Diabetes Mellitus Tipo 2: Subclasse de DIABETES MELLITUS que não é responsiva ou dependente de INSULINA (DMNID). Inicialmente, caracteriza-se por RESISTÊNCIA À INSULINA e HIPERINSULINEMIA e finalmente, por INTOLERÂNCIA À GLUCOSE, HIPERGLICEMIA e obviamente diabetes. O diabetes mellitus tipo 2 não é mais considerado uma doença encontrada exclusivamente em adultos. Os pacientes, raramente desenvolvem CETOSE, porém com frequência exibem OBESIDADE.Diabetes Mellitus: Grupo de transtornos heterogêneos caracterizados por HIPERGLICEMIA e INTOLERÂNCIA À GLUCOSE.Diabetes Mellitus Tipo 1: Subtipo de DIABETES MELLITUS caracterizada por deficiência de INSULINA. Manifesta-se por um início repentino de intensa HIPERGLICEMIA, progressão rápida a CETOACIDOSE DIABÉTICA e MORTE, a menos que tratada com insulina. A doença pode ocorrer em qualquer idade, mas é mais comum durante a infância ou adolescência.Complicações do Diabetes: Afecções ou processos mórbidos associados com diabetes melito. Devido ao controle deficiente do nível de GLICEMIA em pacientes diabéticos, desenvolvem-se processos doentios em vários tecidos e órgãos, incluindo o OLHO, RIM, VASOS SANGUÍNEOS e TECIDO NERVOSO.Diabetes Mellitus Experimental: Diabetes mellitus induzida experimentalmente pela administração de vários agentes diabetogênicos ou por PANCREATECTOMIA.Glicemia: Glicose no sangue.Diabetes Gestacional: Diabetes mellitus induzida por GRAVIDEZ, porém resolvida no final da mesma. Não inclui mulheres previamente diagnosticadas como GRAVIDEZ EM DIABÉTICAS. A diabetes gestacional geralmente se desenvolve no final da gravidez quando os hormônios antagonistas da insulina atingem seus níveis máximos levando à RESISTÊNCIA À INSULINA, INTOLERÂNCIA À GLUCOSE e HIPERGLICEMIA.Hipoglicemiantes: Substâncias que reduzem a glicemia.Insulina: Hormônio pancreático de 51 aminoácidos que desempenha um papel fundamental no metabolismo da glucose, suprimindo diretamente a produção endógena de glucose (GLICOGENÓLISE, GLUCONEOGÊNESE) e indiretamente a secreção de GLUCAGON e a LIPÓLISE. A insulina nativa é uma proteína globular composta por um hexâmero coordenado de zinco. Cada monômero de insulina contém duas cadeias, A (21 resíduos) e B (30 resíduos), ligadas entre si por duas pontes dissulfeto. A insulina é usada para controlar o DIABETES MELLITUS TIPO 1.Hemoglobina A Glicosilada: Componentes secundários da hemoglobina de eritrócitos humanos designados A1a, A1b, e A1c. A hemoglobina A1c é a mais importante, visto que sua molécula de açúcar é a glucose covalentemente ligada ao terminal amina da cadeia beta. Como as concentrações normais de glico-hemoglobina excluem marcantes flutuações da glucose sanguínea durante 3 a 4 semanas precedentes, então a concentração de hemoglobina A glicosilada representa o mais confiável índice da média de glucose sanguínea durante um longo período de tempo.Fatores de Risco: Aspecto do comportamento individual ou do estilo de vida, exposição ambiental ou características hereditárias ou congênitas que, segundo evidência epidemiológica, está sabidamente associado a uma condição relacionada com a saúde considerada importante de ser prevenida.Hiperglicemia: Nível anormalmente alto de GLICEMIA.Teste de Tolerância a Glucose: Teste para determinar a capacidade de um indivíduo em manter a HOMEOSTASE da GLICEMIA. Inclui a medida dos níveis de glicemia em jejum e em intervalos pré-estabelecidos antes e após ingestão de glucose (75 ou 100 g) ou de uma infusão intravenosa (0,5 g/Kg).Angiopatias Diabéticas: DOENÇAS VASCULARES associadas a DIABETES MELLITUS.Nefropatias Diabéticas: Lesões no RIM associadas com diabetes mellitus que afetam os GLOMÉRULOS RENAIS, ARTERÍOLAS, TÚBULOS RENAIS e o interstício. Os sinais clínicos incluem PROTEINURIA persistente devido a microalbuminuria que progride para a ALBUMINURIA superior a 300 mg/24h, o que leva a uma TAXA DE FILTRAÇÃO GLOMERULAR reduzida e FALÊNCIA RENAL CRÔNICA.Neuropatias Diabéticas: Transtornos periféricos autônomos do nervo craniano associados com DIABETES MELLITUS. Estas afecções normalmente resultam de lesão microvascular diabética envolvendo pequenos vasos sanguíneos que nutrem os nervos (VASA NERVORUM). Entre as afecções relativamente comuns que podem estar associadas com a doença diabética estão paralisia do terceiro nervo (v. DOENÇAS DO NERVO OCULOMOTOR), MONONEUROPATIA, mononeuropatia múltipla, amiotrofia diabética, POLINEUROPATIA dolorosa, neuropatia autônoma e neuropatia toracoabdominal. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, p1325)Resistência à Insulina: Redução da efetividade da INSULINA em diminuir a glicemia: há a necessidade do uso de 200 unidades ou mais de insulina por dia para impedir a HIPERGLICEMIA ou a CETOSE.Retinopatia Diabética: Doença da RETINA resultante de uma complicação de DIABETES MELLITUS. Caracteriza-se por complicações microvasculares progressivas, como ANEURISMA, EDEMA inter-retiniano e NEOVASCULARIZAÇÃO PATOLÓGICA intraocular.Prevalência: Número total de casos de uma dada doença em uma população especificada num tempo designado. É diferenciada de INCIDÊNCIA, que se refere ao número de casos novos em uma população em um dado tempo.Obesidade: Estado no qual o PESO CORPORAL está grosseiramente acima do peso aceitável ou ideal, geralmente devido a acúmulo excessivo de GORDURAS no corpo. Os padrões podem variar com a idade, sexo, fatores genéticos ou culturais. Em relação ao ÍNDICE DE MASSA CORPORAL, um IMC maior que 30,0 kg/m2 é considerado obeso e um IMC acima de 40,0 kg/m2 é considerado morbidamente obeso (OBESIDADE MÓRBIDA).Ilhotas Pancreáticas: Estruturas microscópicas irregulares constituídas por cordões de células endócrinas espalhadas pelo PÂNCREAS entre os ácinos exócrinos. Cada ilhota é circundada por fibras de tecido conjuntivo e penetrada por uma rede de capilares. Há quatro tipos principais de células. As células beta, as mais abundantes (50-80 por cento), secretam INSULINA. As células alfa (5-20 por cento) secretam GLUCAGON. As células PP (10-35 por cento) secretam o POLIPEPTÍDEO PANCREÁTICO. As células delta (aproximadamente 5 por cento) secretam SOMATOSTATINA.Gravidez em Diabéticas: Estado de GRAVIDEZ em mulheres com DIABETES MELLITUS. Isto não inclui nem o diabetes sintomático e nem a INTOLERÂNCIA À GLUCOSE induzida pela gravidez (DIABETES GESTACIONAL), mas que é dissipada no final da gestação.Estreptozocina: Antibiótico que é produzido pelo Streptomyces achromogenes. É utilizado como agente antineoplásico e para induzir diabetes em animais experimentais.Cetoacidose Diabética: Complicação com risco de vida do diabetes mellitus, principalmente do DIABETES MELLITUS TIPO 1, com grave deficiência de INSULINA e intensa HIPERGLICEMIA. Caracteriza-se por CETOSE, DESIDRATAÇÃO e diminuição da consciência, o que leva ao COMA.Índice de Massa Corporal: Indicador da densidade do corpo que é determinado pela relação entre o PESO CORPORAL e a ESTATURA. IMC=peso (kg)/altura ao quadrado (m2). O IMC se correlaciona com a gordura corporal (TECIDO ADIPOSO). Sua relação varia com a idade e o gênero. Para adultos, o IMC se encontra nestas categorias: abaixo de 18.5 (subpeso), 18.5-24.9 (normal), 25.0-29.9 (sobrepeso), 30.0 ou superior (obeso). (Tradução livre do original: National Center for Health Statistics, Centers for Disease Control and Prevention)Hipertensão: PRESSÃO ARTERIAL sistêmica persistentemente alta. Com base em várias medições (DETERMINAÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL), a hipertensão é atualmente definida como sendo a PRESSÃO SISTÓLICA repetidamente maior que 140 mm Hg ou a PRESSÃO DIASTÓLICA de 90 mm Hg ou superior.Estado Pré-Diabético: Período antes do desenvolvimento do diabetes sintomático. Por exemplo, pode-se observar alguns fatores de risco em indivíduos que desenvolverão RESISTÊNCIA À INSULINA como no DIABETES MELLITUS TIPO 2.Estudos de Casos e Controles: Estudos epidemiológicos observacionais nos quais grupos de indivíduos com determinada doença ou agravo (casos) são comparados com grupos de indivíduos sadios (controles) em relação ao histórico de exposição a um possível fator causal ou de risco. (Tradução livre do original: Last, 2001)Intolerância à Glucose: Estado patológico no qual o nível de GLICEMIA é menor que aproximadamente 140 mg/100 ml de PLASMA em jejum, e acima de 200 mg/100 ml aos 30, 60 e 90 minutos durante um TESTE DE TOLERÂNCIA A GLUCOSE. Esta afecção é encontrada frequentemente em DIABETES MELLITUS, mas também ocorre com outras doenças e DESNUTRIÇÃO.Estudos Prospectivos: Estudos planejados para a observação de eventos que ainda não ocorreram.Hipoglicemia: Síndrome de nível anormalmente baixo de GLICEMIA. A hipoglicemia clínica tem várias etiologias. A hipoglicemia grave eventualmente leva a privação da glucose no SISTEMA NERVOSO CENTRAL resultando em FOME, SUDORESE, PARESTESIA, comprometimento da função mental, ATAQUES, COMA e até MORTE.Seguimentos: Estudos nos quais indivíduos ou populações são seguidos para avaliar o resultado de exposições, procedimentos ou efeitos de uma característica, por exemplo, ocorrência de doença.Doenças Cardiovasculares: Afecções que envolvem o SISTEMA CARDIOVASCULAR, incluindo CORAÇÃO, VASOS SANGUÍNEOS ou PERICÁRDIO.Estudos de Coortes: Estudos em que os subconjuntos de uma certa população são identificados. Estes grupos podem ou não ser expostos a factores hipotéticos para influenciar a probabilidade da ocorrência de doença em particular ou outros desfechos. Coortes são populações definidas que, como um todo, são seguidos de uma tentativa de determinar as características que distinguem os subgrupos.Compostos de SulfonilureiaCélulas Secretoras de Insulina: Tipo de células pancreáticas, que representam de 50 a 80 por cento das ilhotas. As células beta secretam INSULINA.Diabetes Insípido: Doença caracterizada por micção frequente, excreção de grandes quantidades de URINA diluída e SEDE excessiva. A etiologia do diabetes insipidus compreende deficiência do hormônio antidiurético (também conhecido como HAD ou VASOPRESSINA) secretado pela NEURO-HIPÓFISE, resposta do RIM ao HAD e regulação hipotalâmica da sede prejudicadas.Glucose: Fonte primária de energia dos seres vivos. Ocorre naturalmente e é encontrada em frutas e outras partes das plantas em seu estado livre. É utilizada terapeuticamente na reposição de líquidos e nutrientes.Metformina: Hipoglicêmico biguanida utilizada no tratamento da diabetes mellitus não dependente de insulina que não responde às modificações na dieta. Metformina melhora o controle glicêmico aumentando a sensibilidade à insulina e diminuindo a absorção intestinal de glucose. (Tradução livre do original: Martindale, The Extra Pharmacopoeia, 30th ed, p289)Incidência: Número de casos novos de doenças ou agravos numa determinada população e período.Automonitorização da Glicemia: Autoavaliação dos níveis totais de glucose sanguínea fora do laboratório clínico. Pode ser usado um medidor de refletância digital ou operado por bateria. Tem ampla aplicação no controle da instabilidade do diabetes insulinodependente.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Estudos Retrospectivos: Estudos nos quais os dados coletados se referem a eventos do passado.Peptídeo C: Segmento intermediário da proinsulina, entre a cadeia B do N-terminal e a cadeia A do C-terminal. É um peptídeo pancreático com cerca de 31 resíduos, dependendo da espécie. Com a clivagem proteolítica da proinsulina, quantidades equimolares de INSULINA e do peptídeo C são liberadas. Utiliza-se um imunoensaio do peptídeo C para avaliar a função secretora da célula pancreática beta, em pacientes diabéticos com anticorpos circulantes para insulina ou com insulina exógena. A meia-vida do peptídeo C é de 30 min, cerca de 8 vezes a da insulina.Albuminúria: Presença de albumina na urina, um indicador de NEFROPATIAS.Jejum: Abster-se de todo alimento.Resultado do Tratamento: Estudos conduzidos com o fito de avaliar as consequências da gestão e dos procedimentos utilizados no combate à doença de forma a determinar a eficácia, efetividade, segurança, exequibilidade dessas intervenções.Marcadores Biológicos: Parâmetros biológicos mensuráveis e quantificáveis (p. ex., concentração específica de enzima, concentração específica de hormônio, distribuição fenotípica de um gene específico em uma população, presença de substâncias biológicas) que servem como índices para avaliações relacionadas com a saúde e com a fisiologia, como risco para desenvolver uma doença, distúrbios psiquiátricos, exposição ambiental e seus efeitos, diagnóstico de doenças, processos metabólicos, abuso na utilização de substâncias, gravidez, desenvolvimento de linhagem celular, estudos epidemiológicos, etc.Glutamato Descarboxilase: Proteína com fosfato de piridoxal que catalisa a alfa-descarboxilação do ácido L-glutâmico para formar o ácido gama-aminobutírico e dióxido de carbono. A enzima é encontrada em bactérias e no sistema nervoso de invertebrados e vertebrados. É uma enzima limitante da velocidade de reação na determinação dos níveis de ÁCIDO GAMMA-AMINOBUTÍRICO nos tecidos nervosos normais. A enzima encefálica também atua sobre L-cisteato, L-cisteína sulfinato e L-aspartato. EC 4.1.1.15.Estudos Transversais: Estudos epidemiológicos que avaliam a relação entre doenças, agravos ou características relacionadas à saúde, e outras variáveis de interesse, a partir de dados coletados simultaneamente em uma população. (Tradução livre do original: Last, 2001)Medição de Risco: Métodos e técnicas aplicadas para identificar os fatores de risco e medir a vulnerabilidade aos perigos potenciais causados por desastres e substâncias químicas.Dieta para Diabéticos: Dieta destinada a prevenir complicações da diabete melito por meio do controle da cronologia e quantidade de ingestão de energia e redução ao mínimo da ocorrência de cetose ou hipoglicemia. As proporções e quantidades de gorduras, carboidratos, e proteínas são controladas mas os planos da dieta específica variam. (Dorland, 28a ed)Comorbidade: Presença de doenças coexistentes ou adicionais com relação ao diagnóstico inicial ou com relação à doença índice que é o objetivo do estudo. A comorbidade pode afetar o desempenho de indivíduos afetados e até mesmo a sua sobrevivência. Pode ser usado como um indicador prognóstico para a duração da hospitalização, fatores de custos e de melhoria ou sobrevivência.Fatores Etários: Idade como um elemento ou influência que contribui à produção de um resultado. Pode ser aplicável à causa ou efeito de uma circunstância. É usado com os conceitos humano e animal, mas devem ser diferenciados de ENVELHECIMENTO, um processo fisiológico, e FATORES DE TEMPO que se refere somente ao transcurso do tempo.Gravidez: Estado durante o qual os mamíferos fêmeas carregam seus filhotes em desenvolvimento (EMBRIÃO ou FETO) no útero (antes de nascer) começando da FERTILIZAÇÃO ao NASCIMENTO.Camundongos Endogâmicos NOD: Cepa de camundongos diabéticos não obesos, desenvolvidos no Japão, que têm sido amplamente estudados como modelo para diabetes mellitus autoimune, dependente de célula-T, e dependente de insulina, em que a insulite é a mais importante característica histopatológica, e em que a suscetibilidade genética é fortemente ligada ao MHC.Pressão Sanguínea: PRESSÃO do SANGUE nas ARTÉRIAS e de outros VASOS SANGUÍNEOS.Síndrome X Metabólica: Grupo de fatores metabólicos de risco para as DOENÇAS CARDIOVASCULARES e o DIABETES MELLITUS TIPO 2. Entre os componentes principais da síndrome X metabólica estão excesso de GORDURA ABDOMINAL, DISLIPIDEMIA aterogênica, HIPERTENSÃO, HIPERGLICEMIA, RESISTÊNCIA À INSULINA, um estado pró-inflamatório e pró-trombótico (TROMBOSE). (Tradução livre do original: AHA/NHLBI/ADA Conference Proceedings, Circulation 2004; 109:551-556)Análise Multivariada: Conjunto de técnicas usadas quando a variação em diversas variáveis deve ser estudada simultaneamente. Em estatística, a análise multivariada se interpreta como qualquer método analítico que permita o estudo simultâneo de duas ou mais variáveis dependentes. Análise e interpretação das inter-relações entre três ou mais variáveis.Ratos Endogâmicos BB: Cepa de Rattus norvegicus que é modelo para diabetes mellitus espontâneo, dependente de insulina (DIABETES MELLITUS INSULINO-DEPENDENTE).AloxanoTiazolidinedionas: TIAZÓIS com dois grupos cetoxigênios. Os membros são agentes insulinossensibilizantes que superam a RESISTÊNCIA À INSULINA por ativação do receptor gama ativado por proliferador de peroxissomo (PPAR-gama).Estados UnidosFatores Sexuais: Usado quando sexo é discutido como um fator em relação a algum assunto ou problema específico.Valores de Referência: Faixa (ou distribuição de frequências) dos [valores] medidos em uma população (de organismos, órgãos ou coisas) que não foi selecionada para [indicar] a presença de doença ou de anormalidade.Sistemas de Infusão de Insulina: Dispositivos portáteis ou implantados para infusão de insulina. Incluem sistemas de loop aberto que podem ser operados ou controlados pelo paciente por um programa pré-fixado e projetado para distribuição constante de pequenas quantidades de insulina, aumentado durante a ingestão de alimento, e sistemas de loop fechado que distribuem quantidades de insulina automaticamente, baseados em um sensor eletrônico de glucose.Peso Corporal: Massa ou quantidade de peso de um indivíduo, expresso em unidades de quilogramas ou libras.Frutosamina: Açúcar amino formado quando a glucose reage não enzimaticamente com o grupo amino N-terminal das proteínas. A porção frutose é derivada da glucose pelo "clássico" rearranjo Amadori.Modelos Logísticos: Modelos estatísticos de risco de um indivíduo (probabilidade de contrair uma doença) em função de um dado de fator de risco. O modelo logístico é um modelo linear para a logística (logaritmo natural dos fatores de risco) da doença como função de um fator quantitativo e é matematicamente equivalente ao modelo logístico.Lipídeos: Termo genérico para gorduras e lipoides, constituintes do protoplasma, solúveis em álcool e éter, e são insolúveis em água. Compreendem as gorduras, óleos graxos, óleos essenciais, ceras, fosfolipídeos, glicolipídeos, sulfolipídeos, aminolipídeos, cromolipídeos (lipocromos) e ácidos graxos. (Tradução livre do original: Grant & Hackh's Chemical Dictionary, 5th ed)Inibidores da Dipeptidil Peptidase IV: Compostos que suprimem a degradação de INCRETINAS pelo bloqueio da ação da DIPEPTIDIL PEPTIDASE IV. Isto ajuda a corrigir a deficiência na secreção de INSULINA e GLUCAGON características de DIABETES MELLITUS TIPO 2 através do estímulo da secreção de insulina e supressão da liberação de glucagon.JapãoTriglicerídeosDoença da Artéria Coronariana: Os processos patológicos das ARTÉRIAS CORONÁRIAS que podem derivar de uma anomalia congênita, de causa aterosclerótica, ou não aterosclerótica.Pé Diabético: Problemas comuns no pé de pessoas com DIABETES MELLITUS, causados por qualquer uma das combinações dos fatores, como NEUROPATIAS DIABÉTICAS, DOENÇAS VASCULARES PERIFÉRICAS e INFECÇÃO. Com a perda da sensação e circulação deficitária, as lesões e infecções, com frequência, levam a sérias úlceras do pé, GANGRENA e AMPUTAÇÃO.Razão de Chances: É uma aproximação do risco relativo, característica de estudos de casos e controles, dada pela proporção entre a probabilidade de adoecer e não adoecer mediante a exposição e não exposição ao fator de risco em estudo.Predisposição Genética para Doença: Suscetibilidade latente a doenças de caráter genético, podendo ser ativada sob determinadas situações.Análise de Regressão: Procedimentos para encontrar a função matemática que melhor descreve a relação entre uma variável dependente e uma ou mais variáveis independentes. Na regressão linear (v. MODELOS LINEARES) a relação é construída para ser uma linha reta e usa-se a ANÁLISE DOS MÍNIMOS QUADRADOS para determinar o melhor ajuste. Na regressão logística (v. MODELOS LOGÍSTICOS) a variável dependente é qualitativa em vez de uma variável contínua e são usadas FUNÇÕES VEROSSIMILHANÇA para encontrar a melhor relação. Na regressão múltipla, considera-se que a variável dependente pende mais que uma única variável independente.Pâncreas: Órgão nodular no ABDOME que abriga uma mistura de GLÂNDULAS ENDÓCRINAS e GLÂNDULAS EXÓCRINAS. A pequena porção endócrina consiste das ILHOTAS DE LANGERHANS que secretam vários hormônios na corrente sanguinea. A grande porção exócrina (PÂNCREAS EXÓCRINO) é uma glândula acinar composta que secreta várias enzimas digestivas no sistema de ductos que desemboca no DUODENO.Hiperlipidemias: Excesso de LIPÍDEOS no sangue.Dislipidemias: Anormalidades nos níveis séricos dos LIPÍDEOS, incluindo a superprodução ou deficiência. O perfil anormal dos lipídeos séricos pode incluir COLESTEROL total alto, TRIGLICERÍDEOS alto, COLESTEROL DE LIPOPROTEÍNA DE ALTA DENSIDADE baixo e níveis elevados de colesterol de lipoproteína de baixa densidade.Peptídeo 1 Semelhante ao Glucagon: Peptídeo com 36 ou 37 aminoácidos derivado do PROGLUCAGON e produzido principalmente pelas células L intestinais. O PLG-1(1-37 ou 1-36) também é truncado na extremidade N-terminal resultando em PLG-1(7-37) ou PLG-1(7-36) que podem ser amidados. Os peptídeos GLP-1 são conhecidos por aumentar a liberação de INSULINA dependente de glucose, suprimir a liberação de GLUCAGON e o esvaziamento gástrico, diminuir a GLICEMIA e reduzir a ingestão alimentar.Valor Preditivo dos Testes: O valor preditivo de um teste diagnóstico é a probabilidade de um resultado positivo (ou negativo) corresponder a um indivíduo doente (ou não doente). Depende da sensibilidade e especificidade do teste (adaptação e tradução livre do original: Last, 2001)Modelos de Riscos Proporcionais: Modelos estatísticos usados na análise de sobrevivência que estabelecem que o efeito dos fatores de estudo no índice de risco da população em estudo é multiplicativo e não muda no transcurso do tempo.Glicosúria: Aparecimento de uma quantidade grande e anormal de GLUCOSE na urina, como maior que 500 mg/dia em adultos. Pode ser devido a HIPERGLICEMIA ou defeitos genéticos na reabsorção renal (GLICOSÚRIA RENAL).Autocuidado: Realização pelo paciente das atividades normalmente executadas por profissionais de saúde. Inclui cuidados consigo mesmo, família ou amigos.Grupo com Ancestrais do Continente Asiático: Indivíduos cujas origens ancestrais estão nas áreas do sudeste e leste do continente asiático.Falência Renal Crônica: Estágio final da INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA. Caracterizada por danos renais graves e irreversíveis (segundo os dados de PROTEINURIA) e pela redução na TAXA DE FILTRAÇÃO GLOMERULAR para menos que 15 ml por min (Kidney Foundation: Kidney Disease Outcome Quality Initiative, 2002). A condição destes pacientes geralmente exige HEMODIÁLISE ou TRANSPLANTE RENAL.Autoanticorpos: Anticorpos que reagem com AUTOANTÍGENOS do organismo que os produziu.Técnica Clamp de Glucose: Manutenção de um nível constante de glucose sanguínea por perfusão ou infusão de glucose ou insulina. É utilizada para o estudo da taxa metabólica (por exemplo, metabolismo de glucose, lipídeos, aminoácidos) a uma concentração constante de glucose.Distribuição de Qui-Quadrado: Distribuição na qual a variável está distribuída como a soma dos quadrados de qualquer variável dada independente e aleatória, tendo cada qual uma distribuição normal com média zero e desvio um. O teste de Qui-quadrado é um teste estatístico baseado na comparação de uma estatística e uma distribuição de Qui-quadrado. Os testes mais antigos se usam para detectar se duas ou mais distribuições da população diferem entre si.Estilo de Vida: Estilo ou modo típico de viver que caracteriza um indivíduo ou grupo. (Tradução livre do original: From APA, Thesaurus of Psychological Index Terms, 8th ed)Genótipo: Constituição genética do indivíduo que abrange os ALELOS presentes em cada um dos LOCI GÊNICOS.Polipeptídeo Amiloide das Ilhotas Pancreáticas: Hormônio secretado pela célula pancreática beta que é co-secretado com a INSULINA. Apresenta efeito anorético no metabolismo de nutrientes por meio da inibição da secreção de ácido gástrico, do esvaziamento gástrico e secreção pós-prandial de GLUCAGON. Os polipeptídeos amiloides das ilhotas podem se dobrar em AMILOIDE que se mostrou ser o principal componentes das PLACAS AMILOIDES.Período Pós-Prandial: Período após uma refeição ou INGESTÃO ALIMENTAR.Questionários: Conjunto de perguntas previamente preparadas utilizado para a compilação de dados.Índios Norte-Americanos: Membros individuais de grupos étnicos da América do Norte com origens ancestrais históricas na Ásia.Progressão da Doença: Piora de uma doença ao longo do tempo. Este conceito é usado com mais frequência para doenças crônica e incuráveis, em que o estágio da doença é um determinante importante de terapia e prognóstico.Doença das Coronárias: Desequilíbrio entre as necessidades funcionais miocárdicas e a capacidade dos VASOS CORONÁRIOS para fornecer suficiente fluxo sanguíneo. É uma forma de ISQUEMIA MIOCÁRDICA (fornecimento insuficiente de sangue ao músculo cardíaco), causada por uma diminuição da capacidade dos vasos coronarianos.Transplante das Ilhotas Pancreáticas: Transferências das ilhotas pancreáticas em um indivíduo, entre indivíduos de uma mesma espécie, ou entre indivíduos de espécies diferentes.Risco: A probabilidade de que um evento ocorrerá. Ele abrange uma variedade de medidas de probabilidade de um resultado geralmente desfavorável (MeSH/NLM). 1. Medida de dano potencial ou prejuízo econômico expressa em termos de probabilidade estatística de ocorrência e de intensidade ou grandeza das consequências previsíveis. 2. Probabilidade de ocorrência de um acidente ou evento adverso, relacionado com a intensidade dos danos ou perdas, resultantes dos mesmos. 3. Probabilidade de danos potenciais dentro de um período especificado de tempo e/ou de ciclos operacionais. 4. Fatores estabelecidos, mediante estudos sistematizados, que envolvem uma probabilidade significativa de ocorrência de um acidente ou desastre. 5. Relação existente entre a ameaça de um evento adverso ou acidente determinado e o grau de invulnerabilidade do sistema receptor a seus efeitos (Material III - Ministério da Ação Social, Brasília, 1992). Número esperado de perdas (de vidas, pessoas feridas, propriedades danificadas e interrupção de atividades econômicas), devido a um fenômeno particular, em um período de referência e em uma dada área. O risco é o produto de ameaça e vulnerabilidade.Gerenciamento Clínico: Amplo acesso à coordenação apropriada do processo inteiro de tratamento da doença que frequentemente envolve mudanças para longe dos pacientes internados mais caros e cuidados agudos para áreas tais como medicina preventiva, aconselhamento de paciente e educação e cuidados do paciente ambulatorial. Este conceito inclui implicações de terapias apropriadas e inapropriadas no custo global e resultado clínico de uma doença particular.Proinsulina: Polipetídeo pancreático de aproximadamente 110 aminoácidos, que dependendo da espécie, é o precursor da insulina. A proinsulina, produzida pelas CÉLULAS PANCREÁTICAS BETA, é composta por uma cadeia B N-terminal, o peptídeo C de ligação proteoliticamente removível e a cadeia A C-terminal. Contém também três pontes dissulfeto, duas entre as cadeias A e B. Após a clivagem em dois locais, os produtos de secreção são a insulina e o peptídeo C. A proinsulina intacta com baixa bioatividade também é secretada em pequenas quantidades.Análise de Variância: Técnica estatística que isola e avalia a contribuição dos fatores incondicionais para a variação na média de uma variável dependente contínua.Glucagon: Peptídeo pancreático de aproximadamente 29 aminoácidos, derivado do proglucagon que também é precursor dos PEPTÍDEOS SEMELHANTES AO GLUCAGON do intestino. O GLUCAGON é secretado pelas células pancreáticas alfa e desempenha um papel importante na regulação da concentração de GLICOSE NO SANGUE, metabolismo cetônico e vários outros processos bioquímicos e fisiológicos. (Tradução livre do original: Gilman et al., Goodman and Gilman's The Pharmacological Basis of Therapeutics, 9th ed, p1511)Síndrome de Wolfram: Síndrome hereditária caracterizada por múltiplos sintomas incluindo os de DIABETES INSIPIDUS, DIABETES MELLITUS, ATROFIA ÓPTICA e SURDEZ. Esta síndrome também é conhecida como DIDMOAD (a primeira letra de cada palavra) e normalmente é associada com deficiência de VASOPRESSINA. É causada por mutações no gene WFS1 que codifica a wolframina, uma proteína transmembrana de 100 kDa.Distribuição por Sexo: Número de homens e mulheres numa dada população ou grupo.Modelos Animais de Doenças: Doenças animais ocorrendo de maneira natural ou são induzidas experimentalmente com processos patológicos suficientemente semelhantes àqueles de doenças humanas. São utilizados como modelos para o estudo de doenças humanas.Índice de Gravidade de Doença: Níveis dentro de um grupo de diagnósticos estabelecidos por vários critérios de medição aplicados à gravidade do transtorno de um paciente.Adiponectina: Proteína de 30 kDa relacionada com o COMPLEMENTO C1Q, o produto gênico mais abundante secretado por células adiposas do TECIDO ADIPOSO branco. A adiponectina modula diversos processos fisiológicos, como o metabolismo da GLUCOSE, dos ÁCIDOS GRAXOS e das respostas imunes. A queda dos níveis de adiponectina plasmática está associada com RESISTÊNCIA À INSULINA, Diabetes Mellitus Tipo 2, OBESIDADE e ATEROSCLEROSE.Educação de Pacientes como Assunto: Ensino e treinamento de pacientes em relação às suas próprias necessidades de saúde.Incretinas: Peptídeos que estimulam a liberação de INSULINA das CÉLULAS PANCREÁTICAS BETA após ingestão oral de nutrientes ou pós-prandialmente.Estresse Oxidativo: Perturbação no equilíbrio pró-oxidante-antioxidante em favor do anterior, levando a uma lesão potencial. Os indicadores do estresse oxidativo incluem bases de DNA alteradas, produtos de oxidação de proteínas e produtos de peroxidação de lipídeos.Taxa de Filtração Glomerular: Volume de água filtrada do plasma através das paredes capilares glomerular nas cápsulas de Bowman (CÁPSULA GLOMERULAR), por unidade de tempo. É considerada equivalente à depuração da INULINA.Peçonhas: Secreções de animais venenosos formando um fluido misto de muitas diferentes enzimas, toxinas e outras substâncias. Estas substâncias são produzidas em glândulas especializadas e secretadas através de sistemas de dispensa especializados (nematocistos, espinhos, dente inoculador, etc.) a fim de incapacitar a presa ou o predador.Prognóstico: Predição do provável resultado de uma doença baseado nas condições do indivíduo e no curso normal da doença como observado em situações semelhantes.Hiperinsulinismo: Síndrome com níveis extremamente elevados de INSULINA no SANGUE. Pode causar HIPOGLICEMIA. A etiologia do hiperinsulinismo varia, incluindo a hipersecreção de um tumor de células beta (INSULINOMA), autoanticorpos contra a insulina (ANTICORPOS ANTI-INSULINA), receptor de insulina defeituoso (RESISTÊNCIA À INSULINA) ou uso excessivo de insulina exógena ou HIPOGLICÊMICOS.HDL-Colesterol: Colesterol que está contido em ou ligado a lipoproteínas de densidade alta (HDL), incluindo os ÉSTERES DO COLESTEROL e colesterol livre.Distribuição por Idade: Agrupamento de indivíduos segundo idade ou faixa etária. O conceito não é restrito a humanos.Infarto do Miocárdio: NECROSE do MIOCÁRDIO causada por uma obstrução no fornecimento de sangue ao coração (CIRCULAÇÃO CORONÁRIA).Colesterol: Principal esterol de todos os animais superiores, distribuído nos tecidos do corpo, especialmente no cérebro e na medula espinhal, e nas gorduras e óleos animais.Anti-Hipertensivos: Fármacos usados no tratamento da HIPERTENSÃO (aguda ou crônica), independentemente do mecanismo farmacológico. Entre os anti-hipertensivos estão os DIURÉTICOS [especialmente os DIURÉTICOS TIAZÍDICOS (=INIBIDORES DE SIMPORTADORES DE CLORETO DE SÓDIO)], os BETA-ANTAGONISTAS ADRENÉRGICOS, os ALFA-ANTAGONISTAS ADRENÉRGICOS, os INIBIDORES DA ENZIMA CONVERSORA DA ANGIOTENSINA, os BLOQUEADORES DOS CANAIS DE CÁLCIO, os BLOQUEADORES GANGLIONARES e os VASODILATADORES.CreatininaAterosclerose: Espessamento e perda da elasticidade das paredes das ARTÉRIAS que ocorre com a formação de PLACA ATEROSCLERÓTICA dentro da ÍNTIMA ARTERIAL.Diabetes Mellitus Lipoatrófica: Tipo de diabetes mellitus caracterizado pela grave RESISTÊNCIA À INSULINA e LIPODISTROFIA. A lipodistrofia pode ser generalizada, parcial adquirida ou congênita (LIPODISTROFIA GENERALIZADA CONGÊNITA.Polimorfismo de Nucleotídeo Único: Variação nucleotídica única em sequência genética que ocorre com frequência apreciável na população.Doença Crônica: Doenças que têm uma ou mais das seguintes características: são permanentes, deixam incapacidade residual, são causadas por alteração patológica não reversível, requerem treinamento especial do paciente para reabilitação, pode-se esperar requerer um longo período de supervisão, observação ou cuidado.Idade de Início: A idade, estágio de desenvolvimento ou período da vida no qual uma doença, seus sintomas iniciais ou manifestações aparecem em um indivíduo.LDL-Colesterol: Colesterol que está contido em ou ligado a lipoproteínas de baixa densidade (LDL), incluindo os ÉSTERES DE COLESTEROL e colesterol livre.Dieta: Método regular de ingestão de comida e bebida adotado por uma pessoa ou animal.Antígenos HLA-DQ: Grupo dos antígenos HLA D-relacionados que diferem dos antígenos DR quanto ao locus gênico e, portanto, na forma de herança. Estes antígenos são glicoproteínas polimórficas constituídas de cadeias alfa e beta e são encontradas em células linfoides e outras células, frequentemente associados com certas doenças.Polimorfismo Genético: Ocorrência regular e simultânea de dois ou mais genótipos descontínuos em uma única população que está se multiplicando. O conceito inclui diferenças em genótipos variando em tamanho de um local contendo um único nucleotídeo (POLIMORFISMO DE UM ÚNICO NUCLEOTÍDEO) a uma grande sequência de nucleotídeos visível num nível cromossômico.Recém-Nascido: Criança durante o primeiro mês após o nascimento.Produtos Finais de Glicosilação Avançada: Produtos derivados da reação não enzimática da GLUCOSE e PROTEÍNAS "in vivo" que exibem uma pigmentação amarelo-amarronzada e uma habilidade em participar das ligações cruzadas entre proteínas. Estas substâncias estão envolvidas em processos biológicos relacionados ao "turnover" de proteínas e acredita-se que seu acúmulo excessivo contribui para as complicações crônicas da DIABETES MELLITUS.Estudos Longitudinais: Estudo no qual as variáveis relacionadas a um indivíduo ou grupo de indivíduos são acompanhadas por anos e com contato a intervalos regulares.Cardiomiopatias Diabéticas: Complicações da diabetes em que a REMODELAÇÃO VENTRICULAR na ausência de ATEROSCLEROSE CORONÁRIA e hipertensão resulta em distúrbios cardíacos, tipicamente DISFUNÇÃO VENTRICULAR ESQUERDA. As alterações sempre resultam em hipertrofia miocárdica, necrose miocárdica e fibrose, além de deposição de colágeno devida ao comprometimento da tolerância à glicose.Endocrinologia: Subespecialidade da medicina interna que lida com o metabolismo, fisiologia e distúrbios do SISTEMA ENDÓCRINO.Quimioterapia Combinada: Terapia administrada simultaneamente com duas ou mais preparações diferentes para obter um efeito combinado.Adamantano: Hidrocarboneto triciclicamente ligado.Transplante de Pâncreas: Transferência do pâncreas de um ser humano ou animal a outro.Ratos Zucker: Duas populações de ratos Zucker foram citadas em pesquisa - os "gordos" ou obesos e os magros. Os ratos "gordos" (Rattus norvegicus) apareceram como mutantes espontâneos. A condição de obesidade parece ser devida a um único gene recessivo.Perda de Peso: Redução do PESO CORPORAL atual.ArizonaIntervalos de Confiança: Classe de valores para um parâmetro de interesse, por exemplo, uma taxa, calculada de tal maneira que tenha uma probabilidade específica de incluir o valor real do parâmetro.Exercício: Atividade física geralmente regular e feita com a intenção de melhorar ou manter a APTIDÃO FÍSICA ou a SAÚDE. É diferente de ESFORÇO FÍSICO que é voltado principalmente para as respostas fisiológicas e metabólicas ao uso da energia.Modelos Lineares: Modelos estatísticos nos quais os valores dos parâmetros são linearmente proporcionais às variáveis dependentes, ex. y = a + bx, onde y é a resposta, x é o fator de interesse e a & b são os parâmetros.Hábito de Fumar: Inalação e exalação da fumaça do TABACO queimado.Índice Glicêmico: Sistema numérico para medir a taxa de GLICEMIA por um determinado alimento quando comparado à glucose, que é igual a 100. Os alimentos com alto índice glicêmico geram oscilações maiores dos níveis de açúcar no sangue.Ratos Wistar: Linhagem de ratos albinos desenvolvida no Instituto Wistar e que se espalhou amplamente para outras instituições. Este fato diluiu marcadamente a linhagem original.Rim: Órgão do corpo que filtra o sangue, secreta URINA e regula a concentração dos íons.Ratos Endogâmicos OLETF: Cepa endogâmica de ratos Long-Evans que desenvolvem hiperglicemia, hiperinsulinemia e moderada obesidade, principalmente em machos, assemelhando-se ao diabetes mellitus não dependente de insulina em humanos. Foi desenvolvida apartir de estoques exogâmicos de Long-Evans em 1983.Cadeias beta de HLA-DQ: Proteínas transmembranas que formam as subunidades alfa dos antígenos HLA-DQ.Hipolipemiantes: Substâncias que diminuem os níveis de certos LIPÍDEOS no SANGUE. São usadas para tratar HIPERLIPIDEMIAS.Acidente Vascular Cerebral: Grupo de afecções caracterizadas por perda súbita, não convulsiva, da função neurológica, devido a ISQUEMIA ENCEFÁLICA ou HEMORRAGIAS INTRACRANIANAS. O acidente cerebral vascular é classificado pelo tipo de NECROSE de tecido, como localização anatômica, vasculatura envolvida, etiologia, idade dos indivíduos afetados e natureza hemorrágica versus não hemorrágica (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, pp777-810).Programas de Rastreamento: Tentativa de identificação de pessoas portadoras de uma doença ou agravo não evidente por meio de testes, exames, questionários ou outros procedimentos de aplicação rápida. O rastreamento classifica as pessoas em negativas ou positivas; estas (casos suspeitos) são encaminhadas para confirmação clínica de diagnóstico ou tratamento. (Tradução livre do original: Last, 2001)Sistema de Registros: Sistemas e processos relativos ao estabelecimento, manutenção, administração e operação de registros e cadastros como por exemplo, registros de doenças.Método Duplo-Cego: Método de estudo sobre uma droga ou procedimento no qual ambos, grupos estudados e investigador, desconhecem quem está recebendo o fator em questão. (Tradução livre do original: Last, 2001)Proteína C-Reativa: Proteína que circula em quantidade aumentada durante um processo inflamatório e após a lesão de um tecido.Alelos: Formas variantes do mesmo gene, ocupando o mesmo locus em CROMOSSOMOS homólogos e governando as variantes na produção do mesmo produto gênico.Endotélio Vascular: Camada única de células que se alinham na superfície luminal em todo o sistema vascular e regulam o transporte de macromoléculas e componentes do sangue.China: País que se estende da Ásia central ao Oceano Pacífico.Fígado: Grande órgão glandular lobulado no abdomen de vertebrados responsável pela desintoxicação, metabolismo, síntese e armazenamento de várias substâncias.Grupo com Ancestrais do Continente Africano: Indivíduos cujas origens ancestrais estão no continente africano.Doenças do Sistema Nervoso Autônomo: Doenças das divisões simpática ou parassimpática do SISTEMA NERVOSO AUTÔNOMO que têm componentes localizados no SISTEMA NERVOSO CENTRAL e SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO. A disfunção autônoma pode estar associada com DOENÇAS HIPOTALÂMICAS, transtornos do TRONCO ENCEFÁLICO, DOENÇAS DA MEDULA ESPINHAL e DOENÇAS DO SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO. Entre as manifestações estão deficiências das funções vegetativas incluindo a manutenção da PRESSÃO ARTERIAL, FREQUÊNCIA CARDÍACA, função da pupila, SUDORESE, FISIOLOGIA URINÁRIA e REPRODUTIVA e DIGESTÃO.Macrossomia Fetal: Estado em que há o crescimento exagerado do feto, levando a um FETO grande em relação à idade gestacional. É definido como PESO AO NASCER maior que 4.000 g ou acima do 90 percentil das curvas de crescimento da população e específicas ao sexo. Geralmente esta situação se encontra na DIABETES GESTACIONAL, na GRAVIDEZ PROLONGADA e na gravidez complicada por diabetes mellitus pré-existente.Envelhecimento: Mudanças graduais irreversíveis na estrutura e funcionamento de um organismo que ocorrem como resultado da passagem do tempo.Cooperação do Paciente: Cooperação voluntária do paciente em seguir um esquema prescrito pelo médico.Proteína 2 Semelhante ao Fator 7 de Transcrição: Fator de transcrição que participa da via de sinalização de WNT. A atividade da proteína é regulada por meio de sua interação com BETA CATENINA. A proteína 2 semelhante ao fator de transcrição 7 desempenha um papel importante na embriogênese do PÂNCREAS e das células das ILHOTAS PANCREÁTICAS.Tecido Adiposo: Tecido conjuntivo especializado composto por células gordurosas (ADIPÓCITOS). É o local de armazenamento de GORDURAS, geralmente na forma de TRIGLICERÍDEOS. Em mamíferos, existem dois tipos de tecido adiposo, a GORDURA BRANCA e a GORDURA MARROM. Suas distribuições relativas variam em diferentes espécies sendo que a maioria do tecido adiposo compreende o do tipo branco.Gliclazida: Hipoglicêmico de sulfonilureia oral que estimula a secreção de insulina.Doenças Metabólicas: Termo genérico para doenças causadas por um processo metabólico anormal. Pode ser congênito devido à anormalidade enzimática herdada (ERROS INATOS DO METABOLISMO) ou adquirido devido à doença de um órgão endócrino ou insuficiência de um órgão metabolicamente importante tal como o fígado.Autoimunidade: Processo através do qual o sistema imune reage contra os próprios tecidos do corpo. A autoimunidade pode produzir ou ser causada por DOENÇAS AUTOIMUNES.Ratos Sprague-Dawley: Linhagem de ratos albinos amplamente utilizada para propósitos experimentais por sua tranquilidade e facilidade de manipulação. Foi desenvolvida pela Companhia de Animais Sprague-Dawley.Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto: Trabalhos sobre ensaios clínicos que envolvem pelo menos um tratamento teste e um tratamento controle, com matrícula simultânea e acompanhamento de grupos testes e de tratamento controle, e nos quais os tratamentos a serem administrados são selecionados por um processo randômico, como o uso de uma tabela de números randômicos.Inquéritos Epidemiológicos: Coleta sistemática de dados relativos ao estado de saúde de determinada população. Pode ser descritiva, exploratória ou explicativa. (Tradução livre do original: Last, 2001)Malásia: Democracia parlamentar com um monarca constitucional no sudeste da Ásia, consistindo em 11 estados (Malásia Ocidental) na Península Malaia e dois estados (Malásia Oriental) na ilha de BORNEO. Também é chamada Federação da Malásia. Sua capital é Kuala Lumpur. Antes de 1963 era a União da Malaia. Reorganizou-se em 1948 como Federação da Malaia, ficando independente da Malaia Britânica em 1957 e tornando-se Malásia em 1963 como uma federação de Malaia, Sabah, Sarawak e Cingapura (que se separou em 1965). A forma Malaio provavelmente deriva do Tâmil malay, montanha, com referência a sua geografia. (Tradução livre do original: Webster's New Geographical Dictionary, 1988, p715 & Room, Brewer's Dictionary of Names, 1992, p329)Doenças Autoimunes: Transtornos caracterizados pela produção de anticorpos que reagem com tecidos do hospedeiro ou com células efetoras imunes autorreativas aos peptídeos endógenos.Frequência do Gene: Proporção de um alelo particular no total de ALELOS de um locus gênico em uma POPULAÇÃO em reprodução.Hipercolesterolemia: Afecção com níveis anormalmente elevados de COLESTEROL no sangue. É definida como um valor de colesterol maior que o percentil de 95 para a população.Gastroparesia: Retardo crônico do esvaziamento gástrico. A gastroparesia pode ser causada por disfunção motora ou paralisia dos músculos do ESTÔMAGO ou pode estar associada com outras doenças sistêmicas como DIABETES MELLITUS.Anticorpos Anti-Insulina: Anticorpos específicos contra INSULINA.Transplante de Rim: Transferência de um rim, de um ser humano ou animal a outro.Homeostase: Processo por meio do qual o meio ambiente interno tende a permanecer estável e equilibrado.Leptina: Hormônio peptídico de 16 kDa secretado por ADIPÓCITOS BRANCOS. A leptina serve como um sinal de retroalimentação de células adiposas ao SISTEMA NERVOSO CENTRAL que regula a ingestão alimentar, equilíbrio energético, e armazenamento de gordura.Período Pós-Parto: Em fêmeas, [comprende] o período logo após se dar o nascimento (PARTO).Atenção Primária à Saúde: É a assistência sanitária essencial baseada em métodos e tecnologias práticas, cientificamente fundados e socialmente aceitáveis, postos ao alcance de todos os indivíduos e famílias da comunidade mediante a sua plena participação e a um custo que a comunidade e o país possam suportar, em todas e cada etapa do seu desenvolvimento, com um espírito de autorresponsabilidade e autodeterminação. (Declaração de Alma-Ata - Organização Pan-Americana da Saúde, 2003)Guias de Prática Clínica como Assunto: Orientações ou princípios apresentando regras de política atuais ou futuras para o praticante de cuidados de saúde, para assisti-lo nas decisões de cuidados ao paciente a respeito de diagnóstico, terapia ou circunstâncias clínicas relacionadas. Os guias podem ser desenvolvidos por agências governamentais em qualquer nível, instituições, sociedades profissionais, juntas governamentais ou reuniões de especialistas para discussão. Os guias formam a base para avaliação de todos os aspectos de cuidados e distribuição da saúde.Ganho de Peso: Aumento de PESO CORPORAL acima do existente.ÍndiaMetabolismo dos Lipídeos: Processos fisiológicos na biossíntese (anabolismo) e degradação (catabolismo) de LIPÍDEOS.Insulina de Ação Prolongada: Formulações de insulina que contêm substâncias que retardam a absorção, aumentando, assim, o período de tempo de ação.Países Baixos: País localizado na EUROPA. Faz fronteira com o Mar do Norte, BÉLGICA e ALEMANHA. Áreas ultramarinas são Aruba, Curaçao, São Martinho, antigamente incluído nas ANTILHAS HOLANDESAS.Projetos Piloto: Pequenas escalas-testes de métodos e procedimentos a serem utilizados em uma escala aumentada se o estudo piloto demonstrar que esses métodos e procedimentos podem ser trabalhados.Proteínas Tirosina Fosfatases Classe 8 Semelhantes a Receptores: Subclasse de proteína tirosina fosfatases semelhantes a receptores que contém um motivo extracelular de reconhecimento de adesão a RDGS e um único domínio proteína tirosina fosfato citosólico.Ácidos Graxos não Esterificados: ÁCIDOS GRAXOS encontrados no plasma que se complexam com a ALBUMINA SÉRICA para seu transporte. Estes ácidos graxos não estão na forma de éster de glicerol.Diálise Renal: Terapia para a purificação insuficiente do SANGUE pelos rins, baseado na diálise e incluindo a hemodiálise, DIÁLISE PERITONEAL e HEMODIAFILTRAÇÃO.Obesidade Mórbida: Situação em que o peso é duas, três ou mais vezes acima do peso ideal, sendo assim chamada porque está associada com vários transtornos sérios e com risco de morte. Em relação ao ÍNDICE DE MASSA CORPORAL, a obesidade mórbida é definida por um IMC acima de 40,0 kg/m2.Nefropatias: Processos patológicos do RIM ou de componentes de seus tecidos.Proteína Tirosina Fosfatase não Receptora Tipo 1: Subtipo de proteína tirosina fosfatases não receptoras que inclui dois motivos alvos, o motivo N-terminal, específico para o RECEPTOR DE INSULINA e um motivo C-terminal específico para o domínio SH3 que contém proteínas. Este subtipo inclui um domínio hidrofóbico localizado no RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO.Clorpropamida: Hipoglicêmico sulfonilureia utilizado no tratamento da diabetes mellitus independente de insulina que não responde à modificação da dieta.Transportador 2 de Glucose-Sódio: Transportador de glucose-sódio que é expressado no lúmen da membrana dos TÚBULOS RENAIS PROXIMAIS.

*  VI Diretrizes Brasileiras de Hipertensão - PDF
... epidemiologia e prevenção primária Capítulo 2 Diagnóstico e classificação Capítulo ... Diabetes mellitus tipo 2 Novas perspectivas de tratamento. Betabloqueadores no tratamento da hipertensão arterial sistêmica ... Setembro/Outubro 2012 Volume 100 Número 4 ISSN 0047-2077 Diabetes mellitus tipo 2 Novas perspectivas de tratamento ... 7 2 PALAVRA DO PRESIDENTE Eu sou 12 por 8 É com grande satisfação que me dirijo aos leitores da Revista Brasileira de ...
http://docplayer.com.br/2385-Vi-diretrizes-brasileiras-de-hipertensao.html
*  Função pulmonar na diabetes mellitus - PDF
Função pulmonar na diabetes mellitus José R. Jardim Pneumologia Universidade Federal de São Paulo Elasticidade pulmonar anormal ... PALAVRAS CHAVE Diabetes mellitus tipo 2, IMC. Obesidade. Hemoglobina glicada. 11. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ... DIABETES MELLITUS DIABETES MELLITUS DIABETES MELLITUS DIABETES MELLITUS DIABETES MELLITUS DIABETES MELLITUS 18/9/2014 UNESC ... DIABETES MELLITUS. Prof. Claudia Witzel DIABETES MELLITUS Diabetes mellitus Definição Aumento dos níveis de
http://docplayer.com.br/1728443-Funcao-pulmonar-na-diabetes-mellitus.html
*  Medicina de Familia: Fevereiro 2012
Orientações da American College of Physicians (ACP) sobre tratamento oral da diabetes tipo 2. Oral Pharmacologic Treatment of ... O Colégio Americano de Medicina atualizou suas diretrizes baseadas em evidências para o tratamento oral de diabetes tipo 2. ... Recomendação 1: ACP recomenda adicionar a terapia farmacológica oral em pacientes diagnosticados com diabetes tipo 2, quando ... É difícil fazer uma avaliação desse tipo. O SUS é um sistema enorme, extremamente complexo e em contínua
http://medicinadefamiliabr.blogspot.com/2012/02/
*  Jucurutu Gospel: Novembro 2010
Batizada pelos médicos de diabetes mellitus, a doença ocorre quando há um aumento do açúcar no sangue. Dependendo dos motivos ... Já no tipo 2 ou a produção dela não é suficiente ou as células simplesmente não conseguem aproveitá-la da forma correta - a ... No tipo 1 as células do pâncreas que fabricam insulina, o hormônio que ajuda a glicose a entrar nas células, simplesmente foram ... 2º Encontro de casais (3) Aniversário (4) ARTIGOS (11) Batismos (3) casamentos (3) CULTO DA ...
http://jucurutugospel.blogspot.com/2010/11/
*  Medicina de Familia: 2014
... que sugerem um risco renal em até 1 em 4 pacientes com diabetes mellitus tipo 2 que, na maioria dos relatórios, não está ... Leia mais sobre Diabetes em:. Recomendações da ADA para abordagem de Crianças com Diabetes Tipo 1. ADA recomenda valores alvo ... Marcadores: diabetes mellitus, função renal, insuficiência renal, Medicina Baseada em evidência, metformina, Revisão ... A título de exemplo, no caso do Diabetes Mellitus, no meio rural há menos pessoas triadas (= provável ...
http://medicinadefamiliabr.blogspot.com/2014/
*  Medicina de Familia: 2012
... teoriza-se que o controle glicêmico agressivo pode prevenir a doença renal em pacientes com diabetes mellitus tipo 2. Uma ... Pacientes com diabetes tipo 2 não necessariamente evitarão complicações renais com controle intensivo da glicemia, de acordo ... em pacientes com diabetes tipo 2 recebendo controle intensivo da glicemia versus aqueles que receberam o controle da glicose ... A terapia com estrogênio-progestina reduziu os riscos de diabetes e fraturas (quadril, vertebral, total), mas
http://medicinadefamiliabr.blogspot.com/2012/
*  Portal de Busca, websites Portugueses- Page 13
14 de Novembro Dia Mundial da Diabetes. A Diabetes Mellitus (DM) é uma doença crónica, cada vez mais frequente na nossa ... O número de pessoas com DM tipo 2... [ Leia mais ]. PARA ALÉM DA MATÉRIA. Vivemos na sociedade do hedonismo, em que a ...
http://portalbusca.pt/?p=261
*  Sorrisos de misericórdia: Novembro 2007
Quando o diabetes mellitus tipo 2 está associado a outros dois fatores de risco cardiovascular - hipertensão, obesidade, ... Fatores de risco para o diabetes tipo 2. - Idade ³ 45 anos. - Obesidade (IMC ³ 30 kg/m2). - Histórico familiar de diabetes ( ... Mais de 700 mil portugueses sofrem de Diabetes. A diabetes tem graves implicações a nível cardiovascular e renal, podendo levar ... Histórico de diabetes gestacional ou recém-nascido com peso > 4 kg. - Hipertensão (³ 140/90 mmHg em ...
http://1isthe1.blogspot.com/2007/11/
*  Diabetes - Definição
... termo comumente utilizado para a diabetes mellitus, é uma doença crônica que resulta de uma carência de secreção de insulina ou ... esses são os dois mecanismos principais que causam respectivamente a diabetes tipo 1 e a diabetes tipo 2. Esses mecanismos ... Definição de diabetes. A diabetes, termo comumente utilizado para a diabetes mellitus, é uma doença crônica que resulta de uma ... Os tratamentos contra o diabetes visam a diminuição da taxa de açúcar circulante no sangue, pois
http://saude.ccm.net/faq/906-diabetes-definicao
*  Medicina de Familia: Fevereiro 2015
Já foi aventado o uso de metformina até mesmo para a prevenção do desenvolvimento de Diabetes Mellitus do tipo 2 em pessoas com ... Improving diabetes prevention with benefit based tailored treatment: risk based reanalysis of Diabetes Prevention Program. Os ... Os pesquisadores estudaram mais de 3000 pacientes com alto risco de diabetes tipo 2 que haviam sido escolhidos aleatoriamente ... A American Diabetes Association no início de 2015 reforçou esta recomendação: o uso da metformina para a ...
http://medicinadefamiliabr.blogspot.com/2015/02/
*  Principais métodos de tratamento utilizados em pacientes diagnosticados com diabetes mellitus tipo
... II. Principais métodos de tratamento utilizados em pacientes diagnosticados com diabetes mellitus tipo II Los métodos de tratamiento principales utilizados en pacientes diagnosticados con diabetes mellitus tipo II. Acadêmicos do curso de Medicina das Faculdades. Integradas Pitágoras FIP-MOC. Minas Gerais. Brasil. Míria Rita Duarte. miriaritaduarte@gmail.com. Juliana Andrade do Carmo. jullianacarmo@hotmail.com. Maria Luiza Terra Santos. luiza mari@hotmail.com. Daniel Magalhães Gonçalves. dagon7@gmail.com. Janimar Lago. janimar.lago@hotmail.com. Resumo. O aumento na taxa de diagnósticos o diabetes mellitus tipo II, assim como seus agravos no bem estar dos portadores desta doença, tem salientado esta patologia como um problema de saúde pública. O tratamento da doença se caracteriza pela busca da estabilidade dos níveis glicêmicos, a fim de evitar hipoglicemia e cetoacidose, que são as complicações mais comuns. O controle inicia-se com a mudança ...
http://efdeportes.com/efd178/metodos-de-tratamento-em-diabetes-mellitus.htm
*  Dicas de farmacêutico: DIABETE MELLITUS TIPO 2
... Dicas de farmacêutico. DIABETE MELLITUS TIPO 2. O Diabete Mellitus tipo 2 corresponde a 90% dos casos de diabetes. É também chamada de "diabetes do adulto", pois é mais frequente em obesos acima de 40 anos, embora atualmente observe-se também em pessoas mais jovens devido a maus hábitos alimentares e estilo de vida sedentário. A causa do Diabete Mellitus tipo 2 é devido a uma não produção de quantidade suficiente de insulina ou a uma incapacidade celular do organismo de usar a insulina produzida. 1 Fármacos que estimulam a secreção de insulina. Utilizado por pessoas com Diabete Mellitus tipo 2, NÃO OBESOS, após 2 a 3 meses de dieta. Uma refeição é igual a uma dose. 2 Fármacos que aumentam a ação da insulina endógena. Indicado para o Diabete Mellitus tipo 2, OBESO. Também é utilizado no tratamento de dislipidemias isoladas e na síndrome do ovário policístico. * Glitazonas Pessoas com Diabete Mellitus tipo 2 ...
http://dicasdefarmaceutico.blogspot.com/2013/03/diabete-mellitus-tipo-2.html
*  CID 10 E14 Diabetes mellitus não especificado – Doenças CID-10
... Já é assinante. Lembrar. Esqueceu sua senha. Aulas em Vídeo. Prescrições Casos Clínicos em Vídeo Eletrocardiogramas Imagens em Medicina. Calculadoras Médicas. BPR Guia de Remédios. Guias Livres do Ministério da Saúde Segurança do Paciente. Qualidade e segurança. E14 - Diabetes mellitus não especificado. Resultado s encontrado s : 11. CID 10 - E14 Diabetes mellitus não especificado. CID 10 - E14.0 Diabetes mellitus não especificado - com coma. CID 10 - E14.1 Diabetes mellitus não especificado - com cetoacidose. CID 10 - E14.2 Diabetes mellitus não especificado - com complicações renais. CID 10 - E14.3 Diabetes mellitus não especificado - com complicações oftálmicas. CID 10 - E14.4 Diabetes mellitus não especificado - com complicações neurológicas. CID 10 - E14.5 Diabetes mellitus não especificado - com complicações circulatórias periféricas. CID 10 - E14.6 Diabetes mellitus não ...
http://medicinanet.com.br/cid10/1441/e14_diabetes_mellitus_nao_especificado.htm
*  Brasart BCC 320mg + 5mg - Bula, Preço, Indicações e Efeitos Colaterais | DROGAMAXI
Vitaminas. Oftalmológicos. Hidratantes. Protetores Solares. Pós-Sol. Shampoos. Cremes para Pentear. Pentes e Escovas. Cremes para as Mãos. Tesouras e Cortadores. Higiene Oral. Escovas Dentais. Cremes Dentais. Cuidados com os Pés. Absorventes. Cargas para Aparelhos. Pós-Barba. Fraldas. Hidratantes. Escovas Dentais. Cremes Dentais. Enxaguantes Bucais Infantis. Shampoos. Leites e Suplementos. Escovas para Mamadeiras. Reduzindo sua pressão arterial a níveis normais, há uma redução nos riscos de desenvolver esses problemas. Não tome Brasart BCC Se você já teve uma reação incomum ou alérgica ao besilato de anlodipino, à valsartana ou a qualquer outro componente da fórmula. Não tome Brasart BCC se você está grávida ou se planeja ficar grávida; se você tem alto nível de açúcar no sangue e tem diabetes mellitus tipo 2 também chamado de diabetes mellitus não dependente de insulina enquanto está tomando alisquireno, um medicamento utilizado para diminuir a pressão arterial. Se ...
http://drogamaxi.com.br/brasart-bcc-320mg-5mg-com-60-comprimidos.html
*  Diabetes Mellitus como fator de risco na aterogênese
O radical livre super xido de Oxig nio iniciaria uma cascata de rea es no processo endotelial, resultando em aumento da produ o de mais radicais livres de oxig nio 9,11,12,15 que degradariam o NO e aumentariam a express o de mol culas de ades o nas c lulas endoteliais. NEUROGENE Laboratório de Genética Humana Informativo Técnico 06/2009 ANÁLISE GENÉTICA COMBINADA DO ANGIOTENSINOGÊNIO E ÓXIDO NÍTRICO ENDOTELIAL PARA AVALIAR A PREDISPOSIÇÃO À HIPERTENSÃO ARTERIAL Consideráveis. Colesterol é uma gordura encontrada apenas nos animais Importante para a vida: Estrutura do corpo humano células Crescimento Reprodução Produção de vit. 5.5.2009 Alterações Metabolismo Carboidratos DIABETES Introdução Diabetes Mellitus é uma doença metabólica, causada pelo aumento da quantidade de glicose sanguínea A glicose é a principal fonte de energia. Células A 25% Glucagon Células B 60% Insulina Células D 10% Somatostatina Células F ou PP 5% Polipeptídeo Pancreático 1-2 milhões de ilhotas. Diabetes ...
http://docplayer.com.br/2383360-Diabetes-mellitus-como-fator-de-risco-na-aterogenese.html
*  Diabetes mellitus tipo 2
}} A 'diabetes mellitus tipo 2' – anteriormente designada por 'diabetes mellitus não-insulino-dependente' ou 'diabetes tardia' – é um distúrbio metabólico caracterizado pelo elevado nível de glicose no sangue no âmbito da resistência à insulina e pela insuficiência relativa de insulina. Se estas medidas não diminuírem o nível de glicose no sangue, pode ser necessário recorrer à administração de medicamentos, como a metformina ou a insulina. No entanto, muitos indivíduos não apresentam qualquer sintoma durante os primeiros anos da doença e são apenas diagnosticados com diabetes através de exames de rotina. O alelo TCF7L2, por exemplo, aumenta uma vez e meia o risco de vir a desenvolver a doença e é o que representa maior risco entre as variantes genéticas mais comuns. Enquanto que em alguns se verifica sobretudo resistência à insulina e apenas uma lacuna ligeira na secreção de insulina, outros apresentam apenas uma ligeira resistência à insulina ao mesmo tempo ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Diabetes_mellitus_tipo_2
*  Diabetes mellitus tipo 2 - Artigos Científicos - Arislene
Diabetes mellitus tipo 2 Enviado por arislene. Objetivou-se neste estudo objetivo conhecer o perfil dos portadores de diabetes mellitus tipo2, atendidos em uma unidade de saúde em São Luís – MA. Os resultados foram: 60% são do sexofeminino; 65% tem mais de 60 anos, 40% são da cor parda, 60% são casados; quanto a escolaridade, 50% possui somente o ensino fundamental incompleto, 50% são aposentados e 40% vivem com 1 a 2 salário mínimo.Quanto aos hábitos de vida, 95% dos entrevistados não fumam atualmente, 80% não fazem uso de bebidas alcoólicas, entretanto 90% dos entrevistados não fazem dietas e 60% não pratica atividades... Diabetes Mellitus tipo 2 ... Diabetes melito: plantas e princípios ativos naturais hipoglicemiantes/... diabetes mellitus tipo 2 ... MELLITUS ... Diagnóstico e tratamento diabetes mellitus tipo ...Características gerais do Diabetes. 2 ... Publique seu trabalho ...
http://trabalhosfeitos.com/ensaios/Diabetes-Mellitus-Tipo-2/246088.html
*  Diabetes 2/2010: Álcool e Diabetes
- Pergunta do Grupo bioquímica da Nutrição: Se o álcool é tido como caloria vazia e possui efeito hiperglicêmico, porque não é recomendado a ingestão de bebidas alcoólicas por diabéticos. Mas é preciso que se tome muito cuidado, pois quando se ingere muito carboidrato, como cerveja, os níveis de glicose no sangue podem subir muito hiperglicemia. Quando o fígado começa a agir para reverter o efeito do álcool no organismo, ele passa a trocar carboidrato armazenado por glicose. Então ele envia a glicose para a corrente sanguínea, fazendo com que a resposta da alteração da glicemia seja mais lenta. Quando se mistura álcool e exercício, o risco de hipoglicemia é muito maior, porque o efeito do exercício, de recolher a glicose sanguínea e acrescentar ao depósito muscular se junta ao efeito do álcool. Mas para aqueles que têm diabetes tipo 2 e controlam o diabetes somente com uma dieta balanceada e exercícios regularmente, o risco de queda de açúcar no sangue ao beber é bem menor. O glucagon ...
http://diabetesunb2-2010.blogspot.com/2011/01/alcool-e-diabetes.html
*  Meglitinida
... miniaturadaimagem repaglinida actavis meglitinidas são um grupo de medicamentos hipoglicemiante s oral antidiabéticos indicados no tratamento da diabetes mellitus tipo é um secretagogo como as sulfonilureia s pois estimulam as células beta do pâncreas a liberar insulina devem ser tomados a minutos antes das refeiçoes http www iqb es d mellitus medicinas glinidas toc htm mecanismo de ação atuam através da abertura de canais de potássio atp dependente a despolarização da célula estimula o aumento de cálcio intracelular e isto conduz a um aumento na translocação e fusão de canais de insulina à membrana celular aumentando a secreção do peptídeo c pro insulina http www iqb es d mellitus medicinas glinidas toc htm efeitos colaterais causa menos efeitos gastrointestinais que a metformina mas causa ganho de peso rinite sinusite faringite mais episódios de hipoglicemia e dor de cabeça podem ser usados quando a metformina for contra indicada http www cochrane org es cd analogos ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Meglitinida
*  Tratamento da diabetes mellitus
... o tratamento do diabetes mellitus uma doença crônica ainda sem cura pode envolver dieta exercício físico medicação oral e administração de insulina afim de manter níveis adequados de glicose no sangue o objetivo principal do tratamento é prevenir as complicações agudas e crônicas da doença yo categoria diabetes
https://pt.wikipedia.org/wiki/Tratamento_da_diabetes_mellitus
*  Torii Kiyonaga
... thumb px right casa de banhos para mulheres foi um gravurista e pintor de ukiyo e japonês da escola torii originalmente sekiguchi shinsuke filho de um vendedor de livros de edo adotou o nome artístico gō torii kiyonaga embora não seja biologicamente relacionado com a família torii se torno chefe do grupo após a morte de seu pai adotivo e professor torii kiyomitsu
https://pt.wikipedia.org/wiki/Torii_Kiyonaga
*  Physical activity level and exercise in patients with diabetes mellitus
M TODOS: Pacientes com DM ambulatoriais adultos e usu rios de insulina foram avaliados conforme NAF question rio internacional; atividades moderadas, intensas e caminhadas realizadas em uma semana t pica , questionados sobre pr tica formal de EF, autocuidado e epis dios de hipoglicemia relacionados ao EF e motivos para n o pratic -lo. RESULTADOS: Foram avaliados 225 pacientes: 107 47,6% com diabetes mellitus tipo 2 DM2 e 118 52,4% com diabetes mellitus tipo 1 DM1 , sendo maior o n mero de pacientes com DM2 classificados como pouco ativos [33 30,7% vs. Uma maior propor o de pouco ativos e uma menor propor o de muito ativos foram observadas no grupo dos pacientes com DM2 em rela o ao grupo de pacientes com DM1 p 0,001. Ao comparar a classifica o do NAF com o relato de EF, observou-se que seis dos 51 pacientes 11,8% classificados como pouco ativos pelo IPAQ relataram praticar EF regularmente, e 18 dos 40 pacientes 45% classificados como muito ativos relataram n o ...
http://scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302012000200018&lng=es&nrm=iso
*  ⭐Camila Schreiner Pereira
A origem mais frequente das defici ncias de micronutrientes est na dieta inadequada, refor ando a import ncia dos prestadores de cuidados de sa de investir esfor os em aconselhamento nutricional, a fim de alcan ar o controle metab lico dos pacientes. Rastreamento mais frequente um a tr s anos ou mais precoce antes dos 45 anos, ou ent o realizar o rastreamento com Teste de Tolerancia Glicose TTG com 75 g de glicose quando: a. Al m da idade 45 anos, h presen a adicional de dois ou mais fatores de risco; c. 5.5.2009 Alterações Metabolismo Carboidratos DIABETES Introdução Diabetes Mellitus é uma doença metabólica, causada pelo aumento da quantidade de glicose sanguínea A glicose é a principal fonte de energia. Diabetes mellituséuma doença metabólica caracterizada por um aumento anormal do açúcar ou glicose no sangue QUEM DA MAIS?... Diabetes mellituséuma doença metabólica caracterizada por um aumento anormal do açúcar ou glicose no sangue QUEM DA MAIS?... Aula 10: ...
http://docplayer.com.br/1727834-Camila-schreiner-pereira.html
*  Downloads de Arquivos de Enfermagem e Afins: Caderno de atenção básica: DIABETES MELLITUS
downloads de arquivos de enfermagem e afins caderno de atenção básica diabetes mellitus
http://arquivosdeenfermagem.blogspot.com.br/2009/06/caderno-de-atencao-basica-diabetes.html
*  Diabetes e Você: Aprenda Como Deixá-la Sob Controle
Lembre-se frequentemente que é muito importante manter seu diabetes sob controle. Você carrega uma carga pesada para cuidar e tomar decisões sobre seu amado, bem como do controlo da sua dieta e estilo de vida para mantê-lo saudável. Filed Under: Saúde Tagged With: alimentação para diabeticos, alimentos para diabeticos, cardapio para diabeticos, cetoacidose diabetica, cha para diabetes, como saber se tenho diabetes, diabete, diabete mellitus, diabete tipo 1, diabete tipo 2, diabetes, diabetes gestacional, diabetes informaçoes, diabetes mellitus, diabetes mellitus tipo 2, diabetes sintomas, diabetes tem cura, diabetes tipo 1, diabetes tipo 1 e 2, diabetes tipo 2, dieta para diabetes, dieta para diabetico, frutas para diabeticos, glicose, medicamentos para diabetes, neuropatia diabetica, o que é diabetes, o que é diabetes ...
http://corpomentesaude.info/diabetes-e-voce/
*  .. Conceito de diabetes .. Artigos recentes .. Arquivos
Conceito de diabetes Conceito de diabetes. Do latim diabētes, que deriva de um vocábulo grego que significa “atravessar”, a diabetes é uma doença metabólica que ocasiona diversos distúrbios, como a eliminação de urina em excesso, a sede intensa e o emagrecimento. Existem dois tipos de diabetes que não têm qualquer tipo de relação patológica, mas que têm em comum as manifestações clínicas mencionadas: a diabetes mellitus o tipo de diabetes mais comum e a diabetes insípida. A diabetes mellitus produz-se por um trastorno na insulina uma hormona formada por mais de cinquenta aminoácidos, seja uma deficiência na quantidade ou na utilização. Este transtorno dá origem a um excesso de glucose no sangue do indivíduo afectado. Nesse sentido, os pacientes devem injectar-se com insulina, seguir uma dieta pobre em açúcar e hidratos de carbono e fazer exercício físico de forma periódica. A ...
http://conceito.de/diabetes
*  Sociedade Brasileira de Diabetes - Diabetes tipo1, Diabetes tipo 2, Sintomas de Diabetes, Prevençã
Pacientes com diabetes sofrem com falta de seringa e insulina em SP Tem paciente reaproveitando seringa, o que é um risco enorme para a saúde. Considerações sobre diabetes e pré-diabetes Será que o pré-diabetes é reversível ou não. Afinal, o que realmente distingue o diabetes do pré-diabetes. Câncer de mama e diabetes mellitus O Outubro Rosa é a época do ano em que se chama mais a atenção para o câncer de mama, a neoplasia maligna mais comum em mulheres. Este estudo, publicado na conceituada revista m dica Obesity, acompanhou os participantes ao longo de 6 anos e no momento o mais longo que se saiba sobre como se comporta o organismo quando perdemos e reganhamos peso. Todos os dias, milh es de pessoas com diabetes aplicam insulina uma ou mais vezes por dia. A t cnica de aplica o essencial para o controle glic mico efetivo e muitas vezes, os profissionais da sa de n o fornecem as recomenda es adequadas para a sua realiza o. Em 2010, um estudo ...
http://diabetes.org.br/
*  Novos aparelhos são importantes para o controle da diabetes - Opinião e Notícia
... Menu. ╳. Home. Opinião. Notícia. Turismo. Início. Vida. Saúde. Novos aparelhos são importantes para o controle da diabetes. Saúde Novos aparelhos são importantes para o controle da diabetes. Saúde 9 set, 2008. De acordo a Funda o de Pesquisa sobre Diabetes Juvenil, os aparelhos que monitoram constantemente os n veis de a car no sangue de pessoas diab ticas as ajudam a controlar melhor suas taxas de glicose do que o antigo m todo de picar os dedos ao longo do dia. Testes realizados com modelos das tr s fabricantes atuais revelaram que pessoas com diabetes tipo 1 que utilizam constantemente estes aparelhos conseguem manter seus n veis de a car dentro da escala desejada. Os pesquisadores disseram que os adultos s o os mais propensos a utilizar os aparelhos com frequ ncia e, portanto, a se beneficiarem com sua ajuda. O controle mais r gido do n vel de a car no sangue reduz o risco de complica es a longo prazo causadas pela diabetes, como cegueira, fal ncia ...
http://opiniaoenoticia.com.br/vida/saude/novos-aparelhos-sao-importantes-para-o-controle-da-diabetes/
*  Nutrindo a Vida: Qual a melhor dieta para pessoas com diabetes?
Páginas Início Sobre mim Macronutrientes Micronutrientes Água - o mais importante nutriente A importância das Fibras Conteúdos/Informações Contato e Dúvidas Artigos Interessantes Boa Alimentação Eu faço minhas refeições fora de casa, e agora? O Nutricionista Guia Alimentar para População (Diretrizes) Tabela de Calorias Interpretação de Exames Bioquímicos Áreas de atuação - Nutricionista/Glossário 10 Passos para uma Alimentação Saudável quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012 Qual a melhor dieta para pessoas com diabetes? O Diabetes Mellitus é uma disfunção causada pela deficiência total ou parcial de produção de insulina, hormônio produzido pelo pâncreas. Como conseqüência a glicose não é aproveitada adequadamente pelas células provocando sua elevação no sangue, ultrapassando as taxas normais (70 a 100 mg/dl). Ter diabetes não significa renunciar a todos os alimentos que você gosta e sim ter uma alimentação equilibrada como devem ter todas as pessoas, com ou sem diabetes. ...
http://nutrindoa.blogspot.com/2012/02/qual-melhor-dieta-para-pessoas-com.html
*  Diabetes por Personal Trainner em Condominios, Fats, Hoteis e Academias.
20/03/2011 Palavras-chave: qualidade de vida A atividade física é um fator importante do tratamento do Diabetes Mellitus, e contribui para melhorar a qualidade de vida do portador de diabetes. Segundo um estudo de Helmrich et al.,o risco de diabetes do tipo 2 aumenta à medida que aumenta o IMC índice de massa corporal, e,ao contrário, quando aumenta a intensidade e/ou a duração da atividade física, expressa em consumo calórico semanal, esse risco di- minui,especialmente em pacientes com risco elevado de diabetes. Tal como ocorre em pessoas não diabéticas,a prática regular de exercício pode produzir importantes benefícios a curto, médio e longo prazo. Por essa razão,a prescrição de atividade física para melhorar o controle glicêmico em pacientes portadores de diabetes do tipo 1 insulino-dependentes foi motivo de discussão e controvérsias entre especialistas. Por outro lado, prescrição de atividade física em paciente portador de diabetes do ...
http://hotfrog.com.br/companhia/sp/são-paulo/personal-trainner-em-condominios-fats-hoteis-e-academias/diabetes-245949
*  Alimentação correta e exercícios barram o avanço do diabetes em 11% dos casos - Diabe
Além disso, quanto maior o peso perdido e quanto mais resistência adquirida pelo individuo nas atividades físicas, melhores seus resultados de saúde após um ano. 12 formas evitar o diabetes tipo 2 Perca a barriga - Um dos principais fatores de risco para o diabetes tipo 2 é o acúmulo da gordura visceral, ou seja, a gordura acumulada na região abdominal que também se concentra no fígado e entre os intestinos. Faça 30 minutos de atividade física diária - Muitos estudos já relacionaram o exercício físico ao menor risco de diabetes tipo 2, assim como outras pesquisas mostraram que o sedentarismo pode levar ao desenvolvimento da doença. Em 2002, um estudo clássico sobre diabetes, o Diabetes Prevention Program DPP, mostrou que uma mudança no estilo de vida é melhor para evitar a doença do que medicamentos como a metformina, que reduz a resistência à insulina. Cuidado com o sono - Um estudo da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, que ...
http://diabetenet.com.br/conteudocompleto.asp?idconteudo=7449
*  diabetes tipo 1 - Saúde Curiosa
diabetes tipo saúde curiosa inscreva se dieta gravidez beleza bem estar atividade física diabetes tipo você sabe como descobrir se você pode ter diabetes veja cientistas afirmam que conseguiram patentear a cura do diabetes tipo que poderia acabar com as injeções de insulina página de não mostrar mais já curto a página curte a gente no facebook saúde curiosa publicado com orgulho usando ghost
http://saudecuriosa.com.br/tag/diabetes-tipo-1/
*  A Eficácia da Cirurgia de Obesidade Contra a Diabetes
Entenda com a cirurgia de obesidade pode ou não ser eficar como tratamento da diabetes. Os resultados de uma pesquisa recente sugerem que a cirurgia de perda de peso pode ser mais eficaz para o tratamento de diabetes em pessoas cuja doen a n o muito avan ada. O que estamos aprendendo que nem todos os pacientes diab ticos tem um resultado da cirurgia t o bom como os outros, disse o Dr. Um dos pontos fortes do novo estudo foi que ele envolveu milhares de pacientes inscritos em tr s grandes planos de sa de na Calif rnia e Minnesota, permitindo o acompanhamento detalhado durante muitos anos. Ap s a cirurgia, cerca de 68 por cento dos pacientes tiveram uma remiss o completa de seu diabetes. Mas, dentro de cinco anos, 35 por cento dos pacientes tinham que retornar pela volta da doen a. Tomados em conjunto, o que significa que a maior parte dos sujeitos no estudo, cerca de 56 por cento - um n mero que inclui aqueles cuja doen a nunca foi remetida - n o tiveram remiss o prolongada de ...
http://saredrogarias.com.br/noticia/a-eficacia-da-cirurgia-de-obesidade-contra-a-diabetes
*  RUN: A diabetes: principais parâmetros para o controlo da diabetes
Skip navigation Home Browse Communities & Collections Browse Items by: Issue Date Author Title Subject Document Type Help Language português english Sign on to: My Account Receive email updates Edit Profile RUN NOVA Medical School - Faculdade de Ciências Médicas (NMS-FCM) NMS-FCM: Ciências Médicas NMS-FCM - Dissertações de Mestrado Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/10001 Title: A diabetes: principais parâmetros para o controlo da diabetes Authors: Ferreira, Filipa Cristina Costa Keywords: Diabetes Mellitus, Type 2 - etiology Diabetes Mellitus, Type 1 - etiology Laboratory Techniques and Procedures Medicina Laboratorial Issue Date: 2013 Publisher: Faculdade de Ciências Médicas. UNL Abstract: ...
http://run.unl.pt/handle/10362/10001
*  Quais são os efeitos do diabetes no corpo humano?
Quais são os efeitos do diabetes no corpo humano. Você precisa saber disto. Diabetes tipo 1: um desafio a ser superado pelas crianças e pelos pais. Dia Mundial do Diabetes 2015: ADJ marca presença nas comemorações. Medir a glicemia através do suor. É a promessa para 2016. Diabetes em Grandes Eventos – como cuidar do diabetes em shows, festivais e estádios. Diabetes: Contagem de Carboidratos e Alimentação Saudável. Metformina: poderosa também contra o câncer de pâncreas. Quais são as novidades do Google para quem está com diabetes. Victoza: tratamento do diabetes tipo 2, do sobrepeso e de diabetes tipo 1. Atletas com diabetes tipo 1 vão escalar as Montanhas Brancas da Grécia. Diabetes em cachorros e em humanos: quais são as semelhanças e as diferenças. Navigate. Tudo sobre Diabetes. Alimentação. Livro de Receitas Saudáveis. Diabetes. Diabetes Tipo 1. Diabetes Tipo ...
http://diabeticool.com/perguntas-respostas/quais-sao-os-efeitos-do-diabetes-no-corpo-humano/
*  ESTUDO DE CASO SOBRE DIABETES MELLITUS TIPO I
O estudo de caso descreve o que é a o diabetes mellitus de modo a enfatizar o diabetes tipo I, abordando sua fisiopatologia, sintomatologia, diagnostico e clinico e laboratorial, como também seu tratamento e os cuidados de enfermagem. A diabetes mellitus tipo I possui diversas complicações as mais freqüentes são: cardiopatia, doença renal, é idêntico aquele de um paciente não-diabético. 3 Resumo dos problemas ou alterações identificadas O diabetes tipo I é uma condição crônica de saúde basicamente pelo excesso de glicose no sangue e produção deficiente de insulina pelo pâncreas. A nefropatia é uma patologia secundária as alterações microvasculares diabéticas no rim, sendo uma complicação mais comum do diabetes. 4 Fundamentação teórica A diabetes mellitus é uma doença metabólica caracterizada por um aumento anormal do açúcar ou glicose no sangue. A equipe de saúde orienta e direcione quanto ao tratamento mas, é o paciente quem ...
http://webartigos.com/artigos/estudo-de-caso-sobre-diabetes-mellitus-tipo-i/53575/
*  Significado de Diabetes - O que é, Conceito e Definição
Diabetes mellitus é uma doença do metabolismo caracterizada pelo excesso de glicose no sangue e na urina, que surge quando o pâncreas deixa de produzir ou reduz a produção de insulina, ou ainda quando a insulina não é capaz de agir de maneira adequada. A doença recebeu esta designação devido à poliúria que a caracteriza, uma vez que o líquido ingerido pelo diabético passa rapidamente pelos rins antes de ser eliminado na urina. O diabetes pode ser classificado, de acordo com sua patogênese, em:. Diabetes mellitus tipo 1 ou insulinodependente; Diabetes mellitus tipo 2 ou insulinoresistente; Diabetes gestacional; Diabetes ​insipidus. Insulina A insulina é um hormônio sintetizado pelo pâncreas, cuja função é transportar e controlar a entrada de glicose açúcar nas células. Sem a insulina, a glicose não é absorvida e se concentra no sangue, provocando o diabetes. Diabetes Tipo 1 No diabetes tipo 1, o ...
https://significados.com.br/diabetes/
*  DIABETES TIPO 1 TRATAMENTO NATURAL / TEM CURA
... Home. Só quem tem um parente um filho,quem tem um irmão e um primo próximo sabe o sofrimento do dia a dia do diabético tipo 1 porque o pâncreas do diabetes tipo 1 tratamento natural, deixa de produzir insulina ele não produz mais. A Diabetes tipo 1 mellitus é uma doença metabólica caracterizada por um aumento anormal da glicose ou açúcar no sangue. Uma pessoa que não tem diabetes quando ela come alguma coisa, o corpo dela transforma grande parte do alimento em açúcar ou glicose que o sangue levara para as celular do corpo como fontes de energia,para que a glicose possa entrar nas celulas ela precisa da ajuda de um hormonio chamado insulina. Segundo uma projeção internacional, a população de doentes diabéticos a nível mundial vai aumentar até 2025 em mais de 50%, para 380 milhões de pessoas a sofrerem desta doença crônica. QUAIS OS SINTOMAS DA DIABETES TIPO 1. Diabetes tipo 1 tratamento natural os sintomas clássicos da ...
http://tipos-de-diabetes.com/
*  Que é Tipo - Diabetes 2?
Que é Tipo - Diabetes 2. Que Tipo - Diabetes 2. Este termo é derivado do sifão do significado do diabetes das palavras do Grego ou para passar completamente e da palavra Latino significado mellitus honeyed ou doce. Tipos de diabetes Há dois tipos de diabetes, tipo - 1 e tipo - 2. Tipo - 1 diabetes ocorre geralmente na infância ou na adolescência e é sabido igualmente como do diabetes juvenil. Com tipo - 1 diabetes, o corpo para de produzir a insulina, a hormona que estimula geralmente as pilhas de corpo à glicose da tomada do sangue para se usar para a energia. Esta falta da insulina encarrega da administração externo da hormona e a circunstância é conseqüentemente igualmente sabe como do diabetes insulina-dependente mellitus IDDM. Isto foi chamado igualmente diabetes dependente da não-insulina mellitus NIDDM ou diabetes do maturidade-início ...
http://news-medical.net/health/What-is-Type-2-Diabetes-(Portuguese).aspx
*  diagnóstico de diabetes
... ENTRE EM CONTATO COM A BD. Diagnóstico. Educa o em Diabetes Educação em Diabetes Home Introdução ao diabetes Tipos de diabetes Diagnóstico Complicações do diabetes Hipoglicemia Hiperglicemia Monitoramento da glicemia Dietas e exercícios Adesão ao tratamento Tratamento via oral Tratamento com insulina. Diagnóstico de diabetes. Os exames mais usados pelos profissionais de sa de s o: Teste de glicemia plasm tica em jejum: mede a glicose no sangue ap s pelo menos 8 horas de jejum. Este teste usado para detectar diabetes ou pr -diabetes. Teste oral de toler ncia glicose: este tipo de exame mede a glicose no sangue em dois momentos: ap s pelo menos 8 horas de jejum e ap s 2 horas da ingest o de um l quido com quantidade conhecida de glicose. Este teste tamb m usado para detectar diabetes ou pr -diabetes. Este teste, juntamente com uma avalia o dos sintomas, usado para diagnosticar diabetes, mas n o o pr ...
http://bd.com/brasil/diabetes/page.aspx?cat=19151&id=19254
*  ⭐Seu filho recebeu diagnóstico de Diabetes
H alimentos que afetam o n vel de glicemia, mais do que outros 5 6. Na verdade, foi at bom que o m dico tenha descoberto que seu filho/filha tem diabetes, porque agora voc vai saber como controlar e poder ajudar seu filho/filha a crescer saud vel. Um a nutricionista pode ajudar voc a montar um plano alimentar saud vel e equilibrado, para seu filho/filha. Por m, tenha sempre em mente que manter um plano alimentar saud vel um dos fatores mais importantes, quando o assunto controle do diabetes. Escolha o monitor com o qual voc e seu filho/filha sintam-se mais vontade. -Diabetes Tipo 1 -também conhecida como Diabetes Insulinodependente -Diabetes Tipo 2 - Diabetes Gestacional -Outros tipos de Diabetes Organismo Saudável As células utilizam. INTRODUÇÃO Diabetes & você Uma das coisas mais importantes na vida de uma pessoa com diabetes é a educação sobre a doença. Cura Naturalmente a Diabetes Tipo 2 Em Menos De 1 Mês A ...
http://docplayer.com.br/2939950-Seu-filho-recebeu-diagnostico-de-diabetes.html
*  Diabetes - Exercícios Resolvidos - Cabeci
Pesquisar trabalhos. 2.0 Diabetes Mellitus O diabetes mellitus é um grupo de doenças metabólicas caracterizadas por níveis elevados de glicose no sangue hiperglicemia decorrentes dos defeitos na secreção e/ou na ação da insulina. Os efeitos da hiperglicemia a longo prazo contribuem para as complicações macrovasculares doença da artéria coronária, doença vascular cerebral e doença vascular periférica, complicações neuropáticas doença dos nervos. O diabetes é particularmente prevalente nos idosos, com até 50% das pessoas com mais de 65 anos de idade sofrendo algum grau de intolerância à glicose. As principais metas do tratamento de pacientes com diabetes incluem controlar os níveis glicêmicos e evitar as complicações agudas e de longo prazo. As complicações a longo prazo estão se tornando mais comuns à medida que as pessoas vivem mais com odiabetes. A doença renal microvascular é mais prevalente entre os diabetes do tipo 1, e as complicações ...
http://trabalhosfeitos.com/ensaios/Diabetes/655814.html
*  Diabetes - Trabalhos Prontos - Jugio
Pesquisar trabalhos. O diabetes é uma doença que provoca o aumento da quantidade de açúcar glicose no sangue por diminuição na ação da insulina, que pode se dar por uma falta absoluta ou relativa de insulina resistência à insulina. Quando se tem diabetes, o corpo não produz insulina ou não produz o suficiente, ou ainda à insulina produzida não funciona adequadamente. Aumento da glicose no sangue, intolerância a glicose pré-diabetes e diabetes. Diabetes do Tipo 1 diabetes mellitusinsulinodependente : O diabetes tipo 1 se manifesta graças à destruição irreversível das células β do pâncreas responsáveis pela fabricação da insulina. O diabetes do tipo 1 é subclassificado em diabetes do tipo 1 autoimune tipo 1a ou diabetes do tipo 1 idiopático tipo 1b. Diabetes O que é diabetes A diabetes é uma desordem no metabolismo - a forma pela qual o corpo usa a comida ingerida ...
http://trabalhosfeitos.com/ensaios/Diabetes/676304.html
*  DIA MUNDIAL DO DIABETES. Saiba como detectar e conviver com a doença
Os tipos mais comuns de diabetes são: diabetes tipo 1, diabetes tipo 2 e diabetes gestacional. Diabetes tipo 1 : É também conhecido como diabetes insulinodependente, diabetes infanto-juvenil e diabetes imunomediado. Os portadores de diabetes tipo 1 necessitam injeções diárias de insulina para manterem a glicose no sangue em valores normais. Nesse tipo de diabetes, encontra-se a presença de insulina, porém sua ação é dificultada pela obesidade, o que é conhecido como resistência insulínica, uma das causas de Hiperglicemia. Por ser pouco sintomática, o diabetes tipo 2 na maioria das vezes permanece por muitos anos sem diagnóstico e sem tratamento, o que favorece a ocorrência de suas complicações no coração e no cérebro. No entanto, as mulheres que apresentam ou apresentaram diabetes gestacional possuem maior risco de desenvolverem diabetes tipo 2 tardiamente, o ...
https://cellulablog.wordpress.com/2016/11/14/dia-mundial-do-diabetes-saiba-como-detectar-e-conviver-com-a-doenca/
*  Dia mundial da diabetes 2012
... 1. O círculo azul significa a unidade da comunidade mundial do diabetes em resposta a epidemia do diabetes. 6 Mensagens-Chave• Acesso à educação essencial para todos• Os estilos de vida estão a colocar a nossa saúde em risco• As pessoas com diabetes lidam com o estigma e a discriminação. Acesso à educação essencial para todos• O público em geral• Pessoas com diabetes• Profissionais de saúde• Educação sobre o auto-controle da diabetesInvestimento em educação e prevenção em diabetes economizam dinheiro, a longo prazo, e geram retornos significativos em qualidade de vida para pessoas com diabetes e pessoas que possuem um alto risco de desenvolver a doença. 8 A forma como vivemos estácolocando nossa saúde em risco• Diabetes tipo 2 é um sério problema de saúde global.• A diabetes tipo 2 tem aumentado com o envelhecimento da população,com a crescente urbanização, com mudanças na dieta, redução deatividade física e outros ...
http://pt.slideshare.net/sapatosderebucado/dia-mundial-da-diabetes-2012
*  Diabetes mellitus tipo 1
:'Veja o artigo diabetes mellitus para mais informações gerais sobre diabetes O 'diabetes mellitus tipo 1' é uma disfunção metabólica e uma das formas de diabetes mellitus. É uma doença autoimune que resulta em destruição das células beta do pâncreas, as quais produzem insulina. Diferentemente do que ocorre nos casos de diabetes tipo 2, nos quais existe produção reduzida de insulina, no diabetes tipo 1 o corpo não produz insulina alguma. Além disso, uma pequena proporção de casos de diabetes tipo 2 manifestam uma forma genética do doença conhecida como diabetes juvenil de início tardio. A alta quantidade de glicose no sangue, chamada hiperglicemia, pode ser causada, por exemplo, ao se comer uma refeição maior do que a usual, perder uma dose de medicação ou insulina, estar doente, inativo ou até mesmo estressado. A baixa quantidade de glicose no sangue, chamada hipoglicemia, pode ocorrer caso haja muita ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Diabetes_mellitus_tipo_1
*  Diabetes 1/2010: Diabetes Mellitus gestacional
... Diabetes Mellitus gestacional. Mudanças metabólicas durante a gestação, que podem desencadear DMG ou piorar o controle glicêmico das mulheres já diabéticas, parecem estar relacionadas com o aumento dos níveis de hormônios na gestação. Complicações obstétricas Mulheres com diabetes na gravidez têm risco aumentado de complicações médicas e obstétricas, tais como hipertensão, parto prematuro, infecções do trato urinário e em outros locais, doença periodontal, parto por cesariana e trauma obstétrico. Na ausência de complicações, mulheres diabéticas com um bom controle metabólico podem aguardar a evolução espontânea para o parto até o termo. Tratamento pós-concepção Necessidade de insulina durante a gestação Durante uma gravidez normal, a progressiva resistência à insulina provoca um aumento mantido nos níveis de insulina em jejum até o parto. A média de aumento na necessidade de insulina durante a gestação em mulheres com diabetes pré-gestacional é 114% comparada com 50% de ...
http://diabetesunb01-2010.blogspot.com/2010/08/diabetes-mellitus-gestacional.html
*  Diabetes tipo 2 pode ser revertido pela perda de gordura do pâncreas | ALERT® ONLINE - PT
Diabetes tipo 2 pode ser revertido pela perda de gordura do pâncreas. Diabetes tipo 2 pode ser revertido pela perda de gordura do pâncreas. Investigadores do Reino Unido demonstraram que a diabetes tipo 2 causada pela acumula o de gordura no p ncreas e que a perda de menos de um grama dessa gordura atrav s da diminui o do peso pode reverter a doen a, d conta um estudo publicado na revista Diabetes Care. Para o estudo os investigadores da Universidade de Newcastle, Reino Unido, contaram com a participa o de 18 indiv duos com diabetes tipo 2 e nove sem diabetes. Antes dos participantes serem submetidos a uma cirurgia bari trica foi avaliado o peso, n vel de gordura no p ncreas e resposta insulina. Os pacientes com diabetes tipo 2 tinham sido diagnosticados h uma m dia de 6,9 anos e todos h menos de 15 anos. Todos os indiv duos com diabetes tipo 2 tinham n veis elevados de gordura no p ncreas. Ap s a cirurgia, ...
http://alert-online.com/pt/news/health-portal/diabetes-tipo-2-pode-ser-revertido-pela-perda-de-gordura-do-pancreas
*  Diabetes tipo 2 pode ser revertida com dieta de 600 calorias diárias - Diabetes, Vida e Comuni
... dade. Diabetes tipo 2 pode ser revertida com dieta de 600 calorias diárias 29/06/2011 - Pantanal News. Você tem diabetes e não sabe como combatê-la. Um pesquisador afirma que uma pessoa com diabetes tipo 2 pode reverter o quadro da doença em oito semanas ingerindo 600 calorias por dia. Ainda segundo os dados, a dieta foi capaz de reduzir os níveis de gordura no fígado e no pâncreas dos 11 pacientes estudados, ajudando os índices de insulina a voltarem ao normal. A pesquisa envolveu 11 cobaias com diabetes tipo 2, diagnosticadas até quatro anos antes do estudo. “Esta dieta foi usada apenas para testar a hipótese de que, ao perder peso substancialmente, as pessoas perdem também a diabetes”, diz o diretor do Centro de Ressonância Magnética da Universidade de Newcastle, Roy Taylor. De acordo com o tutor do Portal Educação, farmacêutico Ronaldo Costa, o diabetes tipo 2, que não é dependente de insulina, é o tipo ...
http://diabetenet.com.br/conteudocompleto.asp?idconteudo=6369
*  A Diabetes
... Feed Blog. É diabético ou está integrado num grupo de risco. Conheça os sintomas, os tipos e as complicações desta doença. Devidamente tratada, a diabetes não impede o doente de ter uma vida perfeitamente normal e autónoma. Contudo, é fundamental que o diabético se ajude a si mesmo, autocontrolando a sua doença. Aliás, se o doente for determinado neste papel de autovigilância, a sua vida ficará muito facilitada. O que é a diabetes. A diabetes é uma doença crónica que se caracteriza pelo aumento dos níveis de açúcar glicose no sangue e pela incapacidade do organismo em transformar toda a glicose proveniente dos alimentos. À quantidade de glicose no sangue chama-se glicemia e quando esta aumenta diz-se que o doente está com hiperglicemia. Quem está em risco de ser diabético. A diabetes é uma doença em crescimento, que atinge cada vez mais pessoas em todo o mundo e em idades mais jovens. No entanto, há grupos de risco com fortes probabilidades de se tornarem diabéticos: - ...
http://mundodiabetico-diabetes.blogspot.com/
*  Dieta para a diabetes - Innatia.com
... Rem dios Caseiros. Innatia Rem dios Caseiros Sa de Diabetes Dieta para a diabetes. Dieta para a diabetes Plano alimentar para pessoas com diabetes Aqueles que sofrem de diabetes n o podem comer o que consumiam habitualmente antes de sofrer a enfermidade. Estes s o fundamentais para melhorar a circula o e baixar os n veis de colesterol, os dois juntos fazem melhorar a diabetes. Quer mais id ias alimentares para lutar contra a diabetes. Alguns artigos relacionados que podem te interessar: Cura naturista para a diabetes. Este artigo foi útil para você. Como podemos melhorar esta informação. 5 comentários no "Dieta para a diabetes". Estou com a glicose alta, mas n o estou diab tica o que devo fazer quais ch tomar para baixar, j estou fazendo dieta ante mesmo de saber que estava com glicose alta, perdi 10 quilos fazendo dieta, n o comendo doce, p o s integral, frutas, mas me desanimei pois estou passando por isto tudo e a glicose est alta, fiquei ...
http://br.innatia.com/c-remedios-diabetes/a-dieta-para-a-diabetes-6234.html
*  Diabetes: o que deve saber
Sabia que há vários tipos de diabetes. Mais de um milh o de portugueses sofre de diabetes. Saiba como defender-se da doen a e viver uma vida mais saud vel. Mais de 13% da população sofre da doença e os internamentos causados pela diabetes também aumentaram, assim como, hoje em dia há mais grávidas com diabetes na gravidez. Pior: quase metade dos doentes com diabetes não sabe que tem a doença, por isso, é fundamental estar atento ao seu corpo para saber reconhecer os sinais. À partida, o organismo produz insulina suficiente para a quantidade de glicose que circula no corpo humano, porém, em alguns casos, pode precisar de uma ajuda extra. Quando pensa em diabetes, pensa no tipo mais comum, a diabetes tipo 2, no entanto, há outros tipos de diabetes para os quais é preciso estar atento, nomeadamente: Tudo para manter a forma Tenha acesso às melhores dicas de nutrição. ► Veja aqui os valores de referência da diabetes e ...
http://vidaativa.pt/a/diabetes/
*  Diabetes - tipos, causas, efeitos, etc.
... Diabetes Saiba mais sobre Diabetes, suas causas, diabetes tipo 1 e tipo 2, gestacional, excesso de glicose no sangue, danos que esta doença causa no organismo, etc. Diabetes uma doen a do metabolismo, ou seja, ela surge por uma falha de nosso organismo. Defici ncia na produ o de insulina. Nesta enfermidade, o p ncreas, rg o respons vel pela produ o de insulina horm nio que permite entrada de glicose nas c lulas, apresenta produ o insuficiente, ou, nenhuma, deste horm nio. Consequentemente, pouca glicose entra nas c lulas e muita glicose permanece no sangue. Uma vez que a glicose funciona como fonte de energia para as c lulas, fazendo com que elas produzam energia atrav s da respira o celular, sua defici ncia extremamente prejudicial ao seu metabolismo. Quando esta doen a n o tratada, seus portadores possuem um maior risco de desenvolver outras doen as como: hipertens o, arteriosclerose, problemas na vis o, doen as renais, etc. Segundo sua classifica o, o ...
http://todabiologia.com/doencas/diabetes.htm
*  OMS alerta que uma em cada 11 pessoas no mundo tem diabetes - Uai Saúde
... OMS alerta que uma em cada 11 pessoas no mundo tem diabetes A doença figura como a principal causa de cegueira, falência dos rins, ataques cardíacos e amputações de membros inferiores por Agência Brasil. saiba mais Um em cada dois adultos com diabetes no Brasil não está diagnosticado: conheça os sintomas Pesquisa mostra que brasileiros e brasileiras não compreendem gravidade do diabetes. O número de pessoas com diabetes no mundo passou de 108 milhões em 1980 para 422 milhões em 2014, segundo dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde OMS. No Dia Mundial do Diabetes, lembrado hoje 14, a entidade alerta que a prevalência do diabetes entre maiores de 18 anos no mundo passou de 4,7% para 8,5% no mesmo período sobretudo em países de baixa e média renda. Ainda de acordo com a organização, a doença figura como a principal causa de cegueira, falência dos rins, ataques cardíacos e amputações de membros inferiores. Em 2012, cerca de 1,5 ...
http://uai.com.br/app/noticia/saude/2016/11/14/noticias-saude,197412/oms-alerta-que-uma-em-cada-11-pessoas-no-mundo-tem-diabetes.shtml
*  11 sinais de que você pode estar com diabetes - Minha Saúde - iG
... Mais sites. 11 sinais de que você pode estar com diabetes Por. Na maioria dos casos, a doença surge sem sintomas, mas sinais como sede excessiva e má cicatrização servem de alerta Estima-se que no mundo 382 milhões sofram de diabetes. Considerada epidemia mundial, a enfermidade está relacionada ao envelhecimento da população, ao sedentarismo, a dietas pouco saudáveis e ao aumento da obesidade. No Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, estima-se que existam cerca de 11 milhões de portadores de diabetes - sendo que 3,5 milhões ainda não sabem que têm a doença. A situação é tão preocupante que o Ministério da Saúde fez um apelo no ano passado para que a população brasileira mudasse alguns hábitos como seguir uma alimentação saudável, e praticar atividade física. Leia também: Musculação reduz risco de diabetes em mulheres, diz estudo Confira sete dicas para desconfiar se o seu filho possui diabetes De acordo com a médica Rosane Kupfer, da diretoria da Sociedade ...
http://saude.ig.com.br/minhasaude/2014-07-02/11-sinais-de-que-voce-pode-estar-com-diabetes.html
*  Diabetes causa tremores? | eHow Brasil
O diabetes é uma doença grave que deve ser tratada adequadamente. O diabetes uma doen a grave, denunciada por v rios sintomas. Mas os sintomas podem ser ainda mais graves: o diabetes tamb m pode causar tremores. H muitos sintomas associados com o diabetes tipo 2. O risco de problemas mais extremos, como membros inchados e um perigo acrescido de comas, n o deve ser a nica raz o para perceber que o diabetes uma condi o s ria que requer tratamento e dom nio imediatos. Os sintomas mais comuns do diabetes tipo 2 incluem o aumento da fome e a sede. Em casos raros, pessoas com diabetes tipo 2 podem desmaiar quando o n vel de a car no sangue estiver muito alto ou muito baixo. Se voc sentir qualquer um destes sintomas, em combina o, deve-se consultar seu m dico imediatamente. Iniciar o plano de tratamento adequado para gerir sua diabetes muito importante para sua sa de geral. Sintomas mais s rios do diabetes tipo 2. Os sintomas ...
http://ehow.com.br/diabetes-causa-tremores-sobre_96653/
*  O tipo 2 do Diabetes compreende 90% do total de casos da doença
... A diabetes tipo 1 era antes conhecida como diabetes juvenil e engloba cerca de 10% do total de casos, j a diabetes tipo 2, que antes era conhecida como diabetes do adulto, compreende 90% do total de casos. A m dica especialista em Endocrinologia e Metabologia, Viviane de Oliveira, destaca que o diabetes uma doen a cr nica metab lica caracterizada pelo aumento de glicose no sangue e explica sobre o diabetes tipo 2: O dist rbio acontece porque o p ncreas n o capaz de produzir a insulina em quantidade suficiente para suprir as necessidades do organismo. Carboidratos de alto ndice glic mico devem ser consumidos com parcim nia como o caso da farinha branca, do arroz branco, p es tradicionais, entre outros: Resumidamente, ndice glic mico o quanto aquele alimento capaz de aumentar a sua glicose no sangue, e sempre quando h um pico de glicose, logo em seguida, ocorre o pico da insulina horm nio produzido pelo p ncreas, para tentar controlar este ...
http://saredrogarias.com.br/noticia/o-tipo-2-do-diabetes-compreende-90-do-total-de-casos-da-doenca
*  No Dia Mundial do Diabetes, médicos alertam sobre excesso de peso e sedentarismo - Uai Saúde
No Dia Mundial do Diabetes, médicos alertam sobre excesso de peso e sedentarismo Existem hoje 12 milhões de diabéticos no Brasil e 5 mil novos casos são diagnosticados por ano por Agência Brasil. Diabetes é uma das maiores causas de cegueira, de insuficiência renal, além de aumentar em até quatro vezes o risco de doenças cardiovasculares foto: Karlos Geromy/OIMP/D.A Press saiba mais Falta de informação agrava casos de diabetes no país Em cada duas pessoas que têm diabetes, uma não sabe que tem a doença Prevenção de doenças não-transmissíveis salvaria 16 milhões de vidas por ano Dieta mediterrânea ataca o diabetes e protege o coração. Especialistas alertam no Dia Mundial do Diabetes que o excesso de peso e o sedentarismo são as principais causas do diabetes tipo 2, que atinge 90% das pessoas com problemas em metabolizar a glicose. No diabético, a glicose não é bem aproveitada pelo organismo devido à falta ou insuficiência de ...
http://uai.com.br/app/noticia/saude/2014/11/14/noticias-saude,191206/no-dia-mundial-do-diabetes-medicos-alertam-sobre-excesso-de-peso-e-se.shtml
*  Questão 463533 - Patologia - Medicina
Entrar com Facebook ou entre com seu email Email... Manter-me logado Esqueci minha senha Entrar. Cadastrar com Facebook ou cadastre-se com seu email Nome... Deseja receber novidades, ofertas e comunicados da Rota. Não Li e concordo com o termo de uso e política de privacidade. Texto IX, para responder às questões 42 a 43 O diabete mellitus DM representa uma síndrome que cursa com alterações no metabolismo e hiperglicemia inapropriada, devido à ausência de produção ou atividade biológica da insulina. O DM é classificado como do tipo I ou diabete mellitus insulino-dependente, do tipo II ou diabete mellitus não-insulinodependente. Aproximadamente de 5 a 10% dos diabéticos possuem diabetes tipo I, e a expectativa de vida é reduzida, em média, em 15 anos; de 90 a 95% dos diabéticos apresentam a do tipo II, com expectativa de vida reduzida de 5 a 7 anos. Acerca do diabete mellitus insulinodependente ou do tipo I, assinale a alternativa correta. ...
http://rotadosconcursos.com.br/questoes-de-concursos/medicina-patologia/463533
*  Células-tronco podem ser capazes de reverter quadro de diabetes - Uai Saúde
... Células-tronco podem ser capazes de reverter quadro de diabetes Em um experimento com ratos, pesquisadores conseguem reverter quadro de hiperglicemia depois de inserir nos animais estruturas fabricadas em laboratório por. saiba mais Evolução tecnológica traz mais qualidade de vida para quem tem diabetes Dia Mundial de Diabetes é alerta para cuidados com a doença metabólica Dieta rica em proteínas animais aumentaria risco de diabetes Células-tronco amenizam efeitos da radioterapia contra o câncer Pesquisa norte-americana se aproxima de cura para a diabetes Terapia genética personalizada pode ser opção de tratamento para diabetes tipo 1 Falhas graves em estudo sobre células-tronco devem resultar em punição a cientista Pele delicada de quem tem diabetes esconde uma série de perigos. Tempos atrás, o diagnóstico de diabetes 1 era como uma sentença de morte. Tivemos de usar uma abordagem diferente das aplicadas em outras ...
http://uai.com.br/app/noticia/saude/2014/02/07/noticias-saude,192976/celulas-tronco-podem-ser-capazes-de-reverter-quadro-de-diabetes.shtml
*  Sintomas de Diabetes - Saiba como se prevenir e tratar - PortalPower
Sintomas de Diabetes Saiba como se prevenir e tratar. A diabetes é uma doença que atinge milhares de pessoas em todo o mundo. Ela é caracterizada pela dificuldade do corpo em produzir um hormônio essencial no processo de conduzir o açúcar no sangue, a insulina. A maioria das pessoas não percebe que está com a doença, porque seus sintomas são muitas vezes desconhecidos e lentos. A diabetes é considerada uma doença lenta e perigosa. Os sintomas variam de pessoa para pessoa e em alguns casos nem ao menos aparecem, porém os mais aparentes são fome freqüente, cansaço, demora para curar ferimentos, sede intensa, urinação freqüente, pele seca, formigamento dos pés, visão borrada. A falta de insulina no sangue faz com que exista um acumulo de glicose, pois ela não consegue ser absorvia pelas células, podendo causar diversos problemas, como doenças cardíacas, problemas nos rins e acúmulo exagerado em alguns membros levando, ao caso máximo, a amputação. A diabetes hoje atinge mais de 8 ...
https://portalpower.com.br/saude/sintomas-de-diabetes-como-se-prevenir/
*  Como funciona a diabetes | ComotudoFunciona
Home / Saúde / Doenças e tratamentos / Como funciona a diabetes. A diabetes é uma doença crônica que ocorre quando o pâncreas não produz insulina suficiente tipo 1, ou quando o corpo não pode usar efetivamente a insulina que ele produz tipo 2. De acordo com a OMS, dentro de 18 anos o número de pessoas que vivem com diabetes deve chegar a 380 milhões. O Brasil ocupa a sétima posição no ranking de países com maior número de diabéticos, com 6,9 milhões de casos registrados. Ranking de países em número de diabéticos. Pessoas em milhões. Pessoas em milhões. As perdas por morte ou por deficiência provocadas pela doença chegam a 25 milhões de anos de vida por ano, segundo a OMS, e a 23 milhões de anos de vida por ano, respectivamente, segundo a Federação Internacional da Diabetes. Ou seja, deixam de ser vividos ou vividos adequadamente, em função da morte ou das deficiências provocadas pela diabetes, cerca de 48 milhões de anos de ...
http://saude.hsw.uol.com.br/diabete.htm
*  Musculação diminui risco de diabetes | ALERT® ONLINE - PT
Os homens que fazem regularmente muscula o poder o reduzir o risco de desenvolvimento de diabetes em cerca de 34%, sugere um estudo publicado nos Archives of Internal Medicine. Os investigadores da University of Southern Denmark, na Dinamarca, tamb m constataram que a combina o da muscula o com exerc cio aer bico reduzia o risco e desenvolvimento de diabetes em mais de 59%. Estudos anteriores tinham demonstrado que a pr tica de exerc cio aer bio desempenhava um papel importante na preven o da diabetes tipo 2. Estes resultados sugerem que a muscula o pode ser uma alternativa pr tica de exerc cio aer bio para a preven o da diabetes tipo 2, revelou em comunicado de imprensa o l der do estudo, Anders Gr ntved. Neste estudo, os investigadores contaram com a participa o de 32.002 homens, entre 1990 e 2008, tendo recolhido informa o quanto ao tempo e tipo de exerc cios praticados pelos participantes. O estudo apurou que mesmo a pr tica moderada de muscula o ajudava a ...
http://alert-online.com/pt/news/health-portal/musculacao-diminui-risco-de-diabetes
*  Diabetes
... A Diabete uma doen a que provoca um aumento da quantidade de a car no sangue glicose por falta relativa ou absoluta de insulina, produzida no organismo. Os sintomas s o: - Muita sede; - Vontade de urinar toda hora; - Perda de peso mesmo sentindo mais fome e comendo mais do que o normal ; - Fome exagerada; - Vis o emba ada; - Infec es repetidas na pele ou mucosas; - Machucados que demoram a cicatrizar sarar ; - Fadiga cansa o sem explica o ; - Dores nas pernas por causa da m circula o Os tipos de diabetes s o: Diabetes do Tipo I necessita de insulina : Quando a produ o de insulina e insuficiente no corpo necessita que a pessoa fa a uso de insulina. Ocorre com mais freq ncia em jovens. Diabetes do Tipo II n o necessita de insulina : o caso de pessoas que produzem insulina, que n o funciona de forma adequada. Atinge mais os adultos, pessoas com antecedentes familiares de diabetes ou com excesso de peso. Alimenta o adequada, exerc cios f sicos, controle de ...
http://www2.ipasgo.go.gov.br/site/Arquivos/Dicas/Dicas14.asp
*  Diabetes tipo 2 existe? | ALERT® ONLINE - PT
Integrating the Healthcare Enterprise Certificados de interoperabilidade Agendar uma demonstração Mobile Portal de saúde. O termo diabetes tipo 2 est a gerar alguma controv rsia entre a comunidade m dica e a resultar no tratamento sub timo dos pacientes, d conta um estudo publicado na revista The Lancet. A aplica o do termo diabetes tipo 2 ao complexo e variado conjunto de sintomas experimentados pelos indiv duos com esta condi o o que os l gicos apelidam de erro de categoriza o, ou seja, quando um problema categorizado inapropriadamente de acordo com a sua solu o revelou o investigador Edwin Gale, do Southmead Hospital, no Reino Unido. Na pr tica quando algu m como eu fala em diabete tipo 2, estou a referir-me a um tipo de diabetes para a qual n o encontrei outra causa. O diagn stico da diabetes tipo 2 feito quando o organismo do paciente n o capaz de produzir insulina suficiente, ou quando a insulina produzida n o funciona apropriadamente, ...
http://alert-online.com/pt/news/health-portal/diabetes-tipo-2-existe
*  Diabetes tipo 2 é Reversível, mesmo para Diabéticos de Longa Data | Saúde Curiosa
Diabetes tipo 2 é Reversível, mesmo para Diabéticos de Longa Data 23 março 2016 em Dieta, perda de peso, Bem-estar, diabetes tipo 2 Compartilhar no Facebook. Novo estudo da Universidade de Newcastle mostrou que as pessoas podem reverter a diabetes tipo 2 perdendo peso e, em seguida, mantendo-o. Emagrecer pode reverter a condição porque a gordura é removida do pâncreas, voltando a produção de insulina ao normal. Bons resultados Um estudo anterior conduzido pelo professor Roy Taylor, da Universidade de Newcastle, publicado em 2011, já havia indicado que a diabetes podia ser revertida por uma dieta de baixas calorias. No novo estudo, 30 voluntários com diabetes tipo 2 embarcaram na mesma dieta de 600 a 700 calorias por dia. O grupo incluiu pessoas com diabetes há muito tempo – mais de 8 anos até 23 anos. No geral, 12 pacientes que tiveram diabetes há menos de 10 anos reverteram sua condição. Na verdade, mais um paciente se juntou a ...
http://saudecuriosa.com.br/diabetes-tipo-ii-e-reversivel-mesmo-para-diabeticos-de-longa-data/
*  Alimentos que Ajudam a Controlar a Diabetes: Dicas | Tem Dicas
O diabete é uma doença que não tem cura, mas como qualquer outra doença crônica, da para ser controlada. Para quem tem diabete o que vai ao prato interfere diretamente na doença, ajudando ou prejudicando ainda mais. A alimentação adequada é uma ótima ajuda no controle. A pessoa que tem a doença está cansada de saber que deve retirar totalmente o açúcar da alimentação, consumir em torno de 3 frutas com casca por dia, sendo uma e cada vez a cada 3 horas. São diversos alimentos que o paciente não pode consumir muito ou até mesmo nem passar perto. Porém há alguns alimentos que em vez de prejudicar a doença, acabam ajudando no controle. Separamos alguns desses alimentos que ajudam a controlar a diabete, confiram as dicas:. O salmão e carnes magras também podem ser inclusas na dieta, o salmão, por exemplo, ajuda a diminuir os picos e depressões dos açúcares. Antes de tudo o mais importante pra pessoa que tem diabete, é a aceitação da doença. A partir do momento que a pessoa sabe que ela é diabética e aceita que ...
http://temdicas.com/alimentos-que-ajudam-a-controlar-a-diabetes-dicas/
*  Diabetes MODY
... a diabetes mody do inglês maturity onset diabetes of the young refere se a qualquer uma das várias formas hereditárias de diabetes que tenha como causa mutações em determinado gene dominante autossomático herdado de qualquer dos progenitores o que interfere com a produção de insulina é por vezes referida como diabetes monogénica de modo a distingui la dos tipos mais comuns de diabetes sobretudo do tipo e tipo os quais são o resultado de uma série de causas complexas e que envolvem vários genes e factores ambientais categoria diabetes
https://pt.wikipedia.org/wiki/Diabetes_MODY
*  Tipo - 1 Cura do Diabetes
... News A-Z. Medical News 'Tweets'. News. Tipo - 1 Cura do Diabetes. Ananya Mandal, DM tipo - 1 diabetes é uma doença na maior parte tratável mas pela maior parte incurável. A doença é causada por beta pilhas danificadas nas ilhotas de Langerhans do pâncreas que não segregam a insulina. Desde povos com tipo - 1 insulina da falta do diabetes, a aproximação principal ao tratamento é a injecção exógena da insulina para restaurar um nível normal da insulina. Para curar realmente a circunstância significaria a eliminação da patologia básica do tipo - 1 diabetes e a ajuda das beta pilhas segregam quantidades normais de insulina. Contudo, algumas tais aproximações que estão actualmente durante o processo de desenvolvimento incluem: Capsulagem da Pilha Alvos da capsulagem da Pilha para substituir a função pancreático através da criação de um pâncreas artificial feito do tecido bioengineered que contem as pilhas da ilhota do pâncreas. A Regeneração das pilhas ...
http://news-medical.net/health/Type-1-Diabetes-Cure-(Portuguese).aspx
*  Prevenção e Tratamento da Diabetes | Sintomas Diabetes - Como Prevenir e Controlar Diabetes
prevenã ã o e tratamento da diabetes prevenã ã o e tratamento diabetes visando a prevenã ã o e tratamento da diabetes deve se focar a boa conduã ã o da administraã ã o alimentar muitas vezes depende de ajuda das pessoas que estã o ao lado do diabã tico deve ser encarado como uma questã o familiar auxliando o paciente a adotar hã bitos saudã veis controlando o diabetes e o nã vel de aã ucares no sangue o segredo de uma boa alimentaã ã o consiste e ajustar o gosto alimentar com quantidade e qualidade dos alimentos que farã o parte dessas refeiã ãµes diã rias incorporando no dia a dia alimentos ricos em fibras como frutas legumes e verduras cereais e alimentos integrais altamente recomendados deve se diminuir a ingestã o de gorduras saturadas como ã leo manteigas frituras e carboidratos simples como massas e doces dar preferãªncia para grelhados reduzindo assim consideravelmente a quantidade de gorduras
http://sintomasdiabetes.net/prevencao-tratamento-da-diabetes/
*  Panvel Farmácias - Corrida Contra o Diabetes
Os preços e a disponibilidade dos produtos podem variar de acordo com a sua região. Dermocosméticos. Atenção: seu cadastro está desatualizado, clique aqui para atualizá-lo. Para resgatar pontos do Cartão Fidelidade, a atualização é necessária. Não sabe o seu CEP. FRETE GRÁTIS a partir de R$ 70,00* para todo o Brasil. Acessórios. Mãos e Pés. Mãos e Pés. Produtos Ortopédicos. > Dermocosméticos. Mãos e Pés. Panvel patrocina a 13ª Corrida para Vencer o Diabetes A Panvel sempre incentivou a pr tica de exerc cios fiscos e os cuidados com a sa de. Por isso, resolveu unir as duas coisas e ainda ajudar centenas de crian as e adolescentes. A 13 edi o da Corrida para Vencer o Diabetes, promovida pelo Instituto da Crian a com Diabetes do Rio Grande do Sul, ser patrocinada pela Panvel. A inscri o feita mediante a compra da camiseta, que custa R$12, e pode ser adquirida em diversas lojas da rede Panvel. Todo o dinheiro arrecadado ser destinado ao Instituto da Crian a com Diabetes, que realiza o ...
http://panvel.com/panvel/institucional.do?secao=acoesCorridaDiabetes
*  Categoria:Mortes por diabetes
categoria mortes por diabetes categoria mortes por diabetes esta categoria contém artigos sobre pessoas que morreram por diabetes e suas complicações diabetes categoria mortes por doenças crónicas não transmissíveis categoria diabetes
https://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:Mortes_por_diabetes
*  Diabete
... redirect diabetes mellitus diabetes antes o teste de hemoglobina glicosilada era uma opção hé três meses porém ficou decidido que ele passa a fazer parte dos exames de referência aqueles que diabético não pode de jeito nenhum deixar de lado insulin pump with infusion set texto em negrito
https://pt.wikipedia.org/wiki/Diabete
*  Categoria:Pessoas com diabetes
categoria pessoas com diabetes categoria pessoas com diabetes diabetes categoria diabetes
https://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:Pessoas_com_diabetes
*  Corrida para Vencer o Diabetes
... redirect instituto da criança com diabetes
https://pt.wikipedia.org/wiki/Corrida_para_Vencer_o_Diabetes
*  SINUHE SILVA VIEIRA: PLANTAS MEDICINAIS QUE COMBATEM A DIABETES.
sinuhe silva vieira plantas medicinais que combatem a diabetes
http://sinuhesilvavieira.blogspot.com.br/2010/11/plantas-medicinais-que-combatem.html
*  Diabetes: Complicações do Diabetes
diabetes complicações do diabetes skip to main skip to sidebar diabetes este material é para a simples divulgação e produção científica dos estudantes da disciplina informática aplicada a saude dos cursos de enfermagem e medicina da faculdade nova esperança sob a responsabilidade do prof jordane reis de meneses domingo de abril de complicações do diabetes alterações nos resultados dos seguintes exames campo visual volume de urina em horas ácido úrico oftalmoscopia cetonas na urina cetonas séricas exame de insulina glicose na urina tempo de lise da euglobulina proteína total do lcr coleta de lcr exame de colesterol níveis de ace complicações crônicas visuais retinopatia diabética cardíacas infarto circulatórias aterosclerose arteroesclerose digestivas incontinência digestiva vômitos renais nefropatia diabética urinárias poliúria infecções neurológicas neuropatia diabética dermatológicas infecções na pele ortopédicas pé diabético postado por everton n ramalho jr às marcadores ...
http://diabetesmelitos.blogspot.com/2008/04/complicaes-do-diabetes.html
*  Horário solar aparente
Para medir a hora solar aparente, deve-se observar o ângulo horário do 'Sol Verdadeiro' o ângulo entre um astro e o meridiano local, progredindo o tempo conforme o movimento de leste para oeste. De forma simples, o horário solar aparente é a hora medida em um relógio solar, considerando meio-dia como o momento da passagem do Sol pelo meridiano local onde o astro atinge o topo de seu movimento. Horário solar aparente e horário civil Hora solar e a equação do tempo. Horário solar aparente e horário civil. O horário solar aparente é a medição que segue exatamente esse movimento diário. O tempo civil é coerente com o 'tempo solar médio' tempo que segue um astro fictício, chamado de Sol Médio, que se move com velocidade constante sobre o Equador Celeste Ver bibliografia. Já o tempo solar verdadeiro ou aparente sofre leves variações durante o ano, passando por momentos de atraso ou de adiantamento com relação ao horário civil. Além disso, como o tempo civil segue um dado fuso horário prático, há uma diferença fixa ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Horário_solar_aparente
*  Glicemia
] A 'glicemia' do grego γλεῦκος, ' mosto ', por extensão 'doce' é a concentração de glicose no sangue ou mais precisamente no plasma. O nosso corpo transforma alguns dos hidratos de carbono ingeridos em glicose e a glicemia é o nível de glicose presente no nosso sangue. Ou seja, quando comemos muito, a glicemia aumenta, ao passo que quando comemos pouco, esta mantém-se baixa. O aumento da glicemia está intimamente relacionado ao consumo de carboidratos na dieta, sejam eles integrais aumento glicêmico lento e seguro ou refinados aumento glicêmico rápido e perigoso, também levando em consideração para isso as combinações de alimentos numa refeição ou lanche. Mede-se a glicemia através da confirmação dos sinais e sintomas clássicos da glicemia em jejum exame de sangue onde são verificadas as taxas de glicose no sangue e do teste padronizado de tolerância à glicose TTG. 'Normal': Abaixo de 110 mg/dL 'Intolerância à glicose': jejum de 111 a 125 mg/dL; 2 horas após 75g de glicose: de 141 a 199 mg/dL ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Glicemia
*  Círculo horário
... um círculo horário é qualquer círculo máximo da esfera celeste que contém os polos celestes definindo portanto um plano perpendicular ao plano do equador celeste círculos horários também costumam ser chamados de meridianos a origem de seu nome deve se a que o círculo horário é o local geométrico das estrelas que culminam no mesmo momento ou ainda aquelas que apresentam o mesmo ângulo horário categoria astronomia
https://pt.wikipedia.org/wiki/Círculo_horário
*  Valores de referência de glicemia
Sobre diabetes tipo 2. Guia de alimentação para diabetes. Sobre o diabetes tipo 2. Guia de alimentação para diabetes. Picos e quedas da glicemia. Compreendendo os valores de referência da glicemia Em jejum O nível normal da glicemia açúcar é inferior a 100 mg/dl. Pacientes com diabetes tipo 2 não tratada apresentam nível de glicose no sangue em jejum superior a 125 mg/dl. Pós-prandial O nível normal da glicemia depois de uma refeição é inferior a 140 mg/dl. Pacientes com diabete tipo 2 apresentam nível de glicose no sangue superior a 200 mg/dl duas horas depois de uma refeição. Converse com a equipe de saúde sobre os valores mais adequados a você. As razões para glicemia elevada incluem comer exageradamente, ser menos ativo que o comum, estar doente ou sob estresse ou necessitar de ajustes no medicamento contra diabetes. Glicemia baixa A baixa glicemia hipoglicemia pode acontecer se você estiver tomando algum medicamento para manter os ...
http://msdlatinamerica.com/brazil/diabetesemequilibrio/blood_glucose_highs_and_lows.html
*  Horário eleitoral recomeça no dia 11 em Blumenau - Política - A Notícia
... clicrbs.com.br Pular para o conteúdo. Mais notícias. Compra de fotos. O horário eleitoral no rádio e na TV volta a ser exibido em Blumenau na próxima terça-feira. A definição ocorreu em uma reunião na tarde desta terça com os advogados dos candidatos que chegaram ao segundo turno, Napoleão Bernardes PSDB e Jean Kuhlmann PSD, e a juíza eleitoral Quitéria Tamanini Vieira Péres. No encontro foi confirmado também o acordo que prevê a redução no tempo de horário eleitoral. Em vez dos dois blocos diários de 20 minutos previstos pela lei eleitoral serão exibidos dois blocos de apenas 10 minutos — cinco para cada candidato. O acordo levou em conta o pedido das candidaturas que segundo os candidatos busca diminuir os custos e também não afastar o interesse do eleitor. Além dessas definições, a reunião retomou o compromisso dos candidatos com a campanha Blumenau Limpa e com as regras eleitorais que permanecem neste segundo turno. Para o candidato Napoleão Bernardes PSDB o horário eleitoral é uma forma de chegar à ...
http://anoticia.clicrbs.com.br/sc/politica/noticia/2016/10/horario-eleitoral-recomeca-no-dia-11-em-blumenau-7671639.html
*  Beber pouca água poderá aumentar níveis de açúcar no sangue | ALERT® ONLINE - PT
Beber pouca água poderá aumentar níveis de açúcar no sangue. Beber pouca água poderá aumentar níveis de açúcar no sangue. As pessoas que bebem menos de dois copos de gua por dia podem ser mais propensas a desenvolver n veis de a car no sangue anormalmente elevados. Neste novo estudo, verificou-se que os adultos que bebiam meio litro de gua dois copos ou menos por dia tinham maior propens o para apresentar n veis elevados de a car no sangue enquadrando-se num grau pr -diab tico, comparativamente aos indiv duos que bebiam mais gua. Este dado demonstra uma correla o entre o consumo de gua e os n veis de a car no sangue, mas n o prova uma rela o causa-efeito entre ambos, segundo confirmou a autora principal do estudo, Lise Bankir, do instituto franc s de investiga o INSERM. Mas alguns estudos j tinham sugerido que n veis altos de vasopressina tamb m elevam a glucose a car no sangue. Cerca de 19% afirmaram beber menos de meio litro de gua por dia, enquanto os restantes disseram consumir um litro ou mais. Quando a ...
http://alert-online.com/pt/news/health-portal/beber-pouca-agua-podera-aumentar-niveis-de-acucar-no-sangue
*  Detecção da diabete | ComotudoFunciona
Em uma pessoa normal, o corpo mantém os níveis de glicose no plasma entre as refeições na faixa de 70 a 100 miligramas por decilitro mg/dl. Portanto, para determinar se você tem diabetes, um médico deve testar seus níveis de glicose sanguínea. Uma glicemia deve ser feita após jejum de 8 horas. Quando sua glicemia plasmática de jejum é maior que 125 mg/dl em 2 ocasiões consecutivas a diabetes é diagnosticada. Se sua glicemia ao acaso for de 200 mg/dl ou mais e você tem sintomas de diabetes, urina freqüentemente, perda de peso ou fadiga, é feito o diagnóstico da diabetes. Após uma noite de jejum, você chega ao laboratório para um teste de 2 horas. Seu sangue é coletado para medir seu nível de glicose plasmático em jejum. É importante manter-se sentado e avisar se você se sentir mal durante o teste. A diabetes é diagnosticada se o sangue coletado na marca da segunda hora indicar que seu nível de glicose sanguínea é maior que 200 mg/dl. Você ...
http://saude.hsw.uol.com.br/entendendo-o-diabetes2.htm
*  JANUVIA 100 MG CAIXA COM 28 COMPRIMIDOS ADULTO - CallFarma
Outras Informações JANUVIA® pertence a uma classe de medicamentos denominados inibidores da DPP-4 inibidores da dipeptidil peptidase-4 que reduz os níveis de açúcar no sangue em pacientes com diabetes mellitus tipo 2. · JANUVIA® age quando os níveis de açúcar no sangue estão altos, especialmente após uma refeição; JANUVIA® também reduz os níveis de açúcar no sangue entre as refeições. · É improvável que JANUVIA® por si só cause níveis muito baixos de açúcar no sangue hipoglicemia, porque ele não age quando os níveis de açúcar no sangue já estão baixos. Indicação Seu médico prescreveu JANUVIA® para ajudar a reduzir seus níveis de açúcar no sangue, que estão aumentados por causa do diabetes tipo 2. JANUVIA® pode ser utilizado isoladamente ou em combinação com alguns outros medicamentos que diminuem os níveis de açúcar no sangue e deverá ser associado à dieta e a um programa de exercícios que seu médico lhe recomendará. Contra-Indicação Você não deve tomar JANUVIA® se: for ...
https://callfarma.com.br/produto/3765januvia100mgcaixacom28comprimidosadulto
*  3 Formas de Diminuir o Açúcar no Sangue - wikiHow
Leia este artigo para descobrir como prevenir e tratar diabetes com mudanças no estilo de vida e tratamentos médicos. Quanto mais tecido adiposo você tiver no seu sangue, mais resistente seu corpo vai se tornar à insulina, o hormônio que controla os níveis de açúcar no sangue. Se você tem tendência a armazenar gordura na barriga, você tem maior probabilidade de desenvolver diabetes do que as pessoas que armazenam gordura em outras partes do corpo. Corte a gordura da barriga com dieta e exercícios para diminuir os riscos. Se seus níveis de açúcar no sangue são mais altos que o normal, mas ainda não são altos o suficiente para serem considerados diabetes, é importante fazer mudanças no estilo de vida para reduzir os riscos de piorar a condição. 1 Monitore seus níveis de açúcar no sangue. Veja com seu médico para determinar a frequência que você deve fazer isso. 2 Saiba como, quando e porque seu nível de açúcar no sangue altera. Mesmo se você seguir uma dieta rígida e diminuir seu consumo ...
http://pt.wikihow.com/Diminuir-o-Açúcar-no-Sangue
*  Diabetes: reduzir o stress para controlar a doença | ALERT® ONLINE - PT
Diabetes: reduzir o stress para controlar a doença. Diabetes: reduzir o stress para controlar a doença. Práticas de relaxamento reduzem os níveis de glicose no sangue - revela estudo. Reduzir o stress – todos sabemos como é benéfico. Agora, os diabéticos têm mais uma razão para tentarem reduzir os níveis de stress nas suas vidas. Na investigação coordenada por Richard Surwit, um terço dos diabéticos que se dispuseram a praticar regularmente diversas técnicas de relaxamento e de diminuição do stress viram os seus níveis de açúcar no sangue reduzir cerca de um por cento, em alguns casos mais do que este valor. De acordo com as declarações de Surwit à agência Reuters, as técnicas de redução dos níveis de stress quando praticadas em paralelo com a terapêutica medicamentosa convencional, ajudaram, no caso dos diabéticos, a reduzir significativamente os níveis de glicose no sangue. Acontece que para que essa energia seja mobilizada a nível celular, o transporte de glicose pela corrente sanguínea é ...
http://alert-online.com/pt/news/health-portal/diabetes-reduzir-o-stress-para-controlar-a-doenca
*  Glicemia pós-prandial
glicemia pós prandial glicemia pós prandial glicemia pós prandial é um exame laboratorial feito preferencialmente duas horas após o almoço mas também pode ser feito duas horas após o café da manhã sendo esse bem reforçado o paciente deve ter se alimentado com pelo menos gramas de carboidratos categoria sangue
https://pt.wikipedia.org/wiki/Glicemia_pós-prandial
*  Naldona Veia | naldonaveia.com.br
Dieta para emagrecer faz Naldo Benny perder 16kg. Síndrome Metabólica e Diabetes. Quase um em cada quatro adultos com mais de 25 anos tem diabetes ou uma condição conhecida como pré-diabetes ou síndrome metabólica. Pré-diabetes é uma condição em que os níveis de glicose no sangue são mais elevados do que o normal, mas não alto o suficiente para ser diagnosticado como diabetes tipo 2. Os sintomas estão presentes quando o resultado do teste de sangue em jejum é igual ou superior a 7,0 mmol / L ou um resultado de teste de sangue aleatório é igual ou superior a 11,1 mmol / L HbA1c resultado do teste de sangue é ≥ 6,5% 48 mmol / mol Não houve sintomas e dois testes de glicose no sangue anormais como acima em dias separados. Prejudicada glicemia de jejum IFG Quando o nível de glicose no sangue é maior do que o normal após jejum de oito horas entre 6,1 e 6,9 ​​mmol / L mas não o suficiente para diagnosticar diabetes. Tolerância à glicose diminuída IGT, que é ...
http://naldonaveia.com.br/
*  Exercícios Para Diabéticos - Comprar a Preço Barato
A prática de atividades físicas é importante para todas as pessoas, pois o sedentarismo pode desencadear vários males ao organismo humano. Apesar de todos esses benefícios, é importante procurar um médico para evitar que exercícios inadequados possam comprometer o equilíbrio do organismo. No caso dos diabéticos, a alimentação descontrolada aumenta o nível de açúcar no sangue e causa aumento de peso, o que pode agravar a doença. Apesar de todos os benefícios das atividades físicas destinadas a diabéticos, é importante que, antes de iniciar qualquer programa de exercícios, mesmo que leve, o portador da doença procure um médico. Os diabéticos, devido aos problemas de cicatrização de lesões, devem evitar os esportes de contato físico. O peso é uma das preocupações do diabético, já que o excesso de peso provoca vários transtornos no organismo, entre eles o excesso de gordura acumulada, o que acaba por aumentar os níveis de açúcar no sangue. Assim, a prática de exercícios destinadas a diabéticos, além de ...
http://fitnessboutique.com.br/blog/Fitness/tag/exercicios-para-diabeticos/
*  Glicose plasmática
... redirect glicemia
https://pt.wikipedia.org/wiki/Glicose_plasmática
*  Dados de corte transversal
... ou cross section são uma amostra de dados usados em estatística ou econometria sejam individuos consumidores empresas cidades etc em um dado ponto no tempo apesar de alguns dados em algumas situações não corresponderem precisamente ao mesmo período de tempo em uma análise de corte transversal tais diferenças de tempo que não possuem grande significância são ignorados uma importante característica desta análise é que o uso de uma amostragem aleatória da população subjacente não se faz apropriada por exemplo se estivéssemos interessados em descobrir algo como a quantidade de pessoas que declaram de sua fortuna de uma determinada amostragem aleatória de mil pessoas as mais ricas poderiam optar por não revelar tal informação fazendo com que com que tal amostra resultante não se caracterizasse em uma amostra aleatória wooldrige jeffrey m introdução a econometria uma abordagem moderna cengage learning categoria epidemiologia categoria tipos de dados categoria estatística
https://pt.wikipedia.org/wiki/Dados_de_corte_transversal
*  Regulagem
... da glicemia resultado de vários fatores sendo o mais importante a regulagem hormonal amortecedor de regulagem regulação desambiguação regulador categoria desambiguação
https://pt.wikipedia.org/wiki/Regulagem
*  Tasso glicemico
... redirect glicemia
https://it.wikipedia.org/wiki/Tasso_glicemico
*  O que comer na diabetes gestacional
... No caso da diabetes gestacional o que se deve comer são preferencialmente os alimentos com baixo índice glicêmico, como:. O que comer na diabetes gestacional. O que não comer na diabetes gestacional. O que se pode comer na diabetes gestacional. Alguns exemplos do que se pode comer na diabetes gestacional são:. Aveia e cereais ricos em fibras não adoçados; Carnes magras com pouca gordura, como peito de frango sem pele, peixes com carne branca, coelho; Leite e iogurte sempre desnatado, queijo branco; Frutas frescas pouco doces sempre com casca e bagaço porque quanto menos maduros as frutas, menos doces elas são. O que não comer na diabetes gestacional. O que a gestante com diabetes gestacional não deve comer durante a sua gravidez são:. Assista este vídeo da sua nutricionista e saiba mais sobre como controlar a diabetes gestacional:. Dieta para Diabetes Gestacional Frutas recomendadas para diabetes Sintomas da Diabetes ...
https://tuasaude.com/o-que-comer-na-diabetes-gestacional/
*  O QUE COMER NA DIABETES GESTACIONAL
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > O que comer na diabetes gestacional O que comer na diabetes gestacional. Esclareça algumas dúvidas sobre o diabetes gestacional e saiba quais os alimento que os portadores desse problema podem ou não comer. Esse problema é bastante comum e é capaz de afetar tanto adultos quanto crianças e quem tem a doença deve sermpre cuidar da aliemntação, principalmente a gestante e saber o que comer na diabetes gestacional. A diabetes gestacional é um problema que necessita de acompanhamento regular. A diabetes gestacional é um dos principais tipos de diabetes e ocorre quando a mulher desenvolve esse problema de saúde ao longo da gestação. Chocolate é um alimento que deve ser evitado por quem tem diabetes gestacional. Confira a lista com os alimentos permitidos e proibidos para quem tem diabetes gestacional:. O que não comer Quem sofre com a diabetes gestacional deve eliminar da alimentação todos os ...
http://mundodastribos.com/o-que-comer-na-diabetes-gestacional.html
*  Especialistas falam do perigo da diabetes gestacional - Diabetes, Vida e Comunidade
... Especialistas falam do perigo da diabetes gestacional 06/08/2010 - Abril. Bebês nascidos de mães que desenvolvem a doença durante a gestação correm um risco até cinco vezes maior de apresentar a diabete na vida adulta, segundo o diretor-geral da Fundação Mundial de Diabetes WDF, Anil Kapur. Ele foi um dos especialistas que participaram da Conferência Latino-americana de Diabetes, promovida pela World Diabetes Foundation em julho, em Salvador, e acompanhada pela reportagem da Agência Estado. "É importante ressaltar que a diabete gestacional é aquela que se manifesta durante a gravidez e some subitamente após o parto. Diretora do Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará e doutora em endocrinologia pela Escola Paulista de Medicina, Adriana Forti diz que metade das mulheres com diabete gestacional volta a apresentar a doença até cinco anos após o parto. Uma mulher de peso normal, por exemplo, deve ganhar entre ...
http://diabetenet.com.br/conteudocompleto.asp?idconteudo=5141
*  Diabetes gestacional: esclareça as suas dúvidas sobre
... Saúde na gravidez. Gravidez / Diabetes gestacional: esclareça suas dúvidas. Diabetes gestacional: esclareça suas dúvidas. A diabetes gestacional é controlada com a alimentação correta. O diabetes gestacional ocorre quando os níveis de glicose açúcar estão altos no sangue materno. Ela ocorre porque os hormônios da gravidez podem dificultar a ação da insulina fazendo com que a glicose aumente no sangue materno. “Aproximadamente 90% das pacientes com diabetes gestacional tem uma deficiência de receptores de insulina previamente à gravidez, o que já diminui a ação da insulina no organismo”, observa a ginecologista obstetra Viviane Lopes, do Femme Laboratório da Mulher. Receba gratuitamente as melhores informações sobre a saúde do bebê *. O controle do diabetes gestacional ocorre principalmente com a orientação nutricional correta e exercícios. Cerca de seis semanas após o parto, as mulheres que tiveram diabetes gestacional devem realizar um teste oral de ...
http://bebemamae.com/gravidez/diabetes-gestacional-esclareca-suas-duvidas-sobre-o-problema
*  Diabetes gestacional - Gestantes - Guia do Bebê
voltar. voltar Fases. voltar Fases. voltar. voltar Alimentação da gestante. Alimentação na gravidez pode prevenir doenças no bebê. Quais procedimentos de beleza e higiene podem ou não podem ser realizados durante a gestação. Cuidados com a mãe e o bebê devem ser redobrados Apesar do diabetes gestacional ser considerado uma situação de gravidez de alto risco, os cuidados médicos e o envolvimento da gestante possibilitam que a gestação corra tranqüilamente e que os bebês nasçam no momento adequado e em boas condições de saúde. Na gravidez, duas situações envolvendo o diabetes podem acontecer: a mulher que já tinha diabetes e engravida ou o aparecimento do diabetes gestacional em mulheres que antes não apresentavam a doença. "O diabetes gestacional é a alteração das taxas de açúcar no sangue que aparece ou é diagnosticada, pela primeira vez, durante a gravidez. Para a mãe, além de aumento do risco de cesareana, o diabetes gestacional pode estar associado à toxemia, uma ...
http://guiadobebe.uol.com.br/diabetes-gestacional/
*  Enviado por Deus!!!: POLIHIDRÂMNIO X DIABETES GESTACIONAL
Infelizmente a taxa de glicose no meu sangue está alterada, por isso, o aumento de líquido amniótico : E tudo culpa minha - como eu não estava ganhando muito peso, ganhei 11kg, não acho que é muito, aliás eu pensava que era normal - estava comendo tudooo.... Hoje fui na nutricionista e terei que fazer uma dieta controlada, para a vida e a saúde do meu filho, que depende inteiramente de mim. Pode ser um aumento idiopático, ou seja, sem causa aparente e que ocorre de forma transitória na gravidez e é surpreendido no exame de ultrassom e que não representa grande risco para a gestante ou para o feto. Este aumento de volume costuma ser o maior perigo do aumento do líquido na gestação. Risco muito elevado para a gravidez e que pode ocorrer em qualquer parto, mas nos aumento de líquido esse risco aumenta. O diabetes gestacional é o alto nível de açúcar no sangue diabetes que começa ou é diagnosticado durante a gestação. Quando isso acontece, os níveis de glicose podem aumentar no sangue da gestante. ...
http://grazygaby.blogspot.com/2013/07/polihidramnio-x-diabetes-gestacional.html

Diabetes mellitus tipo 1: O diabetes mellitus tipo 1 é uma disfunção metabólica e uma das formas de diabetes mellitus. É uma doença autoimune que resulta em destruição das células beta do pâncreas, as quais produzem insulina.Diabetes mellitusHipoglicemiante: Hipoglicemiantes ou antidiabéticos são medicamentos usados para diminuir a quantidade de glicose (açúcar) no sangue (glicemia). Geralmente são usados para se referir a fármacos de uso oral no tratamento da diabetes mellitus tipo 2, mas existem quatro injetáveis.Upregulation e Downregulation: Downregulation é o processo pelo qual uma célula diminui a quantidade de um componente celular, como RNA ou proteína, em resposta a uma variável externa. Ao contrário, um aumento reativo de um componente celular é chamado de upregulation.HiperglicemiaNefropatia diabética: Nefropatia diabética, também conhecida como síndrome de Kimmelstiel-Wilson e glomerulonefrite intercapilar, é uma doença renal progressiva causada por angiopatia dos capilares nos glomérulos renais. Ela é caracterizada por síndrome nefrótica e glomeruloesclerose difusa.Neuropatia diabética: Neuropatia diabética é um termo usado na medicina para descrever a lesão dos nervos ocasionada pela glicemia elevada. Quase todas as amputações em pessoas diabéticas tem origem na neuropatia diabética.Retinopatia diabética: ( )Cetoacidose diabética: #REDIRECIONAMENTO CetoacidoseHipertensão arterialCaso-controle: Em epidemiologia, caso-controle ou caso-controlo é definido como uma forma de pesquisa observacional, longitudinal, em geral retrospectivo e analítico em que se compara dois grupos expostos a um determinado fator, o primeiro de indivíduos com determinada condição (p.e.Hipoglicemia reativa: Hipoglicemia reativa é um termo médico que descreve episódios recorrentes de hipoglicemia sintomática, que ocorrem de duas a quatro horas após a ingestão de uma refeição rica em carboidratos ou de glicose. Imagina-se que seja consequência de uma liberação excessiva de insulina estimulada pela refeição de carboidratos, mas que perdura passado o período da digestão e da disponibilidade de glicose derivada da ingestão.Glimepirida: A glimepirida é um antidiabético pertecente ao grupo das sulfoniluréias.Diabetes insipidusIncidência: Usada em estatística e em epidemiologia, a Incidência pode referir-se a:Microalbuminúria renal: Microalbuminuria é a eliminação de proteína na urina em grande quantidade.Dieta diabética: A chamada dieta diabética, ou seja aquela recomendada para as pessoas que sofrem de diabetes mellitus, é toda aquela que seja rica em fibra alimentar, especialmente fibras solúveis, mas pobre em gordura (especialmente gordura saturada).Taxa de mortalidade padronizada para a idade: Taxa de mortalidade padronizada para a idade é uma taxa de mortalidade que foi padronizada de modo a eliminar os efeitos da diversidade da estrutura etária nas populações a comparar.Fast Future Generation: Fast Future Generation é um "rockumentary" sobre os Good Charlotte noAloxanaTiazolidinedionaSaxagliptina: Saxagliptina (BMS-477118) é um fármaco utilizado no tratamento do diabetes tipo 2. É um inibidor da enzima dipeptidil peptidase-4.Circuito Internacional de Okayama: Okayama International CircuitTriacilglicerol: 370px|thumb|Triacilglicerol insaturado com radicais carboxílicos diferentes. Porção à esquerda: [[glicerol.Pé diabético: O pé diabético é uma série de alterações anatomopatológicas e neurológicas periféricas que ocorrem nos pés de pessoas acometidas pelo diabetes mellitus.O PÉ DIABÉTICO, no http://www.Autoanticorpo: Um autoanticorpo é um anticorpo (um tipo de proteína) produzido pelo sistema imune que atua contra uma ou mais proteínas do próprio indivíduo que o produziu. Os autoanticorpos têm as mesmas propriedades bioquímicas e físico-químicas dos outros anticorpos.Reserva Saugeen: A Reserva Saugeen (em inglês: Saugeen First Nation) é a reserva indígena dos Ojíbuas localizada ao longo do rio Saugeen e da Península Bruce em Ontário, Canadá. Criada no meio da década de 1970, a reserva Saugeen é o território pertencente à Nação Ojíbuas de Saugeen.

aumento


  • Batizada pelos médicos de diabetes mellitus , a doença ocorre quando há um aumento do açúcar no sangue. (blogspot.com)
  • A Diabetes Mellitus (DM) é uma doença crónica, cada vez mais frequente na nossa sociedade, caracterizada pelo aumento dos níveis de açúcar (glicose) no sangue e a sua prevalência aumenta muito com a idade, atingindo ambos os sexos e todas as idades. (portalbusca.pt)
  • Portanto, mulheres com SOMP têm um risco aumentado de apresentar aumento da glicose (diabetes mellitus) e do colesterol (dislipidemias), o que em última análise pode aumentar seu risco de doenças cardiovasculares (infarto do miocárdio, derrame cerebral etc. (blogspot.com)


anos


  • Nós temos 2 relógios que estiveram anos avariados. (blogspot.com)
  • A partir de 1998, o Departamento de Medicina de Família na Universidade de British Columbia , no Canadá realizou uma pesquisa anual de seus Residentes com 2 , 5 e 10 anos após a conclusão do programa. (blogspot.com)
  • Aos 2 anos (N = 222) , os Residentes treinados em locais "distribuídos" tiveram 15 vezes mais chances de atuar nas comunidades rurais, em pequenas cidades e centros regionais do que aqueles que treinaram em centros de ensino metropolitanos. (blogspot.com)
  • As crianças de até 2 anos, praticamente não apresentam amilase pancre. (blogspot.com)
  • Por outro lado, 25 a 50% das mulheres com diabetes entre os 20 e os 50 anos de idade também são portadoras de SOMP. (blogspot.com)
  • 2 A Escola de Saúde Pública de Minas Gerais, em seus 60 anos de existência, vem cumprindo sua missão institucional com relevante contribuição para a formação de recursos humanos para o Sistema de Saúde. (docplayer.com.br)


insulina


  • No tipo 1 as células do pâncreas que fabricam insulina, o hormônio que ajuda a glicose a entrar nas células, simplesmente foram destruídas. (blogspot.com)
  • Já no tipo 2 ou a produção dela não é suficiente ou as células simplesmente não conseguem aproveitá-la da forma correta - a chamada resistência à insulina. (blogspot.com)
  • A diabetes , termo comumente utilizado para a diabetes mellitus, é uma doença crônica que resulta de uma carência de secreção de insulina ou de uma resistência das células a esse hormônio: esses são os dois mecanismos principais que causam respectivamente a diabetes tipo 1 e a diabetes tipo 2. (ccm.net)
  • Fisiopatologia O DM1 ou diabetes imunomediado e também chamado de diabetes dependente de insulina, é uma situação onde ocorre uma destruição de células β, usualmente levando à deficiência absoluta de insulina. (docplayer.com.br)
  • Informar história pré especialmentevia do diabetes e medicação em uso (insulina, hipoglicemiantes orais). (fitnell.com)
  • A diabetes mellitus consiste numa diminuição na produção de insulina por parte do pâncreas. (blogspot.com)
  • Se os níveis de insulina não são suficientes, a diabetes manifesta-se. (blogspot.com)
  • O tratamento da diabetes mellitus é efectuado através da ingestão de uma dieta específica e da administração de doses controladas de insulina. (blogspot.com)
  • a) Diabetes mellitus - devido ao defeito na ação da insulina ("resistência à insulina") apresentado por muitas mulheres com SOMP, estas pacientes apresentam um risco bem maior de desenvolver diabetes, em comparação com mulheres sem SOMP. (blogspot.com)


mulheres com diabetes


  • PsychCentral explica: "Os pesquisadores se propuseram a determinar como a suplementação de vitamina D pode afetar mulheres com diabetes do tipo 2 que também estavam sofrendo de depressão. (blogspot.com.br)


algum tipo


  • RPG - Existe algum tipo de petisco que pode ser oferecido aos animaizinhos sem problemas? (blogspot.com)
  • mostraram em um estudo que mais de 50% dos pacientes com vitiligo dizem sofrer algum tipo de discriminação social e que 20% deles chegam a ser tratados de maneira rude. (med.br)


ocorre


  • A diabetes ocorre normalmente em cães e gatos a partir da meia-idade. (blogspot.com)


Maior


  • As sardas têm maior incidência em pessoas de pele clara (tipo I e II), ao contrário dos cloasmas, cuja maior incidência é justamente em pessoas de pele mais pigmentada (tipo III e IV). (med.br)
  • O risco de diabetes é ainda maior para pacientes com SOMP obesas. (blogspot.com)


novembro


  • ão Paulo, novembro de 2012 DR. BALDUÍNO TCHIEDEL Presidente da ociedade Brasileira de Diabetes. (docplayer.com.br)


outras


  • 6 Módulo 1: DIAGNÓTICO CLÍNICO E LABORATORIAL DO DIABETE TIPO 1 Dr. Mauro charf Pinto Conceito O diabetes mellitus tipo 1 (DM1) é uma doença metabólica autoimune de caráter multifatorial, caracterizada pelo excesso de glicose no sangue, devido a alterações no metabolismo normal dos carboidratos, proteínas e lipídeos, podendo evoluir com complicações macro e microvasculares, oculares, renais e neurológicas, dentre outras, quando não manejada de forma adequada. (docplayer.com.br)
  • Algumas vezes associa-se a outras doenças como diabete mellitus, doenças reumatológicas, doenças da tireóide, anemia. (med.br)


glicose


  • O Diabetes Mellitus é uma doença crônica de que leva este indivíduo a ter 1 nível elevado de glicose no sangue. (fitnell.com)


obesidade


  • Cerca de 2/3 das pacientes com SOMP apresentam excesso de peso ou obesidade (principalmente quando o acúmulo de gordura acontece mais na região da barriga), mas a síndrome também pode afetar mulheres magras. (blogspot.com)


DIABETE TIPO


  • Homens idosos com diabete tipo 2 têm níveis reduzidos de testosterona. (blogspot.com.br)


pessoas


  • O número de pessoas com DM tipo 2. (portalbusca.pt)
  • Mais de 83.000 mortes em pessoas de 20-79anos, foram atribuídas ao diabetes neste ano de 2010. (blogspot.com)


risco


  • O Infarto Agudo do Miocardio (IAM) é uma das condições cardiológicas mais comuns em todo o mundo, resultante de uma série de fatores de risco como sedentarismo, dislipidemia, hipertensão, diabetes, tabagismo e stress, que se agrava ao longo da idade. (blogspot.com)
  • O excesso de peso é um factor que aumenta o risco da diabetes. (blogspot.com)
  • 2 Quadro I - Grupos com risco acrescido para DIP. (docplayer.com.br)


devido


  • Numerosos estudos têm demonstrado que a vitamina D melhora a depressão, diabetes e alivia a dor devido ao cancro da mama e doença de Crohn. (blogspot.com.br)
  • o vitiligo tem sido considerado doença auto-imune devido à associação positiva com algumas doenças como tireoidites, diabetença auto-imune devido à associação positiva com algumas doenças como tireoidites, diabetes mellitus e alopecia areata. (med.br)


utilizado


  • Várias vezes me ocorreu que esse tipo de terrorismo poderia trazer vantagens se utilizado com alguma ponderação humanitária e direccionado na elevação de valores, mas aqui na "Jóia da Coroa" só rabiscam paredes e pouco mais porque a malta precisa de tacho para garantir o futuro. (blogspot.com)
  • Na ausência de CK-MB ou troponina, CK total acima de 2 vezes o limite superior pode ser utilizado, mas este biomarcador é consideravelmente menos satisfatório do que a CKMB. (blogspot.com)


Mundial


  • 2 de Fevereiro - Dia Mundial das Zonas Húmidas. (blogspot.com)


acompanhamento


  • Inclui, também, um novo exame no SUS, a realização de dosagem de microalbuminúria, essencial no acompanhamento do paciente com Diabetes Mellitus e na doença renal crônica. (saudebusiness.com)


comumente


  • Os Posicionamentos Oficiais BD-2012 terão por objetivo divulgar os pareceres oficiais da BD em relação a aspectos preventivos, diagnósticos e terapêuticos do diabetes e das doenças comumente associadas. (docplayer.com.br)


cada


  • Por ano, 7,7 novos casos são diagnosticados de diabetes mellitus tipo 1 para cada 100.000 habitantes em 2010. (blogspot.com)


pacientes com


  • 2 Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Preparada pela Biblioteca da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo reprodução autorizada pelo autor Mello, Priscila Raulickis de Efeito do treinamento da musculatura inspiratória na atividade simpática, hemodinâmica e qualidade de vida de pacientes com miocardiopatia hipertensiva / Priscila Raulickis de Mello. (docplayer.com.br)


foram


  • As diárias de UTI tipo II, destinadas à atenção pediátrica, neonatal e de urgência para adultos, foram reajustadas em 20% com base na produção de 2003. (saudebusiness.com)


arteriosclerose


  • Márcia - Problemas ortopédicos (doenças articulares degenerativas e hérnias/extrusões de disco intervertebrais), problemas cardiovasculares (hipertensão e hipóxia de miocárdio) e metabólicos (síndrome metabólica, diabetes e arteriosclerose). (blogspot.com)


vezes


  • valor máximo de CK-MB acima de 2 vezes o limite máximo da normalidade em 1 ocasião, durante as primeiras horas após o evento. (blogspot.com)


sendo


  • 4 PREFÁCIO A ociedade Brasileira de Diabetes vem sendo solicitada por instituições públicas e privadas para se posicionar oficialmente quanto a vários conceitos e recomendações relativos a importantes aspectos da assistência à pessoa com diabetes na prática clínica diária. (docplayer.com.br)
  • A prevalência da doença varia consideravelmente entre os diferentes grupos étnicos, sendo estimada em 2% no Japão, 1% nos EUA e 0,14% na Rússia. (med.br)


dieta


  • Obs: Informar este tipo do dieta. (fitnell.com)


controle


  • 5 Coordenação Editorial: Dr. Augusto Pimazoni Netto CRM-P Coordenador do Grupo de Educação e Controle do Diabetes do Hospital do Rim e Hipertensão da Universidade Federal de ão Paulo UNIFEP e Médico do Centro de Diabetes do Hospital Alemão Oswaldo Cruz. (docplayer.com.br)


taxa


  • Os tratamentos contra o diabetes visam a diminuição da taxa de açúcar circulante no sangue, pois a hiperglicemia crônica é responsável por complicações a longo prazo. (ccm.net)


graves


  • Quando a diabetes se complica e descompensa, também denominada por diabetes ceto-acidótica, os sintomas são bem mais graves, podendo conduzir à morte do animal. (blogspot.com)


pele


  • Ingredientes: 1 colher (sopa) de manteiga, 2 xícaras (chá) de arroz lavado e escorrido, 3 tabletes de caldo de galinha, 4 xícaras (chá) de água fervente, 1 xícara (chá) de uvas passas, 1/2 xícara (chá) de amêndoas sem pele torradas e picadas. (blogspot.com)


Fonte


  • Fonte: International Diabetes Federation. (blogspot.com)


Outro


  • Outro objetivo igualmente importante é o de propiciar aos associados o recebimento, via correio, dos Posicionamentos Oficiais da BD, como mais uma prestação de serviços que visa atualizar continuamente os médicos e os gestores de serviços de atenção ao portador de diabetes. (docplayer.com.br)


fazer


  • É difícil fazer uma avaliação desse tipo. (blogspot.com)


vantagens


  • 2. Em sua opinião, quais as vantagens de se organizar os serviços de APS com base na Estratégia Saúde da Família? (blogspot.com)


PRESIDENTE


  • Dr. BalduínoTschiedel CRM-R Médico Endocrinologista do Instituto da Criança com Diabetes, Grupo Hospitalar Conceição, Porto Alegre, R. Mestrado em Genética pela Universidade Federal do Rio Grande do ul (UFRG), R. Diretor-Presidente do Instituto da Criança com Diabetes, Grupo Hospitalar Conceição (GHC), Porto Alegre, R. Dra. (docplayer.com.br)


MATÉRIA


  • É feito irradiando fungos e matéria vegetal e está longe de D3, o tipo que nossos corpos produzem em resposta ao Sol ou a exposição segura da cama de bronzeamento. (blogspot.com.br)


forma


  • Além disso, médicos especialistas e clínicos não especialistas têm uma urgente necessidade de atualizar seus conhecimentos e suas condutas clínicas, recorrendo a orientações da BD sob a forma de atividades presenciais de atualização, consensos e, mais recentemente, através de Posicionamentos Oficiais sobre os aspectos mais importantes relacionados à boa prática clínica na assistência ao portador de diabetes. (docplayer.com.br)
  • Se tiver gatos em casa, opte por colocar o seu litter num local inacessível para o cão, por forma a evitar este tipo de comportamento. (blogspot.com)


Baixa


  • Perda lenta e constante de vitaminas do complexo B, zinco e cromo: baixa imunidade, câncer de próstata e diabetes. (ahau.org)


consumo


  • è Reduza o consumo de sódio para não mais de 2,4g (6g de sal/dia = 4 colheres de café rasas de sal + 2g de sal intrínseco dos alimentos). (blogspot.com)


O QUE PODE SER A CAUSA DE UMA DIABETES MELLITUS TIPO 2 EM UMA MULHER MAGRA, JOVEM, QUE SE EXERCITA?


  • E NÃO CONSOME MUITO AÇUCAR POR QUE ESTÁ DE DIETA, SÓ USA ADOÇANTE, EVITA REFRIGERANTE, NÃO EXAGERA NO CARBOIDRATO, FAZ CAMINHADAS DE VEZ ENQUANDO E TEM 24 ANOS??? O QUE LEVA O PANCREAS A NÃO PRODUZIR INSULINA O SUFICIENTE NUMA SITIAÇÃO DESSAS?? EU FIZ CURVA GLICEMICA E DEU ISSO, MAS COMO??? OBRIGADA
  • O diabetes mellitus tipo 2, significa que o pancreas não produz suficiente insulina ou é incapaz de usá-la de forma adequada . Este problema afeta a forma como o organismo processa os alimentos. Normalmente surge em pessoas acima dos 40 anos e obesas, mas não significa que não possa ocorrer em jovens magros. Às vezes o diabetes mellitus tem seu quadro associado a desordens genéticas, infecções, doenças pancreáticas, uso de medicamentos, drogas ou outras doenças endócrinas. Seu médico poderá querer se aprofundar para investigar melhor a causa já que voce não faz parte do típico grupo de risco. Provavelmente seu médico irá lhe orientar para um planejamento alimentar adequado associado a exercicios físicos. Medicação específica será prescrita caso ele julgue que é necessária para manter o problema sob controle. Voce é jovem. Com disciplina e seguindo as orientações do seu médico, certamente continuará tendo uma vida normal.


Quais os cuidados que se devem ter para se prevenir o Diabetes Mellitus tipo 2?


  • Mais prevalente e caracterizado por uma resistência à ação da insulina associada a incapacidade de secreção de insulina capaz de manter a normoglicemia. Tem uma história mais lenta, muitas vezes assintomática ou diagnosticada quando da presença de complicações como insuficiência coronariana, neuropatia periférica, retinopatia, nefropatia, infecções ginecológicas, etc. Envolve uma combinação variável de resistência à insulina, principalmente no fígado e músculo e diminuição na secreção da insulina e ambas as situações podem ser influenciadas por fatores genéticos e adquiridos. A maioria dos pacientes insulino-resistentes tem obesidade, principalmente visceral, são fisicamente inativos e se alimentam de dietas ricas em gordura. Os carboidratos devem representar 50 a 60% do total calórico diário, de preferência sendo carboidratos complexos e com alto conteúdo de fibras solúveis...
  • Nós podemos nos prevenir através de: Atividade física regular, Manuntençaõ do peso corporal. Se alimentar de forma adequada.


Onde fazer transplante simultâneo de pâncreas/rim para portador de diabetes mellitus tipo 1?


  • Tenho uma filha que sofre a 25 anos de Diabetes Melitus tipo 1 e agora o rins direito dela está comprometido, tendo o Médico dela indicado que fizesse o transplante simultâneo de Rins e Pâncreas. Portanto, encarecidamente preciso saber: 1)Quais os hospitais que fazem esse tipo de cirurgia? 2)Pode ser feito pelo SUS? 3)Existe uma relação (fila) de espera? 4)Se existe, onde e como inscrevê-la? 5)O Poder Público é quem controla essa espera? 6)Nos casos de insuficiência renal não seria outra fila de espera? Eu agradeço aos nobres internautas que entendam do assunto e que se disponibilizam responder aos questionamentos. Um bom dia a todos.
  • Procure indicação com seu medico, o transplante é feito pelo SUS mas a fila de espera tem umas certas condições para entrar.


Tenho Diabetes Mellitus Tipo 2 e Hipertensão.Meu exame de proteinúria deu 7.158mg/L.O q devo fazer?Me ajudem!!


Eu gostaria de saber se a operação no estomago para quem tem diabetes do tipo 2 é segura?


  • eu gostaria de saber também se tem alguns risco sério nessa cirugia? quanto custa? Que saber se o Diabetes 2 tem cura?Resumindo eu gostaria de saber tudo sobre o diabetes do tipo 2. Por favor eu gostaria de saber logo pois estou muito aflita. Obrigada.
  • Larissa, O melhor é consultar um médico, que fará todos os exames e verificará em que condições está sua glicemia. Dependendo do estágio da diabetes, existe risco sim, portanto nada melhor que um exame médico minuscioso para tranquilizá-la. Espero ter ajudado.


Existe algum tipo de Diabetes que nao seja a mellitus?


  • Dae Galera, estou fazendo um trabalho e me surgiu uma dúvida. Sempre que eu vejo alguma coisa na net falando sobre a diabetes, eh sobre a diabete mellitus. Existe algum tipo de diabetes que nao seja a mellitus tipo I, mellitus tipo II e a gestacional??? Obrigado Abraco
  • Existem outros tipos de diabetes além do Tipo 1, Tipo 2 e Gestacional, mas esses ocorrem com menor freqüência. São eles: - Diabetes Secundário ao Aumento de Função das Glândulas Endócrinas; - Diabetes Secundário a Doenças Pancreática; - Resistência Congênita ou Adquirida à Insulina; - Diabetes Associado à Poliendocrinopatias Auto-Imunes; - Diabetes Associado à Desnutrição e Fibrocalculoso; - Diabetes Relacionados à Anormalidade da Insulina (Insulinopatias); e - Diabetes Tipo LADA (Latent Autoimmune Diabetes in Adults). Para maiores informações consulte o site da fonte. Espero ter ajudado, um abração!!!


Gostaria de saber se uma pessoa q tem diabetes tipo 2 pode ser doador de rim?


  • Gostaria de saber, se uma pessoa que tem Diabetes do tipo 2, pode ser um doador de rins
  • Melhor consultar um médico, mas eu acho que não.


Por que na diabetes tipo 2, não consegue promover a entrada de glicose necessária para dentro das células?


  • Por que na diabetes tipo 2, não consegue promover a entrada de glicose necessária para dentro das células? Pra que comer algo açucarado, em uma crise, se o problema da diabetes eh o excessso de açucar? e se o problema que não consegue promover a entrada de glicose necessária para dentro das células, oq adianta comer mais doce? para aumentar o nivel de glicose assim, talvez conseguir entrar na celula?.. e pq acontece as crises hipoglicemica, que abaixa o nivel de glicose?
  • Amigo, he he, fez uma confusão danada... Embora faça sentido suas dúvidas. A insulina é o hormonio responsável pela entrada de glicose nas células. Primeiramente é preciso entender que no diabetes tipo 2, há produção de insulina, mas porque seu efeito é menor? Por um bom motivo: gordura em excesso, ou comida em excesso (não é sempre a mesma coisa). A gordura se transforma numa espécie de barreira e além de impedir o bom efeito que a insulina teria, faz com que ela caminhe lentamente pelo organismo, por tudo isso ela é muito mal administrada pelo corpo. Com esse problema, o pâncreas é forçado a produzir cada vez mais insulina pra dar conta do recado, entende? Por isso, há ainda um problema maior com tudo isso: o pâncreas fica exausto, debilitado com tanto esforço, e muitas vezes perde sua capacidade de produzir insulina normalmente (por isso tem também diabéticos tipo 2 que não apresentam gordura corporal muito elevada, mas os exageros alimentares levaram o pâncreas á exaustão), por isso há casos de diabetes tipo 2 em que a aplicação subcutânea do hormonio insulina é necessária. Agora, um ponto interessante de tudo isso, é compreender que a glicose continua sendo necessária, pois é a principal fonte de energia do corpo humano (seja este corpo de um diabético, ou não), por isso, ele não vai cortar o açúcar, e sim aprender a dosá-lo em seu dia-a-dia (o açúcar que digo pode ser qualquer coisa que se converta em glicose no organismo, como massas, frutose, ou o próprio açúcar de mesa...) Mas para consumir a glicose, é preciso primeiramente resolver o problema maior do diabetes, que é justamente com relação á insulina, senão nada feito, e qualquer alimento ingerido poderá ser uma sentença para o diabético. Se o portador de diabetes precisar de insulina, deverá aplicá-la, senão, fará uso de medicamentos orais. Em ambos os casos haverá a necessidade de dieta e prática regular de exercícios (no tipo 2 é ainda mais importante, é indispensável). É exatamente por isso que algumas pessoas precisão comer, ou beber algo açucarado mesmo sendo diabéticas, pois com o tratamento seguido de forma regrada, pode fazer com que as taxas de açúcar no sangue despenquem, e se este açúcar é a PRINCIPAL fonte de energia para o corpo, deverá ser reposto rápidamente. Isto é a hipoglicemia, e são nestes casos que o açúcar se faz verdadeiramente indispensável. Enfim, a glicose para o diabético é vida e morte, como disse um especialista do ramo, e por isso o primordial se chama CONTROLE. Por tanto, respondendo novamente, mas de uma forma mais objetiva, o problema do diabetes não é o excesso de açúcar, e sim a falta de INSULINA, ou seu efeito diminuido. No diabético á o aumento das taxas devido o problema com a insulina, por tanto, resolvendo este problema, o açúcar continua sendo indispensável para o diabético, só devendo ser bem administrado (por isso é de extrema importância monitorar a glicemia diáriamente). O diabético pode sofrer tanto com o excesso de glicose, como pela falta dela, por isso há casos em que o açúcar é indispensável. Espero ter ajudado. Desculpa por não ter sido mais objetivo (como sempre, escrevi um texto), mas espero com isso, ter esclarecido todas as suas dúvidas aqui expostas. Meu blog; http://diariodiabetes.blogspot.com/ Grande abraço!