Anticarcinógenos: Agentes que reduzem a frequência ou a taxa de manifestação de tumores espontâneos ou induzidos independentemente do mecanismo envolvido.Amorphophallus: Gênero de plantas da família ARACEAE cujos membros contêm glicomananas de konjac (MANANAS) e SEROTONINA.Adenossarcoma: Neoplasia maligna que se origina simultânea ou consecutivamente no tecido mesodérmico e no epitélio glandular da mesma região. (Stedman, 25a ed)Adenocarcinoma: Tumor epitelial maligno com organização glandular.Compostos AzoNeoplasias do Ceco: Tumores ou câncer do CECO.Intestino Grosso: Segmento do TRATO GASTRINTESTINAL INFERIOR, compreendendo o CECO, o COLO e o RETO.Fibras na Dieta: Resíduos de paredes celulares e tecidos de sustentação de vegetais. Desempenham funções importantes no organismo, relacionadas ao metabolismo de lipídios e carboidratos e na fisiologia do trato gastrintestinal, além de assegurar absorção mais lenta dos nutrientes e promover sensação de saciedade. (POURCHET-CAMPOS 1998)Ratos Endogâmicos: Indivíduos geneticamente idênticos desenvolvidos de cruzamentos entre animais da mesma ninhada que vêm ocorrendo por vinte ou mais gerações ou por cruzamento entre progenitores e ninhada, com algumas restrições. Também inclui animais com longa história de procriação em colônia fechada.Adenoma: Tumor epitelial benigno com organização glandular.Doenças do Colo: Processos patológicos na região do COLO do INTESTINO GROSSO.Alquilação: Ligação covalente de um grupo alquila a um composto orgânico. Pode ocorrer por uma simples reação de adição ou por substituição de outro grupo funcional.Pectinas: Polissacarídeos de alta massa molecular presentes na parede celular de todas as plantas. As pectinas unem as paredes celulares. São usadas como emulsificantes e estabilizantes na indústria alimentícia. Têm sido testadas para uma variedade de usos terapêuticos, inclusive como agentes antidiarreicos (em que geralmente não são mais consideradas efetivas), e no tratamento da hipercolesterolemia.GuaninaCelulose: Polissacarídeo com unidades de glucose ligadas como em CELOBIOSE. É o constituinte principal de fibras de plantas, sendo o algodão, forma natural mais pura desta substância. Como matéria-prima, forma a base de muitos derivados utilizados em cromatografia, material de troca iônica, manufatura de explosivos e preparações farmacêuticas.Ratos Wistar: Linhagem de ratos albinos desenvolvida no Instituto Wistar e que se espalhou amplamente para outras instituições. Este fato diluiu marcadamente a linhagem original.Reto: Segmento distal do INTESTINO GROSSO, entre o COLO SIGMOIDE e o CANAL ANAL.Injeções Subcutâneas: Administração forte e assertiva sob a pele, de medicação líquida, nutrientes ou outros fluidos através de uma agulha que perfura a pele.Azoximetano: Potente composto carcinógeno e neurotóxico. É particularmente eficaz na indução de carcinomas de cólon.Ceco: Bolsa cega (ou área em fundo-de-saco) do INTESTINO GROSSO, localizada abaixo da entrada do INTESTINO DELGADO. Apresenta uma extensão em forma de verme, o APÊNDICE vermiforme.Intestino Delgado: Porção do TRATO GASTRINTESTINAL entre o PILORO (do ESTÔMAGO) e a VALVA ILEOCECAL (do INTESTINO GROSSO). É dividido em três porções: DUODENO, JEJUNO e ÍLEO.Divisão Celular: Fissão de uma CÉLULA. Inclui a CITOCINESE quando se divide o CITOPLASMA de uma célula e a DIVISÃO DO NÚCLEO CELULAR.