Neoplasias Hepáticas: Tumores ou câncer do FÍGADO.Neoplasias Hepáticas Experimentais: Tumores induzidos experimentalmente no FÍGADO.Carcinógenos: Substâncias que aumentam (em seres humanos e animais) o risco para [apresentar] NEOPLASIAS. Entre elas estão tanto as substâncias químicas genotóxicas (que afetam diretamente o DNA) como as substâncias químicas não genotóxicas (que induzem as neoplasias por outro mecanismo).Carcinoma Hepatocelular: Neoplasia maligna primária de células hepáticas epiteliais. Abrange desde o tumor bem diferenciado com CÉLULAS EPITELIAIS, indistinguíveis dos HEPATÓCITOS normais até a neoplasia pouco diferenciada. As células podem ser uniformes, marcadamente pleomórficas, ou ainda, podem formar CÉLULAS GIGANTES. Vários esquemas classificatórios têm sido propostos.Ratos Endogâmicos F344Hepatopatias: Processos patológicos do FÍGADO.Transplante de Fígado: Transferência de uma parte do fígado ou do fígado inteiro, de um ser humano ou animal a outro.Fígado: Grande órgão glandular lobulado no abdomen de vertebrados responsável pela desintoxicação, metabolismo, síntese e armazenamento de várias substâncias.Cirrose Hepática: A doença hepática na qual a microcirculação normal, a anatomia vascular no geral, e a arquitetura hepática têm sido destruídas e alteradas de modo variado por septos fibrosos ao redor de nódulos parenquimatosos regenerados ou em regeneração.Microssomos Hepáticos: Vesículas fechadas formadas por retículo endoplasmático fragmentado quando as células ou tecido do fígado são rompidos por homogeneização. Estas vesículas podem ser lisas ou rugosas.Regeneração Hepática: Reparo ou renovação do tecido hepático.Fígado Gorduroso: Infiltração lipídica das células parenquimatosas hepáticas, resultando em um fígado de coloração amarelada. O acúmulo anormal de lipídeos, normalmente é sob forma de TRIGLICERÍDEOS, como uma única gota grande ou múltiplas gotículas. O fígado gorduroso é causado por um desequilíbrio no metabolismo de ÁCIDOS GRAXOS.Neoplasias Pancreáticas: Tumores ou câncer do PÂNCREAS. Dependendo dos tipos de CÉLULAS das ILHOTAS PANCREÁTICAS presentes nos tumores, vários hormônios podem ser secretados: GLUCAGON das CÉLULAS PANCREÁTICAS ALFA, INSULINA das CÉLULAS PANCREÁTICAS BETA e SOMATOSTATINA das CÉLULAS SECRETORAS DE SOMATOSTATINA. A maioria é maligna, exceto os tumores produtores de insulina (INSULINOMA).Neoplasias: Crescimento novo anormal de tecido. As neoplasias malignas apresentam um maior grau de anaplasia e têm propriedades de invasão e de metástase quando comparadas às neoplasias benignas.Testes de Função Hepática: Testes sanguíneos usados para avaliar o quão bem o fígado de um paciente está trabalhando e também para ajudar a diagnosticar doenças hepáticas.Mitocôndrias Hepáticas: Mitocôndrias localizadas em hepatócitos. Como em todas as mitocôndrias, existe uma membrana interna e uma externa, criando conjuntamente dois compartimentos mitocondriais separados: o espaço da matriz interna e um espaço intermembranar muito mais estreito. Na mitocôndria hepática, aproximadamente 67 por cento das proteínas totais da mitocôndria localizam-se na matriz. (Tradução livre do original: Alberts et al., Molecular Biology of the Cell, 2d ed, p343-4)Doença Hepática Induzida por Drogas: Variação de doenças hepáticas clínicas que vão desde anormalidades bioquímicas brandas até FALÊNCIA HEPÁTICA AGUDA, causada por medicamentos (ou drogas), metabólitos de medicamentos (ou drogas) e compostos químicos do ambiente.Neoplasias Císticas, Mucinosas e Serosas: Neoplasias contendo formações semelhantes a cistos ou produzindo mucina ou soro.Extratos Hepáticos: Extratos não caracterizados de tecido hepático contendo fatores específicos com atividades específicas; uma fração termoestável solúvel de fígado de mamífero é usada no tratamento da anemia perniciosa.Circulação Hepática: Circulação de SANGUE através do FÍGADO.Neoplasias Cutâneas: Tumores ou câncer da PELE.Falência Hepática Aguda: Forma de FALÊNCIA HEPÁTICA de início rápido, também conhecida como falência hepática fulminante, causada por uma lesão hepática grave ou perda massiva de HEPATÓCITOS. Caracteriza-se por desenvolvimento súbito de disfunção hepática e ICTERÍCIA. A falência hepática aguda pode progredir para uma disfunção cerebral e até para o coma hepático dependendo da etiologia que inclui ISQUEMIA hepática, toxicidade aos medicamentos, infiltração maligna e hepatite viral, como HEPATITE B e HEPATITE C pós-transfusão.Neoplasias Primárias Múltiplas: Dois ou mais crescimentos anormais de tecido que ocorrem simultaneamente e de origens supostamente separadas. As neoplasias podem ser histologicamente as mesmas ou diferentes e podem ser encontradas no mesmo local ou em locais diferentes.Abscesso Hepático: Acúmulo solitário ou múltiplo de PUS no fígado como resultado de infecção por bactéria, protozoário ou outros agentes.Hepatopatias Alcoólicas: Doenças hepáticas associadas com ALCOOLISMO. Geralmente se refere à coexistência de duas ou mais subentidades, i. é, FÍGADO GORDUROSO ALCOÓLICO, HEPATITE ALCOÓLICA e CIRROSE HEPÁTICA ALCOÓLICA.Neoplasias Renais: Tumores ou câncer do RIM.Hepatectomia: Excisão de todo (h. total) ou parte (h. parcial ou subtotal) do fígado. (Dorland, 28a ed)Segunda Neoplasia Primária: Crescimentos anormais de tecido que se seguem a uma neoplasia prévia mas não são metástases desta. A segunda neoplasia pode ter o mesmo tipo histológico ou diferente e pode ocorrer nos mesmos ou em diferentes órgãos que a neoplasia prévia, mas em todos os casos origina-se de um evento oncogênico independente. O desenvolvimento da segunda neoplasia pode ou não ser relacionada com o tratamento da neoplasia prévia uma vez que o risco genético ou fatores predisponentes podem ser na realidade a causa.Hepatócitos: O principal componente estrutural do FÍGADO. São CÉLULAS EPITELIAIS especializadas, organizadas em pratos interconectados chamadas lóbulos.Imuno-Histoquímica: Localização histoquímica de substâncias imunorreativas utilizando anticorpos marcados como reagentes.Adenocarcinoma Mucinoso: Adenocarcinoma que produz mucina em quantidades significativas. (Dorland, 28a ed)Neoplasias da Glândula Tireoide: Tumores ou câncer da GLÂNDULA TIREOIDE.Transtornos Mieloproliferativos: Afecções que causam proliferação de tecido hematopoeticamente ativo ou de tecido que tem potencial hematopoético embrionário. Todos os transtornos envolvem desregulação de CÉLULAS PROGENITORAS MIELOIDES multipotentes, mais frequentemente causada por uma mutação na PROTEÍNA TIROSINA QUINASE JAK2.Cirrose Hepática Experimental: Transtornos crônicos induzidos experimentalmente nas células parenquimáticas do fígado para encontrar um modelo para CIRROSE HEPÁTICA.Neoplasias Pulmonares: Tumores ou câncer do PULMÃO.DNA de Neoplasias: DNA presente em tecidos neoplásicos.Cirrose Hepática Alcoólica: FIBROSE do parênquima hepático devido ao excesso crônico de CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS.Cistadenoma: Neoplasia histologicamente benigna, derivada do epitélio glandular, no qual se formam acúmulos císticos de secreções retidas. Em alguns casos, consideráveis porções da neoplasia, ou até mesmo toda a massa, podem ser císticas. (Stedman, 25a ed)Neoplasias Experimentais: Crescimento anormal de TECIDOS em animais, induzidos experimentalmente para estabelecer um modelo de estudo das neoplasias humanas.Neoplasias Parotídeas: Tumores ou câncer das GLÂNDULAS PARÓTIDAS.Fígado Artificial: Dispositivos para simular as atividades do fígado. Eles geralmente consistem de um híbrido entre materiais biológicos e artificiais.Glicogênio Hepático: Glicogênio armazenado no fígado. (Dorland, 28a ed)Neoplasias de Tecido Conjuntivo e de Tecidos Moles: Neoplasias que se desenvolvem a partir de alguma estrutura dos tecidos conjuntivo e subcutâneo. O conceito não se refere às neoplasias localizadas em tecidos moles ou do conjuntivo.Neoplasias de Plasmócitos: Neoplasias associadas com proliferação de um clone único de CÉLULAS PLASMÁTICAS e caracterizadas pela secreção das PARAPROTEÍNAS.Neoplasias do Apêndice: Tumores ou câncer do APÊNDICE.Alanina Transaminase: Enzima que catalisa a conversão de L-alanina e 2-oxoglutarato a piruvato e L-glutamato. EC 2.6.1.2.Neoplasias Ovarianas: Tumores ou câncer de OVÁRIO. Estas neoplasias podem ser benignas ou malignas. São classificadas de acordo com o tecido de origem, como EPITÉLIO superficial, células endócrinas do estroma e CÉLULAS GERMINATIVAS totipotentes.Cistadenoma Mucinoso: Tumor multilocular com epitélio secretor de mucina. É mais encontrado no ovário, mas também pode ser encontrado no pâncreas, apêndice e, raramente, no retroperitônio e bexiga urinária. Considera-se que tenha baixo grau de potencial para malignidade.Neoplasias Gastrointestinais: Tumores ou câncer do TRATO GASTROINTESTINAL, desde a BOCA até o CANAL ANAL.Neoplasias das Glândulas Endócrinas: Tumores ou câncer das GLÂNDULAS ENDÓCRINAS.Doença Hepática Terminal: Estágio final de uma doença no fígado quando ocorre a irreversibilidade da falência hepática e a necessidade de um TRANSPLANTE DE FÍGADO.Ratos Endogâmicos: Indivíduos geneticamente idênticos desenvolvidos de cruzamentos entre animais da mesma ninhada que vêm ocorrendo por vinte ou mais gerações ou por cruzamento entre progenitores e ninhada, com algumas restrições. Também inclui animais com longa história de procriação em colônia fechada.Neoplasias dos Ductos Biliares: Tumores ou câncer dos DUCTOS BILIARES.Carcinoma Ductal Pancreático: Carcinoma que se origina dos DUCTOS PANCREÁTICOS. É responsável pela maioria dos cânceres derivados do PÂNCREAS.Neoplasias de Tecido Vascular: Neoplasias compostas de tecido vascular. Esse conceito não se refere às neoplasias localizadas nos vasos sanguíneos.Neoplasias Oculares: Tumores ou câncer do OLHO.Proteínas de Neoplasias: Proteínas cuja expressão anormal (ganho ou perda) está associada com o desenvolvimento, crescimento ou progressão de NEOPLASIAS. Algumas proteínas de neoplasias são antígenos de tumores (ANTÍGENOS DE NEOPLASIAS), ou seja, induzem uma reação imunológica ao seu tumor. Muitas proteínas de neoplasia foram caracterizadas e são utilizadas como BIOMARCADORES TUMORAIS, quando são detectáveis nas células e nos líquidos do corpo como monitores da presença ou crescimento de tumores. A expressão anormal das PROTEÍNAS ONCOGÊNICAS está envolvida na transformação neoplásica, enquanto a perda de expressão das PROTEÍNAS SUPRESSORAS DE TUMOR está envolvida com a perda do controle do crescimento e progressão da neoplasia.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Neoplasias Nasais: Tumores ou câncer do NARIZ.Neoplasias Induzidas por Radiação: Tumores, câncer ou outras neoplasias produzidas por exposição a radiações ionizante ou não ionizante.Estudos Retrospectivos: Estudos nos quais os dados coletados se referem a eventos do passado.Neoplasias das Glândulas Salivares: Tumores ou câncer das GLÂNDULAS SALIVARES.Adenoma: Tumor epitelial benigno com organização glandular.Estadiamento de Neoplasias: Métodos que tentam expressar em termos replicáveis a extensão de neoplasias no paciente.Adenocarcinoma Papilar: Adenocarcinoma contendo prolongamentos digitiformes de tecido conjuntivo vascular coberto por epitélio neoplásico, projetando-se nos cistos ou na cavidade de glândulas ou folículos; ocorre mais frequentemente no ovário e na glândula tireoide. (Stedman, 25a ed)Neoplasias Colorretais: Tumores ou câncer do cólon, ou do RETO ou ambos. Entre os fatores de risco para o câncer colorretal estão colite ulcerativa crônica, polipose familiar do cólon, exposição a ASBESTO e irradiação do COLO DO ÚTERO.Carcinoma Papilar: Neoplasia maligna caracterizada por formação de numerosas projeções irregulares digitiformes e estroma fibroso coberto com uma camada superficial de células epiteliais neoplásicas. (Stedman, 25a ed)RNA Mensageiro: Sequências de RNA que servem como modelo para a síntese proteica. RNAm bacterianos são geralmente transcritos primários pelo fato de não requererem processamento pós-transcricional. O RNAm eucariótico é sintetizado no núcleo e necessita ser transportado para o citoplasma para a tradução. A maior parte dos RNAm eucarióticos têm uma sequência de ácido poliadenílico na extremidade 3', denominada de cauda poli(A). Não se conhece com certeza a função dessa cauda, mas ela pode desempenhar um papel na exportação de RNAm maduro a partir do núcleo, tanto quanto em auxiliar na estabilização de algumas moléculas de RNAm retardando a sua degradação no citoplasma.Neoplasias de Tecido Muscular: Neoplasias compostas de tecido muscular: esquelético, cardíaco ou liso. O conceito não se refere às neoplasias localizadas em músculos.Neoplasias Epiteliais e Glandulares: Neoplasias compostas por tecido glandular, um agregado de células epiteliais que elaboram secreções, e por qualquer tipo de epitélio por si mesmo. O conceito não se refere às neoplasias localizadas em várias glândulas ou no tecido epitelial.Neoplasias Intestinais: Tumores ou câncer dos INTESTINOS.Neoplasias Testiculares: Tumores ou câncer do TESTÍCULO. Tumores de células germinativas (GERMINOMA) do testículo constituem 95 por cento de todas as neoplasias testiculares.Neoplasias do Colo: Tumores ou câncer do COLO.Linfoma: Termo genérico para várias doenças neoplásicas do tecido linfoide.Cistadenocarcinoma Mucinoso: Tumor maligno cístico ou semissólido ocorrendo mais frequentemente no ovário. Raramente é sólido. Este tumor pode se desenvolver a partir de um cistadenoma mucinoso ou pode ser maligno desde o início. Os cistos são revestidos com células epiteliais colunares altas; em outros, o epitélio consiste de muitas camadas de células que perderam inteiramente as estruturas normais. Nos tumores mais indiferenciados, podem-se ver lâminas e ninhos de células tumorais que têm pouquíssima semelhança com a estrutura parental.Neoplasias de Tecidos Moles: Neoplasias de qualquer tipo celular ou de origem, que ocorre no arcabouço do tecido conjuntivo extraesquelético do corpo incluindo os órgãos de locomoção e suas várias estruturas componentes, tais como, nervos, vasos sanguíneos, linfáticos, etc.Adenoma de Células Hepáticas: Tumor epitelial benigno do FÍGADO.Neoplasias Hematológicas: Neoplasias localizadas no sangue ou em tecidos formadores de sangue (a medula óssea e o tecido linfático). As formas mais comuns são os vários tipos de LEUCEMIA, de LINFOMA e das formas potencialmente fatais e progressivas das SÍNDROMES MIELODISPLÁSICAS.Neoplasias Vasculares: Neoplasias localizadas no sistema vascular, como ARTÉRIAS e VEIAS. São diferenciadas das NEOPLASIAS DE TECIDO VASCULAR, como ANGIOFIBROMA ou HEMANGIOMA.Neoplasias Uterinas: Tumores ou câncer do ÚTERO.

*  PAULO ROBERTO HARBS: Março 2012
... colestase hepática, peliose hepática, hiperplasias e neoplasias) atribuídos aos compostos 17aa. Em relação à queima de gordura ...
http://pauloharbs.blogspot.com/2012/03/
*  N E W S: Menopausa e terapia hormonal
... doença hepática ou renal aguda; insuficiência hepática ou renal grave; hipertensão arterial severa e diabete mellitus ... Observam-se as causas adquiridas em pacientes portadoras de neoplasias; no ciclo gravídico-puerperal; com síndrome nefrótico; ...
http://newsbysoniasilvino.blogspot.com/2010/04/blog-post_23.html
*  Gene Repórter: Os baPho-s da fosfoetanolamina sintética
diagnosticado com câncer no pulmão com metástase na coluna e nos ossos (neoplasia maligna), já em estado avançado, com ... sob o fundamento de que padece de Adenocarcinoma de Colon com metástases hepática. Aduz que há 25 anos sofre de doença de Crohn ... visando ao fornecimento da substância Fosfoetanolamina sintética, sob o fundamento de que padece de Neoplasia de Pâncreas (CID ... visando ao fornecimento da substância Fosfoetanolamina sintética, sob o fundamento de que padece de ...
http://genereporter.blogspot.com.br/2015/10/os-bapho-s-da-fosfoetanolamina-sintetica.html
*  Câncer de mama em mulheres acima de 70 anos de idade: diretrizes para...
Palavras-chave: Mulheres; Idoso; Mamografia; Neoplasias da Mama/cirurgia; Neoplasias da Mama/quimioterapia; Neoplasias da Mama/ ... Embora não haja acordo sobre os efeitos relacionados à idade na capacidade de metabolização hepática, é consenso que o fígado ... Cerca de 20% das neoplasias malignas detectadas pela mamografia são carcinomas ductais in situ (CDIS) e a maioria não evolui ... Paclitaxel e docetaxel não devem ser utilizados em pacientes com insuficiência hepática, por apresentarem
http://docplayer.com.br/1355953-Cancer-de-mama-em-mulheres-acima-de-70-anos-de-idade-diretrizes-para-diagnostico-e-tratamento.html
*  Promover a Saúde Pública: SINTOMAS E SINAIS DAS DOENÇAS DO FÍGADO
tenho um problema no figado ha 10 anos, que ainda nao percebi muito bem, ja fiz 3 CPRE's , 2 biopticas hepaticas,fiz laquiaçao ... PODE TER SIRROSE OU CÂNCER.ESTOU COM MEU DIGIAGNÓSTICO:NEOPLASIAS PRIMÁRIAS E COLANGIOCARCINOMAS..ESTOU BEM ... ... Existe uma sintomatologia característica associada à doença hepática. Se algum desses sintomas se manifestar, não hesite em ... gostaria de saberqual o exame q. posso faser para saber se tenho doenças hepaticas ...
http://saude-publica.blogspot.com/2005/08/sintomas-e-sinais-das-doenas-do-fgado.html
*  Radiologia nota 10 é aqui Desde...
Teratoma - é uma neoplasia composta de múltiplos tecidos estranhos à região na qual ele se encontra. Os predominantemente ... SEGMENTAÇÃO HEPÁTICA (1) * Seios da face (1) * Seios paranasais (2) * Sídrome do túnel do carpo (1) ...
http://radiologianota10.blogspot.com/2012/03/mediastino.html
*  De acordo com a idade e com os esquemas recomendados, as crianças e jovens de...
Herval de Lacerda Bonfante Departamento de Farmacologia Doenças autoimunes Neoplasias Imunossupressores Redução ... Hipertensão arterial pulmonar Doença hepática crónica Insuficiência renal crónica Doença respiratória crónica Pré- ...
http://docplayer.com.br/2832524-De-acordo-com-a-idade-e-com-os-esquemas-recomendados-as-criancas-e-jovens-de-risco-para-dip-serao-vacinados-com.html
*  Câncer de Fígado, Causa, O que é Câncer de Fígado
Câncer de Fígado. Câncer de Fígado. O câncer primário de fígado pode ser: Hepatoma ou carcinoma hepatocelular - desenvolve-se a partir das células do fígado hepatócitos ; Carcinoma de ducto biliar - origina-se das células do ducto biliar. Tratamentos Quando o tumor está restrito a uma parte do fígado, a remoção cirúrgica é o tratamento mais adequado, seguida ou não de quimioterapia. Se mais do que ¾ do fígado já estão tomados pelo câncer ou quando já se espalhou para outras partes do corpo, a quimioterapia costuma ser a opção de tratamento para controlar o avanço da doença. O hepatocarcinoma ou Carcinoma Hepatocelular é o tumor primário maligno mais comum do fígado, é um dos tumores mais freqüentes da espécie humana. Alguns tumores hepáticos e tumores testiculares podem produzir essa substância que é detectada no sangue o que ajuda o médico no diagnóstico. O tratamento com quimioterapia está indicado quando se tem múltiplos hepáticos, acometendo os dois lados do órgão, tumores volumosos que invadem os vasos ...
http://portalsaofrancisco.com.br/alfa/cancer-de-figado/index.php
*  Cancro do fígado
... redirect hepatocarcinoma
https://pt.wikipedia.org/wiki/Cancro_do_fígado
*  Câncer no Figado - Tratamento
câncer no figado tratamento tratamento do câncer do fígado atualmente existem várias opções terapêuticas para o tratamento do câncer do fígado o câncer pode ser primário do próprio fígado ou metastático proveniente de outro órgão estas opções terapêuticas podem ser utilizadas individualmente ou associadas dependendo do tipo do tumor extensão e estado geral do paciente citamos ressecção do tumor hepático cirurgia transplante de fígado ablação por radiofrequência alcoolização quimioembolização quimioterapia sistêmica   todos os direitos reservados clínica gbs serviços médicos criação de designer emerson alve s
http://tratamentodofigado.com.br/cancer-no-figado.html
*  Categoria:Carcinógenos do grupo 2A do IARC
categoria carcinógenos do grupo a do iarc categoria carcinógenos do grupo a do iarc categoria carcinógenos
https://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:Carcinógenos_do_grupo_2A_do_IARC
*  Categoria:Carcinógenos do grupo 2B do IARC
categoria carcinógenos do grupo b do iarc categoria carcinógenos do grupo b do iarc categoria carcinógenos
https://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:Carcinógenos_do_grupo_2B_do_IARC
*  Carcinoma hepatocelular
... redirect hepatocarcinoma
https://pt.wikipedia.org/wiki/Carcinoma_hepatocelular
*  Imuno-histoquímica
A coloração imuno histoquímica é amplamente utilizada no diagnóstico de células anormais, tais como aquelas encontradas em neoplasias. Actina : marcador mioepitelial; útil para leiomiossarcoma positivo, câncer papilar de mama negativo e outros; Alfafetoproteína AFP : marcador de tumores de células germinativas seio endodérmico e carcinoma hepatocelular ; BCL-2: é uma oncoproteína ; linfoma folicular x hiperplasia reacional, subtipos de linfomas, carcinomas e sarcomas; CA 125: Marcador de carcinoma de ovário, vesículaseminal, colo uterino, endométrio, trato gastrintestinal, tireóide e mama; CEA antígeno cárcino-embriônico : marcador de antígeno oncofetal - subtipos de adenocarcinoma, carcinoma hepatocelular padrão canalicular, negativo no mesotelioma. Depois de uma metástase ter sido determinada como um carcinoma, por exemplo, um painel de tecidos ou órgãos marcadores específicos podem ser usados em uma tentativa de determinar ou sugerir a origem.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Imuno-histoquímica
*  .. MUJER .. f16646 1 .. F16646 1 .. Mujer .. Acero inoxidable .. Tratamiento PVD .. Circonitas .. E
mujer boyfriend ceramic dream mademoiselle f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f f mujer acero inoxidable tratamiento pvd circonitas estanqueidad atm cristal mineral analã gico piel cuarzo
http://festina.com/colecciones/mujer/golden-dream/f16646_1/
*  Mulher que tem doença que a deixa com barba, assume aparência e se diz mais feliz... - Hora do Val
mulher que tem doença que a deixa com barba assume aparência e se diz mais feliz hora do vale início quem somos contato anuncie contato horadovale com menu menu paraíba vale do piancó aguiar boa ventura catingueira conceição coremas curral velho diamante emas ibiara igaracy itaporanga nova olinda olho d água pedra branca piancó santa inês santana de mangueira santana dos garrotes são josé de caiana serra grande política policial geral social whatsapp visitantes online o vale do piancó virou notícia início inusitado mulher que tem doença que a deixa com barba assume aparência e se diz mais feliz mulher que tem doença que a deixa com barba assume aparência e se diz mais feliz americana tem uma condição que provoca o crescimento excessivo de pelos pelo rosto crédito reprodução de junho de a americana rose geil de anos decidiu aderir à barba após anos de luta contra uma condição que provoca o crescimento excessivo de pelos pelo rosto aos anos ela começou a sofrer com excesso de pelos e passou a raspar o queixo ...
http://horadovale.com.br/2016/06/mulher-que-tem-doenca-que-deixa-com.html
*  Search Results for "Liver Diseases" "1850-1899"
Search Results for Liver Diseases 1850-1899. Subjects Liver Diseases 7. Authors Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. 1 Crissiuma, Ernesto de Freitas. Titles Do diagnostico das molestias do figado e seu tratamento: these apresentada á Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro 2. On diseases of the liver 2. Clinical lectures on diseases of the liver, jaundice, and abdominal dropsy 1. Da diagnostico das molestias do figado e seu tratamento: these apresentada á Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro 1. Dates by Range 1850-1899 7. Subjects Liver Diseases Remove constraint Subjects: Liver Diseases Dates by Range 1850-1899 Remove constraint Dates by Range: 1850-1899 Start Over 1 - 7 of 7 Sort by relevance. On diseases of the liver. Author s : Budd, George, 1808-1882 Publisher: Philadelphia : Blanchard and Lea, 1857 Subject s : Liver Diseases. On diseases of the liver. Author s : Budd, George, 1808-1882 Publisher: Philadelphia : Blanchard and Lea, 1853 Subject s : Liver Diseases. Holbrook, 1878 Subject s : ...
http://collections.nlm.nih.gov/?f[drep2.subjectAggregateDisplay][]=Liver Diseases&f[example_query_facet_field][]=years_1850&per_page=50
*  Casos registrados • Hepatopatias; Doenças do Fígado
A imagem latente de ressonância magnética foi encontrada para ser útil em diferenciar estes quistos de outras lesões. As concentrações do CA 19-9 devem ser interpretadas com cuidado nos pacientes com infecção hepática intrínseca ou obstrução biliar. Níveis de hormona elevados do crescimento nos pacientes com infecção hepática crônica não alcoólica. Embora a associação de níveis levantados do GH nos pacientes com cirrose alcoólica seja conhecida, sua ocorrência nos pacientes com infecção hepática crônica não alcoólica não é estabelecida inteiramente. Sarcoidosis do fígado que mostra os septos intrahepatic de baixa densidade no tomography computado do postcontrast. Os autores apresentam um paciente com o sarcoidosis maciço do fígado, mostrando somente a hepatomegalia ligeira no tomogram computado precontrast e em septos intrahepatic de baixa densidade múltiplos no tomogram computado postcontrast. Somente alguns casos demonstraram uma área intrahepatic da baixa densidade em tomograms computados. Neste ...
http://lookfordiagnosis.com/cases.php?term=Hepatopatias&lang=3&from=2090
*  Cicatrização
... redirect cicatriz cicatrização
https://pt.wikipedia.org/wiki/Cicatrização
*  ALIMENTOS QUE PREJUDICAM O FÍGADO
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Alimentos que prejudicam o fígado Alimentos que prejudicam o fígado. Saiba quais os alimentos capazes de prejudicar o fígado e que devem ser evitados por portadores de doenças hepáticas. A alimentação é uma ferramenta muito poderosa e pode tanto proporcionar mais saúde como também acabar provocando algumas doenças e atrapalhando o adequado funcionamento do organismo. Fique por dentro do assunto e saiba quais os alimentos que prejudicam o fígado. O excesso da ingestão de álcool, bem como outras substâncias como medicamentos e drogas, é capaz de lesar diretamente as células hepáticas. Outro tipo de agressão, comumente relacionado à alimentação inadequada, é esteatose hepática , um problema que afeta cerca de 20% dos brasileiros e corresponde ao acúmulo de gordura no fígado. Saiba quais os alimentos que podem prejudicar o fígado e merecem ser evitados por pessoas portadoras de problemas hepáticos:. Até mesmo o famoso cálice diário de vinho tinto, que está ...
http://mundodastribos.com/alimentos-que-prejudicam-o-figado.html
*  Sabe para que serve o fígado? - Sabia que ....Curiosidades
Sabe para que serve o fígado. - Sabia que ....Curiosidades. Tweetar. Politica de Privacidade. Home. Sabe para que serve o fígado. Sabe para que serve o fígado. Tweet. Todos os órgãos do corpo são importantes nas suas diversas funções. Uns mais do que outros. Sem considerar os duplos, que em caso de problema num, tem o outro para compensar, o fígado é dos órgãos individuais mais importantes comparado talvez ao coração ou cérebro. Se alguns órgãos têm uma função única, apesar da necessidade do seu funcionamento, o fígado tem a missão de executar mais de 500 funções no organismo. Por isso deve ser tratado com cuidado pois também sem ele, não há vida. Artigos relacionados:. Sabe o valor dos seus órgâos. Ninguém questiona a importância de cérebro, coração ou pulmões para o funcionamento do corpo humano e manutenção da vida. São os mais evidentes e de reconhecimento imediato. Embora haja outros sem os quais conseguimos sobreviver, há pelo menos um, a. Com quantos órgãos consegue viver. Todos os órgãos são ...
http://sabia-que.com/sabe-para-que-serve-o-figado/
*  Categoria:Hormônios do fígado
categoria hormônios do fígado categoria hormônios do fígado fígado hormonios figado
https://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:Hormônios_do_fígado
*  The impact of pediatric liver transplantation on family relations
... O impacto do transplante hep tico infantil na din mica familiar. The impact of pediatric liver transplantation on family relations. ABSTRACT This study attempts to understand the impact of pediatric liver transplantation on family relations. Mothers were interviewed about family relationships in the context of pediatric liver transplantation. Hor rios individuais foram agendados para a realiza o da Entrevista sobre a experi ncia da maternidade e o relacionamento familiar no contexto do transplante hep tico infantil Anton Piccinini, 2006b. Uma das m es comentou que, de certa forma, a situa o de doen a e necessidade de transplante surgiu como um desafio na vida do casal, j que impunha uma s rie de restri es dif ceis de manejar, segundo sua perspectiva, principalmente quando se est iniciando uma vida conjugal: Era complicado a vida da gente. No entanto, quando retornaram para casa, considerou que a vida voltou ao normal: "No tempo que a gente ficou no hospital [a doen a interferiu], mas do contr ...
http://scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722010000200001&lng=en&nrm=iso&tlng=pt
*  Transplante de fígado
É uma conduta terapêutica indicada para pacientes com doenças crônicas ou incuráveis do fígado e/ou da vesícula biliar. Starzl desempenhou vários transplantes adicionais ao longo dos anos seguintes antes que o primeiro sucesso de curto prazo pudesse ser atingido em 1967, quando houve o primeiro paciente que sobreviveu durante 1 ano após o transplante. Nos Estados Unidos, a taxa de sobrevivência no primeiro ano é de 80-85% e os resultados continuam a melhorar, ainda que o transplante de fígado ainda seja um procedimento com complicações frequentes. O transplante de fígado é potencialmente aplicável para qualquer condição crônica ou aguda que resulte em disfunção hepática irreversível – uma vez que o paciente receptor não seja portador de outras condições que possam inviabilizar um transplante bem sucedido. A maioria dos transplantes são feitos para doenças hepáticas crônicas que levaram a uma fibrose irreversível do fígado, ou cirrose hepática. Existem, já em aplicação e em fase de testes, mais de um ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Transplante_de_fígado
*  Demi-Lee Brennan
demi lee brennan demi lee brennan demi lee brennan é uma australiana que após ter feito um transplante de fígado seu organismo reorganizou se mudando seu tipo sanguíneo e seu sistema imunológico histórico aos nove anos demi lee teve que passar por um transplante de fígado pois tinha insuficiência hepática aos quinze anos a menina surpreendeu os médicos do sydney s westmead children s hospital tendo seu sistema imunológico substituído pelo doador categoria australianos categoria pessoas receptoras de transplantes de órgãos
https://pt.wikipedia.org/wiki/Demi-Lee_Brennan
*  ALIMENTE-SE COM SABEDORIA!: ALIMENTAÇÃO BALANCEADA MANTÉM O FÍGADO SAUDÁVEL E LIVRE DE TOXINAS.
... NUTRIÇÃO SAÚDE. ALIMENTAÇÃO BALANCEADA MANTÉM O FÍGADO SAUDÁVEL E LIVRE DE TOXINAS. O fígado. Não é força de expressão dizermos que o funcionamento inadequado do fígado - causado por hábitos de vida nocivos - influencia a saúde e a aparência. Uma alimentação desbalanceada e inadequada - repleta de alimentos gordurosos, conservantes, agrotóxicos, refinados farinha branca e açúcar e bebidas alcóolicas - sobrecarrega o órgão responsável por efetuar a limpeza do nosso organismo. O exagero no consumo de gorduras e açúcares torna o organismo vulnerável a doenças oportunistas, como o diabetes e a obesidade. Em geral basta incluir em sua alimentação diária as seguintes combinações: - Três a quatro porções de frutas e vegetais; - Uma porção de leguminosas; - Uma a duas porções de proteína magra; - Quatro a cinco porções de carboidratos integrais, de preferência; - Uma porção de gordura saudável. Uma ótima maneira de estipular um plano de perda de peso é incluindo esses alimentos em sua alimentação diária, eles ...
http://alimentesecomsabedoria.blogspot.com/2012/08/alimentacao-balanceada-mantem-o-figado.html
*  Sintomas de doença hepática descompensada | eHow Brasil
Sintomas de doença hepática descompensada. Sintomas de doença hepática descompensada. Sintomas de doença hepática descompensada. Doen a hep tica descompensada significa que o f gado est danificado e n o funciona mais. H v rias causas para danos no f gado, uma delas o consumo cont nuo de lcool. Al m disso, defici ncia severa de vitaminas lipossol veis geralmente encontradas em pessoas com doen a inflamat ria do intestino tamb m podem causar esse problema. Hepatites B e C tamb m podem causar danos ao f gado, assim como problemas card acos cr nicos, doen as gen ticas, metab licas, autoimunes e alguns parasitas. Isso doen a hep tica descompensada. Nos primeiros est gios da doen a hep tica causada por consumo de lcool, h mudan as de gordura no f gado, embora voc n o possa notar que algo esteja acontecendo. Essas mudan as no f gado s o revers veis, mas s podem ser detectadas por testes de sangue. Indiv duos com sintomas mais avan ados de doen a hep tica descompensada saber o que est o doentes se prestarem aten o ...
http://ehow.com.br/sintomas-doenca-hepatica-descompensada-sobre_52799/
*  Investigação: Cirroses provocadas por hepatite C podem ser reversíveis | ALERT® ONLINE - PT
Investigação: Cirroses provocadas por hepatite C podem ser reversíveis. Integrating the Healthcare Enterprise Certificados de interoperabilidade Agendar uma demonstração Mobile Portal de saúde. Investigação: Cirroses provocadas por hepatite C podem ser reversíveis. 05 maio 2002. De acordo com um estudo realizado por uma equipa internacional de investigadores, as cirroses provocadas pela hepatite C são reversíveis e podem retroceder com um tratamento combinado de ribavarina e interferão peguilado de acção prolongada. A equipa, liderada pelo professor Thierry Poynard, do hospital parisiense Pitié-Salpetrier, estudou mais de três mil doentes com hepatite C que seguiram tratamentos diferentes com ribavarina um retroviral, interferão simultaneamente um antiviral e modulador de defesas imunitárias ou associações dos dois. Os melhores resultados, com até 73 por cento de respostas positivas, foram obtidos com uma combinação de ribavirina e interferão peguilado, indica o estudo, publicado na edição de Maio da revista ...
http://alert-online.com/pt/news/health-portal/investigacao-cirroses-provocadas-por-hepatite-c-podem-ser-reversiveis
*  O FÍGADO E SUAS DOENÇAS: O QUE VOCÊ PRECISA SABER: Janeiro 2009
As maiores causas de cirrose em pacientes com tal tipo de câncer são: infecção crônica pelo vírus da hepatite B VHB e C VHC, doença hepática alcoólica e esteato-hepatite não alcoólica. Outros fatores de risco menos comuns para doenças hepáticas crônica e câncer de fígado primário seriam: esteato-hepatite não-alcoólica, obesidade, diabetes mellitus, hábito de fumar tabaco entre portadores de cirrose hepática pelo VHB ou VHC e finalmente pelo uso de contraceptivo oral. Como já se relatou, mais de 80% dos pacientes que apresentam câncer primário de fígado são portadores de cirrose hepática. Hepatite aguda pelo vírus da hepatite B VHB José Carlos Ferraz da Fonseca Médico especialista em Doenças do Fígado Hepatologia Imagem ilustrativa do VHB sob domínio público na internet. Este vírus tem uma predileção pelo fígado e pode ocasionar um estado de portador crônico do VHB por toda a vida sem doença hepática ou progredir para as formas mais graves de doença que acometem o fígado, como cirrose hepática e câncer ...
http://drjcfonsecaeofigado.blogspot.com/2009_01_01_archive.html
*  Cirrose Hepática - Perguntas Mais Freqüentes
Outras causas comuns são a hepatite B, medicações tóxicas ao fígado, hepatite autoimune, esteato-hepatite não alcoólica que tende a ser a principal causa de cirrose na próxima década, cirrose biliar primária, colangite esclerosante primária, hemocromatose e doença de Wilson. Mas a doença que levou à cirrose pode ser contagiosa, especialmente as hepatites B e C. O fígado é um órgão com grande reserva funcional, ou seja, só quando estiver muito comprometido leva ao aparecimento dos sintomas. Nos casos mais graves, aumento do abdome por acúmulo de líquidos chamado de ascite, pele e olhos amarelos icterícia, aumento das mamas em homens, hematomas espontâneos na pele, sonolência, tremores, cãibras e confusão mental. Mesmo naqueles com cirrose, pode atrasar o aparecimento dos sintomas. A cirrose é a conseqüência de diversas doenças do fígado, que devem ser tratadas antes de se chegar à cirrose para evitar que ela se desenvolva ou durante a cirrose para evitar ou lentificar a sua ...
http://hepcentro.com.br/ch_-_faq.htm
*  Enfermagem: a arte de cuidar... o dom de amar !: Cirrose Hepatica
QUE É A CIRROSE HEPÁTICA. O tecido cicatrizal que se forma na cirrose hepática dana a estrutura do fígado, bloqueando o fluxo de sangue através do órgão. As pessoas que têm cirrose com frequência têm poucos sintomas ao princípio da doença. Hipertensão portal e/ou varizes. Também revisará o estado de saúde do seu fígado exercendo pressão na área circundante. Provas de sangue. O médico pode recomendar uma biópsia ao fígado para confirmar o diagnóstico de cirrose. A biópsia hepática realiza-se por meio da inserção de uma agulha através da pele até ao fígado para tomar amostras do tecido hepático. No caso de pessoas que têm hepatite viral, o médico poderia administrar-lhe esteróides ou medicamentos anti-virais para reduzir o dano á célula hepática. Certos medicamentos podem ser recomendados para controlar alguns síntomas da cirrose como ardência e a acumulação de líquido no corpo edema. Através da alimentação e terapia com medicamentos /fármacos pode-se melhorar a função mental que se encontra alterada por causa ...
http://enfermagem-amoreiracampos2011.blogspot.com/2012/04/cirrose-hepatica.html
*  Instrumentos de Medição - Compare e veja onde comprar e o menor preço de Instrumentos de Mediçã
... o. Categorias. Pneu para Automóveis. Pneu para Caminhão. Pneu para Moto. Construção e Ferramentas. Construção e Ferramentas. Aparadores de Grama. Cortadores de Grama. Esmerilhadeira. Furadeiras e Parafusadeiras. Lavadora de Alta Pressão Elétrica. Eletrodomésticos. Eletrodomésticos. Adega. Climatizador de Ar. Coifas. Cortina de Ar. Depurador de Ar. Geladeira / Refrigerador. Máquina de Lavar Roupas. Microondas. Purificador de Água. Secadora de Roupas. Aparelho de Som. Vitrolas e Toca Discos. Laminador de Massa. Aquecedor de Ambientes. Aspirador de Pó. Batedeira. Centrífuga de Alimentos. Churrasqueiras. Ferro de Passar Roupas. Fritadeira. Máquina de Costura. Processador de Alimentos. Torradeira. Bicicletas. Bicicletas Ergométricas. Esteiras Ergométricas. Simulador de Caminhada. Console de Videogame. Jogos para Consoles. Coletor de Dados. Confira e compare os diversos modelos de Instrumentos de Medição, são 25497 ofertas e 22 Marcas em diversos estabelecimentos. Compare e veja onde encontrar as principais ...
http://macofertas.com.br/instrumentos-de-medicao
*  Bateria Classe A - procedimentos troca - testes - Página 3
Na Shadow que eu tinha, só dava a partida com a embreagem acionada se a estivesse com alguma marcha engatada. Pois bem, como a bateria já deve ter uns dois anos, resolvi fazer um orçamento para trocar. A surpresa foi que não estou encontrando bateria de 65ah aq no Rio... para todos que eu ligo, me informam que a de 65ah não vende, não fabrica mais, os catálogos informam q pro classe A é 60ah, blá, blá, blá... A bateria de 70ah cabe no classe A. R$ 100,00 no preço entre uma de 60ah e uma de 70ah. Re: Bateria Classe A - procedimentos troca - testes por miltonguedes em Sab 13 Jun 2009 - 18:48. to com uma de uma delco de 70 entrou meio apertado mais é show de bola sei que dificilmente ficarei na mão por esquecer alguma coisa ligada!!falando em elétrica me roubaram a capinha da antena!. pensei que tinha algum grilo colcoar bateria com amperagem bem maior que a nominal... 65 ah beleza por conta de algum acrescimo de eletrônicos, mas dai a 70ah, não há nem um problema com o pico de corrente na ...
http://portalmercedes.com/t5829p50-bateria-classe-a-procedimentos-troca-testes
*  O FÍGADO E SUAS DOENÇAS: O QUE VOCÊ PRECISA SABER
O fígado doente e o cansaço fácil fadiga José Carlos Ferraz da Fonseca. Quando o sintoma cansaço permanece como queixa por mais de seis meses, dizemos que o paciente é portador da Síndrome da fadiga crônica. Sim, o cansaço é provavelmente o sintoma mais comum e debilitante entre os pacientes com doença hepática. Nos pacientes com doença hepática crônica, o cansaço pode ocorrer em qualquer horário do dia, contudo a queixa é mais freqüente no período vespertino. De onde provém o cansaço fácil entre os pacientes com doença hepática. No fígado normal, estas substâncias são sintetizadas e vão suprir o organismo de energia e outras coisas mais leia neste blog artigo sobre o que faz o fígado. Diuréticos utilizados no tratamento da cirrose hepática podem provocar espoliação do sódio e potássio, ocasionando também queixa de cansaço fácil. Outras drogas utilizadas no tratamento das formas crônicas de hepatite, como a ribavirina, o interferon convencional ou peguilado, são incriminadas como responsáveis pela fadiga e ...
http://drjcfonsecaeofigado.blogspot.com/2009/04/o-figado-doente-e-o-cansaco-facil.html
*  Emergência (Classe A semi-automática não engata 2a. marcha ) - Solucionado!!!
Emergência Classe A semi-automática não engata 2a. Emergência Classe A semi-automática não engata 2a. Emergência Classe A semi-automática não engata 2a. Boa tarde senhores,me desculpem se já existir algum tópico sobre o câmbio da classe a semi automática porém estou na rua e no celular,meu veículo quando engato a segunda ele trava o câmbio só fica no neutro e segunda as vezes ele destrava quando freio,estou andando pulando da 1 para a 3 sem usar a segunda,o que pode ser. por valderifs em Sex 11 Dez 2015 - 20:34. Senhores,fuçando aqui no portal e em outros consegui resolver o problema,era a asteróide plástica em baixo do reservatório de água,acima do trambulador que desprendeu de uma ponta,recoloquei e ficou show,valeu pessoal. por valderifs em Sab 12 Dez 2015 - 11:34. Nascimento, que ótimo que você conseguiu solucionar, nos é que lhe agradecemos o retorno!!! Nessas emergências na rua tem fazer isso mesmo, abre o tópico avisando e se está ou não no lugar certo a gente olha ...
http://portalmercedes.com/t27102-emergencia-classe-a-semi-automatica-nao-engata-2a-marcha-solucionado
*  Cirrose Hepática – Ascite volumosa
lazaro borges de carvalho comenta: 8 julho, 2009 @ 11:57 AM meu pai tem essa doença siroze hepática estou com muito medo de o perde esta doença tem cura.e muito importante oque voçes fazem deichando agente mais imformados.sou de salinas mg somos de familia muito umildio e minha maé esta muito preocupada com a saúde dele porque toda pessoa tem que te mais uma chance na vida e prá ele ter mais chance ele vai ter de de depender de alguém se enteresar no nosso casso ajude o meu pai 03891825930 ou 3838414911 falar com fátima adriana comenta: 26 outubro, 2009 @ 5:17 PM meu pai tem cirrosehepatica e ascite volumosa desejaria saber se existe tratamento para essa doença. neide comenta: 18 agosto, 2010 @ 9:52 PM meu sogro e portador da cirrose hepatica a mais ou menos 6 anos, mais ele escondeu de todos ate que um anos atraz veio adona, teve sangramento alto ficou em coma por conta disso, e nunca mais ele teve vida normal, vive mais no hopital doque em casa,os medicos já falarão para mim não compra os ...
http://medicinageriatrica.com.br/2008/03/05/caso-clinico-cirrose-hepatica/
*  Doença hepática gordurosa não alcoólica
... info patologia nome doença hepática gordurosa não alcoólica imagem legenda diseasesdb cid cid doença hepática gordurosa não alcoólica dhgna é uma inflamação gordurosa do fígado quando esta não é causada por consumo excessivo de álcool está relacionada à resistência à insulina e à síndrome metabólica e pode responder aos tratamentos originalmente a outros estados de resistência à insulina por exemplo a diabetes mellitus tipo como a perda de peso metformina e tiazolidinediona s a esteatohepatite não alcoólica eena ehna ou nash é a forma mais extrema da doença hepática gordurosa não alcoólica que pode ser considerada com uma das principais causas de cirrose do fígado de causa desconhecida desenvolvidos par categoria gastroenterologia categoria hepatites zh 肝炎 非酒精性脂肪性肝炎
https://pt.wikipedia.org/wiki/Doença_hepática_gordurosa_não_alcoólica
*  FÍGADO GORDUROSO (ESTEATOSE HEPÁTICA) « Endoclínica
FÍGADO GORDUROSO ESTEATOSE HEPÁTICA Endoclínica. Endoclínica Corpo Clínico. Exames. Exames mais solicitados. Demais exames. Convênios. Pesquisa Clínica. Informativos. Público Geral. Profissionais. Perguntas Frequentes. Contato. FÍGADO GORDUROSO ESTEATOSE HEPÁTICA. Home / Uncategorized / FÍGADO GORDUROSO ESTEATOSE HEPÁTICA. FÍGADO GORDUROSO ESTEATOSE HEPÁTICA. 24/01/2011 por Dr. Sergio Gomez FÍGADO GORDUROSO ESTEATOSE HEPÁTICA. A esteatose hepática é o acúmulo excessivo de gordura no fígado. Este acúmulo é mais freqüente em mulheres entre 40 e 60 anos, com sobrepeso ou obesidade acompanhada de diabetes mellitus e aumento de colesterol e triglicérides no sangue. Porém pode acometer pessoas de ambos os sexos e em qualquer idade. A incidência varia de 60 a 90% dos obesos. Devemos distinguir dois tipos de esteatose: aquela mais frequente ligada ao consumo de álcool e a menos frequentes que não depende da ingestão alcoólica, mas está relacionada à obesidade e ao diabetes. Esta gordura aumenta conforme o peso do ...
http://endoclinicasp.com.br/informativos/uncategorized/figado-gorduroso-esteatose-hepatica/
*  Fibras solúveis no tratamento da doença hepática gordurosa não-alcoólica: estudo piloto
... . . . Serviços Personalizados. Artigo. Português pdf. Artigo em XML. Referências do artigo. Como citar este artigo. Tradução automática. Enviar este artigo por email. Indicadores. Citado por SciELO. Acessos. Links relacionados. Citado por Google. Similares em SciELO. Similares em Google. Compartilhar. Mais. Mais. Arquivos de Gastroenterologia. versão impressa ISSN 0004-2803 versão On-line ISSN 1678-4219. Resumo. ROCHA, Raquel ; COTRIM, Helma P. ; SIQUEIRA, Ana Cristina e FLORIANO, Shirley. Fibras solúveis no tratamento da doença hepática gordurosa não-alcoólica : estudo piloto. Arq. Gastroenterol. 2007, vol.44, n.4, pp.350-352. ISSN 0004-2803. http://dx.doi.org/10.1590/S0004-28032007000400013. O presente estudo piloto avaliou a eficácia de fibras solúveis no tratamento da doença hepática gordurosa não-alcoólica. Foram incluídos 12 pacientes que receberam 10 g/dia de fibras solúveis oral por 3 meses. Após o tratamento, observou-se redução nos valores do índice de massa corporal, circunferência da cintura ...
http://scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0004-28032007000400013&lng=pt&nrm=iso
*  Fibras solúveis no tratamento da doença hepática gordurosa não-alcoólica: estudo piloto
... . . . Services on Demand. Journal. SciELO Analytics. Google Scholar H5M5. Article. Portuguese pdf. Portuguese epdf. Article in xml format. Article references. How to cite this article. Automatic translation. Indicators. Cited by SciELO. Access statistics. Related links. Cited by Google. Similars in SciELO. Similars in Google. Share. More. More. Permalink. Arquivos de Gastroenterologia. Print version ISSN 0004-2803 On-line version ISSN 1678-4219. Abstract. ROCHA, Raquel ; COTRIM, Helma P. ; SIQUEIRA, Ana Cristina and FLORIANO, Shirley. Fibras solúveis no tratamento da doença hepática gordurosa não-alcoólica : estudo piloto. Arq. Gastroenterol. 2007, vol.44, n.4, pp.350-352. ISSN 0004-2803. http://dx.doi.org/10.1590/S0004-28032007000400013. O presente estudo piloto avaliou a eficácia de fibras solúveis no tratamento da doença hepática gordurosa não-alcoólica. Foram incluídos 12 pacientes que receberam 10 g/dia de fibras solúveis oral por 3 meses. Após o tratamento, observou-se redução nos valores do ...
http://scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0004-28032007000400013&lng=en&nrm=iso&tlng=pt
*  Doença hepática gordurosa não-alcoólica
doença hepática gordurosa não alcoólica doença hepática gordurosa não alcoólica redirect doença hepática gordurosa não alcoólica
https://pt.wikipedia.org/wiki/Doença_hepática_gordurosa_não-alcoólica
*  Doença hepática gordurosa
... redirect fígado gorduroso
https://pt.wikipedia.org/wiki/Doença_hepática_gordurosa
*  O que é fígado gorduroso e como preveni-lo - Dicas sobre saúde
... Dicas sobre saúde. Dicas saúde. O que é fígado gorduroso e como preveni-lo Mateus. O fígado é um órgão de grande importância para o nosso corpo e uma das doenças mais populares que o afetam o fígado gorduroso. Nós dizemos do que se trata esta doença e como preveni-la para preservar a saúde do corpo. O que é o fígado gorduroso. Para prevenir esta doença do fígado, é melhor levar um estilo de vida ativo e manter um peso corporal dentro dos parâmetros normais, como o excesso de peso e gordura corporal pode causar deposição de ectópica de lipídios e seu acúmulo no fígado. Alguns bons hábitos de vida e bom controle de doenças como diabetes, obesidade e dislipidemia, muitas vezes são os pilares para evitar que o fígado gorduroso seja considerado um fator de risco para a saúde do corpo. Se você costuma ingerir muito medicação que é processado no fígado ou que você costuma ter dor significativa no meio superior e lateral direita do tronco, o nosso conselho é consultar um profissional de saúde e cuidar mais do ...
http://dicassobresaude.com/o-que-e-figado-gorduroso-e-como-preveni-lo/
*  Esteatose
A esteato-hepatite não-alcoólica EHNA, ou NASH, do inglês "nonalcoholic steatohepatitis" é uma doença hepática gordurosa não alcoólica DHGNA onde a presença da esteatose está relacionada a uma inflamação no fígado hepatite. A esteatose hepática, ou "fígado gorduroso", é o simples acúmulo de gorduras nas células do fígado, enquanto que a esteato-hepatite é o acúmulo de gorduras com inflamação do fígado. Muitas doenças podem se manifestar no fígado como esteatose associada ou não à inflamação. Algumas estão associadas a distúrbios no metabolismo de gordura em todo o organismo com o acúmulo de gordura no fígado, mas não necessariamente. Medicamentos e substâncias tóxicas como a tetraciclina podem levar a inflamação e degeneração gordurosa do fígado através de lesão nas mitocôndrias do fígado, levando à incapacidade de metabolizar adequadamente as gorduras no órgão e ainda levar à destruição de células e inflamação. Outras ainda podem ser erroneamente diagnosticadas como esteatose por confundirem exames de ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Esteatose
*  Sabia que a esteatose pode causar cirrose? - Encontro Indica
MENU Atualidade Cultura Gastrô Sociedade | H!T Fotos Encontro Versão Digital Assine já Leia também a versão digital Compartilhe Confira o Facebook Confira o Twitter Confira o Google + Confira o Youtube Atualidade Cultura Gastrô Sociedade | H!T Fotos Encontro Versão Digital Capa Atualidades Sabia que a esteatose pode causar cirrose? Sabia que a esteatose pode causar cirrose? Essa doença é provocada pela gordura que se acumula no fígado, e pode evoluir para uma inflamação mais crônica e até câncer por Da redação com assessorias 12/05/2015 12:32 Facebook Google+ Twitter 0 Comentarios Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir esta página Corrigir conteudo Enviar por email INFORMAÇÕES PESSOAIS: RECOMENDAR PARA: - AMIGO + AMIGOS INFORMAÇÕES PESSOAIS: CORREÇÃO: Enviar Enviar Preencha todos os campos. A famosa 'barriguinha' pode levar ao acúmulo de gordura no fígado, o que é uma das causas da esteatose (foto: Ohall.com.br/Reprodução) Muitas vezes, o pneuzinho ...
http://revistaencontro.com.br/app/noticia/atualidades/2015/05/12/noticia_atualidades,153374/sabia-que-a-esteatose-pode-causar-cirrose.shtml
*  Esteatose Hepática ou Fígado Gorduroso | Nutrição Clínica
Para estudantes de nutrição e nutricionistas. Esteatose Hepática: Definição e Implicações Nutricionais A esteatose hepática , conhecida popularmente como fígado gorduroso, é uma alteração caracterizada por um acúmulo excessivo de lipídeos, mais comumente os triglicerídeos , nos hepatócitos, células funcionais do fígado, ocasionando uma mudança na morfofisiologia destas células, e consequentemente gerando mudanças no metabolismo. Esse acúmulo de lipídeos nos hepatócitos pode acontecer por um aumento na oferta destes nutrientes pela dieta, o que faz com que a capacidade dos hepatócitos esteja comprometida e estes nutrientes não sejam metabolizados e exportados para o tecido adiposo ou por uma deficiência na produção de lipoproteínas, as chamadas VLDL's, responsáveis por esta exportação. O não tratamento da esteatose pode ocasionar uma destruição progressiva dos hepatócitos, com possível ocorrência de fibrose e perda da funcionalidade do fígado - quadro denominado de cirrose hepática e, em casos mais graves ...
http://nutricio.com.br/esteatose-hepatica.htm
*  Esteatose Hepática Não-alcoólica | MedicinaNET
Já em 1979, foi descrita por Adler a relação entre o achado de esteatose hepática e cirrose em pacientes obesos. Em 1980 foi criado um termo específico para a síndrome, quando Ludwig publicou a experiência da Mayo Clinic com pacientes obesas e diabéticas; desta feita, o termo utilizado para descrição destes pacientes era de esteato-hepatite não-alcoólica ou NASH nonalcoholic steatohepatitis. A prevalência também é dependente da presença de fatores de risco na população estudada. O problema em determinar aumento da resistência à insulina é que o teste padrão-ouro, chamado clamp-test, não é factível de realizar-se na prática clínica, necessita de infusão de glicose e insulina, não pode ser feito para rastreamento da doença e é aplicável apenas em estudos clínicos, sendo, portanto, um teste invasivo e com necessidade de monitoração, mesmo após o final do teste, devido ao risco de hipoglicemia tardia. Os pacientes com resistência à insulina também apresentam aumento da lipase hormôniossensível, que também se ...
http://medicinanet.com.br/conteudos/artigos/1582/esteatose_hepatica_nao_alcoolica.htm
*  Esteatoepatite não-alcoólica
esteatoepatite não alcoólica esteatoepatite não alcoólica redirect doença hepática gordurosa não alcoólica
https://pt.wikipedia.org/wiki/Esteatoepatite_não-alcoólica
*  Esteatohepatite não-alcoólica
esteatohepatite não alcoólica esteatohepatite não alcoólica redirect doença hepática gordurosa não alcoólica
https://pt.wikipedia.org/wiki/Esteatohepatite_não-alcoólica
*  DHGNA
... redirect doença hepática gordurosa não alcoólica
https://pt.wikipedia.org/wiki/DHGNA
*  Pancreatoblastoma
... info patologia nome pancreatoblastoma imagem legenda diseasesdb cid cid icdo omim medlineplus emedicinesubj emedicinetopic meshid pancreatoblastoma é um tipo raro de cancro do pâncreas que ocorre principalmente durante a infância e apresenta geralmente prognóstico positivo categoria cancro do pâncreas
https://pt.wikipedia.org/wiki/Pancreatoblastoma
*  FOLFIRINOX
... é um protocolo quimoterapêutico para o tratamento de cancro do pâncreas avançado é composto por quatro fármacos fol ácido folínico um derivado de vitamina b que modula potencia reduz os efeitos secundários da fluorouracila f fluorouracila um análogo da pirimidina e antimetabólito que se incorpora no adn molecular e impede a síntese de adn irin irinotecano um inibidor da topoisomerase que impede a replicação do adn e ox oxaliplatina um agente antineoplásico platino que inibe a síntese e ou a reparação de adn este regime surgiu em como novo tratamento para pacientes com cancro do pâncreas metastático um estudo publicado em verificou que o folfirinox produzia a mais longa melhoria na sobrevivência de pacientes com cancro pancreático avançado na qual os pacientes viviam aproximadamente quatro meses mais tempo em relação aos que recebiam o tratamento convencional com gencitabina no entanto o folfirinox é uma combinação de fármacos potencialmente tóxica com efeitos secundários graves e que só pode ser ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/FOLFIRINOX
*  Estudo relaciona diabetes e câncer de pâncreas
... Gostaria de receber nossas atualizações diretamente em seu email. Segundo autores da maior revisão já feita sobre o tema, médicos devem considerar rastrear tumores em pessoas que desenvolvem diabetes sem uma causa óbvia. Pesquisadores australianos encontraram uma relação entre o diabetes e o câncer de pâncreas. A descoberta, publicada na última sexta-feira no periódico Annals of Surgical Oncology, foi feita a partir da revisão de 88 estudos internacionais de 1973 a 2013, realizada por médicos e matemáticos. Trata-se da maior análise registrada sobre o tema. Segundo Mehrdad Nikfarjam, especialista em fígado, pâncreas e vias biliares no Departamento de Cirurgia da Universidade de Melbourne, o câncer de pâncreas costuma ser descoberto em estágio avançado, quando é incurável. " Esse é um estudo importante que destaca para médicos e pacientes recém-diagnosticados com diabetes sem uma causa óbvia a importância de investigar câncer de pâncreas ", diz. O estudo revelou que a incidência de tumores de pâncreas ...
http://minutobiomedicina.com.br/postagens/2014/03/18/estudo-relaciona-diabetes-e-cancer-de-pancreas/
*  Cancro do pâncreas: novo teste de diagnóstico? | ALERT® ONLINE - PT
Cancro do pâncreas: novo teste de diagnóstico. Integrating the Healthcare Enterprise Certificados de interoperabilidade Agendar uma demonstração Mobile Portal de saúde. Cancro do pâncreas: novo teste de diagnóstico. Um simples teste sangu neo pode ajudar a diagnosticar o cancro do p ncreas, defende um estudo publicado na revista American Journal of Gastroenterology. Os investigadores da Universidade de Indiana, nos EUA, constataram que existem v rios microRNA, pequenas mol culas de RNA que ajudam a regular a express o gen tica, que circulam em n veis elevados no sangue dos pacientes com cancro do p ncreas. O estudo apurou que a express o aumentada do miRNA-10b, miRNA -155 e miRNA106b estava associada ao diagn stico do adenocarcinoma ductal pancre tico, o tipo de cancro maligno do p ncreas mais comum. Poder ser poss vel utilizar um teste sangu neo para fazer um rastreio aos indiv duos que apresentam um risco elevado de desenvolver cancro do p ncreas, revelou, em comunicado de imprensa, Murray Korc. O ...
http://alert-online.com/pt/news/health-portal/cancro-do-pancreas-novo-teste-de-diagnostico
*  Câncer de pâncreas
... redirecionamento cancro do pâncreas
https://pt.wikipedia.org/wiki/Câncer_de_pâncreas
*  Câncer pancreático
... redirecionamento cancro do pâncreas
https://pt.wikipedia.org/wiki/Câncer_pancreático
*  10 alimentos comuns que podem causar câncer
... Dicas sobre saúde. Dicas saúde. 10 alimentos comuns que podem causar câncer Voc est em: Home. 10 alimentos comuns que podem causar câncer Rudney. Câncer, cancer e alimentação, o que pode causar cancer. Os alimentos que aumentam as chances de termos um câncer são tão comuns quanto pensamos e fazem parte da alimentação de muitas pessoas. A declaração de que tudo provoca câncer, pode parecer um exagero popular, e algumas pessoas usam tal frase para justificar suas próprias falhas na dieta e estilo de vida, especialmente em sua relação com o risco câncer. No entanto, vários desses alimentos não trazem qualquer benefício para a saúde e podem ser eliminados da dieta. Esses alimentos podem ser excluídos da dieta, já que não colaboram em nada para a nossa saúde. Sacos de pipoca de microondas também fazem parte dos alimentos que causam câncer, pois são fabricados com produtos químicos que estão ligados ao aumento de câncer do fígado, testículos e pâncreas, além de poderem causar infertilidade. Alimentos com alto ...
http://dicassobresaude.com/10-alimentos-comuns-que-podem-causar-cancer/
*  Antineoplásicos | MedicinaNET
O tratamento com fármacos citotóxicos é modalidade de cura primária para alguns tipos de câncer, incluindo leucemias, linfomas, coriocarcinomas e câncer de testículo, mas tumores sólidos não são curáveis quando a quimioterapia é empregada isoladamente. Diversos fatores afetam a resposta à quimioterapia, tais como a carga tumoral, heterogeneidade das células tumorais, dose e resistência aos fármacos, e fatores específicos do paciente. A vantagem da quimioterapia combinada está dirigida aos diversos tipos de células que constituem um tumor e a seleção dos agentes deve levar em consideração o mecanismo de ação, a atividade antitumoral e o perfil de toxicidade de cada quimioterápico, de forma a promover um efeito sinérgico sobre o tratamento. A quimioterapia antineoplásica não deve ser iniciada até que a presença do câncer seja confirmada por diagnóstico anatomopatológico. Esta seleção tem por base diferentes metas terapêuticas; o tratamento de cura tem como alvo erradicar a doença e evitar a recorrência; o ...
http://medicinanet.com.br/conteudos/biblioteca/2810/antineoplasicos.htm
*  Categoria:Tipos de neoplasia
categoria tipos de neoplasia categoria tipos de neoplasia categoria oncologia categoria tipos de câncer categoria neoplasias
https://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:Tipos_de_neoplasia
*  Prevalência de disfunção erétil em homens e de risco para disfunção sexual em mulheres atendid
... os em clínica de insuficiência cardíaca. Prevalência de disfunção erétil em homens e de risco para disfunção sexual em mulheres atendidos em clínica de insuficiência cardíaca. Prevalência de disfunção erétil em homens e de risco para disfunção sexual em mulheres atendidos em clínica de insuficiência cardíaca. Prevalência de disfunção erétil em homens e de risco para disfunção sexual em mulheres atendidos em clínica de insuficiência cardíaca. Introdução: Estudos têm evidenciado que os distúrbios sexuais acometem mais os pacientes com insuficiência cardíaca IC do que a população em geral, porém esses dados são pouco explorados no Brasil. Objetivos: Identificar a prevalência de disfunção erétil DE em homens e estimar o risco de disfunção sexual feminina RDSF em mulheres acompanhados em ambulatório especializado de IC. Para avaliar a disfunção sexual foram utilizados dois questionários validados e adaptados, o Índice Internacional de Função Erétil e o Índice de Função Sexual Feminina. Em relação à disfunção ...
http://lume.ufrgs.br/handle/10183/35949
*  Testes de função hepática
Os níveis de albumina são reduzidos em doenças crônicas do fígado, como a cirrose. As albuminas não são consideradas um fator muito especial para detectar a função hepática, já que os fatores de coagulação veja abaixo são muito mais sensíveis. Alanina transaminase ALT, também chamada transaminase glutâmica pirúvica sérica SGPT ou TGP ou alanina aminotransferase ALAT, é uma enzima presente nos hepatócito s células do fígado. A taxa de referência é de 0 - 50 U/L na maioria dos laboratórios. Aspartato transaminase AST, também chamada de transaminase glutâmica oxalacética sérica SGOT ou TGO ou aspartato aminotransferase ASAT, é similar à ALT de modo que é outra enzima associada às células parenquimais do fígado. Está aumentada na lesão hepática aguda, mas também está presente nas hemácia s e músculos esqueléticos e cardíacos, não sendo então uma enzima específica do fígado. Se a bilirrubina direta conjugada é normal, então o problema é um excesso de bilirrubina não-conjugada. Embora razoavelmente específica para ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Testes_de_função_hepática
*  Para juíza, ato sexual consentido em relação de afeto com menor de 14 anos não é crime - Jorna
... l Águas Lindas. ARQUIVOS dez 13 nov 176 out 142 set 141 ago 163 jul 148 jun 174 mai 226 abr 175 mar 225 fev 102 jan 106 dez 97 nov 72 ago 30 jul 17 jun 1 mai 1 abr 50 mar 192 fev 93 jan 104 dez 127 nov 141 out 147 set 137 ago 177 jul 103 jun 185 mai 194 abr 209 mar 161 fev 159 jan 56 dez 38 out 1 set 57 ago 74 jul 68 jun 67. Home Brasil Destaque Goiás Para juíza, ato sexual consentido em relação de afeto com menor de 14 anos não é crime. Para juíza, ato sexual consentido em relação de afeto com menor de 14 anos não é crime. No entendimento da juíza Placidina Pires foto, da 10ª Vara Criminal da comarca de Goiânia, ao absolver um homem que namorou e manteve relações sexuais com uma jovem de 13 anos em relações de afeto entre jovens namorados, a conjunção carnal consentida não ofende a dignidade sexual da vítima menor de 14 anos. Contudo, a magistrada disse que não se mostrou suficiente para resolver os problemas quanto à evolução da moral sexual da sociedade ou evitar debates nas cortes brasileiras em ...
http://jornalaguaslindas.com.br/2016/03/para-juiza-ato-sexual-consentido-em.html
*  Predefinição:Fetichismo sexual
predefinição fetichismo sexual predefinição fetichismo sexual navbox name fetichismo sexual title fetichismo sexual group objetos fetichizados e categorias list navbox subgroup oddstyle background ddf font weight bold list ações eventos e estados list amputação anestesia fumo cócegas tightlacing fechamento total humidez daddy s girl fetichismo racial list partes do corpo list seios pés mãos umbigo nariz list ficção list vampirismo transformação list objetos e substâncias list sangue botas fraldas balões bonecas roupas látex e pvc máscaras objetos médicos calcinha meias e meia calça robô segunda pele calçados seda e cetim spandex group associações list lista de artistas de fetiche clubes moda modelo fotografia publicações subcultura fetichismo sexual
https://pt.wikipedia.org/wiki/Predefinição:Fetichismo_sexual
*  Princípios de Bioinformática- programa
princípios de bioinformática programa apresentação local período horário programa docente apoio inscritos contato follow up software princípios de bioinformática sembio programa bancos de dados de sequências de genes proteínas estruturas e genomas generalidades foco no genbank ncbi encontrando uma sequência de um gene de interesse arquivando os resultados família blast conceitos procurando sequências similares blastn blastp e blastx apresentações diversas dos resultados criando a analisando um dendrograma com uma filogenia hipotética
https://ufpe.br/biolmol/sembio2007/programa.htm
*  Enzimas hepáticas
... redirect testes de função hepática
https://pt.wikipedia.org/wiki/Enzimas_hepáticas
*  Vivus
... é uma pequena indústria farmacêutica estabelecida em mountain view california que trabalha com produtos para obesidade sono e saúde sexual vivus desenvolveu um fármaco para disfunção sexual aprovado pelo fda chamado comercialmente de stendra avanafil ligações externas categoria empresas farmacêuticas
https://pt.wikipedia.org/wiki/Vivus
*  Circulação entero-hepática
circulação entero hepática circulação entero hepática a circulação entero hepática é a circulação dos ácidos biliares bilirrubina drogas ou outras substâncias a partir do fígado para a bile seguido da entrada no intestino delgado a absorção pelo enterócito e transporte de volta para o fígado kuntz erwin hepatology textbook and atlas germany springer p isbn categoria sistema digestivo
https://pt.wikipedia.org/wiki/Circulação_entero-hepática
*  Perfil clinicoepidemiológico dos melanomas cutâneos em duas instituições de referência na cidad
... e de Manaus, Brasil. . . . Servicios Personalizados. Revista. SciELO Analytics. Google Scholar H5M5. Articulo. Inglés pdf. Portugués pdf. Inglés epdf. Portugués epdf. Articulo en XML. Referencias del artículo. Como citar este artículo. SciELO Analytics. Traducción automática. Indicadores. Indicadores de salud Citado por SciELO. Accesos. Links relacionados. Citado por Google. Similares en SciELO. Similares en Google. Compartir. Otros. Permalink. Anais Brasileiros de Dermatologia. versión impresa ISSN 0365-0596. Resumen. CHIBA, Fabiano Bandeira et al. Perfil clinicoepidemiológico dos melanomas cutâneos em duas instituições de referência na cidade de Manaus, Brasil. An. Bras. Dermatol. 2011, vol.86, n.6, pp.1239-1241. ISSN 0365-0596. http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962011000600036. O conhecimento da frequência e das características clinicoepidemiológicas do melanoma cutâneo nas diversas regiões do Brasil é importante para avaliar a magnitude do problema e direcionar adequadamente as ações de saúde. Neste ...
http://scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0365-05962011000600036&lng=es&nrm=iso&tlng=pt
*  Bloqueador não oferece proteção total contra câncer de pele, diz estudo | O Jornal de Hoje
Bloqueador não oferece proteção total contra câncer de pele, diz estudo. Bloqueador não oferece proteção total contra câncer de pele, diz estudo É sabido que a exposição ao sol é um dos principais fatores de risco desse tipo de câncer de pele Foto: Divulgação Um estudo britânico recém-publicado faz um alerta para quem acha que, usando protetor solar, está totalmente protegido do câncer de pele. Segundo pesquisadores da Universidade de Manchester, não se deve confiar apenas no bloqueador como forma de prevenção de melanomas um tipo maligno de câncer de pele. Publicada na revista Nature, a pesquisa feita em animais revelou detalhes sobre como os raios UV deixam as células epiteliais mais suscetíveis ao câncer. É sabido que a exposição ao sol é um dos principais fatores de risco desse tipo de câncer de pele. Perigo No estudo, os cientistas investigaram os efeitos dos raios UV na pele de camundongos para verificar a ação do protetor contra o câncer. Acima de tudo, esse estudo traz provas de que os bloqueadores ...
http://jornaldehoje.com.br/bloqueador-nao-oferece-protecao-total-contra-cancer-de-pele-diz-estudo/
*  Perguntas e respostas que podem ajudar você a prevenir o câncer de pele | Vida | Acritica.com - Ma
A exposição ao sol é um fator de risco muito importante no desenvolvimento do câncer de pele foto: reprodução. A verdade é que o câncer de pele é a forma mais comum de câncer no mundo e uma das principais causas de morte. O melanoma é a forma mais fatal de câncer de pele, porque ele tende a se disseminar e atingir outros órgãos. No caso de um melanoma mais denso grosso, volumoso, confinado na pele, mas que ainda não se disseminou para os gânglios linfáticos ou para outro órgão do corpo em estágio 2, a cura também é possível – a probabilidade de cura é de 70 a 80%. A exposição ao sol é um fator de risco muito importante no desenvolvimento do câncer de pele. No entanto, muitos médicos concordam que é importante minimizar a exposição ao sol na vida adulta, porque isso reduz ainda mais o risco de câncer de pele. Mas, pessoas com pele mais escura, como latinos, asiáticos e afro-americanos também podem ter câncer de pele, embora o risco seja menor. É recomendável que qualquer pessoa, desde a que está entrando na ...
http://acritica.uol.com.br/vida/Manaus-Amazonas-Amazonia-saude-cancer_de_pele-perguntas-respostas-doencas-verao-sol-exposicao_0_1075092511.html
*  Cientistas usam vírus da herpes para curar câncer de pele
... O vírus da herpes modificado é inofensivo para células normais mas, quando injetado em tumores, se replica e libera substâncias que ajudam a combater o câncer. Resultados de testes divulgados na publicação científica Journal of Clinical Oncology mostram que a terapia pode aumentar a sobrevivência dos pacientes por anos — mas apenas para alguns portadores de melanoma, o tipo mais grave de câncer de pele. Seria também o primeiro tratamento para melanoma que usa um vírus. "Há um crescente entusiasmo com o uso de tratamentos virais como T-Vec para o câncer, porque eles podem lançar um ataque duplo nos tumores — matando células cancerígenas diretamente e colocando o sistema imunológico contra elas", diz o coordenador dos testes no Reino Unido, Kevin Harrington, do Instituto de Pesquisa do Câncer, em Londres. "E, como o tratamento viral pode ter como alvo células cancerígenas especificamente, há uma tendência a ter menos efeitos colaterais que a quimioterapia tradicional ou algumas das novas imunoterapias." ...
http://minutofarmacia.com.br/postagens/2015/06/24/cientistas-usam-virus-da-herpes-para-curar-cancer-de-pele/
*  Cancro da pele
... redirect câncer de pele
https://pt.wikipedia.org/wiki/Cancro_da_pele
*  POSOLOGIA DE DRAMIN B6 - Bula DRAMIN B6
A posologia é de 1,25 mg de dimenidrinato/kg de peso corporal. A posologia diária máxima recomendada para é de 75 mg/dia para crianças menores de 6 anos, de 150 mg para crianças de 6 a 12 anos e de 400 mg para adultos acima de 12 anos. DRAMIN® B6 comprimido revestido: Adultos acima de 12 anos: 1 a 2 comprimidos 50 a 100 mg de dimenidrinato, a cada 4 horas, não excedendo 400 mg de dimenidrinato nas 24 horas. DRAMIN® B6 solução oral gotas : Adultos e crianças a partir de 2 anos de idade: 1 gota/kg de peso corporal equivalente a 1,25 mg de dimenidrinato/kg ou a critério médico, não excedendo a dose máxima diária, conforme a tabela abaixo: Faixa etária. Crianças de 2 a 6 anos. 1 gota/kg a cada 6 a 8 horas, não excedendo 60 gotas 75 mg em 24 horas. Crianças de 6 a 12 anos. 1 gota/kg a cada 6 a 8 horas, não excedendo 120 gotas 150 mg em 24 horas. Adultos acima de 12 anos. 1 gota/kg a cada 4 a 6 horas, não excedendo 320 gotas 400 mg em 24 horas. Não administre medicamentos diretamente na boca das crianças, utilize ...
http://medicinanet.com.br/bula/detalhes/2086/posologia_dramin_b6.htm
*  Questão 54701 - Parte Geral - Medicina
Questões de Concursos. Entrar com Facebook ou entre com seu email Email... Manter-me logado Esqueci minha senha Entrar. Cadastrar com Facebook ou cadastre-se com seu email Nome... Deseja receber novidades, ofertas e comunicados da Rota. Não Li e concordo com o termo de uso e política de privacidade. Questões de Concursos. Na insuficiência hepática aguda, o transplante hepático deve ser considerado nas seguintes situações,EXCETO:. B doença de Wilson. E coma profundo. Ver resposta da questão. Resolva essa e outras questões dessa disciplina clicando no botão abaixo. Crie o seu próprio simulado de Medicina. Ver assuntos dessa disciplina. Questão 1087 de 1201 Ir para a questão. Mostrar mais. Mostrar mais. Mostrar mais. Mostrar mais. Mostrar mais. Mostrar mais. Legislação dos Órgãos Federais, Estaduais, Distritais e Municipais e dos Órgãos Internacionais 12993. Regimento Interno dos Órgãos - Por favor, verifique na matéria Legislação dos Órgãos Federais, Estaduais, Distritais e Municipais 3. Associação Educacional ...
http://rotadosconcursos.com.br/questoes-de-concursos/medicina-parte-geral/54701
*  Abcesso hepático amébico
... redirect disenteria amébica
https://pt.wikipedia.org/wiki/Abcesso_hepático_amébico
*  Abscesso hepático amébico
... redirect disenteria amébica
https://pt.wikipedia.org/wiki/Abscesso_hepático_amébico
*  Doença hepática alcoólica
{{Info/Patologia Nome = Doença hepática alcoólica Imagem = Alcoholic hepatitis.jpg Legenda = Microscopia do fígado mostrando mudança gordurosa, necrose celular e corpos de Mallory |DiseasesDB = |CID10 = |CID9 = A 'doença hepática alcoólica' 'DHA' ou 'hepatopatia alcoólica' é a principal causa de doença hepática nos países ocidentais nos países asiáticos, a hepatite viral é a principal causa. A alteração gordurosa ou esteatose é o acúmulo de gordura nas células do fígado que pode ser visto sob o microscópio como glóbulos de gordura. O alcoolismo causa grandes globulos de gordura esteatose macrovesicular. Pequenos globulos de gordura possuem diversas causas. Outras causas da esteatose macrovesicular incluem a diabetes, obesidade e inanição. A mudança gordurosa alcoólica é provavelmente relacionada à dose consumida. Algumas pessoas adquirem uma hepatite aguda ou uma reação inflamatória às células afetas pela mudança gordurosa. Algumas pessoas parecem ser mais propensas de ter essa reação do que outras. Isso é ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Doença_hepática_alcoólica
*  VICK PYRENA CANELA/MACA 5 GRAMAS - CallFarma
Televendas: 41 3075-8050 0 itens Bem vindo, Faça seu login ou cadastre-se aqui. Veja mais. Veja mais. Anti-idade Fator de Proteção 100 Fator de Proteçao 15 Veja mais. Veja mais. Acessórios Anti-sépticos Veja mais. ADVERTÊNCIA DE USO: Se persistirem os sintomas, o médico deverá ser consultado. Outras Informações O paracetamol, princípio ativo deste medicamento, eleva o limiar da dor e regula a temperatura através de sua ação no sistema nervoso. Indicação Vick Pyrena® é destinado ao alívio da dor de cabeça, febre e dores no corpo, associados à gripe. Contra-Indicação Vick Pyrena® é contra indicado para pacientes alérgicos ao paracetamol ou a qualquer componente do produto. Se você está grávida ou amamentando, consulte um médico antes de usar este medicamento. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião dentista. É aconselhável cuidado na administração de paracetamol em pacientes com função hepática comprometida incluindo aqueles com doença hepática ...
https://callfarma.com.br/produto/14079vickpyrenacanelamaca5gramas
*  Cancro do rim
O cânceres renais representam 2 a 3% de todos os cânceres e são duas vezes mais comum entre homens, geralmente o diagnóstico é entre os 40 e 60 anos e é um pouco mais comum entre negros e pardos. miniaturadaimagem|Carcinoma renal de células claras, vistos ao microscópio tingidos com H&E. Primários http //www.cancer.org/cancer/kidneycancer/detailedguide/kidney-cancer-adult-what-is-kidney-cancer http://www.seom.org/es/informacion-sobre-el-cancer/info-tipos-cancer/genitourinario/renal?start=3#content Carcinoma de células renais 90% dos casos Carcinoma de células claras 60 a 80% dos casos : Genético e mais comum em homens com mais de 60 anos. Podem ser classificados em crescimento lento grau 1 até crescimento rápido grau 4. Carcinoma papilar ou cromofílico 10 a 15% dos casos : O tipo 1 é menos agressivo e o tipo 2 mais agressivo. Podem ser tratados de forma similar ao de células claras. Carcinoma renal cromófobo /oncocitoma 4 a 5% dos casos : O menos agressivo, tem crescimento lento e dificilmente se dissemina. ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Cancro_do_rim
*  .. Quais os sintomas do Câncer de intestino? .. Principais sintomas de Câncer de intestino delgad
Quais os sintomas do Câncer de intestino. Conheça os principais sintomas do Câncer de intestino delgado, que é raro, e do Câncer de intestino grosso, infelizmente bastante comum. Mais antigos até mesmo que o vírus HIV, os tumores malignos atuam de modo inexplicável e podem acometer qualquer pessoa, sendo seus sintomas e até mesmo seu tratamento terríveis e penosos, o que causa muita dor ao paciente e mesmo à família do paciente. Saiba mais sobre essa terrível doença. Principais sintomas de Câncer de intestino delgado. Uma informação importante sobre essa doença e que pode tranquilizar muitas pessoas ansiosas é que essa é uma doença rara, não sendo tão comum. Quando se manifesta, a doença apresenta sintomas ligadas diretamente ao funcionamento do intestino, o que pode causar uma mudança neste comportamento. As idas ao banheiro também são marcadas por sangramentos intestinais e pela mudança da coloração das fezes, que se tornam pretas. Principais sintomas de Câncer de intestino grosso. Agora, se o Câncer no ...
http://clika.me/quais-os-sintomas-do-cancer-de-intestino/
*  Câncer de rim
... redirect cancro do rim
https://pt.wikipedia.org/wiki/Câncer_de_rim
*  Câncer do rim
... redirect cancro do rim
https://pt.wikipedia.org/wiki/Câncer_do_rim
*  Câncer renal
... redirect cancro do rim
https://pt.wikipedia.org/wiki/Câncer_renal
*  Categoria:Neoplasias malignas
categoria neoplasias malignas categoria neoplasias malignas categoria neoplasias categoria tipos de neoplasia
https://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:Neoplasias_malignas
*  Hepatócito
... image secção de um fígado humano mostrando os hepatócitos os hepatócitos são células encontradas no fígado capazes de sintetizar proteínas usadas tanto para exportação como para sua própria manutenção por isso torna se uma das células mais versáteis do organismo morfologia em sua forma poliédrica encontramos cerca de seis ou mais superfícies com diâmetro de μm este é rico em grande quantidade de mitocôndrias e algum retículo endoplasmático liso sua superfície está em contato com a parede sinusóide através do espaço de disse e superfície com vários outros hepatócitos este possui um ou dois lixos fecais alguns núcleos são poliplóides devido ao seu tamanho maior que é proporcional a plodia cada hepatócito possui aproximadamente mitocôndrias os hepatócitos constituem aproximadamente das células do fígado e são eles os responsáveis pela elaboração de bílis primaria função cerca de da proteína exportada pelo fígado é produzida pelas células de kupffer o restante é sintetizada pelos hepatócitos são os ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Hepatócito
*  Cancro da tiróide
... redirect tumor da tiroide
https://pt.wikipedia.org/wiki/Cancro_da_tiróide
*  Mulheres com cancro do pulmão podem não ter sintomas da doença | ALERT® ONLINE - PT
Mulheres com cancro do pulmão podem não ter sintomas da doença. Siga-nos em:. MyALERT® Processo Clínico Electrónico ALERT® STUDENT ALERT® para consultórios ALERT® Mobile ALERT® eLEARNING Produtos e serviços. Início Linhas de produto Novo paradigma Funcionalidades Porquê o ALERT®. Interoperabilidade. Integrating the Healthcare Enterprise Certificados de interoperabilidade Agendar uma demonstração Mobile Portal de saúde. Início Áreas de saúde Notícias de saúde Lista médica Guia médico Revista Eventos Newsletter ALERT® TV. Bastidores Clientes Conceitos Feiras MyALERT® Nos media Produtos clínicos e de facturação Testemunhos Visitas VIP à ALERT Empresa. Início Quem somos. Apresentação Introdução à ALERT Missão e valores Estrutura do grupo Fundador Reconhecimento Normas e certificações Clientes. Clientes de referência Serviços ao cliente Testemunhos Parceiros. Notícias ALERT nos média Eventos Galeria. Imagens Vídeos Publicações. ALERT News Introdução à ALERT Outras publicações Oportunidades de emprego Newsletter ...
http://alert-online.com/pt/news/health-portal/mulheres-com-cancro-do-pulmao-podem-nao-ter-sintomas-da-doenca
*  Cancro do pulmão
... redirect câncer de pulmão
https://pt.wikipedia.org/wiki/Cancro_do_pulmão
*  ➤ Proteger Sua Casa Com Um Sistema De Segurança
... Proteger Sua Casa Com Um Sistema De Segurança Esta é uma tradução automática melhorada deste artigo. 2 Se, infelizmente, um ladrão consegue quebrar em sua casa, recebendo a ajuda é essencial a coisa mais a fazer. Sem ajuda, alguém de sua família podem se machucar, ou pior, mortos. Com um sistema instalado em sua casa, você será capaz de obter alguma ajuda o mais rápido possível, antes que sua família é posta em perigo. 3 Situações perigosas estão por todo o lugar e pode acontecer até mesmo em sua casa. Um sistema de segurança é útil não só contra os assaltantes, mas também em caso de incêndio e de fumo, níveis elevados de monóxido de carbono ou mesmo inesperadas, emergências médicas. 4 A segurança de sua família é mais importante do que qualquer outra coisa e porque é impossível estar ao lado deles o tempo todo, um sistema de segurança é a escolha certa. Ter uma casa protegida, irá manter todos na casa segura enquanto você estiver fora da cidade. Alarme, Bem-Sucedida Invasão, Casa Segura, Colocando Em ...
http://pt.mustknowhow.com/tag/proteger-sua-casa-com-um-sistema-de-seguranca
*  Dra. Sandra Bergesch » queimar calorias
Tags anfepramona atividade fisica calorias carboidratos clinica de emagrecimento culinária diet culinária light depressão dica de emagrecimento dieta dieta com baixo teor de carboidratos dieta de emagrecimento Dieta Dukan dieta emagrecimento dieta low carb dieta para emagrecer dieta para perder peso dieta perder barriga emagrecer emagrecimento excesso de peso femproporex ganho de peso gordura abdominal insulina Mazindol menopausa molho light obesidade obesos perda de peso perder barriga perder peso proibição dos remédios para emagrecer receitas diet receitas light remédios para emagrecer serotonina sibutramina tabela de calorias topiramato tratamento da obesidade tratamento de emagrecimento vontade de comer doces Xenical Localização. Uma xícara de café pode aumentar o metabolismo basal. Esta diminuição da musculatura está associada ao declínio do metabolismo basal MB. Tags: café, cafeína, declínio do metabolismo basal, emagrecimento, massa muscular, metabolismo basal, perda de massa muscular, queima de ...
http://drasandrabergesch.com.br/blog/tag/queimar-calorias/
*  Corpo basal
corpo basal corpo basal thumb right diagrama esquemático do flagelo eucariótico axonema membrana célula ift transporte intraflagelar corpo de basal cruz do flagelo tripletes de microtúbulos do corpo basal corpo basal é a terceira porção do flagelo que liga o flagelo à parede celular e à membrana plasmática o corpo basal é composto de uma pequena haste central inserida em uma série de aneis gerard j tortora artmed isbn p uma função principal do corpo basal é servir como um molde para a iniciação da montagem axonemal e como um ponto de ancoragem para a ligação dos cílios com o citoesqueleto geoffrey howard bourne elsevier isbn p regulação da produção basal do corpo e da orientação espacial é uma função do de ligação de nucleotídeos domínio dos gama tubulina y shang c c tsao and m a gorovsky mutational analyses reveal a novel function of the nucleotide binding domain of gamma tubulin in the regulation of ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Corpo_basal
*  My Biology: Métodos Contraceptivos Naturais- Método da Temperatura Basal
... Métodos Contraceptivos Naturais- Método da Temperatura Basal. Antes da ovulação, que corresponde ao período fértil, a temperatura basal corporal permanece em nível baixo, temperatura estável. Assim sendo, a ovulação fase fértil corresponde à temperatura mais baixa. É um método que pode falhar pois os dias antes da ovulação já são férteis e não podemos detecta-los através da temperatura, e a temperatura basal pode subir por outros motivos que não a fase de ovulação. Deve-se ficar a conhecer qual a sua variação normal de temperatura basal; - A temperatura deve ser registada num gráfico durante dois ou mais ciclos menstruais, o qual nos permite ver que a uma determinada altura a temperatura sobe ligeiramente após a ovulação e mantém-se mais ou menos nessa temperatura até a próxima menstruação; - Abster-se de relações sexuais durante a primeira fase do ciclo antes da ovulação e até a manhã do quarto dia fim do período fértil, em que se verifica a quarta temperatura acima da linha base; - Registar no gráfico ...
http://aureliepinto1990.blogspot.com/2007/10/mtodos-contraceptivos-naturais-mtodo-da.html
*  Ducto estriado
Os ductos intercalares continuam-se com os 'ductos estriados'. Os ductos estriados são revestidos por células cilíndricas que apresentam seus núcleos centralmente localizados e citoplasma intensamente eosinófilo, o que torna os ductos estriados reconhecível em cortes corados por H & E. Os ductos estriados recebem a denominação devido à proeminente estriação basal, aspecto mais característico de tais células. Essas estriações são observadas pela microscopia eletrônica como profundas indentações na porção basal da membrana plasmática da célula. Elas também se estendem para as bordas laterias por meio de uma série de prologamentos, os quais possuem extensões secundárias complexas. Os prologamentos laterais interdigitam-se de forma altamente complexa com as células adjacentes e, ao mesmo tempo, fornecem um grande aumento de área de superfície à membrana plasmática basal. Muitas mitocôndrias alongadas são dispostas no citoplasma entre as pregas e em relação ao longo eixo delas. A superfície luminal da célula ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Ducto_estriado
*  Transaminase glutâmico-oxalacética
... A 'transaminase glutâmico oxalacética' TGO, também chamada de 'aspartato aminotransferase' AST e antigamente chamada de 'transaminase glutâmico-oxalacética' do soro, é uma enzima transaminase que catalisa a conversão da porção nitrogenada de um aminoácido para um resíduo de aminoácido. Mas deve ser enfatizado que ter níveis mais altos que o normal dessas enzimas não indica, necessariamente, uma doença hepática estabelecida. A interpretação dos níveis altos de TGO e TGP depende do quadro clínico em geral e assim é melhor que isso seja determinado por médicos experimentados em hepatologia. Isso acontece nas hepatite s agudas A ou B, no dano pronunciado infligido por toxina s como o de uma overdose de paracetamol 'Tylenol', ou quando o fígado é privado de sangue fresco, que traz oxigênio e nutrientes. As transaminases, nessas situações, podem variar de dez vezes os limites superiores do normal para milhares de unidades por mililitro. A causa mais comum de moderadas elevações dessas enzimas é o fígado ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Transaminase_glutâmico-oxalacética
*  O que são as calorias? Elas são sempre algo nocivo à saúde? - Cassilândia News
“…o principal estímulo à ingestão de alimentos é a necessidade do ser humano em manter um suprimento apropriado de energia e esse estímulo, por alguns chamado de “apetite””. O processo é cíclico, mas consideremos que o principal estímulo à ingestão de alimentos é a necessidade do ser humano em manter um suprimento apropriado de energia e esse estímulo, por alguns chamado de “apetite” e, muitas vezes, associado ou não ao estímulo fisiológico da fome outro processo metabólico com inúmeros interferentes que iremos tratar em outro momento, interfere na ingestão de todos os outros nutrientes. O equilíbrio de energia pode ser definido como a resultante zero entre a ingestão de alimentos, bebidas e suplementos e seu consumo, pelo metabolismo basal, efeito térmico do alimento e a atividade física voluntária. Ou seja, “quanto eu consumo de energia e quanto eu gasto/aproveito desta”, seria a balança do equilíbrio energético. O desempenho das atividades cotidianas e o estado de saúde dos indivíduos dependem, entre ...
http://cassilandianoticias.com.br/ultimas-noticias/o-que-sao-as-calorias-elas-sao-sempre-algo-nocivo-a-saude
*  Estratificado Pavimentoso Queratinizado - Estratificado Pavimentoso Queratinizado
Esse epitélio é formado por um número variável de camadas celulares, e é encontrado na pele. As células mais abundantes nesse epitélio são os queratinócitos, que se organizam em cinco camadas: basal, espinhosa, granulosa, lúcida e córnea – cada uma com características próprias:. As células da camada basal apresentam morfologia cuboide com núcleo esférico central e repousam sobre a membrana basal que separa epiderme da derme. As células da camada espinhosa são ligeiramente achatadas com núcleo central, citoplasma com filamentos de queratina que se se aproximam e se mantem unidos com os das células adjacentes por meio de desmosomos, o que confere a cada célula um aspecto espinhoso. As células da camada granulosa são poligonais achatadas, núcleo central e citoplasma carregado de grânulos basófilos de querato-hialina e grânulos lamelares, esses últimos, visualizado apenas na microscopia eletrônica, são importantes na formação de uma barreira contra a penetração de substâncias e para tornar a pele impermeável à ...
http://projetos.unioeste.br/projetos/microscopio/index.php?option=com_phocagallery&view=category&id=31&Itemid=113
*  Charnia
O gênero Charnia foi nomeado em homenagem à Floresta Charnwood em Leicestershire, Inglaterra , onde o primeiro espécime fossilizado foi encontrado. Antes de sua descoberta, achava-se que não existiam formas de vida no período que hoje é chamado de Pré-Cambriano. O achado feito por um estudante surpreendeu os geólogos, estimulando-os instantaneamente a procurar por fósseis em rochas mais antigas. Graças a esse entusiasmo, foi descoberta uma nova gama de animais conhecida como '''Biota ediacarana''' ou '''Biota vendiana'''. Alguns cientistas acreditam que essa fauna deu origem a alguns grupos de animais existentes hoje, outros que ela desapareceu sem deixar descendentes. Pensava-se que Charnia era uma alga ou planta primitiva câmbrica, mas agora acha-se que ela era um misterioso animal Ediacarano. Por mais que ela se assemelhasse com uma Pennatulacea , Charnia era um animal fractal, por isso não poderia ter desenvolvido órgãos que os animais hoje vivos possuem. De acordo com uma hipótese atualmente popular, ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Charnia
*  Scaphopoda
... do grego skaphe bote pous podos pé é uma classe de molusco s marinhos caracterizada pela presença de uma concha carbonatada em forma de cone e aberta dos dois lados a maioria das espécies é pequena as maiores medem cm de comprimento e tem modo de vida bentónico a concha destes organismos é ligeiramente recurvada lembrando as presas de um elefante apresenta duas aberturas uma basal mais larga e a outra terminal bem mais estreita as partes moles do animal estão confinadas à concha o pé é alongado cilíndrico e pontiagudo e usado para cavar fixando o molusco na areia da abertura basal da concha junto do pé saem vários tentáculos denominados captáculos que funcionam como órgãos tácteis e adesivos para apreensão de alimentos não existe cabeça nem sistema circulatório organizado os escafópodes alimentam se de detritos microscópicos existentes no fundo do oceano e de pequenos organismos como foraminífero s os primeiros registos geológicos da ordem scaphopoda surgiram no ordovícico esta foi a última classe de ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Scaphopoda
*  Câncer no ovário sintomas
... Para mais informações sobre o câncer de ovário, acompanhe este artigo e fique por dentro das causas, curiosidades e sintomas da doença. Câncer no ovário. O câncer no ovário, é uma das doenças atuais que afetam mulheres de todas as idades que já tenham iniciado seu ciclo menstrual. Para entender melhor, você precisa saber que o ovário é o principal reprodutor de óvulos, responsáveis pela reprodução humana e quando encontram o espermatozoide masculino, produzem. Quando ocorre de acontecer o câncer no ovário, todo órgão reprodutor fica frágil e debilitado. Exames distintos devem ser feitos, e o tratamento adequado só pode ser orientado por um médico especialista. As causas do câncer não exatamente tem existência ou fundamento. O que os especialistas afirmam é que as células cancerígenas nascem conosco e com o passar dos anos podem ou não se desenvolver. Algumas fortes emoções ou outras doenças também ajudam no desenvolvimento dessas células. Um dos estudos relacionados ao câncer de ovário, constatou que ...
http://dicasfree.com/cancer-no-ovario-sintomas/
*  Câncer de ovário: Faz com que, fatores de risco, sintomas, tratamento e prevenção - O Blog de sa
... úde. Câncer de ovário é muitas vezes chamado de assassino silencioso porque muitas vezes não há nenhum sintoma até que a doença progrediu para um estágio avançado, e pode ser tarde demais para um tratamento. Quando ouvimos dizer que muitas mulheres têm problemas com esta doença, é normal que queremos aprender tanto quanto sobre o câncer de ovário quanto possível. Os fatores de risco para câncer de ovário Qualquer mulher que tem um ou mais parentes de primeiro grau mãe, irmã, filha com ovário ou câncer de mama, você está em risco de desenvolver câncer de ovário. Esta é uma figura geral e situações individuais variam, Porque as taxas de sobrevivência para 5 anos podem cair abaixo deste nível, Porque as mulheres com um prognóstico menos favorável devido a problemas de saúde geral, a idade ou o tipo de tumor que tem. Estágio 4 É compreensível que as estatísticas de sobrevivência são baixas para o palco 4 câncer de ovário do que eles são para o palco 3, onde as estatísticas variam um pouco entre relatórios. ...
https://elblogdelasalud.info/pt/cancer-de-ovario-causas-factores-de-riesgo-sintomas-tratamiento-y-prevencion/20737

Carcinógeno: Carcinógeno, também chamado de cancerígeno ou é a qualidade daquilo capaz de provocar ou estimular o aparecimento de carcinomas ou câncer em um organismo.Dicionário UNESP do português contemporâneo.HepatocarcinomaEverolimoEspaço de Disse: thumbClassificação de Child-Pugh: Na medicina (gastroenterologia), a classificação de Child-Pugh, também conhecida como classificação de Child-Turcotte-Pugh, é usada para avaliar o prognóstico da doença hepática crônica, principalmente da cirrose. Embora tenha sido usado originalmente para predizer a mortalidade durante a cirurgia, a escala é usada atualmente para determinar o prognóstico, assim como a necessidade de transplante hepático.Fígado gordurosoPancreatoblastomaAbscesso amebiano: Abscessos amebianos ocorrem se os parasitas (Entamoeba histolytica) se disseminarem para além do trato gastrointestinal. No fígado, destroem hepatócitos até o sistema imune controlar a sua proliferação pela formação de um abscesso, que por vezes cresce e pode levar a problemas hepáticos.Neoplasia mucinosa papilar intraductalTumor da tiroideIpilimumabAlanina aminotransferase: A alanina aminotransferase (ALT), ou alanina transaminase, também conhecida como transaminase glutâmico pirúvica (TGP), é uma enzima transaminase.Neoplasia cística mucinosa do pâncreas: Neoplasias císticas mucinosas pancreáticas ou tumores císticos mucinosos são um grupo de neoplasias císticas que se formam no pâncreas.Marcador tumoral: Marcador tumoral é uma substância encontrada no sangue, urina ou tecidos biológicos que numa concentração superior a um determinado nível pode indicar a existência de um câncer. .AdenomaCorpo de psammoma: Corpo de psammoma ou corpo psammoma (do grego ψάμμος psámmos, areia) é um termo médico para calcificações microscópicas encontradas em alguns tumores benignos e malignos(câncer) e em alguns processos inflamatórios crônicos. http://www.Tecido mole: O termo tecido mole se refere à classe de tecidos animais com matriz extracelular rica em fibras de colágeno e elastina. Os tecidos moles possuem propriedades estruturais, pois transmitem forças, e realizam grandes deformações.

Qual a principal relação do surgimento de neoplasias com a idade do indivíduo?


Valor alto de Ca19.9 (80) só está associado a neoplasias ou podem indicar a presença de outras patologias?


o q quer dizer : valores elevados de hormônios em neoplasias de células germinativas e tumores trofoblásticos?


  • fiz o teste BHCG, deu positivo, mas pode não ser gravidez, visto serem encontrados valores elevados de hormônios em neoplasias de células germinativas, tumores trofoblásticos ( mola hidatiforme - mola parcial e coriocarcinoma).
  • Amiga, quer dizer exatamente o que está escrito. Todo mundo que faz a dosagem do beta-hcg e tem um resultado elevado, tanto pode estar grávida quanto pode ter neoplasias de células germinativas ou tumores trofoblásticos (mola hidatiforme - mola parcial e coriocarcinoma). Com certeza esse é um texto padrão que sai em todos os resultados de beta-hcg feitos no laboratório onde você fez o exame. Agora faça a ultrassonografia. Boa sorte.


existem neoplasias benignas?


Neoplasias malígnas e benígnas mamárias. Pode falar sobre esse assunto?


auto hemoterapia em neoplasias?


alguem ai tem um relatorio sobre neoplasias?mande p/ mim franck_nett@hotmail.com?


O uso de Clomid caracterizará certamente uma gravidez???


  • Descartando a hipótese de neoplasias, cistos, obstrução de trompas, etc... Quero saber se a administração de Clomid é um tratamento certo para quem quer engravidar?
  • Olha, varia muito de mulher pra mulher, minha irma tomou e engravidou logo no primero ciclo, ja comigo foi diferente, tomei por 2 ciclos e ainda nao consegui engravidar, entao consulte se medico para saber se vc realmente precisa tomar! Boa Sorte querida!!!