5-Amino-3-((5-nitro-2-furil)vinil)-1,2,4-oxadiazol: Furano nitrovinílico utilizado como esquistossomicida e proposto para tripanossomose, especialmente doença de Chagas.OxidiazóisCompostos de VinilaCloreto de Vinil: Gás que tem sido utilizado como um propelente aerossol e é o material de início para as resinas polivinílicas. Estudos de toxicidade mostraram vários efeitos adversos, particularmente a ocorrência de neoplasias hepáticas.FANFT: Iniciador tumoral derivado potente do nitrofurano. Causa tumores na bexiga em todos os animais estudados, sendo mutagênico em muitas espécies de bactérias.NitrofuranosQuinoxalinasTiadiazóisGuanilato Ciclase: Enzima que catalisa a conversão de GTP a 3',5'-GMP cíclico e pirofosfato. Também age sobre ITP e dGTP. EC 4.6.1.2.Doadores de Óxido Nítrico: Grupo diferente de agentes, com estruturas químicas peculiares e requisitos bioquímicos que geram ÓXIDO NÍTRICO. Estes compostos têm sido usados no tratamento de doenças cardiovasculares e nos cuidados de infarto agudo do miocárdio, insuficiência cardíaca congestiva aguda e crônica, e controle cirúrgico da pressão sanguínea.Estrutura Molecular: Localização dos átomos, grupos ou íons, em relação um ao outro, em uma molécula, bem como o número, tipo e localização das ligações covalentes.Relação Estrutura-Atividade: Relação entre a estrutura química de um composto e sua atividade biológica ou farmacológica. Os compostos são frequentemente classificados juntos por terem características estruturais em comum, incluindo forma, tamanho, arranjo estereoquímico e distribuição de grupos funcionais.Receptor A2A de Adenosina: Subclasse de receptores A2 de adenosina encontrada em LEUCÓCITOS, BAÇO, TIMO e em vários outros tecidos. Geralmente é considerado um receptor para ADENOSINA que acopla à PROTEÍNA-G ESTIMULADORA GS.Nitrobenzoatos: Ácido benzoico ou ésteres do ácido benzoico substituídos com um ou mais nitro grupos.GMP Cíclico: Guanosina 3'-5'-(hidrogênio fosfato) cíclico. Nucleotídeo guanina que contém um grupo fosfato que se encontra esterificado à molécula de açúcar em ambas as posições 3' e 5'. É um agente regulatório celular e tem sido descrito como um segundo mensageiro. Seus níveis se elevam em resposta a uma variedade de hormônios, incluindo acetilcolina, insulina e ocitocina, e tem-se verificado que ativa proteína quinases específicas. (Tradução livre do original: Merck Index, 11th ed)Espectroscopia de Ressonância Magnética: Método espectroscópico de medição do momento magnético de partículas elementares, como núcleos atômicos, prótons ou elétrons. É empregada em aplicações clínicas, como Tomografia por RMN (IMAGEM POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA).Antifúngicos: Substâncias que destroem fungos ao suprimir sua capacidade para crescer ou se reproduzir. Diferem dos FUNGICIDAS INDUSTRIAIS porque são defensores contra os fungos presentes em tecidos humanos ou de outros animais.Antagonistas do Receptor A2 de Adenosina: Compostos que se ligam seletivamente a RECEPTORES A2 DE ADENOSINA e bloqueiam sua ativação.PolivinilTiazóisAgonistas do Receptor A2 de Adenosina: Compostos que se ligam seletivamente a RECEPTORES DE ADENOSINA A2 e os ativam.Óxido Nítrico: Radical livre gasoso produzido endogenamente por várias células de mamíferos. É sintetizado a partir da ARGININA pelo ÓXIDO NÍTRICO SINTETASE. O óxido nítrico é um dos FATORES RELAXANTES DEPENDENTES DO ENDOTÉLIO liberados pelo endotélio vascular e medeia a VASODILATAÇÃO. Inibe também a agregação de plaquetas, induz a desagregação de plaquetas agregadas e inibe a adesão das plaquetas ao endotélio vascular. O óxido nítrico ativa a GUANILATO CICLASE citosólica, aumentando os níveis intracelulares de GMP CÍCLICO.Sacarina: Agente flavorizante e adoçante não nutritivo.TriazóisTriazinas: Anéis heterocíclicos contendo três átomos de nitrogênio, geralmente nos formatos 1,2,4 ou 1,3,5 ou 2,4,6. Alguns são utilizados como HERBICIDAS.Antagonistas de Receptores Purinérgicos P1: Compostos que se ligam a RECEPTORES PURINÉRGICOS P1 e bloqueiam a sua estimulação.Furilfuramida: Anteriormente utilizada como aditivo antimicrobiano em alimentos. Causa mutações em muitas culturas celulares e pode ser carcinogênico.Inibidores Enzimáticos: Compostos ou agentes que se combinam com uma enzima de tal maneira a evitar a combinação substrato-enzima normal e a reação catalítica.Antimutagênicos: Fármacos que reduzem a frequência ou a taxa de mutações espontâneas ou induzidas, independentemente do mecanismo envolvido.Cloreto de Polivinila: Resina polivinílica utilizada extensivamente na fabricação de plásticos, incluindo dispositivos médicos, tubagem e outros acondicionamentos. É também utilizado como um substituto da borracha.Receptores Purinérgicos P1: Classe de receptores de superfície celular que preferem ADENOSINA às outras PURINAS endógenas. Os receptores purinérgicos P1 encontram-se dispersos pelo corpo, incluindo os sistemas cardiovascular, respiratório, imunológico e nervoso. Existem pelo menos dois tipos farmacologicamente distintos (A1 e A2, ou Ri e Ra).Agonistas de Receptores Purinérgico P1: Compostos que se ligam a RECEPTORES PURINÉRGICOS P1 e os estimulam.Neoplasias da Bexiga Urinária: Tumores ou câncer da BEXIGA URINÁRIA.Nitrocompostos: Compostos que têm o grupo -NO2 ligado ao carbono. Quando ligado ao nitrogênio eles são nitraminas e ligados ao oxigênio são NITRATOS.2-Amino-5-fosfonovalerato: Enantiômero D é um potente e específico antagonista dos receptores NMDA de glutamato (RECEPTORES DE N-METIL-D-ASPARTATO). A forma L é inativa nos receptores NMDA, mas pode afetar os receptores do aminoácido excitatório AP4 (2-amino-4-fosfonobutirato).Álcool de Polivinil: Polímero preparado de acetatos de polivinil pela substituição dos grupos acetatos por grupos hidroxila. É utilizado como apoio farmacêutico e lubrificante oftálmico, bem como, na fabricação de esponjas artificiais de recobrimentos de superfícies, cosméticos e outros produtos.Carcinógenos: Substâncias que aumentam (em seres humanos e animais) o risco para [apresentar] NEOPLASIAS. Entre elas estão tanto as substâncias químicas genotóxicas (que afetam diretamente o DNA) como as substâncias químicas não genotóxicas (que induzem as neoplasias por outro mecanismo).Fenetilaminas: Grupo de compostos derivados da beta-amino-etil benzeno que são estrutural e farmacologicamente relacionados à anfetamina.Ferula: Gênero de plantas (família APIACEAE) contendo óleos e resinas pungentes. É utilizada para temperar pratos (curries), como carminativo (antiflatulento), e repelente para gatos e cães. O nome vulgar 'funcho gigante', usado eventualmente, não deve ser confundido com o verdadeiro funcho (FOENICULUM).Adenosina-5'-(N-etilcarboxamida): Agonista estável dos receptores A1 e A2 da adenosina. Experimentalmente, inibe a atividade fosfodiesterase contra o AMPc e o GMPc.Pielite: Inflamação da PELVE RENAL e dos CÁLICES RENAIS, nos quais a urina é coletada antes de ser liberada, mas não envolve o parênquima renal (os NEFRONS) onde a urina é processada.Adenosina: Nucleosídeo composto de ADENINA e D-ribose (ver RIBOSE). A adenosina ou derivados da adenosina desempenham muitos papéis biológicos importantes além de serem componentes do DNA e do RNA. A própria adenosina é um neurotransmissor.Xantinas: Bases púricas encontradas nos tecidos e líquidos do corpo e em algumas plantas.AcrilatosRoxarsona: Derivado arsênico que tem ação anticoccidiana e promove crescimento em animais.Bexiga Urinária: Saco musculomembranoso ao longo do TRATO URINÁRIO. A URINA flui dos rins para dentro da bexiga via ureteres (URETER) e permanece lá até a MICÇÃO.Hemangiossarcoma: Neoplasia maligna rara, que se caracteriza por células anaplásicas em proliferação rápida infiltrando-se amplamente e derivadas de vasos sanguíneos, revestindo espaços irregulares cheios de sangue ou encaroçados. (Stedman, 25a ed)Furanos: Compostos com anel de 5 membros, sendo 4 carbonos e um oxigênio. São heterociclos aromáticos. A forma reduzida é o tetra-hidrofurano.Neoplasias Experimentais: Crescimento anormal de TECIDOS em animais, induzidos experimentalmente para estabelecer um modelo de estudo das neoplasias humanas.Termolisina: Metaloendopeptidase extracelular termoestável contendo quatro íons de cálcio. (Nomenclatura de Enzimas, 1992)3.4.21.Receptor A1 de Adenosina: Subtipo de RECEPTORES DE ADENOSINA que se encontra expresso em vários tecidos, incluindo o ENCÉFALO e os NEURÔNIOS DO CORNO POSTERIOR. Acredita-se, em geral, que o receptor esteja acoplado à PROTEÍNA-G INIBIDORA GI que regula o AMP CÍCLICO para menos.Acetanilidas: Compostos baseados na N-fenilacetamida que são semelhantes estruturalmente a 2-fenilacetamidas. São precursores de muitos outros compostos. Foram utilizados anteriormente como ANALGÉSICOS e ANTIPIRÉTICOS, mas frequentemente causam METEMOGLOBINEMIA letal.Ratos Endogâmicos F344Éster Metílico do Ácido 3-Piridinacarboxílico, 1,4-Di-Hidro-2,6-Dimetil-5-Nitro-4-(2-(Trifluormetil)fenil): Derivado da di-hidropiridina que, em contraste com a NIFEDIPINA, funciona como agonista de canal de cálcio. O composto facilita o influxo de Ca2+ através de canais de Ca2+ parcialmente ativados, dependentes da voltagem, causando assim vasoconstrição e efeitos inotrópicos positivos. É usado principalmente como ferramenta de pesquisa.Relação Dose-Resposta a Droga: Relação entre a quantidade (dose) de uma droga administrada e a resposta do organismo à droga.Dicloroetilenos: Hidrocarbonetos insaturados clorados e tóxicos. Incluem tanto o isômero 1,1- como o 1,2-dicloro. Ambos os isômeros são tóxicos, porém o 1,1-dicloroetileno é mais potente como depressor do sistema nervoso central e como hepatotoxina. É utilizado na manufatura de polímeros termoplásticos.