Necrose: Processo patológico que ocorre em células que estão morrendo por causa de traumas irreparáveis profundos. É causado pela ação descontrolada e progressiva de ENZIMAS degradativas que produzem DILATAÇÃO MITOCONDRIAL, floculação nuclear e lise celular. Distingue-se de APOPTOSE, que é um processo celular normal, regulado.Fator de Necrose Tumoral alfa: Glicoproteína sérica produzida por MACRÓFAGOS ativados e outros LEUCÓCITOS MONONUCLEARES de mamíferos. Possui atividade necrotizante contra linhagens de células tumorais e aumenta a capacidade de rejeitar transplantes tumorais. Também conhecido como TNF-alfa, só é 30 por cento homólogo à TNF-beta (LINFOTOXINA), mas compartilham RECEPTORES DE TNF.Receptores do Fator de Necrose Tumoral: Receptores de superfície celular que se ligam a FATORES DE NECROSE TUMORAL e desencadeiam alterações que influenciam o comportamento da célula.Receptores Tipo II do Fator de Necrose Tumoral: Subtipo de receptor de fator de necrose tumoral expresso principalmente em células do SISTEMA IMUNOLÓGICO. Tem especificidade para formar FATORES DE NECROSE TUMORAL ligados a membrana e medeia a sinalização intracelular através dos FATORES ASSOCIADOS A RECEPTORES DE TNF.Necrose Gordurosa: Afecção em que a morte do tecido adiposo resulta na separação das gorduras neutras em ácidos graxos e glicerol.Necrose da Cabeça do Fêmur: A necrose avascular ou asséptica da cabeça do fêmur. Os tipos principais são idiopáticos (primários), como uma complicação de fraturas ou deslocamentos e a DOENÇA DE LEGG-CALVE-PERTHES.Necrose Papilar Renal: Complicações de nefropatias caracterizadas por morte da célula envolvendo a PAPILA RENAL na MEDULA RENAL. Os danos para esta área podem impedir o rim de concentrar urina resultando em POLIÚRIA. A esfoliação do tecido necrótico pode bloquear a PELVE RENAL ou o URETER. A necrose ou múltiplas papilas renais podem levar à FALÊNCIA RENAL.Necrose do Córtex Renal: Morte de células no CÓRTEX RENAL, um resultado normal final de várias lesões renais, incluindo HIPOXIA, ISQUEMIA e TOXICIDADE DE DROGAS.Citocinas: Proteínas, que não são anticorpos, secretadas por leucócitos inflamatórios e por células não leucocíticas que agem como mediadores intercelulares. As citocinas diferem dos hormônios clássicos no sentido de que elas são produzidas por vários tecidos ou tipos celulares e não por glândulas especializadas. Elas geralmente agem localmente de modo parácrino ou autócrino em vez de endócrino.Necrose Tubular Aguda: Insuficiência renal aguda resultante da destruição das CÉLULAS EPITELIAIS dos TÚBULOS RENAIS. Geralmente atribuída à exposição a agentes tóxicos ou a ISQUEMIA renal posterior a TRAUMA severo.Interleucina-1: Fator solúvel produzido por MONÓCITOS, MACRÓFAGOS e outras células que ativam os linfócitos T e potenciam suas respostas aos mitógenos ou antígenos. A interleucina-1 é um termo genérico que se aplica a duas proteínas distintas, a INTERLEUCINA-1ALFA e a INTERLEUCINA-1BETA. Os efeitos biológicos da IL-1 incluem a capacidade para suprir os requisitos dos macrófagos necessários para ativar a célula T.Apoptose: Um dos mecanismos pelos quais ocorre a MORTE CELULAR (compare com NECROSE e AUTOFAGOCITOSE). A apoptose é o mecanismo responsável pela remoção fisiológica das células e parece ser intrinsecamente programada. É caracterizada por alterações morfológicas distintas no núcleo e no citoplasma, clivagem da cromatina em locais regularmente espaçados e clivagem endonucleolítica do DNA genômico (FRAGMENTAÇÃO DE DNA) em sítios internucleossômicos. Este modo de morte celular serve como um equilíbrio para a mitose no controle do tamanho dos tecidos animais e mediação nos processos patológicos associados com o crescimento tumoral.Fatores de Necrose Tumoral: Família de proteínas que foi originalmente identificada por sua capacidade em causar NECROSE de NEOPLASIAS. Seu efeito necrótico nas células é mediado pelos RECEPTORES DE FATORES DE NECROSE TUMORAL que induzem APOPTOSE.Células Cultivadas: Células propagadas in vitro em meio especial apropriado ao seu crescimento. Células cultivadas são utilizadas no estudo de processos de desenvolvimento, processos morfológicos, metabólicos, fisiológicos e genéticos, entre outros.Lipopolissacarídeos: Componente principal da parede celular das bactérias Gram-negativas; os lipopolissacarídeos são endotoxinas e importantes antígenos grupo-específicos (antígenos O). A molécula de lipopolissacarídeo consiste em três partes. O LIPÍDEO A, um glicolipídeo responsável pela atividade endotóxica, é ligado covalentemente a uma cadeia de heteropolissacarídeo que tem duas partes, o polissacarídeo central, que é constante dentro de raças relacionadas, e a cadeia O-específica, que é altamente variável. O lipopolissacarídeo de Escherichia coli é um mitógeno (ativador policlonal) para células B, comumente usado em imunologia laboratorial. Abrevia-se como LPS. (Dorland, 28a ed)NF-kappa B: Ativador transcripcional nuclear induzível e presente em todas as células, liga-se aos elementos facilitadores em diferentes tipos celulares e é ativado por estímulos patogênicos. O complexo NF-kappa B é um heterodímero composto por duas subunidades de ligação a DNA: a NF-kappa B1 e relA.Interleucina-6: Citocina que estimula o crescimento e a diferenciação dos LINFÓCITOS B, também é um fator de crescimento para os HIBRIDOMAS e plasmacitomas. É produzido por muitas células diferentes, inclusive os LINFÓCITOS-T, MONÓCITOS e FIBROBLASTOS.RNA Mensageiro: Sequências de RNA que servem como modelo para a síntese proteica. RNAm bacterianos são geralmente transcritos primários pelo fato de não requererem processamento pós-transcricional. O RNAm eucariótico é sintetizado no núcleo e necessita ser transportado para o citoplasma para a tradução. A maior parte dos RNAm eucarióticos têm uma sequência de ácido poliadenílico na extremidade 3', denominada de cauda poli(A). Não se conhece com certeza a função dessa cauda, mas ela pode desempenhar um papel na exportação de RNAm maduro a partir do núcleo, tanto quanto em auxiliar na estabilização de algumas moléculas de RNAm retardando a sua degradação no citoplasma.Vírus da Necrose Pancreática Infecciosa: Espécie típica de AQUABIRNAVIRUS que causa necrose pancreática em peixes salmonídeos e outros animais marinhos ou de água doce, incluindo moluscos.Linfotoxina-alfa: Membro da família do fator de necrose tumoral, liberada por LINFÓCITOS ativados. A linfotoxina solúvel é específica para o RECEPTOR TIPO I DE FATORES DE NECROSE TUMORAL, RECEPTOR TIPO II DE FATORES DE NECROSE TUMORAL e o MEMBRO 14 DA SUPERFAMÍLIA DE RECEPTORES DE FATORES DE NECROSE TUMORAL. Linfotoxina-alfa e LINFOTOXINA-BETA podem formar um heterodímero ligado à membrana, o qual apresenta especificidade para o RECEPTOR DA LINFOTOXINA BETA.Interferon gama: Principal interferon produzido por LINFÓCITOS estimulados por mitógenos ou antígenos. É estruturalmente diferente do INTERFERON TIPO I e sua principal atividade é a imunorregulação. Tem sido associado à expressão de ANTÍGENOS DE HISTOCOMPATIBILIDADE CLASSE II em células que normalmente não os produzem, levando a DOENÇAS AUTOIMUNES.Macrófagos: Células fagocíticas dos tecidos dos mamíferos, relativamente de vida longa e originadas dos MONÓCITOS. Os principais tipos são os MACRÓFAGOS PERITONEAIS, MACRÓFAGOS ALVEOLARES, HISTIÓCITOS, CÉLULAS DE KUPFFER do fígado e os OSTEOCLASTOS. Os macrófagos, dentro das lesões inflamatórias crônicas, se diferenciam em CÉLULAS EPITELIOIDES ou podem unir-se para formar CÉLULAS GIGANTES DE CORPO ESTRANHO ou CÉLULAS GIGANTES DE LANGHANS. (Tradução livre do original: The Dictionary of Cell Biology, Lackie and Dow, 3rd ed.)Camundongos Endogâmicos C57BLLinhagem Celular: Determinadas culturas de células que têm o potencial de se propagarem indefinidamente.Receptores Chamariz do Fator de Necrose Tumoral: Subclasse da família de receptores do fator de necrose tumoral que não possuem os domínio celulares de sinalização. Ligam-se aos LIGANTES DO RECEPTOR TNF específicos e supõe-se que desempenham um papel modulador na via de sinalização pelo TNF. Alguns dos receptores chamariz são produtos de genes distintos, enquanto outros são produtos do PROCESSAMENTO ALTERNATIVO do RNAm para o receptor ativo.Ligante Indutor de Apoptose Relacionado a TNF: Proteína transmembrana pertencente à família de proteínas de sinalização intracelular TNF. É um ligante amplamente expresso que ativa a APOPTOSE ao se ligar aos RECEPTORES DO LIGANTE INDUTOR DE APOPTOSE RELACIONADO AO TNF. A forma ligada à membrana da proteína pode ser clivada pelas CISTEÍNA ENDOPEPTIDASES específicas para formar o produto solúvel do ligante.Inflamação: Processo patológico caracterizado por lesão ou destruição de tecidos, causada por uma variedade de reações químicas e citológicas. Geralmente se manifesta por sinais típicos de dor, calor, rubor, edema e perda da função.Transdução de Sinal: Transferência intracelular de informação (ativação/inibição biológica) através de uma via de sinalização. Em cada sistema de transdução de sinal, um sinal de ativação/inibição proveniente de uma molécula biologicamente ativa (hormônio, neurotransmissor) é mediado, via acoplamento de um receptor/enzima, a um sistema de segundo mensageiro ou a um canal iônico. A transdução de sinais desempenha um papel importante na ativação de funções celulares, bem como de diferenciação e proliferação das mesmas. São exemplos de sistemas de transdução de sinal: o sistema do receptor pós-sináptico do canal de cálcio ÁCIDO GAMA-AMINOBUTÍRICO, a via de ativação da célula T mediada pelo receptor e a ativação de fosfolipases mediada por receptor. Estes sistemas acoplados à despolarização da membrana ou liberação de cálcio intracelular incluem a ativação mediada pelo receptor das funções citotóxicas dos granulócitos e a potencialização sináptica da ativação da proteína quinase. Algumas vias de transdução de sinal podem ser parte de um sistema de transdução muito maior, como por exemplo, a ativação da proteína quinase faz parte da via de sinalização da ativação plaquetária.Síndrome de Necrose Retiniana Aguda: Retinite vaso-oclusiva necrotizante leve a moderada, associada com uma alta incidência de desprendimento retiniano, resultando em visão fraca.Proteínas Recombinantes: Proteínas preparadas através da tecnologia de DNA recombinante.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Monócitos: Leucócitos mononucleares, grandes e fagocíticos, produzidos na MEDULA ÓSSEA de vertebrados e liberados no SANGUE; contêm um núcleo grande, oval ou levemente denteado envolvido por numerosas organelas e citoplasma volumoso.Modelos Animais de Doenças: Doenças animais ocorrendo de maneira natural ou são induzidas experimentalmente com processos patológicos suficientemente semelhantes àqueles de doenças humanas. São utilizados como modelos para o estudo de doenças humanas.Relação Dose-Resposta a Droga: Relação entre a quantidade (dose) de uma droga administrada e a resposta do organismo à droga.Caspases: Família de CISTEÍNA ENDOPEPTIDASES intracelulares que desempenham um papel na regulação da INFLAMAÇÃO e da APOPTOSE. Clivam peptídeos especificamente em um aminoácido CISTEÍNA que segue um resíduo de ÁCIDO ASPÁRTICO. As caspases são ativadas por clivagem proteolítica de uma forma precursora produzindo subunidades grandes e pequenas que formam a enzima. Se o sítio de clivagem dentro dos precursores corresponder à especificidade das caspases, pode ocorrer ativação sequencial de precursores por caspases ativadas.Regulação da Expressão Gênica: Qualquer dos processos pelos quais os fatores nucleares, citoplasmáticos ou intercelulares influenciam o controle diferencial (indução ou repressão) da ação gênica ao nível da transcrição ou da tradução.Vírus da Necrose Hematopoética Infecciosa: Espécie do tipo NOVIRHABDOVIRUS (família RHABDOVIRIDAE), o maior patógeno de TRUTA e SALMÃO.Fígado: Grande órgão glandular lobulado no abdomen de vertebrados responsável pela desintoxicação, metabolismo, síntese e armazenamento de várias substâncias.Anticorpos Monoclonais: Anticorpos produzidos porum único clone de células.Morte Celular: Término da capacidade celular para exercer funções vitais como o metabolismo, crescimento, reprodução, responsividade e adaptabilidade.Proteína Serina-Treonina Quinases de Interação com Receptores: Família de serina-treonina quinases que desempenha um papel na transdução de sinal intracelular por interação com uma variedade de proteínas adaptadoras de sinalização, como a PROTEÍNA ADAPTADORA DE SINALIZAÇÃO CRADD, FATOR 2 ASSOCIADO A RECEPTOR DE TNF e PROTEÍNA DE DOMÍNIO DE MORTE ASSOCIADA A RECEPTOR DE TNF. Embora, inicialmente tenham sido descritas como proteínas adaptadoras de ligação ao domínio de morte, os membros desta família podem conter outros domínios de ligação à proteína, como aqueles envolvendo a ativação e recrutamento de caspases.Glicoproteínas de Membrana: Glicoproteínas encontradas nas membranas ou na superfície das células.Interleucina-8: Membro da família quimiocina CXC que desempenha um papel no controle da resposta inflamatória aguda. É secreta por vários tipos de células e induz a QUIMIOTAXIA de NEUTRÓFILOS e de outras células inflamatórias.Sobrevivência Celular: Medida da viabilidade de uma célula caracterizada pela capacidade para realizar determinadas funções como metabolismo, crescimento, reprodução, alguma forma de responsividade e adaptabilidade.Antígenos CD: Antígenos de diferenciação residentes nos leucócitos de mamíferos. Os CD (do inglês, "cluster of differentiation") representam um grupo de diferenciação, que se refere a grupos de anticorpos monoclonais que mostram reatividade similar com certas subpopulações de antígenos de uma linhagem ou estágio de diferenciação particulares. As subpopulações de antígenos também são conhecidas pela mesma designação CD.Camundongos Endogâmicos BALB CCamundongos Knockout: Linhagens de camundongos nos quais certos GENES dos GENOMAS foram desabilitados (knocked-out). Para produzir "knockouts", usando a tecnologia do DNA RECOMBINANTE, a sequência do DNA normal no gene em estudo é alterada para impedir a síntese de um produto gênico normal. Células clonadas, nas quais esta alteração no DNA foi bem sucedida, são então injetadas em embriões (EMBRIÃO) de camundongo, produzindo camundongos quiméricos. Em seguida, estes camundongos são criados para gerar uma linhagem em que todas as células do camundongo contêm o gene desabilitado. Camundongos knock-out são usados como modelos de animal experimental para [estudar] doenças (MODELOS ANIMAIS DE DOENÇAS) e para elucidar as funções dos genes.Interleucina-1beta: Subtipo de interleucina-1 sintetizada sob a forma de pró-proteína ligada à membrana inativa. O processamento proteolítico da forma precursora pela CASPASE 1 libera a forma ativa de interleucina-1 beta da membrana.Células Tumorais Cultivadas: Células provenientes de tecido neoplásico cultivadas in vitro. Se for possível estabelecer estas células como LINHAGEM CELULAR TUMORAL, elas podem se propagar indefinidamente em cultura de células.Artrite Reumatoide: Doença sistêmica crônica, principalmente das articulações, marcada por mudanças inflamatórias nas membranas sinoviais e estruturas articulares, degeneração fibrinoide ampla das fibras do colágeno em tecidos mesenquimais e pela atrofia e rarefação de estruturas ósseas. Mecanismos autoimunes têm sido sugeridos como etiologia, que ainda é desconhecida.Proteínas Reguladoras de Apoptose: Grande grupo de proteínas que controlam a APOPTOSE. Esta família de proteínas inclui várias PROTEÍNAS ONCOGÊNICAS, assim como muitas classes de PEPTÍDEOS E PROTEÍNAS DE SINALIZAÇÃO INTRACELULAR, como as CASPASES.Antirreumáticos: Fármacos usados para tratar ARTRITE REUMATOIDE.Expressão Gênica: Manifestação fenotípica de um gene (ou genes) pelos processos de TRANSCRIÇÃO GENÉTICA e TRADUÇÃO GENÉTICA.Mediadores da Inflamação: Compostos endógenos que mediam a inflamação (AUTACOIDES) e os exógenos relacionados, inclusive as prostaglandinas sintéticas (PROSTAGLANDINAS SINTÉTICAS).Interleucina-10: Citocina produzida por vários tipos de células (p.ex., LINFÓCITOS T, MONÓCITOS, CÉLULAS DENDRÍTICAS e CÉLULAS EPITELIAIS), a qual exerce vários efeitos na imunorregulação e INFLAMAÇÃO. Interleucina-10 (IL-10) combina-se com outras moléculas de IL-10 formando uma molécula homodimérica, que é a forma biologicamente ativa da proteína.Reação em Cadeia da Polimerase Via Transcriptase Reversa: Variação da técnica de PCR na qual o cDNA é construído do RNA através de uma transcrição reversa. O cDNA resultante é então amplificado utililizando protocolos padrões de PCR.Receptores do Ligante Indutor de Apoptose Relacionado a TNF: Membros da família de receptores do fator de necrose tumoral amplamente expressados e desempenham um papel na regulação das respostas imunes periféricas e na APOPTOSE. São específicos para os receptores do LIGANTE INDUTOR DE APOPTOSE RELACIONADO A TNF e sinalizam através domínios de morte conservados que se ligam a FATORES ASSOCIADOS A RECEPTORES DE TNF específicos no CITOPLASMA.Regulação para Cima: Efeito controlador positivo sobre os processos fisiológicos nos níveis molecular, celular ou sistêmico. No nível molecular, os principais sítios regulatórios incluem os receptores de membrana, genes (REGULAÇÃO DA EXPRESSÃO GÊNICA), RNAm (RNA MENSAGEIRO) e as proteínas.Neutrófilos: Leucócitos granulares que apresentam um núcleo composto de três a cinco lóbulos conectados por filamentos delgados de cromatina. O citoplasma contém grânulos finos e inconspícuos que sw coram com corantes neutros.Imuno-Histoquímica: Localização histoquímica de substâncias imunorreativas utilizando anticorpos marcados como reagentes.Anti-Inflamatórios: Agentes que reduzem ou eliminam a INFLAMAÇÃO.Ensaio de Imunoadsorção Enzimática: Imunoensaio utilizando um anticorpo ligado a uma enzima marcada, tal como peroxidase de raiz-forte (ou rábano silvestre). Enquanto a enzima ou o anticorpo estiverem ligados a um substrato imunoadsorvente, ambos retêm sua atividade biológica; a mudança na atividade enzimática como resultado da reação enzima-anticorpo-antígeno é proporcional à concentração do antígeno e pode ser medida por espectrofotometria ou a olho nu. Muitas variações do método têm sido desenvolvidas.Caspase 8: Caspase de pró-domínio longo contendo um domínio efetor de morte em sua região de pró-domínio. A caspase 8 desempenha um papel na APOPTOSE por clivagem e ativação de caspases efetoras. A ativação desta enzima pode ocorrer pela interação de seu domínio efetor de morte N-terminal com as PROTEÍNAS ADAPTADORAS DE SINALIZAÇÃO DE RECEPTORES DE DOMÍNIO DE MORTE.Endotoxinas: Toxinas estreitamente associadas com o citoplasma vivo ou com a parede celular de certos micro-organismos, e que não se difundem rapidamente para o meio de cultura, sendo liberados apenas com a lise celular.Doença Hepática Induzida por Drogas: Variação de doenças hepáticas clínicas que vão desde anormalidades bioquímicas brandas até FALÊNCIA HEPÁTICA AGUDA, causada por medicamentos (ou drogas), metabólitos de medicamentos (ou drogas) e compostos químicos do ambiente.Dados de Sequência Molecular: Descrições de sequências específicas de aminoácidos, carboidratos ou nucleotídeos que apareceram na literatura publicada e/ou são depositadas e mantidas por bancos de dados como o GENBANK, European Molecular Biology Laboratory (EMBL), National Biomedical Research Foundation (NBRF) ou outros repositórios de sequências.Sinergismo Farmacológico: Ação de uma droga na promoção ou no aumento da efetividade de uma outra droga.Peptídeos e Proteínas Associados a Receptores de Fatores de Necrose Tumoral: Peptídeos e proteínas de sinalização intracelular que ligam direta ou indiretamente com a porção citoplásmica dos RECPTORES DE FATORES DE NECROSE TUMORAL.Fator 2 Associado a Receptor de TNF: Fator associado a receptor do fator de transdução de sinal de necrose tumoral envolvido na regulação da retroalimentação do receptor de TNF. É estruturalmente semelhante ao FATOR 1 ASSOCIADO A RECEPTOR DE TNF e provavelmente atua em conjunto com esse para inibir a APOPTOSE.Citometria de Fluxo: Técnica que utiliza um sistema instrumental para fabricação, processamento e exibição de uma ou mais medidas em células individuais obtidas de uma suspensão de células. As células são geralmente coradas com um ou mais corantes específicos aos componentes de interesse da célula, por exemplo, DNA, e a fluorescência de cada célula é medida rapidamente pelo feixe de excitação transversa (laser ou lâmpada de arco de mercúrio). A fluorescência provê uma medida quantitativa de várias propriedades bioquímicas e biofísicas das células, bem como uma base para separação das células. Outros parâmetros ópticos incluem absorção e difusão da luz, a última sendo aplicável a medidas de tamanho, forma, densidade, granularidade e coloração da célula.Ativação de Macrófagos: Processo de alterar a morfologia e a atividade funcional de macrófagos, de modo que eles se tornam avidamente fagocíticos. É iniciado por linfocinas, como o fator de ativação de macrófagos (MAF: Abrev. de Macrophage Activation Factor) e o fator de inibição da migração de macrófagos (MMIF: Abrev. de Macrophage Migration-Inhibitory Factor), complexos imunes, C3b e vários peptídeos, polissacarídeos e adjuvantes imunológicos.Ativação Enzimática: Conversão da forma inativa de uma enzima a uma que possui atividade metabólica. Este processo inclui 1) ativação por íons (ativadores), 2) ativação por cofatores (coenzimas) e 3) conversão de um precursor enzimático (pró-enzima ou zimógeno) a uma enzima ativa.Caspase 3: Caspase de pró-domínio curto que desempenha um papel efetor na APOPTOSE. É ativada por CASPASES INICIADORAS, como CASPASE 9. Há algumas isoformas desta proteína devido a processamentos alternativos múltiplos de seu RNA MENSAGEIRO.Pancreatite Necrosante Aguda: Forma grave de INFLAMAÇÃO aguda do PÂNCREAS, caracterizada por uma ou mais áreas de NECROSE no pâncreas com vários graus de envolvimento dos tecidos ou órgãos sistêmicos circundantes. A necrose pancreática massiva pode levar ao DIABETES MELLITUS e malabsorção.Proteínas I-kappa B: Família de proteínas inibitórias que se ligam às PROTEÍNAS PROTO-ONCOGÊNICAS REL e modulam sua atividade. No CITOPLASMA, as proteínas I-kappa B se ligam ao fator de transcrição NF-KAPPA B. A estimulação celular causa sua dissociação e translocação da NF-kappa B ativa para o núcleo.Endotélio Vascular: Camada única de células que se alinham na superfície luminal em todo o sistema vascular e regulam o transporte de macromoléculas e componentes do sangue.Western Blotting: Identificação por transferência de mancha (em um gel) contendo proteínas ou peptídeos (separados eletroforeticamente) para tiras de uma membrana de nitrocelulose, seguida por marcação com sondas de anticorpos.Ratos Sprague-Dawley: Linhagem de ratos albinos amplamente utilizada para propósitos experimentais por sua tranquilidade e facilidade de manipulação. Foi desenvolvida pela Companhia de Animais Sprague-Dawley.Doenças dos Peixes: Doenças dos peixes de aquário, marinhos ou de água fresca. Este termo inclui doenças de ambos os peixes, teleostes (peixes verdadeiros) e elasmobranches (tubarões, raias e skates).Fator 1 Associado a Receptor de TNF: Fator associado a receptor do fator de transdução de sinal de necrose tumoral envolvido na regulação da retroalimentação do receptor de TNF. É estruturalmente semelhante ao FATOR 2 ASSOCIADO A RECEPTOR DE TNF e provavelmente atua em conjunto com esse para inibir a APOPTOSE.Pentoxifilina: Derivado da METILXANTINA que inibe a fosfodiesterase e afeta a reologia sanguínea. Melhora o fluxo sanguíneo aumentando a flexibilidade dos eritrócitos e leucócitos. Também inibe a agregação plaquetária. A pentoxifilina modula a atividade imunológica estimulando a produção de citocina.Transfecção: Captação de DNA simples ou purificado por CÉLULAS, geralmente representativo do processo da forma como ocorre nas células eucarióticas. É análogo à TRANSFORMAÇÃO BACTERIANA e ambos são rotineiramente usados em TÉCNICAS DE TRANSFERÊNCIA DE GENES.Marcadores Biológicos: Parâmetros biológicos mensuráveis e quantificáveis (p. ex., concentração específica de enzima, concentração específica de hormônio, distribuição fenotípica de um gene específico em uma população, presença de substâncias biológicas) que servem como índices para avaliações relacionadas com a saúde e com a fisiologia, como risco para desenvolver uma doença, distúrbios psiquiátricos, exposição ambiental e seus efeitos, diagnóstico de doenças, processos metabólicos, abuso na utilização de substâncias, gravidez, desenvolvimento de linhagem celular, estudos epidemiológicos, etc.Osteonecrose: Morte de um osso ou parte dele, tanto sem trauma ou pós-traumática.Sequência de Bases: Sequência de PURINAS e PIRIMIDINAS em ácidos nucleicos e polinucleotídeos. É chamada também de sequência nucleotídica.Molécula 1 de Adesão Intercelular: Ligante da superfície celular envolvida na adesão de leucócito e inflamação. Sua produção é induzida pelo gama-interferon e necessária para a migração de neutrófilos ao tecido inflamado.Leucócitos Mononucleares: LINFÓCITOS e MONÓCITOS maduros que são transportados pelo sangue até o espaço extravascular do corpo. São morfologicamente distinguíveis dos leucócitos granulocíticos maduros por meio de seus núcleos, grandes e não lobulares, e ausência de grânulos citoplasmáticos grosseiros e densamente corados.Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.GalactosaminaMacrófagos Peritoneais: Fagócitos mononucleares derivados dos precursores da medula óssea, mas que habitam o peritônio.Ratos Wistar: Linhagem de ratos albinos desenvolvida no Instituto Wistar e que se espalhou amplamente para outras instituições. Este fato diluiu marcadamente a linhagem original.Fibroblastos: Células do tecido conjuntivo que secretam uma matriz extracelular rica em colágeno e outras macromoléculas.Óxido Nítrico: Radical livre gasoso produzido endogenamente por várias células de mamíferos. É sintetizado a partir da ARGININA pelo ÓXIDO NÍTRICO SINTETASE. O óxido nítrico é um dos FATORES RELAXANTES DEPENDENTES DO ENDOTÉLIO liberados pelo endotélio vascular e medeia a VASODILATAÇÃO. Inibe também a agregação de plaquetas, induz a desagregação de plaquetas agregadas e inibe a adesão das plaquetas ao endotélio vascular. O óxido nítrico ativa a GUANILATO CICLASE citosólica, aumentando os níveis intracelulares de GMP CÍCLICO.Regulação para Baixo: Efeito controlador negativo sobre os processos fisiológicos nos níveis molecular, celular ou sistêmico. No nível molecular, os principais sítios regulatórios incluem os receptores de membrana, genes (REGULAÇÃO DA EXPRESSÃO GÊNICA), RNAm (RNA MENSAGEIRO) e proteínas.Antígenos CD95: Subtipo de receptor de fator de necrose tumoral encontrado em vários tecidos e nos LINFÓCITOS ativados. É específico para o LIGANTE FAZ e desempenha um papel na regulação das respostas imunológicas periféricas e APOPTOSE. As diversas isoformas existem devido ao PROCESSAMENTO ALTERNATIVO. O receptor ativado sinaliza através de um domínio de morte conservado que se associa com os FATORES ASSOCIADOS A RECEPTORES DE TNF no CITOPLASMA.Linhagem Celular Tumoral: Linhagem celular derivada de células tumorais cultivadas.Camundongos Endogâmicos C3HQuinase I-kappa B: Proteína-serina-treonina quinase que catalisa a FOSFORILAÇÃO DE PROTEÍNAS I KAPPA B. Esta enzima ativa também a transcrição do fator NF-KAPPA B e é composta por sub-unidades catalíticas alfa e beta, que são proteínas quinases e gama, uma sub-unidade regulatória.Imunoglobulina G: Principal classe de isotipos da imunoglobulina no soro normal humano. Há várias subclasses de isotipos de IgG, por exemplo, IgG1, IgG2A e IgG2B.Inibidores Enzimáticos: Compostos ou agentes que se combinam com uma enzima de tal maneira a evitar a combinação substrato-enzima normal e a reação catalítica.Proteínas Quinases JNK Ativadas por Mitógeno: Sub grupo de proteínas quinases ativadas por mitógeno que ativam o FATOR DE TRANSCRIÇÃO AP-1 por meio da fosforilação das Proteínas c-jun. São componentes das vias de sinalização intracelular que regulam a PROLIFERAÇÃO CELULAR, APOPTOSE e DIFERENCIAÇÃO CELULAR.Proteínas ADAM: Família de glicoproteínas ancoradas na membrana contendo uma desintegração e domínio de metaloprotease. São responsáveis pela clivagem proteolítica de muitas proteínas transmembranas e a liberação de seu domínio extracelular.Óxido Nítrico Sintase Tipo II: Subtipo de óxido nítrico sintase independente de CÁLCIO que pode desempemhar um papel na função imunológica. É uma enzima indutível cuja expressão é transcripcionalmente regulada por uma variedade de CITOCINAS.Necrose da Polpa Dentária: Morte do tecido da polpa com ou sem invasão bacteriana. Quando a necrose é devida à isquemia com infecção bacteriana superimposta, é chamada de gangrena da polpa. Quando a necrose não é bacteriana na sua origem, é chamada de mumificação da polpa.Proteínas Quinases p38 Ativadas por Mitógeno: Subfamília de proteína quinase ativada por mitógeno que regula vários processos celulares, entre eles PROCESSOS DE CRESCIMENTO CELULAR, DIFERENCIAÇÃO CELULAR, APOPTOSE e respostas celulares à INFLAMAÇÃO. As P38 MAP quinases são reguladas pelos RECEPTORES DE CITOCINA e podem ser ativados em resposta a patógenos bacterianos.Fator de Transcrição RelA: Subunidade de NF-kappa B principalmente responsável pela função de transativação. Contém um domínio de transativação C-terminal e um domínio N-terminal com homologia às PROTEÍNAS PROTO-ONCOGÊNICAS C-REL.Membro 25 de Receptores de Fatores de Necrose Tumoral: Subtipo de receptor do fator de necrose tumoral específico para o MEMBRO 15 DA SUPERFAMÍLIA DE LIGANTES DE FATORES DE NECROSE TUMORAL. É encontrado nos tecidos que possuem LINFÓCITOS e podem desempenhar um papel na regulação da homeostasia dos linfócitos e na APOPTOSE. O receptor ativado sinaliza pelo domínio de morte conservado que se liga com fatores associados com receptores de TNF no CITOPLASMA.Divisão Celular: Fissão de uma CÉLULA. Inclui a CITOCINESE quando se divide o CITOPLASMA de uma célula e a DIVISÃO DO NÚCLEO CELULAR.Espécies de Oxigênio Reativas: Moléculas ou íons formados pela redução incompleta de um elétron do oxigênio. Entre os oxigênios reativos intermediários estão OXIGÊNIO SINGLETO, SUPERÓXIDOS, PERÓXIDOS, RADICAL HIDROXILA e ÁCIDO HIPOCLOROSO. Contribuem para a atividade microbicida de FAGÓCITOS, regulação de transdução de sinais e expressão gênica e o dano oxidativo para os ÁCIDOS NUCLEICOS, PROTEÍNAS e LIPÍDIOS.Doença Aguda: Doença relativamente grave de curta duração.Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.Proteínas Quinases Ativadas por Mitógeno: Superfamília das PROTEÍNAS SERINA-TREONINA QUINASES que são ativadas por vários estímulos via cascatas de proteína quinase. São componentes finais das cascatas, ativados pela fosforilação por PROTEÍNAS QUINASE QUINASES ATIVADAS POR MITÓGENO que, por sua vez, são ativadas pelas proteínas quinase quinase quinases ativadas por mitógeno (MAP QUINASE QUINASE QUINASES).Fragmentação do DNA: Quebra da cadeia do DNA em fragmentos menores por CLIVAGEM DO DNA endonucleolítica, em vários pontos. Inclui a fragmentação do DNA internucleossomal, que junto com a condensação da cromatina, são típicas da APOPTOSE.Membrana Sinovial: Membrana interna de uma cápsula articular, que reveste uma articulação móvel e livre. É frouxamente ligada à cápsula fibrosa externa e secreta LÍQUIDO SINOVIAL.Resultado do Tratamento: Estudos conduzidos com o fito de avaliar as consequências da gestão e dos procedimentos utilizados no combate à doença de forma a determinar a eficácia, efetividade, segurança, exequibilidade dessas intervenções.Baço: Órgão linfático encapsulado através do qual o sangue venoso é filtrado.Inibidores de Caspase: Compostos endógenos ou exógenos que tanto inibem CASPASES quanto impedem sua ativação.Transcrição Genética: Biossíntese de RNA realizada a partir de um molde de DNA. A biossíntese de DNA a partir de um molde de RNA é chamada de TRANSCRIÇÃO REVERSA.Rim: Órgão do corpo que filtra o sangue, secreta URINA e regula a concentração dos íons.Miocárdio: Tecido muscular do CORAÇÃO. Composto de células musculares estriadas e involuntárias (MIÓCITOS CARDÍACOS) conectadas, que formam a bomba contrátil geradora do fluxo sanguíneo.Choque Séptico: Sepse associada à HIPOTENSÃO ou hipoperfusão, apesar de restauração adequada de líquido. As anormalidades da perfusão podem incluir, mas não estão limitadas a ACIDOSE LÁCTICA, OLIGÚRIA ou alteração aguda no estado mental.Fosforilação: Introdução de um grupo fosfato em um composto [respeitadas as valências de seus átomos] através da formação de uma ligação éster entre o composto e um grupo fosfato.Proteínas: Polipeptídeos lineares sintetizados nos RIBISSOMOS e posteriormente podem ser modificados, entrecruzados, clivados ou agrupados em proteínas complexas com várias subunidades. A sequência específica de AMINOÁCIDOS determina a forma que tomará o polipeptídeo, durante o DOBRAMENTO DE PROTEÍNA e a função da proteína.Fator 6 Associado a Receptor de TNF: Fator associado a receptor do fator de transdução de sinal de necrose tumoral envolvido na regulação da sinalização do NF-KAPPA B e ativação das PROTEÍNAS QUINASES JNK ATIVADAS POR MITÓGENOS.Marcação In Situ das Extremidades Cortadas: Método in situ para detectar áreas de DNA que são cortadas durante a APOPTOSE. A desoxinucleotidil transferase terminal é utilizada para adicionar a dUTP marcada, em uma maneira independente do molde, para as 3 principais terminações OH de uma fita única ou dupla de DNA. A desoxinucleotidil transferase terminal corta a marcação final, ou TÚNEL, avalia a apoptose marcada em um único nível celular, tornando-a mais sensível que a eletroforese em gel de agarose para análise da FRAGMENTAÇÃO DO DNA.Cicloeximida: Substância antibiótica isolada de linhagens de Streptomyces griseus produtoras de estreptomicina. Age inibindo a elongação durante a síntese de proteína.Proteínas de Transporte: Proteínas de transporte que carreiam substâncias específicas no sangue ou através das membranas.Receptores de Superfície Celular: Proteínas de superfície celular que ligam moléculas externas de sinalização à célula com alta afinidade e convertem este evento extracelular em um ou mais sinais intracelulares que alteram o comportamento da célula alvo.Traumatismo por Reperfusão: Mudanças metabólicas ou estruturais, função adversa, em tecidos isquêmicos resultantes da restauração de fluxo de sangue do tecido (REPERFUSÃO), inclusive inchaço, HEMORRAGIA, NECROSE, e danos de RADICAIS LIVRES. O exemplo mais comum é o TRAUMATISMO POR REPERFUSÃO MIOCÁRDICA.Anti-Inflamatórios não Esteroides: Anti-inflamatórios não esteroidais. Além das ações anti-inflamatórias eles têm ações analgésicas, antipiréticas, e inibidoras de plaquetas. Eles bloqueiam a síntese de prostaglandinas inibindo a ciclo-oxigenase, que converte o ácido araquidônico em endoperóxidos cíclicos, precursores de prostaglandinas. A inibição da síntese de prostaglandinas explica as ações analgésicas, antipiréticas, e inibidoras de plaquetas; outros mecanismos podem contribuir para seus efeitos anti-inflamatórios.Alanina Transaminase: Enzima que catalisa a conversão de L-alanina e 2-oxoglutarato a piruvato e L-glutamato. EC 2.6.1.2.Isquemia: Hipoperfusão do SANGUE através de um órgão (ou tecido) causado por uma CONSTRIÇÃO PATOLÓGICA, obstrução de seus VASOS SANGUÍNEOS ou ainda ausência de CIRCULAÇÃO SANGUÍNEA.Molécula 1 de Adesão de Célula Vascular: Molécula de adesão celular induzida por citocina ou células endoteliais ativadas, macrófagos teciduais, células dendríticas, fibroblastos da medula óssea, mioblastos e miotubos. É importante para o recrutamento de leucócitos para os locais de inflamação.Regiões Promotoras Genéticas: Sequências de DNA reconhecidas (direta ou indiretamente) e ligadas por uma RNA polimerase dependente de DNA durante a iniciação da transcrição. Sequências altamente conservadas dentro do promotor incluem a caixa de Pribnow nem bactérias e o TATA BOX em eucariotos.Quimiocina CCL2: Quimiocina quimioatraente para MONÓCITOS e também pode causar ativação celular de funções específicas relacionadas com a defesa do hospedeiro. É produzida por LEUCÓCITOS das linhagens tanto monócitos, como linfócitos e por FIBROBLASTOS durante a lesão de um tecido. Possui especificidade para RECEPTORES CCR2.Anticorpos: Moléculas de imunoglobulinas com uma dada sequência específica de aminoácidos a ponto de só ser possível sua interação com determinado antígeno (ver ANTÍGENOS), ou com molécula estruturalmente muito semelhante. A síntese de anticorpos ocorre nas PLASMÓCITOS da série linfoide como resposta à indução pelo antígeno.Pancreatite: INFLAMAÇÃO do PÂNCREAS. A pancreatite é classificada como aguda, a menos que haja uma tomografia computadorizada ou achados de colangiopancreatografia endoscópica retrógrada que indiquem PANCREATITE CRÔNICA (Simpósio Internacional de Pancreatite Aguda, Atlanta, 1992). As duas formas mais comuns de pancreatite aguda são PANCREATITE ALCOÓLICA e pancreatite por cálculo biliar.Membro 6b de Receptores do Fator de Necrose Tumoral: Membro secretado da superfamília do receptor de fator de necrose tumoral específico para o LIGANTE FAS e o MEMBRO 14 DA SUPERFAMÍLIA DE LIGANTE DE FATOR DE NECROSE TUMORAL. Desempenha um papel modulador na via de sinalização pelo fator de necrose tumoral.Estresse Oxidativo: Perturbação no equilíbrio pró-oxidante-antioxidante em favor do anterior, levando a uma lesão potencial. Os indicadores do estresse oxidativo incluem bases de DNA alteradas, produtos de oxidação de proteínas e produtos de peroxidação de lipídeos.Caspase 9: Caspase de pró-domínio longo contendo um domínio recrutador de caspase em sua região de pró-domínio. A caspase 9 é ativada durante o stress celular pelos fatores pró-apoptóticos derivados da mitocôndria e pelas PROTEÍNAS ADAPTADORAS DE SINALIZAÇÃO CARD, como o FATOR APOPTÓTICO 1 ATIVADOR DE PROTEASES. Ativa a APOPTOSE por clivagem e ativação das caspases efetoras.Interleucinas: Fatores solúveis que estimulam as atividades relacionadas com o crescimento dos leucócitos, e de outros tipos de células. Eles aumentam a proliferação e a diferenciação celular, a síntese de DNA, a secreção de outras moléculas biologicamente ativas e as respostas aos estímulos imunitários e inflamatórios.Fatores Imunológicos: Substâncias biologicamente ativas cujas atividades afetam ou desempenham um papel no funcionamento do sistema imune.Acetato de Tetradecanoilforbol: Éster de forbol encontrado no ÓLEO DE CROTON com importante atividade promotora de tumor. Estimula a síntese tanto de DNA como de RNA.Óxido Nítrico Sintase: Enzima dependente de NADPH que catalisa a conversão de L-ARGININA e OXIGÊNIO para produzir CITRULINA e ÓXIDO NÍTRICO.Fator Estimulador de Colônias de Granulócitos e Macrófagos: Glicoproteína acídica de peso molecular de 23 kDa com ponte dissulfeto internas. A proteína é produzida em resposta de células mesenquimais a um número de mediadores inflamatórios presentes no ambiente hematopoiético e locais periféricos de inflamação. O GM-CSF é capaz de estimular a produção de granulócitos neutrofílicos, macrófagos, e colônias mistas de granulócitos e macrófagos da medula óssea, podendo ainda estimular a formação de colônias de eosinófilos de células progenitoras do fígado fetal. O GM-CSF pode também estimular algumas atividades funcionais em macrófagos e granulócitos maduros.Células Jurkat: LINHAGEM CELULAR derivada a partir da LEUCEMIA DE CÉLULAS T humana e utilizada na determinação do mecanismo de suscetibilidade diferencial a drogas anticancerígenas e radiação.Proteína Ligante Fas: Proteína transmembrana pertencente à superfamília do fator de necrose tumoral originalmente descoberta em uma linhagem de linfoide-mieloide, incluindo os LINFÓCITOS T ativados e as CÉLULAS MATADORAS NATURAIS. Desempenha um importante papel na homeostasia imunológica e na toxicidade mediada pela célula, ligando-se ao receptor FAS e desencadeando a APOPTOSE.Dinoprostona: Mais comum e a biologicamente mais ativa das prostaglandinas de mamíferos. Apresenta a maioria das atividades biológicas características das prostaglandinas e tem sido utilizada extensivamente como agente ocitócico. O composto também exibe efeito protetor na mucosa intestinal.Primers do DNA: Sequências curtas (geralmente em torno de 10 pares de bases) de DNA que são complementares à sequência do RNA mensageiro e permite a transcriptase reversa, copiando as sequências adjacentes de RNAm. Os primers são utilizados largamente em técnicas de biologia molecular e genética.Cinética: Taxa dinâmica em sistemas químicos ou físicos.Moléculas de Adesão Celular: Ligantes de superfície, usualmente glicoproteínas, que medeiam a adesão célula-célula. Entre suas funções incluem-se a formação e interconexão de vários sistemas vertebrados, bem como a manutenção da integração do tecido, cura de ferimentos, movimentos morfogênicos, migração celular e metástase.Quimiocinas: Classe de citocinas pró-inflamatórias, capazes de atrair e ativar leucócitos. Podem ser divididas em pelo menos três classes estruturais [C (QUIMIOCINAS C), CC (QUIMIOCINAS CC) e CXC (QUIMIOCINAS CXC)], dependendo de variações na estrutura de 'motivo' (motif) de cisteína compartilhado.Células Epiteliais: Células que revestem as superfícies interna e externa do corpo, formando camadas celulares (EPITÉLIO) ou massas. As células epiteliais que revestem a PELE, a BOCA, o NARIZ e o CANAL ANAL derivam da ectoderme; as que revestem o APARELHO RESPIRATÓRIO e o APARELHO DIGESTIVO derivam da endoderme; outras (SISTEMA CARDIOVASCULAR e SISTEMA LINFÁTICO), da mesoderme. As células epiteliais podem ser classificadas principalmente pelo formato das células e pela função em escamosas, glandulares e de transição.Reação em Cadeia da Polimerase: Método in vitro para produção de grandes quantidades de DNA específico ou fragmentos de RNA de comprimento definido de pequenas quantidades de oligonucleotídeos curtos de sequências flanqueantes (iniciadores ou "primers"). O passo essencial inclui desnaturação térmica de moléculas alvo da dupla fita, reassociação dos primers a suas sequências complementares e extensão do iniciador reassociado pela síntese enzimática com DNA polimerase. A reação é eficiente, específica e extremamente sensível. A utilização da reação inclui diagnóstico de doenças, detecção de patógenos difíceis de se isolar, análise de mutações, teste genético, sequenciamento de DNA e análise das relações evolutivas.Leucócitos: Células sanguíneas brancas. Compreendem tanto os leucócitos granulócitos (BASÓFILOS, EOSINÓFILOS e NEUTRÓFILOS) como os não granulócitos (LINFÓCITOS e MONÓCITOS).Proteínas de Membrana: Proteínas encontradas em membranas, incluindo membranas celulares e intracelulares. Consistem em dois grupos, as proteínas periféricas e as integrais. Elas incluem a maioria das enzimas associadas a membranas, proteínas antigênicas, proteínas de transporte e receptores de drogas, hormônios e lectinas.Adesão Celular: Aderência de células a superfícies ou a outras células.Rhabdoviridae: Família de vírus em forma de bala (ordem MONONEGAVIRALES), que infectam vertebrados, artrópodes, protozoários e plantas. Seus gêneros incluem VESICULOVIRUS, LYSSAVIRUS, EPHEMEROVIRUS, NOVIRHABDOVIRUS, Cytorhabdovirus e Nucleorhabdovirus.Ativação Linfocitária: Alteração morfológica, em cultura, de pequenos LINFÓCITOS B ou de LINFÓCITOS T, que passam a ser células grandes semelhantes a blastos, capazes de sintetizar DNA e RNA e de se dividir por mitose. É induzida por INTERLEUCINAS, MITÓGENOS, como FITOHEMAGLUTININAS e por ANTÍGENOS específicos. Pode também ocorrer in vivo, como na REJEIÇÃO DE ENXERTO.Macrófagos Alveolares: Fagócitos mononucleares, redondos e granulares, encontrados nos alvéolos dos pulmões. Estas células ingerem pequenas partículas inaladas, resultando em degradação e apresentação do antígeno para células imunocompetentes.Proteína Antagonista do Receptor de Interleucina 1: Ligante que se une ao RECEPTOR DE INTERLEUCINA-1, mas é incapaz de ativá-lo. Desempenha papel inibitório na regulação da INFLAMAÇÃO e da FEBRE. Há várias isoformas da proteína devido ao PROCESSAMENTO ALTERNATIVO múltiplo de seu RNAm.Northern Blotting: Detecção de RNA que é separado eletroforeticamente e imobilizado por "blotting" em papel de nitrocelulose ou outro tipo de papel ou membrana de nylon, seguido de hibridização com SONDAS DE ÁCIDO NUCLEICO marcado.Proteína de Domínio de Morte Associada a Fas: Proteína adaptadora de transdução de sinal que se associa com os complexos do RECEPTOR TNF. Possui um domínio de morte excecutor que pode interagir com o domínio de morte excecutor encontrado no Iniciador de Caspases, como a CASPASE 8 e a CASPASE 10. A ativação das CASPASES por esta via desempenha um papel na cascata de sinalização que leva à APOPTOSE.Interleucina-12: Citocina heterodimérica que desempenha um papel nas respostas imunes inata e adaptativa. Interleucina-12 é uma proteína de 70 kDa composta por subunidades de 40 kDa e 35 kDa ligadas covalentemente entre si. É produzida por CÉLULAS DENDRÍTICAS, MACRÓFAGOS e várias outras células imunitárias. Desempenha papel na estimulação da produção de INTERFERON GAMA por LINFÓCITOS T e CÉLULAS MATADORAS NATURAIS.Sequência de Aminoácidos: Ordem dos aminoácidos conforme ocorrem na cadeia polipeptídica. Isto é chamado de estrutura primária das proteínas. É de importância fundamental para determinar a CONFORMAÇÃO DA PROTEÍNA.Células U937: Linhagem celular humana estabelecida a partir de um LINFOMA HISTIOCÍTICO DIFUSO e que exibe muitas características monocíticas. Funciona como um modelo in vitro para o estudo da diferenciação de MONÓCITOS e MACRÓFAGOS.Mitocôndrias: Organelas semiautônomas que se autorreproduzem, encontradas na maioria do citoplasma de todas as células, mas não de todos os eucariotos. Cada mitocôndria é envolvida por uma membrana dupla limitante. A membrana interna é altamente invaginada e suas projeções são denominadas cristas. As mitocôndrias são os locais das reações de fosforilação oxidativa, que resultam na formação de ATP. Elas contêm RIBOSSOMOS característicos, RNA DE TRANSFERÊNCIA, AMINOACIL-T RNA SINTASES e fatores de elongação e terminação. A mitocôndria depende dos genes contidos no núcleo das células no qual se encontram muitos RNAs mensageiros essenciais (RNA MENSAGEIRO). Acredita-se que a mitocôndria tenha se originado a partir de bactérias aeróbicas que estabeleceram uma relação simbiótica com os protoeucariotos primitivos. (Tradução livre do original: King & Stansfield, A Dictionary of Genetics, 4th ed).Camundongos Endogâmicos: Indivíduos geneticamente idênticos desenvolvidos pelos cruzamentos de irmãos e irmãs que são realizados por vinte ou mais gerações, ou pelo cruzamento dos progenitores com sua ninhada realizados com algumas restrições. Todos os animais de cepa endogâmica remetem a um ancestral comum na vigésima geração.Fibrossarcoma: Neoplasia derivada de tecido fibroso profundo, caracterizada por feixes de fibroblastos imaturos em proliferação, com formação variável de colágeno, que tende a invadir localmente e metastatizar pela corrente sanguínea. (Stedman, 25a ed)Microscopia Eletrônica: Microscopia que utiliza um feixe de elétrons, em vez de luz, para visualizar a amostra, permitindo assim uma grande amplificação. As interações dos ELÉTRONS com as amostras são usadas para fornecer informação sobre a estrutura fina da amostra. Na MICROSCOPIA ELETRÔNICA DE TRANSMISSÃO, as reações dos elétrons transmitidas através da amostra são transformadas em imagem. Na MICROSCOPIA ELETRÔNICA DE VARREDURA, um feixe de elétrons incide em um ângulo não normal sobre a amostra e a imagem é formada a partir de reações que ocorrem acima do plano da amostra.Antineoplásicos: Substâncias que inibem ou impedem a proliferação de NEOPLASIAS.Células Endoteliais: CÉLULAS EPITELIAIS altamente especializadas que revestem o CORAÇÃO, VASOS SANGUÍNEOS e linfáticos, formando o ENDOTÉLIO. Têm forma poligonal e são unidas por JUNÇÕES ÍNTIMAS que apresentam permeabilidade variável a macromoléculas específicas (transportadas através da camada endotelial).Receptor 4 Toll-Like: Receptor de padrão reconhecido que interage com o ANTÍGENO 96 DE LINFÓCITO e LIPOPOLISSACARÍDEOS. Media as respostas celulares para BACTÉRIAS GRAM-NEGATIVAS.Proteína Reguladora de Apoptosis Semelhante a CASP8 e FADD: Proteína reguladora da APOPTOSE estruturalmente relacionada com a CASPASE 8, competindo com ela na ligação ao Domínio da Proteína de Morte Associada ao FAS. Há duas formas de proteínas reguladoras de apoptose CASP8 e do tipo FADD, uma forma longa contendo um domínio enzimaticamente inativo semelhante à caspase e uma forma curta que não possui o domínio semelhante à caspase.Hepatócitos: O principal componente estrutural do FÍGADO. São CÉLULAS EPITELIAIS especializadas, organizadas em pratos interconectados chamadas lóbulos.Proteína de Domínio de Morte Associada a Receptor de TNF: Proteína adaptadora de transdução de sinal de 34 kDa que se associa com o Receptor Tipo I de Fatores de Necrose Tumoral. Facilita o recrutamento de proteínas sinalizadoras, tais como o FATOR 2 ASSOCIADO A RECEPTOR DE TNF e a PROTEÍNA DE DOMÍNIO DE MORTE ASSOCIADO A FAS, para o complexo receptor.Veias Umbilicais: Vasos venosos no cordão umbilical. Transportam sangue oxigenado, rico em nutrientes da mãe ao FETO (via PLACENTA). Em humanos, normalmente há uma veia umbilical.L-Lactato Desidrogenase: Enzima tetramérica que junto com a coenzima NAD+, catalisa a interconversão de lactato e piruvato. Em vertebrados, há genes para três subunidades diferentes (LDH-A, LDH-B e LDH-C).Camundongos Transgênicos: Camundongos de laboratório que foram produzidos de um OVO ou EMBRIÃO DE MAMÍFEROS, manipulados geneticamente.Granuloma: Lesão inflamatória nodular relativamente pequena, contendo fagócitos mononucleares agrupados, causadas por agentes infecciosos e não infecciosos.Dexametasona: Anti-inflamatório 9-fluor-glucocorticoide.Selectina E: Molécula de adesão celular e antígeno CD que medeia a adesão de neutrófilos, monócitos e células T de memória às células endoteliais ativadas por citocinas. A Selectina E reconhece grupos carboidratos sializados relacionados à família Lewis X ou Lewis A.Proteína C-Reativa: Proteína que circula em quantidade aumentada durante um processo inflamatório e após a lesão de um tecido.Células Dendríticas: Células especializadas do sistema hematopoético que possuem extensões semelhantes a ramos. São encontradas em todo o sistema linfático, e tecidos não linfoides, como PELE e o epitélio nos tratos intestinal, respiratório e reprodutivo. Elas prendem e processam ANTÍGENOS e os apresentam às CÉLULAS T, estimulando assim a IMUNIDADE MEDIADA POR CÉLULAS. São diferentes das CÉLULAS DENDRÍTICAS FOLICULARES não hematopoéticas, que têm morfologia e função do sistema imune semelhantes, exceto em relação à imunidade humoral (PRODUÇÃO DE ANTICORPOS).Proteínas Proto-Oncogênicas c-bcl-2: Proteínas de membrana codificadas por GENES BCL-2 e que atuam como potentes inibidores da morte celular por APOPTOSE. As proteínas são encontradas na mitocôndria, microssomos e MEMBRANA NUCLEAR de vários tipos celulares. A superexpressão das proteínas bcl-2, devido à translocação do gene, está associada com o linfoma folicular.Proliferação de Células: Todos os processos envolvidos em aumentar o NÚMERO DE CÉLULAS. Estes processos incluem mais que a DIVISÃO CELULAR, parte do CICLO CELULAR.Glicoproteínas: Compostos conjugados proteína-carboidrato que incluem mucinas, mucoides e glicoproteínas amiloides.Ligação Proteica: Processo pelo qual substâncias endógenas ou exógenas ligam-se a proteínas, peptídeos, enzimas, precursores proteicos ou compostos relacionados. Medidas específicas de ligantes de proteínas são usadas frequentemente como ensaios em avaliações diagnósticas.Peroxidase: Hemeproteína dos leucócitos. Deficiência desta enzima leva a uma doença hereditária acoplada à monilíase disseminada. Catalisa a conversão de um doador e peróxido a um doador oxidado e água. EC 1.11.1.7.Infecções por Rhabdoviridae: Doenças virais causadas por RHABDOVIRIDAE. Infecções importantes incluem RAIVA, FEBRE EFÊMERA e estomatite vesicular.Retalhos Cirúrgicos: Pedaços de pele e tecido subcutâneo, às vezes incluindo músculos retirados de partes subjacentes, porém frequentemente ainda presas a uma extremidade. Eles retêm a própria microvasculatura que também é transferida para o novo local. São utilizados em cirurgias plásticas para reparar um defeito em região vizinha.RNA Interferente Pequeno: RNAs pequenos, de cadeia dupla, de codificação não proteica (21-31 nucleotídeos) envolvidos nas funções de INATIVAÇÃO GÊNICA, especialmente o RNA DE INTERFERÊNCIA (RNAi). Os siRNAs são endogenamente gerados a partir de dsRNAs (RNA DE CADEIA DUPLA) pela mesma ribonuclease, Dicer, que gera miRNAs (MICRORNAS). O pareamento perfeito das cadeias de siRNAs' antissenso com seus RNAs alvos medeia a clivagem do RNAi guiado por siRNA. Os siRNAs caem em diferentes classes, inclusive siRNA de atuação trans (tasiRNA), RNA com repetições associadas (rasiRNA), RNA de varredura pequena (scnRNA), e RNA de interação com a proteína Piwi (piRNA) e têm funções diferentes de inativação gênica específica.Metaloendopeptidases: ENDOPEPTIDASES que utilizam metal como o ZINCO no mecanismo catalítico.Interleucina-4: Fator solúvel produzido por LINFÓCITOS T ativados, que induz a expressão dos GENES CLASSE II do COMPLEXO II HISTOCOMPATIBILIDADE (MHC) e os RECEPTORES FC nos LINFÓCITOS B e causa sua proliferação e diferenciação. Age também nos linfócitos T, MASTÓCITOS, e em várias outras células da linhagem hematopoiética.Edema: Acúmulo anormal de líquido em TECIDOS ou cavidades do corpo. Na maioria dos casos, estão presentes sob a PELE, na TELA SUBCUTÂNEA.Coelhos: Espécie Oryctolagus cuniculus (família Leporidae, ordem LAGOMORPHA) nascem nas tocas, sem pelos e com os olhos e orelhas fechados. Em contraste com as LEBRES, os coelhos têm 22 pares de cromossomos.Proteínas Recombinantes de Fusão: Proteínas recombinantes produzidas pela TRADUÇÃO GENÉTICA de genes fundidos formados pela combinação de SEQUÊNCIAS REGULADORAS DE ÁCIDOS NUCLEICOS de um ou mais genes com as sequências codificadoras da proteína de um ou mais genes.Diferenciação Celular: Restrição progressiva do potencial para desenvolvimento e especialização crescente da função que leva à formação de células, tecidos e órgãos especializados.Cabeça do Fêmur: Superfície articular hemisférica na extremidade superior do osso da coxa. (Stedman, 25a ed)Índice de Gravidade de Doença: Níveis dentro de um grupo de diagnósticos estabelecidos por vários critérios de medição aplicados à gravidade do transtorno de um paciente.Núcleo Celular: Corpo, limitado por uma membrana, localizado no interior das células eucarióticas. Contém cromossomos e um ou mais nucléolos (NUCLÉOLO CELULAR). A membrana nuclear consiste de uma membrana dupla que se apresenta perfurada por certo número de poros; e a membrana mais externa continua-se com o RETÍCULO ENDOPLÁSMICO. Uma célula pode conter mais que um núcleo.

*  Obra no Piauí envolve Henrique e Geddel com propinas
A necrose já tomou conta do corpo do "amigo" faz tempo. Sobretudo a necrose moral. ...
http://blogdocarlossantos.com.br/obra-no-piaui-aponta-corrupcao-que-envolve-henrique-e-geddel/
*  Efeitos da quimioterapia e radioterapia na saúde bucal | Arquitetura do Sorriso
Necrose do osso (osteorradionecrose). Decorrente da radioterapia de cabeça e pescoço, a osteorradionecrose − necrose do osso − ...
http://arquiteturadosorriso.odo.br/efeitos-da-quimioterapia-e-radioterapia-na-saude-bucal/
*  Impacto Femoroacetabular Dr. André Gaudêncio Ignácio de Almeida
necrose asseptica da cabeça do fêmur Sindicato Rural de ::Rio Verde - GO:: >>> Informa ...
http://livrozilla.com/doc/39272/impacto-femoroacetabular-dr.-andré-gaudêncio-ignácio-de-a.
*  Radiologia nota 10 é aqui Desde...
Necrose óssea (1) * NEUROANATOMIA DA ÍNSULA (1) * Nódulo de Schmorl (1) * Nomenclatura Anatômica (1) ...
http://radiologianota10.blogspot.com/2011/11/fraturas.html
*  Bahia Rock Machine: Salvador vai ter versão do Oktoberfest, com cerveja,...
Papa Necrose (6) * Papo Reto (2) * Paradoxo do Sacro (5) * Parafernalia Sonora (1) ...
http://bahiarockmachine.blogspot.com/2012/09/salvador-vai-ter-versao-do-oktoberfest.html
*  Bahia Rock Machine: Radiola Alternativa: Conheça mais sobre o projeto
O ingresso sai por apenas R$ 3,00 e será vendido no local, o show ficará por conta das bandas Papa Necrose (Old School Death ...
http://bahiarockmachine.blogspot.com/2013/03/radiola-alternativa-conheca-mais-sobre.html
*  Bahia Rock Machine: Projeto "Acusticca" com Dan Loureiro e Alvaro Moinhos no...
Papa Necrose (6) * Papo Reto (2) * Paradoxo do Sacro (5) * Parafernalia Sonora (1) ...
http://bahiarockmachine.blogspot.com/2013/03/projeto-acusticca-com-dan-loureiro-e.html
*  Bahia Rock Machine: Ñrü - 1992-1993 (1993)
Papa Necrose (6) * Papo Reto (2) * Paradoxo do Sacro (5) * Parafernalia Sonora (1) ...
http://bahiarockmachine.blogspot.com/2012/11/banda-nru-genero-punk-rock-hcanarco.html
*  Bahia Rock Machine: 10 Anos de Irmão Carlos e o Catado dia 04 de Agosto no...
Papa Necrose (6) * Papo Reto (2) * Paradoxo do Sacro (5) * Parafernalia Sonora (1) ...
http://bahiarockmachine.blogspot.com/2013/07/10-anos-de-irmao-carlos-e-o-catado-dia.html
*  Bahia Rock Machine: Tropical Youth & Dispor - Split [2011]
Papa Necrose (6) * Papo Reto (2) * Paradoxo do Sacro (5) * Parafernalia Sonora (1) ...
http://bahiarockmachine.blogspot.com/2012/04/tropical-youth-dispor-split-2011.html
*  Perineal necrosis following radiotherapy for prostate cancer: case report
... RESUMO Cerca de 75 % dos pacientes irradiados para o tratamento do c ncer de pr stata desenvolver o sintomas proctol gicos, como urg ncia, dor retal, tenesmo e sangramento. O objetivo deste relato descrever a ocorr ncia de necrose pelvi-perineal difusa associada radioterapia para c ncer de pr stata, j que casos semelhantes n o foram encontrados na literatura. O paciente desenvolveu necrose da pele perineal, pr stata, reto e musculatura do assoalho p lvico, que foi tratada com colostomia e extenso debridamento. The purpose of this report is the description of a diffuse perineal necrosis due to radiotherapy for the treatment of prostate cancer. This is a report of a 77-year old male, submitted to radiotherapy with 70 Gy of pelvic radiation for prostate cancer treatment. The patient was submitted to a loop transverse colostomy with extended perineal debulking due to diffuse necrosis of pelvic structures, such as prostate, pelvic floor muscles and anterior rectal wall. A proctite cr nica pode ...
http://scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-98802007000400014&lng=en&nrm=iso
*  Necrose de liquefação
... a necrose de liquefação ou necrose liquefativa também conhecida como necrose por coliquação ou coliquativa ao contrário da necrose de coagulação apresenta a área necrótica de consistência mole na maioria das vezes o tecido morto se encontra mesmo liquefeito a zona morta adquire uma conscistência mole semifluida ou até liquefeita é comum após casos de anóxia no tecido nervoso na supra renal ou na mucosa gástrica o processo de liquefação é desencadeado após a liberação em cascata de uma grande quantidade de enzimas lisossômicas nas inflamações purulentas também ocorre esse tipo de necrose tecidual produzidas pelas enzima s liberadas pelos leucócito s exsudato s patologia processos gerais mario r montenegro marcelo franco atheneu º edição categoria necrose
https://pt.wikipedia.org/wiki/Necrose_de_liquefação
*  Necrose
A necrose é uma morte de um grupo de células, ocorrendo a perda da permeabilidade, possui resposta inflamatória, células ficam tumeficadas. A necrose é sempre um processo patológico e desordenado de morte celular diferente da apoptose causado por fatores que levam à lesão celular irreversível e conseqüente morte celular. Este tipo de necrose é visto quando há uma isquemia ou hipóxia em qualquer tecido exceto o tecido cerebral, que neste caso desenvolverá uma necrose de liquefação - por ser rico em lipídios, que não sofrem coagulação. A necrose de coagulação é determinada pela desnaturação da maioria das proteínas celulares inclusive as autolíticas devido à queda acentuada no pH celular durante o processo de lesão por hipóxia ou isquemia. Com isso o citoplasma celular se torna bastante eosinofílico e como a maioria das enzimas autolíticas foram desnaturadas a célula não é destruída e a arquitetura tecidual é mantida por alguns dias até digestão e remoção do tecido necrótico ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Necrose
*  Levels of interleukin-6 and tumor necrosis factor-alpha in the cerebrospinal fluid of full-term newb
... orns with hypoxic-ischemic encephalopathy. N veis de interleucina-6 e fator de necrose tumoral-alfa no liquor de rec m-nascidos a termo com encefalopatia hip xico-isqu mica. Levels of interleukin-6 and tumor necrosis factor-alpha in the cerebrospinal fluid of full-term newborns with hypoxic-ischemic encephalopathy. RESUMO OBJETIVO: avaliar os n veis liqu ricos de IL-6 e TNF- a em rec m-nascidos a termo com encefalopatia hip xico-isqu mica EHI , comparando-os com os de rec m-nascidos controles. ABSTRACT OBJECTIVE: to determine cerebrospinal fluid levels of interleukin-6 and tumor necrosis factor-alpha in full-term infants with hypoxic-ischemic encephalopathy, comparing with control infants. CONCLUSIONS: full-term newborns with hypoxic-ischemic encephalopathy present higher cerebrospinal fluid interleukin-6 and tumor necrosis factor-alpha levels than the controls, possibly because of the local cerebral production of these cytokines, especially tumor necrosis factor-alpha. Em rec m-nascidos a termo ...
http://scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572003000400006&lng=en&nrm=iso&tlng=pt
*  Factor de necrose tumoral
... thumb|right|300px. 'Factores de necrose tumoral' sigla em inglês: 'TNF' refere-se a um grupo de citocina s capaz de provocar a morte de células apoptose tumorais e que possuem uma vasta gama de ações pró-inflamatórias. O TNF alfa é secretado principalmente por macrófago s. Seu mal funcionamento pode causar inflamações dolorosas em doenças auto-imunes, choque séptico e permitir o aparecimento de tumores. Fator de necrose tumoral-alfa TNFα : É produzido principalmente por macrófagos ativados, mas também pode ser produzido por Linfócito T CD4+, células NK, neutrófilo s, eosinófilo s, mastócito s, e neurônio s. Além de inibir e matar células tumorais, também infectadas, também estimula a resposta de inflamação e outras citocina s que causam febre e combatem infecções. http://www.bio.davidson.edu/courses/immunology/students/spring2000/wolf/tnfalpha.html Linfotoxina-alfa LT-alfa e a linfotoxina-beta LT-beta : são citocinas produzidas por linfócitos T citotóxicos para romper células tumorais. Os ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Factor_de_necrose_tumoral
*  Interleucina 1
miniaturadaimagem|IL-1 alfa. A 'interleucina 1' 'IL-1' é uma interleucina pró-inflamatória prototípica. Existem duas formas de IL-1: IL-1 alfa e IL-1 beta com actividades biológicas quase indistinguíveis. Possuem um antagonista natural: IL-1Ra receptor antagonista da IL-1. Produção Função Superfamília IL-1 Uso médico. IL-1 é produzida intensamente por macrófago s, monócitos, fibroblasto s e células dendríticas, mas também é expresso pelos linfócitos B, células NK e células epiteliais. Contassot E, Beer HD, French LE 2012. "Interleukin-1, inflammasomes, autoinflammation and the skin". A IL-1 afecta praticamente todas as células, muitas vezes em conjunto com uma outra citocina pró-inflamatória ou com factor de necrose tumoral TNF. Em humanos sua janela terapeutica é estreita, ou seja, a dose terapêutica ideal é muito próxima a dose tóxica. Em resposta a alarminas citocinas associados a dano celular as células apresentadoras de antígenos aumentam a produção de IL-1 resultando em maior produção defensina ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Interleucina_1
*  Στυτικη δυσλειτουργια φαρμακα - Ανδρολογικά - Απαντήσ
Το etanercept Enbrel είναι φάρμακο βιοτεχν... θελω να παρω ενα φαρμακο αλλα στα φαρμακεια απ οτι βλεπω στο ιντερνετ τα εχει 23 ευρω ενω στο ιντερνετ τα εχει 10 τι να κανω μπορω να τα παραγγειλω online?. Το φάρμακο teniazine που χρησιμοποιείται προληπτικά είναι πολύ αποτελεσματικό και το συνιστώ σε όλους. .?. Απάντηση: Εγώ για ένα διάστημα επερνα l cysteine μαζι με... θελω να παρω ενα φαρμακο αλλα στα φαρμακεια απ οτι βλεπω στο ιντερνετ τα εχει 23 ευρω ενω στο ιντερνετ τα εχει 10 τι να κανω μπορω να τα παραγγειλω online?. Το φάρμακο teniazine που χρησιμοποιείται προληπτικά είναι πολύ αποτελεσματικό και το συνιστώ σε όλους. Το etanercept Enbrel είναι φάρμακο βιοτεχνολογικό που εγκρίθηκε κατά το 2004 για μέτριας και σοβαρής μορφής ψωρίαση. Καταστέλλει μια ειδική πρωτεΐνη την TNF-alpha, tumor necrosis factor-alpha που δημιουργεί φλεγμονή στην ψωρίαση και στην αρθρίτιδα της ψωρίασης. θελω να παρω ενα φαρμακο αλλα στα φαρμακεια απ οτι βλεπω στο ιντερνετ τα εχει 23 ευρω ενω στο ιντερνετ τα εχει 10 τι να κανω μπορω ...
http://rotise.gr/anazitisi-erotiseon/Στυτικη δυσλειτουργια φαρμακα.html?b=289
*  TNF-α
tnf α tnf α redirect factor de necrosis tumoral
https://es.wikipedia.org/wiki/TNF-α
*  FNT
... redirect factor de necrosis tumoral
https://es.wikipedia.org/wiki/FNT
*  TNF
... redirect factor de necrosis tumoral
https://es.wikipedia.org/wiki/TNF
*  TNF
... redirect factor de necrose tumoral
https://pt.wikipedia.org/wiki/TNF
*  Citosinas
... as citocinas são peptídeo s que exercem a função de comunicação do sistema imunológico as suas respostas podem aumentar a agressividade ou atenuar a atividade do sistema como por exemplo as interleucinas il os interferons ifn o fator de necrose tumoral tnf e outros categoria peptídeos
https://pt.wikipedia.org/wiki/Citosinas
*  Necrose - Biomedicina Brasil
... CRBM 1 CRBM 2 CRBM 3 CRBM 4 CRBM 5. Necrose. Necrose. Necrose é a soma das alterações morfológicas que se seguem à morte celular em um tecido ou em órgãos vivos. Dois processos são responsáveis pelas alterações morfológicas básicas da necrose: desnaturação de proteínas e digestão enzimática das organelas e de outros componentes do citosol. 3 Cromatólise ou cariólise: é a dissolução da cromatina com perda da coloração do núcleo. Caracteriza-se por desnaturação das proteínas citoplasmáticas, com preservação da estrutura da célula coagulada por um tempo prolongado após a morte celular. Necrose Liquefativa: ocorre quando a autólise e a heterólise prevalecem sobre a desnaturação de proteínas. Ocorre dissolução enzimática rápida. Necrose Gomosa: variação da necrose coagulativa com zona atingida apresentando-se uniforme e compacta como goma, elástica como a borracha e fluida como goma arábica. Necrose Gordurosa: ocorre no tecido adiposo induzida pela ação ...
http://biomedicinabrasil.com/2010/09/necrose.html
*  Arcoíris Art: Programação e horários - Cinemas : Pelotas - AdoroCinema
... AdoroCinema. Criar uma conta. Conecte-se. Carregando... Erro de carregamento Tente de novo em 2 minutos. Desconectar. Meu AdoroCinema. Minha coleção. Meus cinemas. Meus amigos. Notas Express. Promoções. Minha conta. Buscar. Home. Filmes. Programação. Todos os horários. Nos meus cinemas. Trailers. Notícias. Séries. VOD. Inicial. Programação Arco ris Art: Programa o, sess es. Arcoíris Art. Endereço Rua Andrade Neves 1934 - Centro. CEP 96020-080. Cidade. Pelotas. Informações Programação sujeita a alterações sem aviso prévio. Adicionar a meus cinemas. Filmes & Horários. Pesquisa avançada Nenhum filtro disponível. Comentários. Karen D. Hoje estréia chamada de emergência no Brasil, gostaria de saber se é possível assistirmos ele nos cinema aqui em Pelotas. Brener L. Estou esperando o Evil DeaD Aki em pelotas ... Vai ser toop '. Jo?o Pedro S. Sóo to pelo Homem de ferro 3... sera q vem dublado??. Heitor B. quando estreia iron man 3 dublado ????. Vanessa 13. Antes da Meia-Noite, quando. Denise M. Meu malvado ...
http://adorocinema.com/programacao/cinema-A0026/
*  Pace Hotel Arco Arco, Itália
Nós utilizamos "cookies" para prestarmos os nossos serviços. Para mais informação clique aqui OK. México. Hotéis. Hotéis baratos. Hotéis por país. Hotéis em Itália. Hotéis em Arco. Pace Hotel Arco Arco, Itália : descrição e preços. Com aluguer gratuito de bicicletas, check-in/check-out expresso e salas de reunião, a unidade Pace Hotel Arco oferece uma confortável base enquanto em visita pela localidade de Arco. O hotel dispõe de receção aberta 24 horas por dia, bem como armazenamento de bagagem, cofre e sala de TV. Os funcionários multilingues terão todo o gosto em prestar assistência na organização de itinerários turísticos. A Pace Hotel Arco proporciona modernos quartos equipados com artigos de higiene de cortesia, canais por cabo/satélite e chuveiro. Cada disponibiliza TV, aquecimento e casa de banho privativa. O restaurante do Pace Hotel Arco serve cozinha italiana, com pequeno-almoço bufete todas as manhãs. A área circundante é conhecida pela sua vida noturna, com muitos locais para uma bebida ou para ...
http://jetcost.pt/hoteis-arco/pace-hotel-arco-130169.html
*  Fazendo meu primeiro Arco (recurvo com mola de fusca)
Fazendo meu primeiro Arco recurvo com mola de fusca. Atenção seguir as regras abaixo para comprar ou vender no fórum. Leia as regras no tópico abaixo:. http://www.arcobrasil.com/t42-regras-basicas-leia-com-atencao-antes-de-postar-um-topico. Fazendo meu primeiro Arco recurvo com mola de fusca. Assunto: Fazendo meu primeiro Arco recurvo com mola de fusca Seg Set 22, 2014 8:36 am. Bom, comecei a fazer meu primeiro arco, e conforme for se desenvolvendo o projeto vou postando as fotos aqui para que possam ver e talvez fazer algumas criticas construtivas. Vai levar umas semanas ainda para termina-lo pois só mexo nele fim de semana. Ainda falta lixar e passar um selador para terminar o riser. Assunto: Re: Fazendo meu primeiro Arco recurvo com mola de fusca Seg Set 22, 2014 8:13 pm. Achei meio "largo" esse riser. Quais as dimensões dele. Assunto: Re: Fazendo meu primeiro Arco recurvo com mola de fusca Seg Set 22, 2014 8:37 pm. Achei meio "largo" esse riser. Quais as dimensões dele. Abs 5cm as partes mais larga, mas ...
http://arcobrasil.com/t13879-fazendo-meu-primeiro-arco-recurvo-com-mola-de-fusca
*  www.Arcoeflecha.net - Arco e Flecha . Net
Arcoeflecha.net Entrar no site O site Arcoeflecha está em 268.120 no ranking do Brasil. Conteúdo. Servidor 268.120 Posição no ranking do Brasil 12.641.840 Classificação Mundial. Páginas visitadas mensalmente < 300. Páginas vistas mensais < 300. Valor por visitante R$0,04. Links externos 13. Número de páginas 4.950. *Dados estimados, leia o aviso de isenção. Domínios parecidos arcoeflecha.org.br arcoeflecha.ws arcoeflechaabc.com.br arcoeflechabh.blogspot.com arcoeflechacampinas.com.br. Páginas populares. arcoeflecha.net Jogos Olímpicos, Pan-americanos e Sul-americanos - Arco e Flecha .. arcoeflecha.net Algumas histórias do Arco e Flecha Brasileiro – Capítulo II .. arcoeflecha.net Vídeos - Arco e Flecha. Links para dentro. arcoeflechasp.com.br Arco e Flecha SP - Excelência em Tiro com Arco. Links para fora. Confederação Brasileira de Tiro com Arco fpaf.com.br FPAF - Federação Paulista de Arco e Flecha arqueiro1400.com.br Arqueiro1400 - Home brasilemlondres2012.bl.. Brasil em Londres 2012 Servidor. Localização ...
http://urlm.com.br/arcoeflecha.net
*  Residence Arco Antico - Pesquise preços de Hotéis Siracusa, Itália
... Nós usamos cookies para prestar nossos serviços. Continuando a utilizar nosso website você aceita nossa política de cookies. Hotéis baratos. Hotéis por país. Descrição Instalações Fotos Mapa Street view Disponibilidade e preços. Residence Arco Antico: Encontre fotos, opiniões, informações, instalações e compare os preços de hotéis 2 estrelas em Siracusa, Itália. Com balcão de aluguer de carros, check-in/check-out expresso e aluguer de bicicletas, a unidade Residence Arco Antico oferece aos hóspedes uma contemporânea base enquanto em visita pela localidade de Siracusa. A propriedade tem vários serviços, como fotocopiadora, cofre e elevador. O Residence Arco Antico possui modernos e espaçosos apartamentos equipados com canais por cabo/satélite, frigorífico e artigos de higiene de cortesia. Cada tem casa de banho privativa, aquecimento e TV. Residence Arco Antico tem uma localização conveniente para fazer passeios em Siracusa, com Cathedral of Syracuse a escassos minutos de distância. A propriedade fica a ...
http://jetcost.com.br/hoteis-siracusa/residence-arco-antico-146597.html
*  Arco de La Défense - Wikipedia, a enciclopedia libre
Ir a: navegación, procura O Gran Arco da Fraternidade en francés : Grande Arche de la Fraternité, mellor coñecido como o Arco da Defensa ou sinxelamente Le Grande Arche é un monumento en París no distrito de La Défense ; foi construído polo arquitecto dinamarqués Otto von Spreckelsen. 1 Historia 2 Construción 3 O interior do arco 4 Curiosidades 5 Acceso 6 Ligazóns externas. En 1982, o Establecemento público para a planificación da Défense Établissement public pour l'aménagement de La Défense, EPAD convocou un concurso internacional de arquitectura ao que se presentaron 424 arquitectos de todo o mundo. O futuro edificio converteríase nunha insignia no eixe histórico de París, como o edificio do Louvre ou o Arco do Triunfo. O xurado seleccionou catro proxectos e un logrou impoñerse pola súa forza, a súa sinxeleza e a súa pureza, que ademais mostrábase como a versión moderna do Arco do Triunfo. Trala morte de Spreckelsen, o traballo foi completado polo seu socio, o arquitecto francés Paul Andreu. A construción ...
https://gl.wikipedia.org/wiki/Arco_de_La_Défense
*  Estabilizador Frontal Arco 260gr - Dispropil Extreme
... Faça seu login ou cadastre-se. Carabina de Pressão. Peças de Upgrade & Reposição. Roupas Táticas Arqueria. Acessórios para barco. Estabilizador Frontal Arco 260gr Cód: 1139928 R$ 55,00 Em até 1x de R$ 55,00 no cartão. ou R$ 49,50* para boleto, depósito ou transferência. Descrição Estabilizador Frontal Arco 260gr Para maior estabilidade em seu arco, o que garante maior precisão e menor vibração em seus tiros. Especificações Técnicas: - Material: Ferro - Dimensões: 9,5 x 2,5cm - Peso: 260 gr * Imagem meramente ilustrativa, arco não acompanha o produto. Avaliações Nenhuma avaliação para este produto ainda. Avisos Importantes: Solicitamos aos compradores que verifiquem no ato da entrega, se existe avaria do produto, caso receba algum produto diferente do seu pedido ou com defeito/problema, recuse a entrega e entre em contato conosco imediatamente via fone, chat ou e-mail. Caso identificar o erro/problema após o recebimento, a Dispropil Extreme não se responsabilizará por trocas e garantia do mesmo, assim ...
https://dispropil.com.br/produtos/estabilizador-frontal-arco-260gr
*  5 Cones Do Tráfego Em Um Arco Fotografia de Stock Royalty Free - Imagem: 865427
 5 Cones Do Tráfego Em Um Arco Fotografia de Stock Royalty Free - Imagem: 865427. Português. Email. Registe-se gratuitamente ou. Nome de utilizador. Senha. Imagens De Stock. Clips de Stock. Imagens Gratuitas. rea dos Designers. rea dos Contribuidores. Recursos. Mapa de Fotos. Pre os e planos de download. Artes/Arquitectura. Feriados. Pessoas. Abstracto. Tecnologia. Animais. Editorial. Negócios. Ilustrações. Indústrias. Natureza. Objectos. Design gráfico web. Viagens. Mais. Abstracto. Animais. Artes/Arquitectura. Editorial. V deo Elementos de Produ o. Feriados. Indústrias. Natureza. Negócios. Objectos. Pessoas. Tecnologia. Viagens. Mais. Abstracto. Animais. Artes/Arquitectura. Design gráfico web. Ilustrações. Indústrias. Natureza. Negócios. Objectos. Pessoas. Tecnologia. Viagens. Mais. Todos os Conte dos. Fotos. Ilustra es. V deos. vectores/RAW. Fotos, Ilustra es. Fotografia de Stock Royalty Free: 5 cones do tráfego em um arco. o modelo 3d de 8 cones alaranjados do tráfego arranjou em um arco. Coloc em uma ...
http://pt.dreamstime.com/fotografia-de-stock-royalty-free-5-cones-do-tráfego-em-um-arco-image865427
*  Cavalete Viola de Arco Aubert à Mire | HPG Musical | Shopping Online
Rakuten Shopping, compre tudo, de todas as lojas, em um só lugar. Atendimento ao usuário. Alemanha. Estados Unidos. Abra sua loja. Siga-nos. Todas as Categorias. Marcas de Sucesso. Eletrodomésticos. Beleza e Saúde. Todas as Categorias. Telefone: 11 4933-1920 Horário Horário de Atendimento: Segunda a Sexta-Feira das 9:00 às 18:00 Mande um e-mail. O que é Rakuten. O que é Super Point. Como comprar. Abra a sua loja. + mais opções. Atendimento ao usuário. 0 Super Points Subtotal: R$ 0 Ir para o carrinho. Braçadeiras. Métodos, Álbuns e Partituras. Videoaula 00:00:00.3073801. Saiba mais Cavalete Viola de Arco Aubert à Mirecourt 48mm Código do Produto: 20001711 Marca: aubert. Comprar Quantidade. Calcule o frete e o prazo de entrega estimados para sua região Informe o CEP:. OK Aguarde... Não sei meu CEP Essa loja não entrega no CEP informado. Atenção: O prazo de entrega terá inicio somente após a confirmação do pagamento. Sendo o prazo informado válido para pedidos realizados e aprovados até as 20h, após esse ...
http://hpgmusical.produto.rakuten.com.br/cavalete-viola-de-arco-aubert-a-mirecourt-48mm.aspx
*  Almofada Arco do Triunfo 42x42 - Atelier Valverde
JavaScript seems to be disabled in your browser. You must have JavaScript enabled in your browser to utilize the functionality of this website. Facildecor. Todas as categorias. Todas as categorias Móveis. Utilidades. Esqueci a senha Entrar. Criar uma conta. Lavanderia. Adornos de parede. Bandejas Decorativas. Cabideiros. Relógios de Parede. Objetos de decoração. Esteiras para braço de sofá. Pingentes de Cortina. Utilidades. Acessórios para Banheiro. Acessórios para Bar. Acessórios para Cozinha. Acessórios para Churrasco. Acessórios para Vinho. Bandejas. Organizadores de gavetas. Organizadores com Fixação por Ventosa. Adegas. Aparadores e Buffets. Banquetas. Cabeceiras de cama. Cadeiras. Escrivaninhas e Penteadeiras. Poltronas. Organizadores com Fixação por Ventosa. ¹ O Desconto de 10% será dado ao escolher o meio de pagamento à vista na finalização do pedido. Sobre: A Almofada Arco do Triunfo 42x42 - Atelier Valverde uma otima op o para quem quer deixar seu ambiente bem decorado. Todas as informações ...
http://facildecor.com.br/almofada-arco-do-triunfo-42x42-atelier-valverde
*  Dados de arco modelo KIOWA??
Dados de arco modelo KIOWA?. Atenção seguir as regras abaixo para comprar ou vender no fórum. http://www.arcobrasil.com/t42-regras-basicas-leia-com-atencao-antes-de-postar-um-topico. Fórum sobre Arco e Flecha e tudo que for relacionado ao tema para reunir todos os entusiastas deste esporte seja para competição ou lazer. Dados de arco modelo KIOWA?. Assunto: Dados de arco modelo KIOWA?. Algum tem dados para construção de arco estilo KIOWA?. Será que vale a pena tentar fazer um. Arco PSE DRIVE 65# Arco recurvo Firefox Higlander 45# Balestra MXB DAGGER 220# Hatsan AT 44 - 10 5.5mm Cometa 220 5.5 mm LEMBRE-SE: "Segurança em primeiro lugar, evite acidentes." "Acidentes não acontecem, eles são causados". Assunto: Re: Dados de arco modelo KIOWA?. Acho que o Manoel Farinha tinha um projeto de um, mas com 60 polegadas o kiowa tem 52, quanto ao arco, ele é simplesmente incrível, um dos melhores que já atirei, mas é bem nervosinho kkkkkkk, e para puxadas longas fica meio desconfortável. Assunto: Re: ...
http://arcobrasil.com/t15067-dados-de-arco-modelo-kiowa
*  Necrose papilar renal
... redirecionamento necrose das papilas renais
https://pt.wikipedia.org/wiki/Necrose_papilar_renal
*  Necrose das papilas renais
... info patologia nome necrose das papilas renais imagem legenda diseasesdb cid cid a necrose das papilas renais é uma forma de nefropatia envolvendo a necrose das papilas renais causas nefropatia analgésica é uma causa da necrose papilar renal o dano é cumulativo e a maioria dos pacientes de necrose das papilas renais ingeriram no mínimo kg de analgésico no passado o risco é ainda maior para a fenacetina e o paracetamol se comparado com a aspirina e outros aines a combinação de medicamentos analgésicos também envolvem um alto risco de desenvolver a necrose também pode ser causada pela diabetes mellitus e pela crise falciforme que está relacionada a infecções renais ou doenças vasculares pode também ocorrer como resultado de pielonefrite aguda ou anemia falciforme categoria doenças renais
https://pt.wikipedia.org/wiki/Necrose_das_papilas_renais
*  Torsilax: Composição e Indicação - Saúde no Clique
Dicas, tratamentos de doenças e novidades na área da saúde. Torsilax é um medicamento composto por cafeína, carisoprodol, diclofenaco sódico e paracetamol, que atua como miorrelaxante relaxante muscular, anti-inflamatório e analgésico, sendo vendido sob a forma de comprimidos. Contraindicações do Torsilax Pessoas com hipersensibilidade a algum dos componentes da fórmula; Asmáticos com reações alérgicas ao ácido acetilsalicílico, Casos de úlcera; Insuficiência cardíaca; Crianças menores de 14 anos; Hipertensão arterial grave; Problemas de coagulação do sangue. Efeitos Colaterais do Torsilax Náuseas, vômitos, diarréia, dor de cabeça, tontura, vertigem, erupções cutâneas; Sangramento gastrintestinal, úlcera péptica, sonolência, urticária, distúrbios da função hepática; Edema e reações de hipersensibilidade broncoespasmo, reações sistêmicas anafiláticas e hipotensão ; Tinido, insônia, irritabilidade, convulsões, eritema multiforme, síndrome de Stevens-Johnson e Lyell; Síndrome nefrótica, trombocitopenia, ...
http://saudenoclique.com.br/torsilax-composicao-e-indicacao/
*  Diagnosis and clinical management of urinary tract infection
Podem significar: a infec es por germes fast dicos ou n o habituais n o crescem nos meios de cultura habituais como a Chlamydia trachomatis, Ureaplasma urealyticum, Neisseria gonorrhoeae, Mycoplasma, Mycobacteria, Trichomonas, Candida ; b abscesso renal sem drenagem para o trato urin rio; c tuberculose do trato urin rio, mais freq ente nos ltimos anos; d amostras urin rias obtidas durante tratamento ou durante uso de agentes antis pticos. Gravidez: a preval ncia de bacteri ria assintom tica de a t 10% na gravidez, podendo ser observada do in cio da gesta o ao 3 trimestre e 25 a 57% destas bacteri rias n o tratadas podem evoluir para infec o sintom tica, inclusive pielonefrite, devido dilata o fisiol gica do ureter e pelve renal facilitando o refluxo. Dose nica: a indica o mais apropriada de tratamento de ITU por dose nica em mulheres com a primeira ITU n o complicada, acometendo trato urin rio inferior cistite j que seu uso inadvertido em ITU alta n o reconhecida, mascara transitoriamente a progress o da ...
http://scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302003000100043&lng=en&nrm=iso&tlng=pt
*  Papila renal
... as papilas renais são na anatomia do rim as saliências formadas pelos vértices das pirâmides medulares sendo cada uma dela perfurada por a orifícios área crivosa é a região do rim responsável pela produção da medulipina a necrose das papilas renais é um distúrbio do rim que provoca a morte parcial ou total das papilas geralmente é associada a uma nefropatia analgésica ou diabética categoria anatomia do rim
https://pt.wikipedia.org/wiki/Papila_renal
*  Bea Miller
{{Info/Música/artista nome = Beatrice Annika Miller Imagem = fundo = cantora solo nome completo = Beatrice Annika Kipnis Miller apelido = Bea Miller. nascimento cidade = Maplewood, Nova Jérsia. país = 'Beatrice Annika Kipnis Miller' Nova Jérsei, EUA em 7 de fevereiro de 1999 é uma cantora e compositora. Beatrice terminou em nono lugar na segunda temporada do programa The X Factor dos Estados Unidos. Ela está atualmente assinada com a gravadora Hollywood Records e Syco Music. 2013-presente: Contrato com gravadora e álbum de estréia. Turnês Filmografia Ligações externas. Performance solo. Não foi ao ar. Foster the People. Casa dos jurados. " Titanium canção. Semana 1. Feito na américa. Semana 2. Músicas de filmes. " Iris canção. Semana 4. Ação de Graças. Semana 4. Dido cantora. 2013-presente: Contrato com gravadora e álbum de estréia. Em 11 de abril de 2013, foi oficialmente anunciado que ela foi contratada pela Syco Music e Hollywood Records, fazendo o primeiro contrato conjunto entre ambas as gravadoras. 1 ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Bea_Miller
*  Categoria:Citocinas
categoria citocinas categoria citocinas categoria proteínas categoria sistema imunológico categoria sinalização celular categoria transdução de sinal
https://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:Citocinas
*  Interleucina 16
interleucina interleucina interleucina il é uma citocina que é libertada por uma variedade de células incluindo linfócito s e células epiteliares e que é caracterizado como um quimioatractor para certas células imunitárias que expressam a molécula de superfície celular cd a il foi originalmente descrita como um factor que podia atrair células t activadas em humanos a partir dessa altura esta foi mostrado que esta interleucina recrutava e activava muitas outras células que expressavam a molécula cd incluindo monócito s eosinófilo s e células dendríticas ww cruikshank h kornfeld and dm center interleukin journal of leukocyte biology volume issue pages a estrutura da il foi determinada após a clonagem do gene em esta citocina é produzida por um péptido percursos pro il que requer que o processamento por uma enzima denominada caspase se torne activo ver também interleucina categoria citocinas
https://pt.wikipedia.org/wiki/Interleucina_16
*  Interleucina 2
interleucina interleucina a interleucina il é uma interleucina que induz a maturação de linfócitos b e maturação de células t categoria sinalização celular categoria citocinas
https://pt.wikipedia.org/wiki/Interleucina_2
*  Necrose tubular aguda
... a necrose tubular aguda nta ou do inglês atn é uma das causas e manifestações da insuficiência renal aguda em sua forma renal responsável pela grande maioria dos casos a trata se de uma condição médica que envolve a morte de células tubulares que formam os túbulos as quais transportam a urina para os ureter es enquanto reabsorvem da água e concentrando os sais e derivados metabólicos as células tubulares substituem se continuamente sendo que se a causa da nta for removida então as células se recuperam existem duas formas de nta isquêmica onde se manifesta por hipovolemia com hipoperfusão renal tóxica causada por antibiótico s antifúngicos anfotericina b imunossupressores ciclosporina e tacrolimus antivirais aciclovir anti inflamatórios não hormonais contrastes radiológicos pigmentos hemoglobina mioglobina bilirrubina s peçonhas de animais e metais pesados pode ser classificada como tóxica ou isquêmica a nta tóxica ocorre quando as células tubulares são expostas à substâncias tóxicas a nta ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Necrose_tubular_aguda
*  Abordagem da insuficiência renal aguda — Revista Brasileira de Cardiologia
Complicará 30% das internações em unidades de terapia intensiva, devendo ser sempre cogitada e antecipadamente reconhecida no grupo de pacientes de alto risco, pois no caso primeiro, minimizaremos a chance de instalação da IRA e no segundo, a extensão de sua progressão. Deduz-se portanto que a IRA pré renal mal conduzida e sustentada, poderá evoluir para um quadro de NTA necrose tubular aguda induzida pela isquemia, estado esse de muito pior prognóstico clinico e nefrológico. Tal elevação é definida como relevante se for maior ou igual a 50% em relação ao valor basal da creatininemia esta sempre deverá ser buscada à evidência de instalação de quadro de IRA, ou caso constate-se redução do clearance de creatinina calculado é interessante lembrar que cálculos seriados do clearance de creatinina nas fases de instalação ou recuperação da IRA são de pouca valia, dado o caráter fugaz da informação, visto que sucessivas alterações ocorrerão no decorrer de poucas horas. Altas ...
http://rbconline.org.br/artigo/abordagem-da-insuficiencia-renal-aguda/
*  Macrófago
... thumb direita px representação de um macrófago obsevado ao microscópio em citologia chamam se macrófagos as células de grandes dimensões do tecido conjuntivo ricos em lisossoma s que fagocitam elementos estranhos ao corpo os macrófagos derivam dos monócito s do sangue e de células conjuntivas ou endoteliais intervêm na defesa do organismo contra infecções também são ativos no processo de involução fisiológica de alguns órgãos é o caso do útero que após o parto sofre uma redução de volume havendo uma notável participação dos macrófagos nesse processo têm característica afinidade de cooperação com os linfócitos t e b possuem duas grandes funções na resposta imunitárias fagocitose e destruição do microrganismo e apresentação de antigénio s expressam numerosos receptores para citocina s pró inflamatórias para moléculas da parede bacteriana para proteínas do complemento para imunoglobulinas para moléculas de adesão ver também hematopoiese ligações externas
https://pt.wikipedia.org/wiki/Macrófago
*  Limitação de cadeia da linha de comandos da linha de comandos (Cmd. exe)
Este artigo aborda a limitação ao comprimento de cadeias que utiliza na linha de comandos na linha de comandos Cmd.exe e os métodos que pode utilizar para contornar esta limitação. Se utilizar a linha de comandos para executar ficheiros batch, esta limitação também se aplica ao processamento de ficheiro batch. Exemplos A lista seguinte fornece alguns exemplos de como esta limitação se aplica aos comandos que lhe são executados na linha de comandos e comandos que pode utilizar num ficheiro batch. Na linha de comandos, o comprimento total da linha de comandos seguinte, que utiliza na linha de comandos não pode conter mais de 8191 ou 2047 caracteres conforme adequado ao sistema operativo : cmd.exe /k ExecutableFile .exe parameter1, parameter2 ... parameterN Num ficheiro batch, o comprimento total de linha de comandos seguinte que utilizar no ficheiro batch não pode conter mais de 8191 ou 2047 caracteres conforme adequado ao sistema operativo : cmd.exe /k ExecutableFile .exe parameter1, parameter2 ... Na linha ...
https://support.microsoft.com/pt-pt/kb/830473
*  Categoria:Compostos de chumbo
categoria compostos de chumbo categoria compostos de chumbo chumbo categoria chumbo
https://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:Compostos_de_chumbo
*  Categoria:Minerais de chumbo
categoria minerais de chumbo categoria minerais de chumbo chumbo categoria compostos de chumbo
https://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:Minerais_de_chumbo
*  Categoria:Chumbo
categoria chumbo categoria chumbo categoria elementos metálicos
https://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:Chumbo
*  Chumbo tetraetila
... redirect tetraetilchumbo
https://pt.wikipedia.org/wiki/Chumbo_tetraetila
*  Linha de Burton
... é o nome que se dá à coloração escura da gengiva ocasionada por saturnismo ou contaminação por bismuto ou chumbo categoria toxicologia
https://pt.wikipedia.org/wiki/Linha_de_Burton
*  Linha Tronco (EFS)
linha tronco efs linha tronco efs redirect linha tronco estrada de ferro sorocabana
https://pt.wikipedia.org/wiki/Linha_Tronco_(EFS)
*  Predefinição:Elemento/Chumbo
predefinição elemento chumbo predefinição elemento chumbo
https://pt.wikipedia.org/wiki/Predefinição:Elemento/Chumbo
*  GENTEE TO DANDO 15 SÓ POR ESSA ME AJUDEM E A ... - Brainly.com.brBuscaAnteriorSeguinte
É caracterizada, fundamentalmente, por hiperemia dos vasos, edema tissular e secreção de muco de consistência viscosa §inflamação crónica processo inflamatório de evolução arrastada e com sintomatologia pouco exuberante, mas com neoformação de tecido conjuntivo §inflamação crupal inflamação fibrinosa com produção de falsas membranas não diftéricas §inflamação eritematosa inflamação congestiva da pele §inflamação esclerosante inflamação atrófica §inflamação esténica forma de inflamação aguda com fenómenos circulatórios e calor intensos §inflamação exsudativa inflamação em que predomina a exsudação §inflamação fibrinosa forma de inflamação exsudativa em que existe uma grande quantidade de fibrina coagulável §inflamação granulomatosa inflamação crónica proliferativa com formação de tecido granuloso ou granulomas §inflamação hiperplásica ou hipertrófica inflamação com neoformação de fibras de tecido conjuntivo §inflamação intersticial inflamação na qual as reações inflamatórias se localizam preferencialmente no ...
http://brainly.com.br/tarefa/132752
*  Patocariri: Inflamação crônica
... Inflamação crônica. A inflamação crônica ocorre nas seguintes situações: Infecção persistente por certas bactérias como por exemplo o bacilo da tuberculose. CÉLULAS Os macrófagos são as principais células da inflamação crônica e acumulam-se no foco inflamatório por três mecanismos: Quimiotaxia. Proliferação de macrófagos no foco inflamatório Liberação no foco inflamatório de um fator de inibição da migração de macrófagos , que os impede de abandonar o foco inflamatório. Outras células importantes na inflamação crônica são: Linfócitos - mobilizados em reações imunes T e B e não imunes. Leucócitos polimorfonucleares embora sejam mais característicos das inflamações agudas, podem ser encontrados também nas inflamações crônicas. Há dois tipos de granulomas: granulomas tipo corpo estranho e granulomas imunes. Neste tipo de resposta, os macrófagos ingerem o material estranho e apresentam-no aos linfócitos T, que são então ativados, produzindo citocinas, ativando outras células T e outros macrófagos. Sepsis - ...
http://patocariri.blogspot.com/2009/09/inflamacao-cronica.html
*  • O que é Atrofia com inflamação no útero? • saúde-feminina • saúde-e-beleza • Kopea
O que é Atrofia com inflamação no útero. saúde-feminina saúde-e-beleza Kopea. log in / register. about. faq. contact us. Вопросы1. Теги1 Пользователи1 Награды1 Без ответа1 Задать вопрос1. Вопросы1. Ответы1. O que é Atrofia com inflamação no útero. up vote 0 down vote favorite. saúde-feminina. saúde-e-beleza. link. flag. asked Oct 3 '11 at 07:19. Unregistered User 1. 0 0. 0. Can you answer this question. Answer It Answer It Share Facebook Twitter. Related Content. PAPANICOLAU...ALGUEM SABE o QUE É ATROFIA COM INFLAMAÇÃO ... Olá meninas, ontem fui ao GO para levar meus exames de rotina e nao entendi uma coisa Ele disse que TODOS os meus exames USG, sangue, hemog, horm, etc+ o …. PERIGO!!. INFLAMAÇÃO NO ÚTERO DOENÇA PÉLVICA INFLAMATÓRIA CUIDADO!!!. É uma inflamação pélvica, aguda ou crônica que pode envolver as trompas,, ovários. È causada por muitas bact. Se eu decidir engravidar antes de tratar o HPV, o que pode ... Dr. Minha médica diagnosticou uma lesão do colo do útero, fez exames e deu HPV. Como tb estava ...
http://br.kopea.com/question/268248/o-que-é-atrofia-com-inflamação-no-útero
*  Inflamação e reparação
Introdução Microscopia do processo inflamatório Natureza do agente lesivo Intensidade da reação inflamatória Inflamação aguda Inflamação crônica Os três maiores componentes da resposta inflamatória Seqüência de eventos leucocitários Mediadores químicos Células da inflamação Inflamação Inflamação aguda Inflamação crônica granulomatosa Granulomas Inflamação granulomatosa Inflamação crônica granulomatosa Reparação Formas de restituição tecidual Regeneração Cicatrização Cicatrização Fibroplasia Desvascularização Primária ou primeira intenção Secundária ou segunda intenção Fatores que alteram a reparação Fatores gerais. Definição: è um processo patológico que se instala nos animais superiores e se caracteriza por uma reação local do tecido vascularizado frente ás agressões. Esta resposta padrão é comum a vários tipos de tecidos e é mediada por diversas substâncias produzidas pelas células danificadas e células do sistema imune que se encontram eventualmente nas proximidades da lesão. o processo de reparação só ...
http://facilitaja.com.br/biologia-medicina/veterinaria/estudo-dirigido/inflamacao-e-reparacao-40791.html
*  Entenda a diferença entre inflamação e infecção
Quando você toma sol, os raios atingem sua pele e inevitavelmente acontece lesão e morte celular devido a ação físico-química dos raios solares – calma, isso é algo completamente normal e acontece o tempo todo no nosso corpo; o que varia a intensidade da inflamação são a intensidade e tempo de exposição ao agente agressor. As células que foram lesadas e mortas pela exposição ao sol precisam ser substituídas por células novas, com função preservada, mas antes disso é necessário que haja a limpeza da área para que essas novas células possam se estabelecer. Ao serem lesadas, as células fixas no tecido liberam diversos mediadores químicos que servirão de sinais para outras células, que estão circulantes no organismo e acabam sendo atraídas no local da inflamação, onde liberarão enzimas que irão degradar as células lesadas e ainda liberarão mais mediadores inflamatórios, que por sua vez atrairão mais células para o local da lesão. Quando o estímulo agressor cessar, a inflamação também cessará após destruir e/ou ...
http://valeriaevoce.com/index.php?option=com_content&id=482:entenda-a-diferenca-entre-inflamacao-e-iinfeccao&Itemid=71
*  Diapedese
... a diapedese é a passagem dos leucócitos do sangue para o tecido conjuntivo faz se atravessando os vasos capilares este processo ocorre geralmente quando uma parte do organismo fica lesionada pelo que o processo de inflamação é necessário resumidamente a diapedese é a saída dos glóbulos brancos dos vasos sanguíneos por quimiotaxia os neutrófilos e monócitos são atraídos até o local da inflamação passando a englobar emitindo pseudópodes e a destruir os agentes invasores este fenómeno designa se fagocitose a diapedese e a fagocitose fazem dos macrófagos a linha de frente no combate às infecções categoria sistema hematopoiético
https://pt.wikipedia.org/wiki/Diapedese
*  dor e inflamação - Saúde Curiosa
dor e inflamação saúde curiosa inscreva se dieta gravidez beleza bem estar atividade física dor e inflamação olhe para os dedos do seu pé se um deles for mais longo que o seu dedão então você é muito especial veja aqui o porquê página de não mostrar mais já curto a página curte a gente no facebook saúde curiosa publicado com orgulho usando ghost
http://saudecuriosa.com.br/tag/dor-e-inflamacao/
*  Inflamação cutânea
... redirect exantema
https://pt.wikipedia.org/wiki/Inflamação_cutânea
*  Ponto de inflamação
... redirect ponto de fulgor
https://pt.wikipedia.org/wiki/Ponto_de_inflamação
*  Inflamações
... redirect inflamação
https://pt.wikipedia.org/wiki/Inflamações
*  Processo inflamatório
... redirect inflamação
https://pt.wikipedia.org/wiki/Processo_inflamatório
*  Inflamado
... redirect inflamação
https://pt.wikipedia.org/wiki/Inflamado
*  Inflamatória
... redirect inflamação
https://pt.wikipedia.org/wiki/Inflamatória
*  Inflamatórias
... redirect inflamação
https://pt.wikipedia.org/wiki/Inflamatórias
*  Inflamatório
... redirect inflamação
https://pt.wikipedia.org/wiki/Inflamatório
*  Plano Real - 1994, o que foi, fases, desdobramentos, URV, inflação
... Sua Pesquisa - Portal de Pesquisas Temáticas. Artes e Literatura. Ecologia e Saúde. História do Brasil. História Geral. Geografia Geral. Geografia do Brasil. Economia. Biografias e Obras. Energia. Plano Real O que foi o Plano Real, governo Itamar e FHC, características, ações e fases, URV, resultados e desdobramentos. Plano Real: principal conquista foi a queda e controle da inflação. O que foi. O Plano Real foi um plano econ mico, desenvolvido e aplicado no Brasil durante o governo de Itamar Franco. Desenvolvido em 30 de junho de 1994, tinha como principal objetivo redu o e o controle da infla o. Elaborado pelo ministro da Fazenda Fernando Henrique Cardoso, o plano de estabiliza o da economia contou com a participa o dos seguintes economistas: Gustavo Franco, P rsio Arida, Pedro Malan, Edmar Bacha, Andr Lara Rezende, entre outros. A es e fases do Plano Real:. 1 - Redu o de gastos p blicos e aumento dos impostos como forma de controlar as contas do governo. 2 - Cria o da Unidade Real de Valor URV como ...
http://suapesquisa.com/historiadobrasil/plano_real.htm
*  Michel Foucault e a Ética do Cuidado de Si - desdobramentos históricos e desterritorialização da
... subjetividade. JavaScript parece estar desabilitado no seu navegador. Você precisa habilitar o Javascript no seu navegador para utilizar as funcionalidades deste site. Publique seu livro. Pol tica de Seguran a. Fale Conosco. Michel Foucault e a Ética do Cuidado de Si - desdobramentos históricos e desterritorialização da subjetividade. Resumo O pensamento filosófico de Foucault mostra-nos que jamais seremos verdadeiros equilibristas enquanto apelarmos seja para o ídolo das origens, seja para o escamotear do presente, a fim de aplacar a necessária vertigem que nos acomete no fio do tempo. Detalhes O pensamento filosófico de Foucault mostra-nos que jamais seremos verdadeiros equilibristas enquanto apelarmos seja para o ídolo das origens, seja para o escamotear do presente, a fim de aplacar a necessária vertigem que nos acomete no fio do tempo. De modo preciso e agudo, a este respeito, Foucault demonstra que a refração da perspectiva temporal não se deve tão somente à instabilidade do objeto em foco, mas, ...
http://editorabarauna.com.br/michel-foucault-e-a-etica-do-cuidado-de-si-desdobramentos-historicos-e-desterritorializac-o-da-subjetividade.html
*  GTPase
... as gtpases singular gtpase são uma grande família de enzima s hidrolases que se ligam e hidrolizam o gtp a ligação e hidrólise tem lugar no altamente conservado domínio g comum a todas as gtpases ajudam proteínas ligantes a gtp a hidrolizá lo e a converterem se ao estado padrão funções as gtpases desempenham um papel importante nos seguintes processos transdução de sinal no domínio intracelular de receptores transmembranares incluindo o reconhecimento de gosto cheiro e luminosidade biossíntese de proteínas tradução nos ribossoma s controlo e diferenciação celular durante a divisão celular translocação de proteínas através da membrana celular transporte de vesículas dentro da célula as gtpases controlam a agregação da cobertura das vesículas ver também receptor acoplado a proteína g rho cinase ligações externas categoria transdução de sinal
https://pt.wikipedia.org/wiki/GTPase
*  CD247
cd cd a cadeia zeta da glicoproteína de superfície de célula t cd também conhecida como cadeia zeta do receptor celular t ou cd c luster of d ifferentiation é uma proteína que em humanos é codificada pelo gene cd genômica função interações veja também ligações externas genômica o gene é localizado no braço longo do cromossomo na localização q q o gene possui bases e a proteína é formada por aminoácidos com um peso de kilo daltons função o receptor de célula t zeta junto com os heterodímeros de receptor de célula t alfa beta e gama delta e cd gamma delta e epsilon forma o complexo do receptor cd a cadeia zeta possui um papel importante no acoplamento do reconhecimento de antígenos a diversas vias intracelulares de transdução de sinal duas variantes produzidas por splicing alternativo codificando diferentes isoformas foram encontradas para esse gene interações cd interage com janus kinase e a proteína homóloga de unc veja também cluster of differentiation zap ligações externas en categoria grupos de ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/CD247
*  Interleucina 15
interleucina interleucina interleucina aumenta a atividade citotóxica dos linfócito s t citotóxicos cd e aumenta a liberação de interferon gama pelas células nk natural killers categoria genes no cromossoma categoria sinalização celular categoria transdução de sinal categoria citocinas
https://pt.wikipedia.org/wiki/Interleucina_15
*  Categoria:Receptores
categoria receptores categoria receptores categoria proteínas categoria transdução de sinal
https://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:Receptores
*  Unhas verdes com Adesivos da Máah - :: Esmaltólatras Assumidas ::
... Unhas verdes com Adesivos da Máah. Esmaltólatras Assumidas. 5cinco, Adesivos da Máah, Colorama, Vefic. 5 de jul de 2013 08:18:00 Rosana ficou lindo demais!!Adorei a idéia!!Bjs Responder Excluir. 5 de jul de 2013 08:28:00 Tá linda sua mani, Rossana. Ficou demais!. Responder Excluir. Gostei demais, ficou lindo lindo lindo lindo. 5 de jul de 2013 11:34:00 Que unhas lindas, arrasou nas escolhas do esmalta e do adesivo!!. 5 de jul de 2013 12:47:00 que linda!. Ficou lindo. A estampa é uma graça, amei a mani. **Esmaltólatras Assumidas**. 6 de jul de 2013 11:30:00 Obrigada @Márcia Aminadabe =] Responder Excluir. **Esmaltólatras Assumidas**. Essa combinação ficou muito linda mesmo, e pessoalmente mais linda inda, tenho certeza que vc vai amar ter ela nas suas unhas, bjus*** Responder Excluir. **Esmaltólatras Assumidas**. Responder Excluir. **Esmaltólatras Assumidas**. 6 de jul de 2013 11:45:00 Obrigada @Janaína Santos Responder Excluir. **Esmaltólatras Assumidas**. 7 de jul de 2013 15:45:00 Nossa, ficou linda ...
http://esmaltolatrasassumidas.blogspot.com/2013/07/unhas-verdes-com-adesivos-da-maah.html
*  Me ausentei por um determinado tempo, ESTOU de Volta
... Resultados por: Mensagens Tópicos. Me ausentei por um determinado tempo, ESTOU de Volta. Autor Mensagem lemaus Novo. Assunto: Me ausentei por um determinado tempo, ESTOU de Volta Qui Jul 28, 2016 3:01 pm. Bom galera como vocês podem ter percebido eu tive que me ausentar devido a uns problemas pessoais, as mudanças na minha vida vinheram muito rápido por este motivo não deu nem pra avisar minha ausência perante a nossa equipe, gostaria de pedir minhas sinceras desculpa e informar que estou de volta a todo vapor e gostaria muito de ainda ter o previlégio de fazer parte desta equipe. Muitíssimo agradecido: NVPLemau. Obs: Ainda faço a utilização da tag do NVP pois ainda me considero um membro, caso eu não seja aceito novamente gostaria muito de pedir que um dos adm me mande uma PM para assim retirar minha tag. Idade : 24 Localização : Blumenau - SC Mensagens : 4281. Assunto: Re: Me ausentei por um determinado tempo, ESTOU de Volta Qui Jul 28, 2016 4:30 pm. Welcome de back. My ...
http://nvpteam.forumeiros.com/t2842-me-ausentei-por-um-determinado-tempo-estou-de-volta
*  SBP critica prorrogação do prazo para obrigatoriedade das cadeirinhas para crianças > SBPSBP crit
SBP critica prorrogação do prazo para obrigatoriedade das cadeirinhas para crianças SBP. SBP critica prorrogação do prazo para obrigatoriedade das cadeirinhas para crianças SBP. Arquivo SBP critica prorrogação do prazo para obrigatoriedade das cadeirinhas para crianças. SBP critica prorrogação do prazo para obrigatoriedade das cadeirinhas para crianças Arquivo 07/07/2010. O Departamento de Segurança da Sociedade Brasileira de Pediatria SBP manifesta seu desacordo com a Deliberação 95 do Conselho Nacional de Trânsito, publicada em 9 de junho último, que prorrogou em três meses a entrada em vigor da fiscalização do uso dos equipamentos de retenção para o transporte de crianças, contrariando a sua própria Resolução 277, frustrando o destaque dado pelo Ministério das Cidades à sua campanha em todos os meios de comunicação e, sobretudo, colocando em risco milhares de crianças brasileiras. Lembramos que a Resolução 277 do Contran, que já regulamentou o transporte de crianças em veículos com um atraso de dez anos, ...
https://sbp.com.br/arquivo/sbp-critica-prorrogacao-do-prazo-para-obrigatoriedade-das-cadeirinhas-para-criancas/
*  quanto tempo leva um filhote decolerinho para fica adulto
... Resultados 201 até 300 em 8817 por "quanto tempo leva um filhote decolerinho para fica adulto". quanto tempo aproximadamente. Curió não abre o canto. Quanto tempo demora para a calopsita botar o ovo. Como eu faço para meu bigodinho começar a cantar. trinca sem o rabo rcsobrinho 20-11-2011 4. Eu tenho um trinca ferro manssarão ñ ta cantando Jheanzinho 05-02-2013 6. Com quanto tempo de vida o coleiro baiano vira. Quanto tempo depois de o ovo ser colocado no ninho os filhotes nascem. canario belga começa a cantar direto em quanto tempo lazaridez 01-04-2013 7. quanto tempo devo deixar o cd para o coleiro na muda GALLI RAFAEL 17-02-2013 3. Quanto tempo deixo meu Azulão vendo a femea. Azulão tempo de vida. adulto ou filhote como saber. Muda de canario da terra Leonardo roberto 29-07-2011 4. Com quanto tempo o Calafate começa a cantar. Dúvidas sobre reprodução de diamante de gould dusardou 12-04-2013 11. quanto tempo demora a muda caht 44 05-07-2012 2. como levantar a ordem de um tico tico NetoBarbosa ...
http://natureza.temaseiros.org/s/3-quanto-tempo-leva-um-filhote-decolerinho-para-fica-adulto
*  Pulseira de Identificação TYVEK - Orange Flúor - Pacote com 50 unidades
Acessórios para Drinks. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. 3 Por se tratarem de artigos de poca e para festas sazonais o custo da devolu o por desist ncia ou troca por outro produto ser de inteira responsabilidade do cliente. 2 - Por se tratarem de artigos de poca e para festas sazonais o custo da devolu o ...
http://misterfestas.com.br/pulseira-de-identificac-o-tyvek-orange-fluor-pacote-com-50-unidades
*  Máscaras Festa Tartarugas Ninjas - Pacote com 08 Unidades
Acessórios para Drinks. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Lembramos que para fazer uma simples simula o de valores de frete n o registrado qualquer pedido, ou seja, voc pode simular um envio de sua compra a qualquer momento adicionado os produtos em sua cesta de compras e preencher o campo de frete para ...
http://misterfestas.com.br/tartarugas-ninjas-mascaras-pacote-com-08-unidades
*  Tipos de Fôrma, Execução de Fôrmas, Escoramentos de Fôrmas, Prazos para Desfôrma,
... Normas Técnicas. In cio. Empresa. Produtos. Not cias. tem na sua lista Produtos. Downloads. Voc est aqui. In cio. Downloads Tipos de Fôrma, Execução de Fôrmas, Escoramentos de Fôrmas, Prazos para Desfôrma, Normas Técnicas. Arquivos com dicas, informa es e normas de seguran a dispon veis para download. Tipos de Fôrma, Execução de Fôrmas, Escoramentos de Fôrmas, Prazos para Desfôrma, Normas Técnicas. F rmas s o as estruturas provis rias, geralmente de madeira, destinadas a dar forma e suporte aos elementos de concreto at a sua solidifica o. Al m da madeira, que pode ser reutilizada v rias vezes, tem sido difundido, ultimamente, o uso de f rmas met licas e mistas, combinando elementos de madeira com pe as met licas, pl sticos, papel o e pr -moldados. Veja tipos de f rma, execu o das f rmas, escoramentos de f rmas, prazos para desf rma, normas t cnicas, gloss rio e bibliografia. Para baixar o arquivo, clique no bot o ao lado. Pallet de Plastico 1000x1000x165 500kg. Plataforma de Descarga 1,5m ...
http://iw8.com.br/downloads/tipos-de-forma-execucao-de-formas-escoramentos-de-formas-prazos-para-desforma-normas-tecnicas.html
*  Latinha 7x2cm Prata - Pacote com 10 unidades
Acessórios para Drinks. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Lembramos que para fazer uma simples simula o de valores de frete n o registrado qualquer pedido, ou seja, voc pode simular um envio de sua compra a qualquer momento adicionado os produtos em sua cesta de compras e preencher o campo de frete para ...
http://misterfestas.com.br/latinha-7x2cm-prata-pacote-com-10-unidades
*  Festa Retrô Kit Vinil - Com 3 unidades
Acessórios para Drinks. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Lembramos que para fazer uma simples simula o de valores de frete n o registrado qualquer pedido, ou seja, voc pode simular um envio de sua compra a qualquer momento adicionado os produtos em sua cesta de compras e preencher o campo de frete para ...
http://misterfestas.com.br/festa-retro-kit-vinil-com-3-unidades
*  quanto tempo demora a chocar os ovos | Faria
quanto tempo demora a chocar os ovos. quanto tempo demora a chocar os ovos. quanto tempo demora a chocar os ovos boa tarde, a fêmea pôs 2 ovos ha quase 2 semanas, do tempo que estou em casa vejo que tanto o macho como a fêmea passam alguns minutos no nicho a chocar os ovos mas ainda não nasceu nada, qt tempo demora +-?. ::Fórum dos Exóticos:: por : Admin forum gratis, foro gratis, O Fórum dos Exóticos é uma comunidade online de criadores de Aves Exóticas e que tem como objectivo divulgar esta paixão. um tempão que nao venho aki, estou com uma duvida, é o seguinte eu vi meus 2 periquitos cruzando mais nao assim de tempao né eu e minha mãe percebemos, ai eu olhei o ninho dela ta cheio de ruido e pena la, quando sera que ela Macho ja galou a femea, quanto tempo demora até chocar. Macho ja galou a femea, ninho está pronto, e ela esta pedindo gala direto, quanto tempo sera que demora até a postura e chocar os ovos, e qual alimento é indispensavel depois do choco. Quanto tempo demora pra curreca chocar os ovos. ...
http://natureza.temaseiros.org/48136881552-quanto-tempo-demora-a-chocar-os-ovos
*  Toalha De Mesa Festa Frozen Febre Congelante
Acessórios para Drinks. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. Os prazos de entrega e valores ser o disponibilizados automaticamente assim que informar seu CEP em seu carrinho de compras. 3 Por se tratarem de artigos de poca e para festas sazonais o custo da devolu o por desist ncia ou troca por outro produto ser de inteira responsabilidade do cliente. 5 - A garantia do produto esta limitada ao mesmo e n o a seu transporte, portanto no ato do recebimento de seu pedido verifique a integridade da caixa e no caso de avarias recuse seu recebimento para darmos ...
http://misterfestas.com.br/frozen-febre-congelante-toalha-de-mesa
*  quanto tempo demora o reparo de muda?
quanto tempo demora o reparo de muda. Fórum Criadores de Pássaros - Criação - Reprodução - Criando seu Pássaro com Amor. Últimos assuntos Coleiro muda por dagner Hoje à s 11:01 FILHOTES NÃO EMPENAM por eliezersuk Hoje à s 10:41 Diga não ao PL 3264 por santosSSt Hoje à s 6:49 DESAFIO QUE PASSARINHO É ESSE. por. por. por. Guias para criação. Leiam também Como criar Azulão. Como criar Coleiro Como criar Trinca Ferro. Como criar Curio. Como criar Pintassilgo. Como saber se meu Coleiro é de FIBRA ?. Doenças dos Pássaros. Curiosidades sobre os pássaros. Alimentação na muda de penas. Como ensinar seu Pássaro a cantar. Sexagem em aves - IMPORTANTE. Top Criadores Como saber se meu coleiro é de fibra. Como preparar seu Trinca Ferro em uma Máquina para Torneios. Leiam também Como criar Azulão. Como criar Coleiro Como criar Trinca Ferro. Como criar Curio. Como saber se meu Coleiro é de FIBRA ?. Doenças dos Pássaros. Curiosidades sobre os pássaros. Alimentação na muda de penas. Como ensinar seu Pássaro a cantar. Sexagem ...
http://criadoresdepassaros.com/t34707-quanto-tempo-demora-o-reparo-de-muda
*  Qual a hora certa de fazer o desmame? > SBPQual a hora certa de fazer o desmame? > SBP
Qual a hora certa de fazer o desmame. Qual a hora certa de fazer o desmame. Toggle navigation. Início Fale conosco RSS Associe-se. Como se associar. Programa Médico-Residente. Ligas de Pediatria. Pague sua anuidade Associados. Atualize seu cadastro. Recuperar senha. Toggle navigation MENU. Sociedades estaduais. Fundação Sociedade Brasileira de Pediatria. Galeria de presidentes. Associados. Comunicações públicas. Memorial de Pediatria Brasileira. Academia Brasileira da Pediatria. Galeria de Fotos. Departamentos científicos Adolescência. Aleitamento materno. Hematologia. Pediatria ambulatorial. Pediatria do desenvolvimento e comportamento. Saúde escolar. Terapia intensiva. Grupos de Trabalho. Serviços Programas de reanimação. Ligas de Pediatria. SBP Residente. EAD: educação a distância. Defesa profissional. Ações para qualificação profissional. Projetos de Lei. Serviços à comunidade. Campanhas Em andamento. Todas as campanhas. Obras de associados. Todas as publicações. Eventos de Outras Entidades. Todos os ...
https://sbp.com.br/saiu-na-imprensa/qual-a-hora-certa-de-fazer-o-desmame/
*  Quanto tempo os amigos deixam seus curiós escutando o cd. | Adam
Quanto tempo os amigos deixam seus curiós escutando o cd. Quanto tempo os amigos deixam seus curiós escutando o cd. Quanto tempo os amigos deixam seus curiós escutando o cd. Tenho uma outra dúvida quanto ao tempo que devo deixar meu curió escutando o CD, e qual o CD que os amigos usam, e gostaria de saber a opnião de vocês. No meu caso estou usando o CD Laranja e deixo 30 min e 30 min de descanso, alguns criadores renomados falam que este é o correto, outros dizem que o ideal é que ele escute o CD apenas de manhã e no fim da tarde. Este tópico pertence ao fórum. um tempão que nao venho aki, estou com uma duvida, é o seguinte eu vi meus 2 periquitos cruzando mais nao assim de tempao né eu e minha mãe percebemos, ai eu olhei o ninho dela ta cheio de ruido e pena la, quando sera que ela Quanto tempo leva pro canário nascer. Minha Canaria Belga colocou 2 ovos, quero saber quanto tempo agora leva para que eles possam nascer. depois da femea ser galada quanto tempo leva pra ela botar os ovos Ola bom dia. quanto ...
http://natureza.temaseiros.org/24380343390-quanto-tempo-os-amigos-deixam-seus-curios-escutando-o-cd
*  Qual a hora certa de passar para a segunda marcha em morro?
Qual a hora certa de passar para a segunda marcha em morro. 50% Completo. Baixe Agora Grátis o Manual Completo Para Dirigir Bem A Partir de Hoje. Estamos aqui. Falta só um passo para completarmos... Email. Seu email está seguro conosco. 50% Completo. Quer Dirigir Melhor. Baixe Agora o Ebook com 20 Estratégias Essenciais Para Você Dirigir Sem Medo. Estamos aqui. Falta só um passo para completarmos... Email. Suas informações estão seguras conosco. 50% Completo. Quer Aprender Como Dirigir da Forma Certa. Baixe Agora Nosso Ebook Grátis e Saiba Como. Estamos aqui. Falta só um passo para completarmos... Email. Suas informações estão seguras conosco. 50% Completo. Quer Aprender Como Dirigir da Forma Certa. Baixe Agora Nosso Ebook Grátis e Saiba Como. Estamos aqui. Falta só um passo para completarmos... Email. Suas informações estão seguras conosco. × Dirigir é um problema. Baixe Agora Grátis o Manual Completo Para Dirigir Bem A Partir de Hoje. Baixar Agora. Qual a hora certa de passar para a segunda marcha em ...
http://euquerodirigir.com/qual-a-hora-certa-de-passar-para-a-segunda-marcha-em-morro/
*  quando uma pessoa compra um casal de periquitos quanto tempo depois q eles começam a reproduzir?
quando uma pessoa compra um casal de periquitos quanto tempo depois q eles começam a reproduzir. Fórum Nação dos Pássaros, tudo o que você precisa saber para proporcionar uma vida saudável aos seus alados. quando uma pessoa compra um casal de periquitos quanto tempo depois q eles começam a reproduzir. quando uma pessoa compra um casal de periquitos quanto tempo depois q eles começam a reproduzir. por ednaldo em Ter Out 30, 2012 2:32 pm. quando eles chegam em ambiente novo quanto tempo depois eles começão a reproduzir. Re: quando uma pessoa compra um casal de periquitos quanto tempo depois q eles começam a reproduzir. por. Bom amigo não tem um tempo certo, dê um bom manejo, boa alimentação que quando eles se acostumarem com o novo ambiente eles irão reproduzir. Re: quando uma pessoa compra um casal de periquitos quanto tempo depois q eles começam a reproduzir. Tudo depende da idade dos mesmos e da preparação para o evento sitado por você Ednaldo. Re: quando uma pessoa compra um casal de periquitos quanto ...
http://nacaodospassaros.com/t850-quando-uma-pessoa-compra-um-casal-de-periquitos-quanto-tempo-depois-q-eles-comecam-a-reproduzir
*  Perto do fim do prazo, poucos estados e municípios entregaram planos de educação - Conexão Tocan
... tins - Portal de Notícias. Perto do fim do prazo, poucos estados e municípios entregaram planos de educação. Falta pouco menos de um mês para o fim do prazo para que os estados e municípios tenham os próprios planos de educação sancionados. Muito mais que prazo, é a importância que os planos têm na execução, que sejam feitos com a discussão ampla, com a participação de todo mundo, para refletir a realidade". Segundo ela, mesmo após o fim do prazo, a Undime continuará trabalhando com os municípios para que todos tenham os planos aprovados. A primeira é a constituição de uma comissão coordenadora, depois, produzir um diagnóstico da educação na localidade, a elaboração de um documento-base, consulta pública e elaboração de projeto de lei. Entre os municípios, um não tem sequer comissão coordenadora instituída; só 531 instituíram a comissão e 1.049 concluíram apenas o diagnóstico. Os demais avançaram na elaboração do documento-base 1.560, fizeram consulta pública 1.185, têm o projeto de lei elaborado 505, ...
http://conexaoto.com.br/2015/06/01/perto-do-fim-do-prazo-poucos-estados-e-municipios-entregaram-planos-de-educacao
*  Quanto tempo posso tomar medicamento vencido? - Médico Responde
quanto tempo posso tomar medicamento vencido médico responde médico responde pergunte ao médico como funciona médico responde remédios e medicamentos quanto tempo posso tomar medicamento vencido quanto tempo posso tomar medicamento vencido tweetar gostaria de saber quando um medicamento vence até quantos dias depois eu posso toma lo eu tenho um frasco de oscal d que venceu em março e eu gostaria de saber até que mês eu posso toma lo grata dr charles schwambach médico não deve tomar medicamentos vencidos veja também depois de quanto tempo posso beber após tomar antibiótico tomar anticoncepcional durante muito tempo faz mal omeprazol para esofagite e dor no estômago quanto tempo demora para fazer efeito quanto tempo o antibiótico demora para fazer efeito quanto tempo pode durar uma gripe todas as mulheres podem tomar anticoncepcional quanto tempo depois do parto posso doar sangue quanto tempo depois de uma cirurgia posso engravidar pergunte ao médico como funciona temas desta pergunta remédios medicamentos ...
https://medicoresponde.com.br/quanto-tempo-posso-tomar-medicamento-vencido/
*  BDBComp - Biblioteca Digital Brasileira de Computação
Veja tamb m em: ACM DL - CiteSeer - DBLP* - Google Scholar *Somente retorna uma resposta se o nome do autor na BDBComp e na DBLP forem exatamente iguais. ST-Modeler: Um Ambiente para Desenvolvimento e Verifica o de Guias de Conduta M dica. VIII Workshop de Inform tica M dica. Um sistema de suporte a decis es de diagn stico de algumas doen as epidemiol gicas. VIII Workshop de Inform tica M dica. Uso de computadores no ensino fundamental e m dio e seus resultados emp ricos: uma revis o sistem tica da literatura. Revista Brasileira de Inform tica na Educa o - Volume 16 - N mero 1. Empirical research in CSCW - a review of the ACM/CSCW conferences from 1998 to 2004. Journal of the Brazilian Computer Society - Volume 13 - N mero 3. Modelo de Design Rationale para atendimento m dico ambulatorial. VI Simp sio Brasileiro Seguran a da Informa o e Sistemas Computacionais. Statistically Analyzing the Performance of Scheduling Techniques in Sequences of Workflow Activities. II Simp sio Brasileiro de Sistemas ...
http://lbd.dcc.ufmg.br/bdbcomp/servlet/Autor?id=4136
*  Dúvidas nas Razões Finais. - Fórum Jus Navigandi - ID 40618
Não entendi, é que o juiz não deu prazo para manifestação da juntada dos documentos da defesa empresa, dizendo que a manifestação se dará em razões finais. Wagner, Normalmente em audiência Una o Juiz ao final, pergunta se razões finais são remissivas nada mais a acrescentar ou se a parte deseja fazer naquele momento alguma observação como razões finais. Como o juizo não estabeleceu prazo para manifestação sobre a defesa e razões finais, V. Cancelar Wagner, Normalmente em audiência Una o Juiz ao final, pergunta se razões finais são remissivas nada mais a acrescentar ou se a parte deseja fazer naquele momento alguma observação como razões finais. Como o juizo não estabeleceu prazo para manifestação sobre a defesa e razões finais, V. Fiz uma audiencia, que foi apresentado a defesa e o juiz deu prazo para reclamante se manifestar em 10 dias, mas falamos de varios assuntos e foi questionado pelo juiz ao reclamante algumas coisas em relação a horario e documentos, mas nada entrou na ata, apenas o juiz mandou o ...
http://jus.com.br/forum/40618/duvidas-nas-razoes-finais/
*  eletronica básica
RESISTORES E CAPACITORES. Aqui ser o tratados conceitos b sico para entendimento do amigo leitor ; Resistores: Resistores n o s o nada mais nada menos que um peda o de material que t m uma resist ncia el trica. Uma resist ncia de chuveiro, um peda o de fio, qualquer coisa. Acredito que por isso que os resistores s o colocados no circuito como essa figura: Na pr tica os resistores s o feitos com um material resistente. e a resist ncia igual a tens o dividido pela corrente. Ou seja U=R x I. Com essas f rmulas j da pra se tirar muitas conclus es, como por exemplo, um chuveiro de 5000 watts e que funciona a 220 volts tem uma resist ncia el trica de 10 Ohms. Outra coisa interessante: Como estava escrito na p gina sobre "estado da mat ria" um cent metro de cobre possui resit ncia 0,000017 Ohms ent o imagine que voc colocou um peda o de fio na tomada da sua casa que tem 110 volts.. Aplicando aquelas f rmulas ali chega-se a conclus o que a pot ncia dissipada seria 712 mil Watts, conclus o que se chega que a potencia ...
http://angelfire.com/electronic2/pedalamp/resistor.html
*  Tomar pilula do dia seguinte várias vezes
Deprecated : Function eregi replace is deprecated in /nfs/c10/h03/mnt/175771/domains/piluladiaseguinte.com.br/html/sistema/classes/design.class.php on line 25. Tomar pilula do dia seguinte várias vezes. Tomar pilula do dia seguinte várias vezes, doenças graves como o câncer de mama podem ser ocasionadas se houver a administração incorreta da pílula do dia seguinte. Principal. Pílula do dia seguinte funciona. Tomar pilula do dia seguinte várias vezes. Tomar pilula do dia seguinte grávida. Pilula do dia seguinte engorda. Bula da pílula dia seguinte. Menstruação e pilula do dia seguinte. Preço da pilula do dia seguinte. Nomes da pílula do dia seguinte. Efeitos Colaterais da pilula do dia seguinte. Efeitos da pilula do dia seguinte. Política de Privacidade. Fale Conosco. Newsletter Cadastre-se para receber nossas dicas, novidades e notícias Nome: E-mail:. Tomar pilula do dia seguinte várias vezes Dentre todas as advertências de contra-indicação, no uso da pílula do dia seguinte, realizada pelo Ministério da ...
http://piluladiaseguinte.com.br/tomar-pilula-do-dia-seguinte-varias-vezes
*  .. O chato de galochas .. Navegação de Posts .. Curtir isso: .. Relacionado
O chato de galochas. 25/01/2010. Crônicas. Silmara Franco. Foto: Ponto e Vírgula/Flickr.com Ela ficava no caminho dele. Ou ele no dela. Disputavam a calçada todos os dias, pontualmente às sete e vinte da manhã. Ela, enfermeira, apressada, indo trabalhar. Ele, aposentado, vagaroso, lavando a frente da sua casa. Ela, de vestido colorido decotado e salto alto. Na bolsa, a roupa branca comportada e o salto baixo. Ele, de pijama e galochas. Na mão, a mangueira cor de laranja. Completando o cenário, a raiva muda dela por ele. E a dele por ela, talvez. Ela achava que ele não tinha nada que lavar a calçada todo santo dia. Um desperdício. E ele bem que podia recolher a mangueira quando ela estivesse passando, não. Quase sempre um esguicho lhe atingia os pés, as canelas. Uma vez, quase escorregara. Ele morava só. E acordava cedo. Sem ter o que fazer, lavava a calçada. Por horas. Aproveitava e regava o pé de hibisco amarelo no canteiro. Que era sempre o mais florido de todo o quarteirão. Houvesse algum ...
https://fiodameada.wordpress.com/2010/01/25/o-chato-de-galochas/
*  Bisnaga de alumínio 15g 10x1,9cm - Tampa branca - Cx fechada C/ 440 und
Acessórios para Drinks. Acessórios Luminosos. Lembramos que para fazer uma simples simula o de valores de frete n o registrado qualquer pedido, ou seja, voc pode simular um envio de sua compra a qualquer momento adicionado os produtos em sua cesta de compras e preencher o campo de frete para visualizar os prazos de entrega e valores. 3 Por se tratarem de artigos de poca e para festas sazonais o custo da devolu o por desist ncia ou troca por outro produto ser de inteira responsabilidade do cliente. 5 - A garantia do produto esta limitada ao mesmo e n o a seu transporte, portanto no ato do recebimento de seu pedido verifique a integridade da caixa e no caso de avarias recuse seu recebimento para darmos in cio ao processo de redespacho ou indeniza o. 2 - Por se tratarem de artigos de poca e para festas sazonais o custo da devolu o por desist ncia ou troca por outro produto ser de inteira responsabilidade do cliente. 4 - A garantia do produto est limitada ao produto e n o a seu transporte, portanto no ato do ...
http://misterfestas.com.br/bisnaga-de-aluminio-15g-10x1-9cm-tampa-branca-cx-fechada-c-440-und
*  Empregado também pode desistir do trabalho após período de experiência - by Max Gehringer - [Est
Empregado também pode desistir do trabalho após período de experiência - by Max Gehringer -. Home > carreira, max gehringer > Empregado também pode desistir do trabalho após período de experiência - by Max Gehringer. Empregado também pode desistir do trabalho após período de experiência - by Max Gehringer. Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 12/03/2010, sobre o período de experiência, e como ele pode terminar mais rápido, por vontade de ambas as partes. /=================================================================================== Empregado também pode desistir do trabalho após período de experiência. Como eu tinha enviado currículos para várias empresas, uma dela me chamou e eu decidi participar do processo. Será que eu deveria me incomodar?" A sua preocupação é válida, mas a sua decisão precisa ser racional. O período de experiência não precisa durar noventa dias. Mas o contrato de experiência é bilateral. Mas é para isso que ele serve: para que cada uma das partes ...
http://estou-sem.blogspot.com/2010/03/empregado-tambem-pode-desistir-do.html

Necrose de liquefação: A Necrose de liquefação ou necrose liquefativa, também conhecida como necrose por coliquação ou coliquativa ao contrário da necrose de coagulação, apresenta a área necrótica de consistência mole; na maioria das vezes o tecido morto se encontra mesmo liquefeito.Etanercepte: Etanercepte é um medicamento recombinante humano, utilizado pela medicina no tratamento da artrite reumatóide, artrite psoriásica, espondilite anquilosante e psoríase. É uma molécula de tamanho consideravel: 150.Esteatonecrose: A esteatonecrose (necrose gordurosa) é um tipo especial de necrose que ocorre quando há o extravasamento de enzimas lipolíticas para o tecido adiposo, o que leva à digestão (liquefação) da membrana de adipócitos e quebra das ligações estericas dos triglicéridos, liberando assim ácidos graxos livres. Estes ácidos graxos se combinam com íons Ca++ (reação de saponificação) e formam áreas esbranquiçadas no tecido adiposo.Arco (desambiguação): * Arco (arma), arma portátil de metal, madeira ou outro material, destinada ao arremesso de setas ou de flechas.Interleucina: As interleucinas (do grego, entre células brancas) são alguns tipos de proteínas produzidas principalmente por leucócitos (principalmente por linfócitos T, macrófagos e eosinófilos) cada uma com suas funções, sendo que a maioria delas está envolvida na ativação ou supressão do sistema imune e na indução de divisão de outras células. Também possuem função na memória e são usados como medicamento.Factor de necrose tumoralInflamação: A inflamação (do Latim inflammatio, atear fogo) ou processo inflamatório é uma reação do organismo a uma infecção ou lesão dos tecidos.Espaço de Disse: thumbGregory WinterArtriteGranulócito neutrófiloCitometria de fluxoCaspase: Caspases são um grupo de proteases baseadas em cisteína, enzimas com um resíduo de cisteína capazes de clivar outras proteínas depois de um resíduo de ácido aspártico, uma especifidade incomum entre proteases. O nome "caspase" é derivado dessa função molecular característica: cysteine-aspartic-acid-proteases.PentoxifilinaTransfecção: Transfecção é o processo de introdução intencional de ácido nucleicos nas células. O termo é usado sobretudo para métodos não-virais nas células eucarióticas.Long terminal repeat: Long Terminal Repeats (LTR) são grandes sequências repetitivas de nucleotídeos que medem centenas ou milhares de bases. As LTRs são encontradas nas extremidades de uma molécula de ácido nucléico, flanqueando genes funcionais, como em DNA retroviral e em retrotransposons.

pele


  • O labor nestes locais consta na lista das piores formas de trabalho infantil (Lista TIP) e é proibido para pessoas com menos de 18 anos em razão dos riscos ocupacionais e das repercussões à saúde, entre elas, hipotermia, geladura da pele com necrose de tecidos, bronquite, rinite e pneumonia. (paginadoenock.com.br)


fraturas


  • A demora no tratamento cirúrgico das fraturas do colo femoral diminui o risco da necrose avascular. (rotadosconcursos.com.br)


ossos


  • A inflamação pode, em casos mais extremos, se tornar uma necrose ou fratura nos ossos. (blogspot.com)
  • O uso de corticóide por longo tempo (que muitas vezes é indispensável) pode provocar, em cerca de 5% dos pacientes, necrose em extremidade de ossos longos, principalmente fêmur. (blogspot.com)


Hospitais que façam cirurgia de necrose de cabeça de fêmur?


  • Minha mãe está com necrose na cabeça dos dois fêmures o lado esquerdo está avançado. Mas ela quer fazer a cirurgia sem aplicação de sangue se alguém por acaso conhecer um hospital ou uma equipe médica que faça essa cirurgia na cidade de São Paulo fico muito agradecida. Pois a fila de espera é de no mínimo de 01 ano e não vai dar para esperar. A dor tem horas que chega ser insuportável e não há mais remédios que façam efeitos ou que aliviem a dor dela Se alguém souber de uma dica. Desde já fico agradecida.
  • Infelizmente não sei como te ajudar. Tente pesquisar no google... Boa sorte...


Sou jovem, tenho necrose de cabeça de fêmur e não tenho muito dinheiro, como conseguir prótese de cerâmica?


  • Moro em Belém do Pará, tenho o plano de saúde UNIMED. Ontem o médico me disse que para o meu caso, como ainda sou jovem, a prótese teria de ser de cerâmica que custa 35 mil para cada perna. Como tenho necrose de cabeça de femur nas duas pernas, o preço seria 70.000. A UNIMED não cobre o custo em Belém, gostaria de saber se há outras cidades em que ela cobre estes custos ou se há meios de conseguir uma ajuda para esta cirurgia. Por favor, ajudem-me. Não sabemos o que fazer. As informações são diversas como as dúvidas também.
  • infelizmente não tem outra alternativa, o sus não paga este tipo de prótese. veja no contrato da unimed as cláusulas abusivas. entre na justiça, pois você paga convênio.


Existe alguém que teve necrose do fêmur e não precisou fazer a cirurgia de prótese?



qual a causa de uma necrose da aureola de uma seio após a cirurgia plástica?


  • gostaria de saber tambem, se causa de uma necrose da aureola de uma seio apos a cirurgia plastica pode ser causada pelo o cigarro? gostaria de saber tambem, se causa de uma necrose da aureola de uma seio apos a cirurgia plastica pode ser causada pelo o cigarro?
  • infecção...por falta de higiene ou por rejeição que o organismo teve da protese.... o cigarro atrapalha a cicatrização sim !!! pois já foi comprovado que o cigarro abaixa a imunidade do organismo deixando ele mais fraco e vulneravel a doenças...


Quais os tratamentos para a Necrose de cabeça de fêmur em fase inicial?



Fratura de tálus, Como é a recuperação no caso de necrose avascular?


  • Oi. Quebrei meu pé, para ser mais exata fraturei um ossinho chamado talus. Depois de 3 meses, 3 pinos e duas cirurgias finalmente fui liberada pra colocar o pé no chão. Mas a má notícia é que a médica me disse que o osso não está vascularizando. Ocorreu uma tal de necrose avascular... dei uma pesquisada, mas gostaria de saber quais as chances de reverter o quadro e as consequencias disso...
  • Eu fraturei o osso Navicular... bem próximo ao Talus... fiquei muitos meses sem por o pé no chão... o que também causou problemas na vascularização... mas ninguém melhor que teu médico para te dar com mais exatidão um diagnóstico... recuperei todos os meus movimentos do pé... hoje jogo até futebol e não sinto nada... dói um pouco no frio... mas muito pouquinho!!!


Você já viu uma necrose causada pelo consumo de tabaco?


  • Que nem na foto que tem no verso dos maços de cigarro. Em que parte do corpo era? onde é mais comum ter necrose, por ser tabagista? obrigado.
  • Necrose pode ser causada por um série de motivos. A nicotina (não o tabaco em si) é um potente vaso constritor (reduz a circulação sanguinea) e poderá agravar o problema seriamente. Agora, falando a verdade, conheço um monte de caras que fuma e não vi ninguém com necrose. (só se for necrose no cerebro :))


é verdade q aplicar injeçao no deltoide tem um risco maior de dar necrose?