Quinolonas: Grupo de derivados dos ácidos carboxílicos naftiridina ou quinolina, ou do ÁCIDO NALIDÍXICO.4-Quinolonas: QUINOLONAS contendo um 4-oxo (uma carbonila na posição para ao nitrogênio). Inibem a subunidade A da DNA GIRASE e são utilizadas como antimicrobianos. A segunda geração de 4-quinolonas também é substituída com um grupo 1-piperazinilo na posição 7 e um flúor na posição 6.Anti-Infecciosos: Substâncias que impedem a disseminação de agentes ou organismos infecciosos ou que matam agentes infecciosos para impedir a disseminação da infecção.Fluoroquinolonas: Grupo de QUINOLONES com pelo menos um átomo de fluor e um grupo piperazinila.Ciprofloxacino: Carboxifluoroquinolina antimicrobiana de amplo espectro.NaftiridinasOfloxacino: Fluoroquinolona sintética antibacteriana que inibe a atividade de formação de espiral da DNA GIRASE bacteriana, impedindo a REPLICAÇÃO DO DNA.Testes de Sensibilidade Microbiana: Qualquer teste que demonstre a eficácia relativa de diferentes agentes quimioterápicos contra micro-organismos específicos (isto é, bactérias, fungos, vírus).Norfloxacino: Fluoroquinolona (FLUOROQUINOLONAS) sintética com amplo espectro de atividade antibacteriana contra a maioria das bactérias Gram-negativa e Gram-positiva. A norfloxacina inibe a DNA GIRASE bacteriana.Inibidores da Topoisomerase II: Compostos que inibem a atividade da DNA TOPOISOMERASE II. Sob esta categoria são incluídos vários ANTINEOPLÁSICOS endereçados à forma eucariótica da topoisomerase II e ANTIBACTERIANOS, endereçados à forma procariótica da topoisomerase II.DNA Girase: DNA topoisomerase II bacteriana que catalisa a quebra, dependente de ATP, das duas fitas de DNA, a passagem das fitas íntegras através das aberturas e a reagrupamento das cadeias quebradas. A girase se liga ao DNA sob a forma de um heterotetrâmero que consiste de duas subunidades A e duas subunidades B. Na presença de ATP, a girase também pode converter o duplex relaxado de DNA circular em uma super-hélice. Na ausência de ATP, o DNA superespiralado é relaxado pela DNA girase.DNA Topoisomerase IV: DNA topoisomerase II bacteriana que catalisa a quebra (dependente de ATP) de ambas as fitas de DNA, a passagem das fitas íntegras através das aberturas e a reconjunção das fitas rompidas. A topoisomerase IV liga-se ao DNA como heterotetrâmero composto por 2 subunidades parC e 2 subunidades parE, sendo ainda uma enzima que solta os cromossomos filhos interligados após a replicação do DNA.Enoxacino: Antibacteriano 6-fluoronaftiridinona de largo espectro, estruturalmente relacionado ao ÁCIDO NALIDÍXICO.QuinolinasAntibacterianos: Substâncias que reduzem a proliferação ou a reprodução de BACTÉRIAS.Ácido Nalidíxico: Antimicrobiano sintético 1,8-naftiridina, com um espectro bactericida limitado. É um inibidor da subunidade A da DNA GIRASE bacteriana.Levofloxacino: L-isômero de Ofloxacin.Resistência Microbiana a Medicamentos: Capacidade de micro-organismos (especialmente bactérias) em resistir ou tornar-se tolerante a agentes quimioterápicos, antimicrobianos ou a antibióticos. Essa resistência pode ser adquirida através de mutação gênica ou plasmídeos transmissíveis com DNA estranho (FATORES R).DNA Topoisomerases Tipo II: DNA TOPOISOMERASES que catalisam a quebra dependente de ATP de ambas as fitas de DNA, passagem das fitas não quebradas através das quebras, e re-união das fitas quebradas. Estas enzimas provocam relaxamento do DNA superespiralado e resolução de uma dupla hélice de DNA circular nodular.Pefloxacina: Antibacteriano de fluoroquinolona de largo espectro, ativo contra bactérias Gram-negativa e Gram-positiva.Compostos AzaFarmacorresistência Bacteriana: Capacidade da bactéria em resistir ou tornar-se tolerante aos agentes quimioterápicos, antimicrobianos ou a antibióticos. Essa resistência pode ser adquirida através de mutação gênica ou plasmídeos transmissíveis com DNA estranho (FATORES R).Fleroxacino: Fluoroquinolona antimicrobiana de largo espectro. A droga inibe fortemente a atividade superespiralada do DNA da DNA GIRASE.DNA Super-Helicoidal: DNA duplo circular isolado de vírus, bactérias e mitocôndrias sob a forma superespiralada ou supertorcida. Este DNA superespiralado é dotado de energia livre. Durante a transcrição, a magnitude de iniciação pelo RNA é proporcional à torção do DNA.Ácido Oxolínico: Antimicrobiano sintético relacionado ao ÁCIDO NALIDÍXICO e utilizado em INFECÇÕES URINÁRIAS.Escherichia coli: Espécie de bactérias Gram-negativas, facultativamente anaeróbicas, em forma de bastão (BACILOS GRAM-NEGATIVOS ANAERÓBIOS FACULTATIVOS) comumente encontrada na parte mais baixa do intestino de animais de sangue quente. Geralmente não é patogênica, embora algumas linhagens sejam conhecidas por produzir DIARREIA e infecções piogênicas. As linhagens patogênicas (virotipos) são classificadas pelos seus mecanismos patogênicos específicos como toxinas (ESCHERICHIA COLI ENTEROTOXIGÊNICA), etc.Staphylococcus aureus: Bactérias potencialmente patogênicas encontradas em membranas nasais, pele, folículos pilosos e períneo de animais homeotermos. Podem causar diversos tipos de infecções e intoxicações.Dermatite Fototóxica: Tipo de fotossensibilidade quimicamente induzida, não imunológica, produzindo uma dermatite algumas vezes vesicular. Resulta em hiperpigmentação e descamação das áreas da pele expostas à luz.Streptococcus pneumoniae: Organismo Gram-positivo encontrado no trato respiratório superior, exsudatos inflamatórios e diversos fluidos corpóreos de humanos normais ou adoentados e, raramente, de animais domésticos.Bactérias Gram-Positivas: Bactérias que retêm a coloração de cristal violeta quando tratadas pelo método de Gram.Farmacorresistência Bacteriana Múltipla: Capacidade da bactéria em resistir ou tornar-se tolerante a diversas drogas estrutural e funcionalmente distintas simultaneamente. Essa resistência pode ser adquirida através de mutação gênica ou plasmídeos transmissíveis com DNA estranho (FATORES R).Macrolídeos: Grupo de compostos macrocíclicos frequentemente glicosilados formado por uma cadeia em extensão de vários PROPIONATOS ciclizados em uma lactona grande (caracteristicamente de 12, 14 ou 16 membros). Os macrolídeos pertencem à classe de POLICETÍDEOS de produtos naturais e muitos membros apresentam propriedades antibióticas.Bactérias Gram-Negativas: Bactérias que perdem a coloração de cristal violeta, mas ficam coloridas em rosa quando tratadas pelo método de Gram.Bactérias AnaeróbiasOxazinas: Heterocíclicos de seis membros contendo um oxigênio e um nitrogênio.Bactérias: Um dos três domínios da vida, também denominado Eubacterias (os outros são Eukarya e ARCHAEA). São micro-organismos procarióticos, unicelulares, com parede celular geralmente rígida. Multiplicam-se por divisão celular e apresentam três formas principais: redonda (cocos), bastonete (bacilos) e espiral (espiroquetas). Podem ser classificadas pela resposta ao OXIGÊNIO (aeróbicas, anaeróbicas, ou anaeróbicas facultativas), pelo modo de obter energia: quimiotróficas (via reação química) ou PROCESSOS FOTOTRÓFICOS (via reação com luz), quimiotróficas, pela fonte de energia química. As quimiolitotróficas (a partir de compostos inorgânicos) ou CRESCIMENTO QUIMIOAUTOTRÓFICO (a partir de compostos orgânicos), e pela fonte de CARBONO, NITROGÊNIO, etc. PROCESSOS HETEROTRÓFICOS (a partir de fontes orgânicas) e PROCESSOS AUTOTRÓFICOS (a partir de DIÓXIDO DE CARBONO). Podem também ser classificadas por serem coradas ou não (com base na estrutura da PAREDE CELULAR) pelo CRISTAL VIOLETA: Gram-positivas ou Gram-negativas.Clopidol: Agente anticoccídeo muito eficaz usado em aves domésticas.DNA Bacteriano: Ácido desoxirribonucléico que forma o material genético de bactérias.Infecções Bacterianas: Infecções por bactérias, gerais ou inespecíficas.Novobiocina: Composto antibiótico derivado de Streptomyces niveus. Tem uma estrutura química similar à cumarina. A novobiocina se liga à DNA girase e bloqueia a atividade da adenosina trifosfatase (ATPases). (Tradução livre do original: Reynolds, Martindale The Extra Pharmacopoeia, 30th ed, p189)Pseudomonas aeruginosa: Espécie de bactérias em bastonete, gram-negativas e aeróbias, comumente isoladas de amostras clínicas (feridas, queimaduras e infecções do trato urinário). Também é amplamente distribuída no solo e na água. P. aeruginosa é um dos principais agentes de infecção hospitalar.Mutação: Qualquer mudança detectável e hereditária que ocorre no material genético causando uma alteração no GENÓTIPO e transmitida às células filhas e às gerações sucessivas.Bartonella bacilliformis: Espécie tipo do gênero BARTONELLA, bactéria Gram-negativa encontrada em humanos. Encontra-se nos vales montanhosos do Peru, Equador e sudoeste da Colômbia onde o vetor, mosquito-pólvora (veja PHLEBOTOMUS) está presente. Causa FEBRE DE OROYA e VERRUGA PERUANA.Evodia: Gênero de plantas da família RUTACEAE utilizadas na medicina Chinesa (MEDICAMENTOS DE ERVAS CHINESAS). A evodiamina e outros alcaloides quinazolínicos (QUINAZOLINAS) são obtidos do fruto da E. ruticarpa.Mycobacterium fortuitum: Espécie não fotocromogênica de crescimento rápido que é potencialmente patogênica, produzindo lesões do pulmão, osso ou tecido mole após traumatismo. Tem sido encontrada no solo e em locais de injeção no homem, boi e em animais de sangue frio. (Dorland, 28a ed)Relação Estrutura-Atividade: Relação entre a estrutura química de um composto e sua atividade biológica ou farmacológica. Os compostos são frequentemente classificados juntos por terem características estruturais em comum, incluindo forma, tamanho, arranjo estereoquímico e distribuição de grupos funcionais.Resistência a Múltiplos Medicamentos: Resistência simultânea a várias drogas estrutural e funcionalmente diferentes.Tetraciclinas: Derivados congêneres bastante próximos da naftacenocarboxamida policíclica.Genes Bacterianos: Unidades hereditárias funcionais das BACTERIAS.Ornidazol: Agente antiprotozoário à base de nitroimidazol utilizado em infecções por amebas e TRICHOMONAS. É parcialmente ligado ao plasma e também apresenta ação sensibilizadora à radiação.Aminoglicosídeos: Compostos glicosilados em que há um substituinte amina no glicosídeo. Alguns deles são ANTIBACTERIANOS clinicamente importantes.Cefalosporinas: Grupo de antibióticos de amplo espectro isolado primeiramente do fungo mediterrâneo ACREMONIUM. Estes antibióticos contêm o grupamento beta-lactâmico, o ácido tio-azabiciclo-octenocarboxílico, também chamado ácido 7-aminocefalosporânico.Neisseria gonorrhoeae: Espécie de bactéria Gram-negativa aeróbia que é encontrada primariamente em secreções purulentas venéreas. É o agente causador da GONORREIA.Inibidores da Topoisomerase: Compostos que inibem a atividade das DNA TOPOISOMERASES.Proteínas de Bactérias: Proteínas encontradas em qualquer espécie de bactéria.Infecções por Bactérias Gram-Negativas: As infecções causadas por bactérias que se coram de rosa (negativa) quando tratadas pelo método de coloração do gram.beta-Lactamas: AMIDAS cíclicas compostas por quatro partes, melhor conhecidas por PENICILINAS baseadas na biciclotiazolidina, bem como as CEFALOSPORINAS baseadas na biciclotiazina, e que incluem MONOBACTAMAS monocíclicas. As BETA-LACTAMASES hidrolizam o anel beta-lactâmico contribuindo para a RESISTÊNCIA BETA-LACTÂMICA da bactéria infectante.Bactérias AeróbiasCombinação Trimetoprima-Sulfametoxazol: Esta combinação de drogas provou ser um agente terapêutico efetivo, com uma atividade antibacteriana de amplo espectro contra organismos tanto Gram-positivo como Gram-negativo. É eficiente no tratamento de muitas infecções, entre elas a PNEUMONIA POR PNEUMOCISTIS em AIDS.Quinazolinonas: Produtos químicos com dois anéis aromáticos unidos incorporando dois átomos de nitrogênio e um dos carbonos oxidados com um ceto oxigênio.Plasmídeos: Moléculas extracromossômicas, geralmente de DNA CIRCULAR, que são autorreplicantes e transferíveis de um organismo a outro. Encontram-se em uma variedade de bactérias, Archaea, fungos, algas e espécies de plantas. São usadas na ENGENHARIA GENÉTICA como VETORES DE CLONAGEM.Cloranfenicol: Antibiótico primeiramente isolado a partir de culturas do Streptomyces venequelae em 1947 e agora produzido sinteticamente. Possui uma estrutura relativamente simples e foi o primeiro antibiótico de amplo espectro a ser descoberto. Atua interferindo com a síntese proteica das bactérias e é principalmente bacteriostático.QuinolizinasBronquite Crônica: Subcategoria de DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA. A doença é caracterizada por hipersecreção de muco acompanhado de tosse crônica (superior a 3 meses em 2 anos consecutivos). Agentes infecciosos são as maiores causas de bronquite crônica.Lactamas: AMIDAS cíclicas formadas de ácidos aminocarboxílicos pela eliminação de água. As lactimas são formas enol das lactamas.Bacteroides fragilis: Bactérias Gram-negativas que ocorrem no trato intestinal inferior do homem e outros animais. É a espécie de bactéria anaeróbia mais comum de ser isolada de infecções de tecido mole humano.Enterobacteriaceae: Família de bactérias Gram-negativas, anaeróbias facultativas e em forma de bastonete, que não formam endosporos. Seus organismos são distribuídos por todo o mundo, alguns sendo saprófitas e outros parasitas de plantas e animais. Muitas espécies são de considerável importância econômica devido a seus efeitos patogênicos na agricultura e em animais de criação.Resposta SOS (Genética): Mecanismo propenso a erro ou conjunto de funções para reparar o DNA microbiano danificado. As funções de SOS (um conceito derivado do SOS do sinal internacional de perigo) estão envolvidas no reparo e na mutagênese do DNA, na inibição da divisão celular, na recuperação das condições fisiológicas normais depois do reparo do DNA e, possivelmente, na morte celular quando o dano no DNA é extenso.Complexo Mycobacterium avium: Complexo que inclui várias linhagens de M. avium. M. intracellulare não é facilmente distinguida de M. avium, razão pela qual é incluída no complexo. A maioria destes organismos é frequentemente encontrada em secreções pulmonares de pessoas com micobacteriose semelhante à tuberculose. Linhagens deste complexo também têm sido associadas com linfadenite infantil e AIDS. M. avium sozinha causa tuberculose em várias aves e outros animais, inclusive porcos.Infecções por Escherichia coli: As infecções por bactérias da espécie ESCHERICHIA COLI.Ureaplasma: Gênero de bactérias Gram-negativas, sem motilidade, parasitas comuns do trato urogenital de humanos, bovinos, cães e macacos.Imipenem: Tienamicina semissintética que apresenta um amplo espectro de atividade antibacteriana contra bactérias Gram-negativas e Gram-positivas, tanto aeróbias como anaeróbias, incluindo muitas linhagens multirresistentes. É estável para beta-lactamases. Estudos clínicos têm demonstrado sua alta eficácia no tratamento de infecções de vários sistemas do corpo. Sua eficiência é aumentada quando administrada em combinação com CILASTATINA, um inibidor da dipeptidase renal.Stenotrophomonas maltophilia: Espécie de STENOTROPHOMONAS, previamente chamada Xanthomonas maltophilia, que reduz nitrato. É uma das causas de infecção ocular e pulmonar adquiridas em hospital, especialmente em pacientes com fibrose cística e pacientes imunossuprimidos.Contagem de Colônia Microbiana: Enumeração por contagem direta de CÉLULAS ou ESPOROS viáveis isolados de bactérias, archaea ou fungos capazes de crescerem em MEIOS DE CULTURA sólidos. O método é usado rotineiramente por microbiologistas ambientais para quantificar organismos no AR, ALIMENTOS E ÁGUA; por clínicos, para medir a resistência microbiana dos pacientes e no teste de medicamentos antimicrobianos.Resistência às Penicilinas: Não suscetibilidade de um organismo à ação das penicilinas.Klebsiella pneumoniae: Bastonetes Gram-negativos, sem motilidade, capsulados, produtores de gás, encontrados amplamente na natureza e associados com infecções urinária e respiratória em humanos.Uso de Medicamentos: Refere-se ao uso de medicamentos como o apresentado em estudos hospitalares individualizados, estudos do tipo "Food and Drug Administration", venda e consumo etc. Inclui o armazenamento de drogas e dossiês de pacientes submetidos a quimioterapia.Proteínas da Membrana Bacteriana Externa: Proteínas isoladas da membrana externa de bactérias Gram-negativas.Mycobacterium: Gênero de bactérias Gram-positivas e aeróbias. A maioria das espécies é de vida livre no solo e na água, embora o principal habitat para algumas sejam tecidos doentes de hospedeiros homeotermos.Compostos de Espiro: Grupo de compostos consistindo em parte de dois anéis que compartilham um átomo (geralmente um carbono).Estreptococos Viridans: Grande grupo heterogêneo de steptococcus, predominantemente alfa-hemolítico. Colonizam o trato respiratório no nascimento e geralmente apresentam baixo grau de patogenicidade. Entre as espécies deste grupo estão: STREPTOCOCCUS MITIS, STREPTOCOCCUS MUTANS, STREPTOCOCCUS ORALIS, STREPTOCOCCUS SANGUIS, STREPTOCOCCUS SOBRINUS e o STREPTOCOCCUS MILLERI (GRUPO). Os últimos são frequentemente beta-hemolíticos, causando geralmente infecções piogênicas invasivas, inclusive abscessos no cérebro e no abdômen.Enterobacter cloacae: Espécie de bactéria Gram-negativa, anaeróbia facultativa e em forma de bastonete, que ocorre na água, esgotos, solo, carne, ambientes hospitalares, e na pele e trato intestinal do homem e outros animais como comensal.Eritromicina: Macrolida antibiótica bacteriostática produzida por Strepmyces erythreus. A eritromicina A é considerada seu componente mais ativo. Em organismos sensíveis inibe a síntese proteica por ligação às subunidades ribossômicas 50S. Este processo de ligação inibe a atividade da peptidil transferase e interfere com a translocação de aminoácidos durante a tradução e produção de proteínas.Infecções Urinárias: Respostas inflamatórias do epitélio do SISTEMA URINÁRIO a invasões microbianas. Frequentemente são infecções bacterianas associadas com BACTERIÚRIA e PIÚRIA.Rifampina: Antibiótico semissintético produzido de Streptomyces mediterranei. Tem um amplo espectro antibacteriano, incluindo atividade contra várias formas de Mycobacterium. Em organismos suscetíveis, inibe a atividade da RNA polimerase dependente de DNA, formando um complexo estável com a enzima. Então, suprime a iniciação da síntese de RNA. A rifampina é bactericida, e age tanto em organismos intracelulares quanto extracelulares.Clindamicina: Antibacteriano análogo semissintético da LINCOMICINA.beta-Lactamases: Enzimas encontradas em muitas bactérias que catalisam a hidrólise da ligação amida no anel beta-lactama. Os antibióticos bem conhecidos destruídos por estas enzimas são as penicilinas e as cefalosporinas.Salmonella paratyphi A: Sorotipo de SALMONELLA ENTERICA, causadora de FEBRE PARATIFOIDE amena em humanos.Citrobacter: Gênero de enterobactérias Gram-negativas, em forma de bastonete, que podem usar citrato como única fonte de carbono.Infecções por Enterobacteriaceae: As infecções por bactérias da família ENTEROBACTERIACEAE.Dermatopatias Infecciosas: As doenças de pele causadas por bactérias, fungos, parasitas e vírus.Cilastatina: Inibidor da desidropeptidase-I renal e da leucotrieno D4 dipeptidase. Desde que o antibiótico IMIPENEM é hidrolisado pela desidropeptidase-I que se localiza na borda da escova do túbulo renal, a cilastatina é administrada com o imipenem para aumentar sua eficácia. A droga também inibe o metabolismo do leucotrieno D4 a leucotrieno E4.Mycoplasma pneumoniae: Curto organismo filamentoso do gênero Mycoplasma que se liga firmemente a células do epitélio respiratório. É um dos agentes etiológicos da pneumonia primária atípica não viral no homem.