• Cimicifuga: Gênero de plantas (família RANUNCULACEAE) contendo saponinas triterpenoides. A remifemina proveniente da C. racemosa é utilizada para suprimir o HORMÔNIO LUTEINIZANTE. Foi reclassificada por alguns como ACTAEA. O nome vulgar raiz-preta-de-cobra também é utilizado para o ASARUM e SANICULA.
  • Rizoma: Caule horizontal subterrâneo semelhante a raiz, produzindo brotos aéreos e raizes subterrâneas. Distinguem-se das raizes verdadeiras, que não possuem botões e nós. Semelhantes a raizes verdadeiras por serem subterrâneos e mais espessos por armazenar depósitos de reserva.
  • Ranunculaceae: Família das plantas 'buttercup' (ordem Ranunculales, subclasse Magnoliidae, classe Magnoliopsida) cujas folhas, normalmente são alternadas e sem caule. Geralmente, as flores possuem duas a cinco sépalas livres e podem ser radialmente simétricas ou irregulares.
  • Extratos Vegetais: Preparações farmacêuticas concentradas de plantas obtidas pela remoção dos constituintes ativos com um solvente adequado (que é eliminado por evaporação) e ajuste do resíduo [seco] a um padrão prescrito.
  • Fitoterapia: Uso de plantas e ervas para tratar doenças ou aliviar dores.
  • Triterpenos
  • Estrogênios não Esteroides: Compostos não esteroides com atividade estrogênica.
  • Glicosídeos: Qualquer composto que contém uma molécula carboidrato (açúcar), no qual o grupo hidroxila ligado ao primeiro carbono é substituído por um grupo alcoólico, fenólico ou outro. Recebem seu nome especificamente em relação ao açúcar contido, como glucosídeo (glucose), pentosídeo (pentose), frutosídeo (frutose) etc. A hidrólise [de glicosídeos] forma um componente açúcar e um componente não açúcar (aglicona).
  • Fitoestrógenos: EXTRATOS VEGETAIS e compostos , principalmente ISOFLAVONAS, que imitam ou modulam estrogênios endógenos, geralmente por ligação aos RECEPTORES ESTROGÊNICOS.
  • Isoflavonas: 3-Fenilcromonas. Forma isomérica dos FLAVONOIDES em que o grupo benzeno está ligado na posição 3 do anel benzopirano, ao invés da posição 2.
  • Preparações de Plantas: Material preparado de plantas para uso medicinal.
  • Menopausa: Último período menstrual. A cessação permanente da MENSTRUAÇÃO, geralmente é definida após 6 a 12 meses da AMENORREIA numa mulher acima de 45 anos de idade. Nos Estados Unidos, a menopausa geralmente ocorre em mulheres entre os 48 e 55 anos de idade.


Indicações dos medicamentos manipulados Cimicifuga Pracemosa e Trifolium Pratense?


Indicações, efeitos colaterais, contra indicações... etc
----------

Basta você dar uma olhada no papoelinho que vem acompanhado com os medicamentos, lá te informa de tudo mais seguramente
Beijaoo **  (+ info)

eu tenho esteatose hepatica no 3 grau,eo medico me receitou cimicifuga rhacemosa ,meu figado pode piorar?


eu fiquei preocupada,depois que li que o figado pode ser afetado me ajudem
----------

Basta vc seguir o tratamento médico!!!!  (+ info)

alguém já usou cimicifuga? serve para tpm? serve para acne? Gostaria de saber mais sobre este remédio.?


Olá,

A Cimicifuga Racmosa é um medicamento FITOTERÁPICO (obtido de plantas "medicinais"). Há indícios de que auxilie na diminuição de sintomas não agradáveis no período pré-menstrual, durante a menstruação e no período pré-menopausa. No entanto não há informações de que seja válido contra acne! E existe um ALERTA da Vigilância Sanitária quanto ao risco de hepatotoxidade desse erva (toxidade ao fígado), conforme infomações abaixo:

CIMICIFUGA RACEMOSA E RISCO DE HEPATOTOXICIDADE

A Unidade de Farmacovigilância informa que a Agência Européia para a Avaliação de Medicamentos (EMEA) divulgou um alerta sobre a conexão potencial entre produtos fitoterápicos contendo Cimicifuga racemosa (cohosh negro) e hepatotoxicidade.

O Comitê sobre Produtos à base de Plantas Medicinais (HMPC) avaliou 42 relatos de caso de hepatotoxicidade, coletados a partir das Autoridades Competentes Nacionais Européias (34 casos) e da literatura (8 casos). Desses, apenas 16 casos foram considerados suficientemente documentados para permitir que o Comitê avaliasse se o uso da Cimicifuga racemosa poderia estar relacionado às deficiências hepáticas. Em 4 casos (2 de hepatite autoimune, 1 de deficiência hepática hepatocelular e 1 de insuficiência hepática fulminante) havia uma associação temporal entre o início do tratamento com Cimicifuga racemosa e a ocorrência de reação hepática. O Comitê afirma que continuará a revisar toda a informação sobre segurança relacionada a esta questão e, se necessário, divulgará novo alerta atualizado.

A Cimicifuga racemosa (Cimicifuga racemosae rhizoma) é uma planta medicinal nativa da América do Norte utilizada principalmente no tratamento da menopausa como alternativa à terapia de reposição hormonal. No Brasil esta planta faz parte da composição de vários medicamentos fitoterápicos como Tepemen® (Abnat), Mencirax® (Ativus), Menocimed® (Cimed), Tensiane® (Greenpharma) e Clifemin® (Herbarium), dentre outros.

O paciente que utiliza produtos à base de Cimicifuga racemosa deve estar atento ao desenvolvimento de sinais e sintomas sugestivos de deficiência hepática, tais como cansaço, perda de apetite, amarelamento da pele e dos olhos ou dor severa na parte superior do estômago com náusea e vômito ou urina escurecida. Neste caso, ele deverá procurar imediatamente assistência médica e até que isso não aconteça parar o uso do produto.


Descrição da Planta

A Cimicifuga é uma planta herbácea e perene nativa da América do Norte, onde cresce livremente nas sombras de florestas fechadas, principalmente no Canadá e Estados Unidos. Pode atingir mais de 2 metros de altura, possui folhas largas e verdes próximo a sua base, e longos caules com inflorescência de cor branca no seu topo.

Indicações

Na medicina popular, utiliza-se principalmente o rizoma da Cimicifuga. Desde os tempos dos nativos indígenas americanos, a Cimicifuga é utilizada em complicações na menstruação, tensão pré-menstrual e sintomas da menopausa. Infusão de Cimicifuga também é indicada para reumatismo, diarréia, dor de garganta, tem propriedades sedativa e anti-inflamatória.

Nome em inglês: Black cohosh  (+ info)

Tomo remédios para dores, e tenho dúvidas! me ajude!?


Eu quero saber os beneficios e os maleficios que trazem esses remedios que eu tomo. Dois deles eu tomo pra "Artrite Reumatóide". Outro deles eu tomo pra reposição hormonal, e o último, eu tomo pra Osteoporose. São todos manipulados.

-Um deles é composto por: "diclofenac de sodio", "prednisona", e "ranitidina";

-O outro é composto por: "metrotexate"/metotrexato;

-O outro: "alendronato de sodio";

-E o outro é composto por: "cimicifuga" e "racemosa".

Eu não posso ficar sem tomar um dia sequer, que começa a doer meu braço(doer tudo, todas as articulaçãoes). Estou ganhando peso também, minha alimentação é balanceada, muito saudável. Por isso não entendo meu aumento de peso. Tenho dores de cabeça frequentemente. Ah, minha unhas das mãos estão rachando, e meu dermatologista disse que poderia ser por causa do medicamento.

Gostaria que respondesse alguém que realmente entende do assunto. Marcarei uma consulta direitinho, mas uma resposta legal aqui me ajudará a entender+. Muito Obrigada!!
----------

O diclofenaco de sódio é um antiinflamatorio não hormonal, tem efeitos de diminuir e suprimir os sintomas de inflamação ( dor, vermelhidão, inchaço), tendo efeito comprovado na artrite reumatóide. Os efeitos adversos ocorrem em 20% dos pacientes e são: incômodo gástrico, sangramento gástrico e ulcera gástrica.
A predinisona é um glicocorticoide, também age como um antiinflamatório, e um dos seus principais efeitos adversos, em caso de uso crônico é a retenção liquida, podendo tambem causar masculinização.
A ranitidina é um antagonista de receptor H2, ele age no estomago diminuindo a secreção de ácido, é usado para gastrite e tambem em conjunto com medicamentos como o diclofenaco para proteger o seu estomago dos efeitos adversos como as ulceras.
Metotrexato: é uma droga imunossupresora, ela age diminuindo a resposta imune, que é o que causa a artrite reumatoide, mas a dose usada para a atrite reumatoide nao afeta o sistema imune geral. Pode causar nauseas.
Alendronato: inibe a reabsorção óssea, diminuindo a progressão da osteoporose. Pode causar esofagite e ulceras, por isso deve ser ingerido em jejum, com um copo de agua e após ingerir a pessoa deve ficar pelo menos 30 minutos de pé ou sentado.
Cimicifuga Racemosa: é um medicamento fitoterápico, não sei lhe informar sobre ele.
Espero ter ajudado, mas voce deve tirar todas as suas duvidas com seu médico.  (+ info)

entrei na menopausa, fui ao médico e ele me receitou somente gamax devido às dores que sinto no peito.?


Para as ondas de calor, vitex agnus e cimicifuga racemosa. Esses medicamentos servem tgb para areposiçao hormaonal?? Grata.
----------

Indicações de Gamax
No tratamento das carências de ácidos graxos essenciais, especialmente de ácido gama-linolênico - Nas mastalgias e alterações funcionais benignas da mama; - Nos casos de eczema atópico.

O Vitex agnus-castus
É utilizado na medicina popular como chá, indicado no tratamento da tensão pré-menstrual (TPM), ansiedade, tensão nervosa e insônia. Como infusão para banhos, alivia os calores e suores típicos da menopausa.
Segundo Plínio, as mulheres gregas que queriam preservar a sua castidade colocavam folhas da planta nas suas camas e dormiam com ela.

Cimicifuga racemosa:
Alivia as ondas de calor, principalmente, mas também atua sobre a atrofia vaginal e a depressão. Em um estudo feito na Alemanha, onde a planta é particularmente pesquisada, o extrato de cimicifuga diminuiu os sintomas da menopausa de 80% de 629 pacientes que tomaram a substância, depois de 6 a 8 semanas de uso . Em um outro estudo alemão menor, feito com 60 pacientes, sua eficiência em estados de ansiedade e depressivos mostrou-se superior a do calmante Diazepan, em doses de 12 mg por dia . O uso da Cimicifuga racemosa também é recomendado para mulheres que não podem fazer uso da TRH por causa do risco de desenvolver câncer de seio ou do endométrio ou melanoma maligno. Estudos com cultura de células de tumor in vitro demostraram que ela inibe a proliferação celular . Ensaios feitos com ratos que ingeriram aproximadamente 90 vezes a dose ideal durante seis meses demonstraram o mesmo resultado. Amiga com certeza todos esses medicamentos ajudam na reposição hormonal sim...Espero ter te ajudado..Abraços e Feliz 2010.  (+ info)

  Fazer uma pergunta: