Abastecimento de Alimentos: Produção de alimentos e seu percurso desde o ponto de origem até o seu uso ou consumo.Alimentos: Qualquer substância tomada pelo corpo que proporciona nutrição.Inocuidade dos Alimentos: Atividades que envolvem a garantia da segurança dos ALIMENTOS, incluindo o impedimento de contaminação por bactérias ou outros tipos de contaminação.Análise de Alimentos: Medida e avaliação de componentes de substâncias ingeridas como ALIMENTO.Indústria Alimentícia: Indústria preocupada com o processamento, preparo, preservação, distribuição e o ato de servir comidas e bebidas.Rotulagem de Alimentos: Uso de materiais escritos, impressos ou gráficos juntamente com um alimento ou sua embalagem ou envoltório. Inclui, entre outras informações, os ingredientes, VALOR NUTRITIVO, orientação sobre uso, advertências e outras informações relevantes.Contaminação de Alimentos: Presença de elementos estranhos nos alimentos, por ex. substâncias químicas, micro-organismos, diluentes, que possam torná-lo nocivo ou inadequado para o consumo, durante, antes e após seu processamento ou armazenagem.Política Nutricional: Diretrizes e objetivos que pertencem ao suprimento de alimentos e nutrição, incluindo recomendações para dieta saudável.Preferências Alimentares: Atitude em relação a um determinado tipo de alimento, geralmente comparado com outros alimentos, baseada em reações fisiológicas favoráveis, normas sociológicas ou sensações agradáveis.Inspeção de Alimentos: Fiscalização para verificar o cumprimento das normas de higiene na produção de alimentos.Agricultura: A ciência, arte ou prática do cultivo da terra, produção agrícola e criação de gado.Safras: Plantas cultivadas ou produtos agrícolas como grãos, legumes, verduras ou frutas.Microbiologia de Alimentos: Presença de bactérias, vírus e fungos em alimentos e produtos alimentícios. Esse termo não se restringe a organismos patogênicos: a presença da várias bactérias e fungos não patogênicos em queijos e vinhos, por exemplo, está incluída neste conceito.Resíduos: Material que permanece sem aplicação após completar um processo físico, químico ou biológico, como combustão, destilação, filtração, evaporação, fermentação, espremedura e outros. (Material III - Ministério da Ação Social, Brasília, 1992)Dieta: Método regular de ingestão de comida e bebida adotado por uma pessoa ou animal.Hábitos Alimentares: Preferências alimentares adquiridas ou aprendidas.Comportamento Alimentar: Respostas comportamentais ou sequenciais associadas ao ato de alimentar-se, maneira ou modos de se alimentar, padrões rítmicos da alimentação (intervalos de tempo - hora de comer, duração da alimentação).Cadeia Alimentar: Sequência de transferências de matéria e energia de um organismo para outro em forma de ALIMENTO. As cadeias alimentares se entrelaçam localmente em uma rede alimentar, pois a maioria dos organismos consome mais de um tipo de animal ou vegetal. As PLANTAS [que convertem ENERGIA SOLAR em alimento através da FOTOSSÍNTESE] são as fontes primárias de alimento. Em uma cadeia de predadores, um animal herbívoro é devorado por um animal maior. Em uma cadeia de parasitas, o menor organismo consome parte de grandes hospedeiros e podem eles mesmos serem parasitados por organismos ainda menores. Em uma cadeia saprofitica, os micro-organismos vivem da matéria orgânica de um organismo morto.Desenvolvimento Econômico: 1) Mobilização de recursos humanos, financeiros, capitais, físicos e naturais para gerar bens e serviços. (MeSH) 2) Envolve mudanças estruturais na economia. (SP4-Saúde Ambiental)Alimentos Fortificados: Qualquer alimento que tenha sido suplementado com nutrientes essenciais em quantidades normais ou em maiores quantidades do que aquelas presentes naturalmente, ou que não estejam presentes no alimento em condições originais. Os alimentos fortificados incluem também aqueles aos quais vários nutrientes tenham sido adicionados para compensar aqueles removidos pelo refino ou processamento. (tradução livre do original: Segen, Dictionary of Modern Medicine, 1992)Privação de Alimentos: Suspensão da alimentação em uma situação experimental estruturada.United States Department of Agriculture: Departamento de gabinete do Ramo Executivo no Governo dos Estados Unidos que se ocupa da melhoria e preservação da renda agrícola, e desenvolvimento e expansão de mercados para os produtos agrícolas. Através de fiscalização e de serviços de classificação, protege e verifica padrões de qualidade na produção e suprimento de alimentos.Geografia Médica: Área da medicina que lida com os efeitos de fatores geográficos como CLIMA, condições ambientais e localização geográfica na saúde e doença.Ácidos Graxos Trans: ÁCIDOS GRAXOS NÃO SATURADOS que contêm ao menos uma dupla ligação com a configuração trans, o que resulta num maior ângulo de ligação que na configuração cis. Isto resulta na cadeia de ácido graxo mais estendida, similar à dos ÁCIDOS GRAXOS SATURADOS, com maior espessamento e redução de fluidez. A HIDROGENAÇÃO dos ácidos graxos não saturados aumenta o conteúdo trans.Resíduos de Praguicidas: Pesticidas ou seus produtos de degradação que permanecem no meio ambiente após o seu uso normal ou contaminação acidental.Tecnologia de Alimentos: Aplicação da ciência e da tecnologia para a utilização eficiente e eficaz dos alimentos para assegurar que estarão o mais disponível possível e para manter ou aumentar seu valor nutritivo e para melhorar ou modificar suas características organolépticas. Usualmente em referência à produção e preparação de alimentos em grande escala: abrange aroma, sabor, cor, textura, temperatura, preparação, cozimento, empacotamento, etc.Necessidades Nutricionais: Quantidades de várias substâncias necessárias na alimentação de um organismo para sustentar uma vida saudável.Doenças Transmitidas por Alimentos: 1) Doença aguda que geralmente afeta o TRATO GASTROINTESTINAL, ocasionada pelo consumo de comida ou bebida contaminada. A maioria destas doenças é infecciosa, causada por uma grande variedade de bactérias, vírus ou parasitas que podem ser transmitidos por alimento. Algumas vezes as doenças são causadas por toxinas prejudiciais dos micróbios ou outra substância química presente na comida. Principalmente no último caso, a afecção é com frequência chamada de intoxicação alimentar. (MeSH) 2) Efeitos nocivos que surgem após a ingestão de alimentos resultantes da: l - contaminação por bactéria patogênica; 2 - produtos tóxicos de fungos e bactérias; 3 - reações alérgicas a determinadas proteínas ou outros componentes do alimento ou; 4 - contaminantes químicos.Medidas de Segurança: 1) Regulamentos para garantir a proteção de equipamentos e da propriedade (MeSH). 2) REGULAMENTOS para garantir a proteção de pessoas e bens. No Brasil, também designa tipo de SANÇÃO aplicável a pessoas sem IMPUTABILIDADE que tenham cometido CRIME (Direito Sanitário).Ingestão de Alimentos: Consumo de substâncias comestíveis.Falconiformes: Ordem de AVES de rapina de hábitos diurnos, compreendendo ÁGUIAS, GAVIÕES, galináceos, abutres e falcões.Ingestão de Energia: Número total de calorias ingeridas em um dia seja por ingestão ou pelas vias parenterais.Hipersensibilidade Alimentar: Distúrbios gastrointestinais, erupções cutâneas ou choque causados por reações alérgicas aos alérgenos ingeridos nos alimentos.Cereais: Gramíneas que originam sementes (POACEAE) que são importantes na dieta alimentar.Fenômenos Fisiológicos da Nutrição: Processos e propriedades de organismos vivos pelos quais eles assimilam e equilibram o uso de materiais nutritivos para energia, produção de calor, ou material construtor para o crescimento, manutenção ou reparo de tecidos, e as propriedades nutritivas dos ALIMENTOS.Manipulação de Alimentos: Qualquer aspecto das operações envolvidas no preparo, processamento, transporte, armazenagem, embalagem e exposição para venda, serviços ou distribuição de alimentos.Alimentos Naturais: Termo não médico definido pela lei pública como alimento que apresenta pouco ou nenhum conservante, que não sofreu processamento significativo, enriquecimento ou refinamento e que pode crescer sem o auxílio de praguicidas. (Tradução livre do original: Segen, The Dictionary of Modern Medicine, 1992)Crescimento Demográfico: Percentual de incremento médio anual da população residente em determinado espaço geográfico, no período considerado. O valor da taxa refere-se à média anual obtida para um período de anos compreendido entre dois momentos, em geral correspondentes aos censos demográficos. (DataSUS)Fast Foods: Comida preparada pronta para consumo ou parcialmente preparada que possui tempo de preparação final de poucos minutos ou menos.Abastecimento de Água: Meio ou processo de abastecimento de água (como para uma comunidade) que geralmente inclui reservatórios, túneis e tubulações e frequentemente a represa da qual a água provém. (Webster, 3d ed)Estados UnidosInquéritos Nutricionais: Coleta sistemática de dados precisos relativos ao estado nutricional de uma população humana em uma área geográfica. Estes dados são usados para preparar AVALIAÇÃO NUTRICIONAL.Edulcorantes: Substâncias que adoçam alimentos, bebidas, medicamentos, etc., tais como açúcar, sacarina ou outros produtos sintéticos de baixa caloria. (Tradução livre do original: Random House Unabridged Dictionary, 2d ed) Adoçantes dietéticos: Adoçantes formulados para dietas com restrição de sacarose, frutose e/ou glucose, para atender às necessidades de pessoas sujeitas à restrição desses carboidratos.Dinâmica Populacional: Qualquer processo ou inter-relação de fenômenos que provocam mudanças em uma população.Estações do Ano: Estações do ano: Divisões do ano de acordo com algum fenômeno regularmente recorrente, geralmente astronômico ou climático. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed) Variações sazonais: Diferenças sazonais na ocorrência de eventos vitais.Reprodução: O processo total pelo qual organismos geram a prole. (Stedman, 25a ed)Alimentos Geneticamente Modificados: Alimentos originados de ORGANISMOS GENETICAMENTE MODIFICADOS.Serviços de Alimentação: Equipamentos, instalações e funções relacionadas com a preparação e a distribuição de alimentos prontos para consumo.Clima: Manifestações a longo prazo do TEMPO (METEOROLOGIA). (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)Mudança Climática: 1) Qualquer alteração significativa nas medidas do clima (tais como temperatura, precipitação ou ventos) que dura por um período extenso (décadas ou mais). Pode resultar de fatores naturais como mudanças na intensidade do sol, processos naturais dentro do sistema de climas terrestres como mudanças na circulação oceânica, ou de atividades humanas (MeSH). 2) Mudança observada no clima, em uma escala global, regional ou sub-regional, causado por processos naturais e/ou atividade humana. (Material II - IDNDR, 1992)Frutas: O ovário desenvolvido de uma planta, podendo ser carnudo ou seco, portando a(s) semente(s).Estado Nutricional: Estado resultante do equilíbrio entre o consumo alimentar e o gasto energético do organismo. Relaciona-se ao estado de saúde do indivíduo e com a capacidade do organismo em utilizar adequadamente os nutrientes. (ENGSTROM 2002)Biomassa: Massa total de todos os organismos de determinado tipo e/ou de uma área específica. Inclui o rendimento de massa vegetativa produzida em uma colheita específica.História do Século XXI: Período de tempo a partir de 2001 até 2100 da era comum.Zea mays: Espécie de planta da família POACEAE. É uma gramínea alta cultivada por seu GRÃO COMESTÍVEL e utilizada como alimento para consumo humano e animal.Ecossistema: 1) Sistema funcional que inclui os organismos de uma comunidade natural junto a seu ambiente. (MeSH/NLM)(Tradução livre do original: McGraw Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed) 2)Sistema aberto integrado pelos organismos vivos (inclusive o homem) e os elementos não vivos de um setor ambiental definido no tempo e no espaço, cujas propriedades globais de funcionamento e autorregulação derivam da interação entre seus componentes, tanto pertencentes aos sistemas naturais como aqueles modificados ou organizados pelo próprio homem. 3) Complexo constituído pelo biótopo e pela biocenose (Material III - Ministério da Ação Social, Brasília, 1992)Gorduras na Dieta: Gorduras contidas nos alimentos, principalmente nas carnes, óleos vegetais, manteiga e margarina. (MAHAN & ESCOTT-STUMP 2002). Mais de 95 por cento da ingestão total de gorduras é composta por triacilgliceróis. O restante está na forma de fosfolipídeos, ácidos graxos livres, colesterol e esteróis vegetais. (SHILS 2003)Meio Ambiente: Elementos e condições externos que envolvem, influenciam e afetam a vida e o desenvolvimento de um organismo ou população.Densidade Demográfica: Número de indivíduos por unidade de espaço.Legislação sobre Alimentos: Leis e regulamentos relativos ao processamento industrial e comercialização de alimentos.Conservação de Recursos Naturais: Proteção, preservação, restauração e uso racional de todos os recursos ambientais.Saúde Pública: Ramo da medicina voltado para a prevenção e o controle de doenças e deficiências, e para a promoção da saúde física e mental da população tanto nos níveis internacional e nacional, como no estadual ou municipal.Aditivos Alimentares: Substâncias com pouco ou nenhum valor nutritivo, mas são usados no processamento ou armazenamento de alimentos ou ração animal, AROMATIZANTES, ANTI-INFECCIOSOS (tanto tópico como LOCAL), VEÍCULOS, EXCIPIENTES e outras substâncias com aplicação semelhante. Muitas dessas substâncias são EXCIPIENTES FARMACÊUTICOS quando adicionados aos medicamentos em vez de alimentos.Alimentos em Conserva: Comida preparada e conservada de modo a impedir a deterioração.História do Século XX: Período de tempo a partir de 1901 até 2000 da era comum.Guias como Assunto: Sistemática de regras de fiscalização ou de princípios. Podem ser desenvolvidos por agências governamentais em qualquer nível, instituições, sociedades profissionais, juntas governamentais ou por reunião de especialistas para discussão. O texto pode ser cursivo ou em forma esquemática, mas é geralmente um guia completo para os problemas e abordagens em qualquer campo de atividade. Para guias nos campos dos cuidados de saúde e medicina clínica, GUIAS DE PRÁTICA CLÍNICA COMO ASSUNTO está disponível.Carboidratos da Dieta: Carboidratos presentes nos alimentos compostos de açúcares e amidos digestíveis e celulose indigestível e outras fibras alimentares. Os primeiros são a principal fonte de energia. Os açúcares são encontrados em beterraba, cana de açúcar, frutas, mel, milho doce, xarope de milho, leite e seus derivados, etc.; os amidos são encontrados em grãos de cereais, legumes (FABACEAE), tubérculos, etc. (Tradução livre do original: Claudio & Lagua, Nutrition and Diet Therapy Dictionary, 3d ed, p32, p277)Metabolismo Energético: Reações químicas envolvidas na produção e utilização de várias formas de energia nas células.United States Food and Drug Administration: Agência do PUBLIC HEALTH SERVICE envolvida com o planejamento global, promoção e administração de programas pertinentes à manutenção de padrões de qualidade de comida, medicamentos, dispositivos terapêuticos, etc.Promoção da Saúde: Promoção da saúde é o processo de capacitação do indivíduo em melhorar e controlar sua saúde. Para alcançar o estado de completo bem-estar físico, mental e social, um indivíduo ou grupo deve ser capaz de identificar aspirações, satisfazer necessidades e mudar ou lidar com seu ambiente. Saúde é vista, portanto, como um meio de vida e não um objetivo. Política de promoção de saúde envolve abordagens diversas, mas complementares, levando em conta as diferenças sociais, culturais e econômicas de cada país. (Ottawa Charter 1986)Obesidade: Estado no qual o PESO CORPORAL está grosseiramente acima do peso aceitável ou ideal, geralmente devido a acúmulo excessivo de GORDURAS no corpo. Os padrões podem variar com a idade, sexo, fatores genéticos ou culturais. Em relação ao ÍNDICE DE MASSA CORPORAL, um IMC maior que 30,0 kg/m2 é considerado obeso e um IMC acima de 40,0 kg/m2 é considerado morbidamente obeso (OBESIDADE MÓRBIDA).Alimentos Infantis: Alimentos destinados especificamente para ser consumido por bebês e crianças.Alimento Funcional: 1) Componentes da dieta comum que podem fornecer benefícios além dos nutrientes básicos. Exemplos de comida funcional incluem soja, nozes, chocolate e mirtilos (Tradução livre do original: NCCAM Backgrounder, March 2004, p3). 2) Alimentos com propriedades relativas ao papel metabólico ou fisiológico que o nutriente ou não nutriente tem no crescimento, desenvolvimento, manutenção ou outras funções normais do organismo humano. (ANVISA)Alimentos Formulados: Formulação alimentícia e dietética; inclui alimentos "de imitação", como por exemplo, os substitutos do ovo, carne e do leite, fórmulas completas do ponto de vista nutricional como as dietas "elementares" (quimicamente definidas, fórmula definida), dietas sintéticas ou semissintéticas, dietas espaciais, fórmulas para redução de peso, dietas para alimentação por sonda, dietas totalmente líquidas e dietas suplementares líquidas ou sólidas.Conservação de Alimentos: Procedimentos e técnicas usadas para impedir a deterioração de alimentos.Alimentos de Soja: Alimentos fabricados de FEIJÕES DE SOJA. Os benefícios são atribuídos aos altos níveis de PROTEÍNAS ALIMENTARES e ISOFLAVONAS.Corantes de Alimentos: Corantes naturais ou sintéticos usados como agentes corantes em alimentos processados.Modelos Teóricos: Representações teóricas que simulam o comportamento ou atividade dos sistemas, processos ou fenômenos. Eles incluem o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.Gravidez: Estado durante o qual os mamíferos fêmeas carregam seus filhotes em desenvolvimento (EMBRIÃO ou FETO) no útero (antes de nascer) começando da FERTILIZAÇÃO ao NASCIMENTO.Alimentos Especializados: Comidas e bebidas preparadas para uso na satisfação de necessidades específicas como comidas infantis.Fatores de Risco: Aspecto do comportamento individual ou do estilo de vida, exposição ambiental ou características hereditárias ou congênitas que, segundo evidência epidemiológica, está sabidamente associado a uma condição relacionada com a saúde considerada importante de ser prevenida.Assistência Alimentar: Doação de alimentos e ajuda financeira para compra de alimentos para as pessoas necessitadas.Peso Corporal: Massa ou quantidade de peso de um indivíduo, expresso em unidades de quilogramas ou libras.Conservantes de Alimentos: Substâncias capazes de inibir, retardar ou interromper o processo de fermentação, acidificação ou outra deterioração dos alimentos.Intoxicação Alimentar Estafilocócica: A intoxicação por toxinas estafilocócicas presentes em comida contaminada.Fome: Desejo de ALIMENTOS gerado por uma sensação que se forma pela falta de alimento no ESTÔMAGO.Valor Nutritivo: Indicador da contribuição de um alimento ao conteúdo de nutrientes de uma dieta. Este valor depende da quantidade de alimentos que é digerida e absorvida e das quantidades de nutrientes essenciais (proteínas, gordura, carboidratos, minerais e vitaminas) contidas nesse alimento. Esse valor pode ser alterado por condições do solo e crescimento, manipulação e armazenagem, e processamento.Verduras: Grupo de alimentos que compreende as PLANTAS COMESTÍVEIS e/ou suas partes.Alimentos Orgânicos: Alimento manufaturado ou cultivado em concordância com padrões de produção regulamentados nacionalmente que incluem restrições ao uso de pesticidas, fertilizantes não orgânicos, engenharia genética, hormônios de crescimento, radiação, antibióticos e ingredientes (componentes) não orgânicos.Intoxicação Alimentar por Salmonella: Intoxicação causada pela ingestão de comida que contenha espécies de SALMONELLA. As condições de criação, transporte, abatedouro e comercialização de animais domésticos contribuem para a disseminação desta bactéria nos suprimentos alimentícios.Distribuidores Automáticos de Alimentos: Máquinas mecânicas para distribuição de comida.Embalagem de Alimentos: Recipientes, embalagem e materiais de embalagem para alimentos crus e processados e bebidas. Inclui embalagem que se pretende usar para armazenamento e também para preparação de alimentos, como recipientes de alimento para micro-ondas em oposição a UTENSÍLIOS DE ALIMENTAÇÃO E CULINÁRIA. Materiais de embalagem podem ser projetados para contato com o alimento ou designados para não contato, como por exemplo, contêineres para transporte.Inquéritos sobre Dietas: Coleta sistemática de dados reais relativos à dieta de seres humanos em uma determinada área geográfica.